Igreja leva futsal às Ilhas Salomão como projeto social, e país se classifica para a Copa do Mundo

0

Uma iniciativa missionária garantiu a presença da seleção de futsal das Ilhas Salomão na Copa do Mundo da modalidade, que acontece na Colômbia durante este mês de setembro.

O pequeno país da Oceania é tido como um dos mais pobres da região, com registro de graves casos de corrupção. Por lá, não existe incentivo ao esporte, e no caso do futsal, não há quadras ou equipamentos para a prática da modalidade, como chuteiras adequadas.

No entanto, um projeto encampado pela Igreja Batista Dural, da Austrália, ajudou os salomônicos a descobrirem o esporte. O casal de missionários Brian e Sarah Codrington desembarcou no arquipélago com população de 561 mil pessoas em dezembro de 2000, com a incumbência de iniciar uma igreja e ajudar famílias.

As Ilhas Salomão passaram por um período de intensos conflitos civis, que resultaram na morte de milhares de jovens. Os sobreviventes, no entanto, precisavam lidar com a falta de esperança no futuro.


Assim, Brian e Sarah apresentaram o esporte como forma de inclusão social e abertura de relacionamento, para que então, pregassem o Evangelho. A ideia resultou em um belo resultado, com muitos jovens reencontrando propósitos para suas vidas e a difusão da modalidade no país.

“Tem sido uma experiência muito gratificante ver as crianças sendo retiradas das ruas e envolvidas no esporte. Jovens líderes indígenas foram treinados para serem treinadores, árbitros e administradores. Um novo foco foi instigado nos jovens. Muitos puderam compreender que Deus tem um plano e um propósito para suas vidas e, como resultado disso, estão cheios de esperança para o futuro”, resume uma publicação no site da denominação.

Uma empresa patrocinou a viagem dos jogadores da seleção salomônica e permitiu a experiência inédita. Na chegada, fizeram um amistoso contra a Seleção Brasileira, pentacampeã da modalidade, e perderam de 18 a 0.

Na fase de grupos, as Ilhas Salomão jogaram contra a Costa Rica, perdendo de 4 x 2; Argentina, derrota por 7 x 3; e finalmente, Cazaquistão, quando caíram por 10 x 0.

Porém, de acordo com a ESPN, os jogadores consideram uma vitória para o país a oportunidade de disputar a Copa do Mundo de Futsal, já que há 16 anos o esporte não era praticado nas Ilhas Salomão.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA