Ministério das Relações Exteriores cancelará passaportes diplomáticos de líderes evangélicos

6

A Advocacia Geral da União (AGU) analisou a situação dos passaportes diplomáticos concedidos a líderes religiosos e decidiu que o Ministério das Relações Exteriores não deverá mais conceder esses benefícios a sacerdotes.

Semanas atrás, a Justiça Federal de São Paulo suspendeu em decisão liminar os passaportes diplomáticos renovados pelo Ministério das Relações Exteriores em junho ao missionário R. R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, e a sua esposa, Maria Magdalena.

Diante da polêmica, o Palácio do Itamaraty – sede do Ministério das Relações Exteriores – fez uma consulta à AGU sobre a legalidade da concessão dos documentos, que permite o acesso dos portadores de forma rápida e desburocratizada a países que mantém relações diplomáticas com o Brasil.

A AGU decidiu, então, que os líderes religiosos não se encaixam na lei que regulamenta os passaportes diplomáticos, segundo informações do jornalista Lauro Jardim: “A condição de ‘líder religioso’, por si só, não indica ‘interesse do país’”, diz trecho do parecer.


“Acabou, portanto, a farra: religioso ou não vai ter que entrar em filas e não terá prioridade para despachar e pegar as bagagens. Desde 2011, onze passaportes diplomáticos foram concedidos a religiosos. Quatro deles eram para o religioso e sua mulher, ou seja, um total de oito”, informou Jardim.

“Desde o Império, o Itamaraty concedia tais passaportes a religiosos — mas até há pouco tempo, só representantes da Igreja Católica tinham esse privilégio. Recentemente, os evangélicos entraram na onda. Até agora, vigia no Itamaraty uma norma determinando que fossem concedidos, no máximo, dois passaportes diplomáticos por denominação religiosa”, acrescentou.


6 COMENTÁRIOS

  1. Justo. Nem Evangélicos, nem Católicos, nem qualquer outro líder religioso deve ter privilégios. Sou protestante Batista e creio que será ético se lideres Cristãos derem exemplo e não aproveitarem regalias segundo a sua posição. Coerência sempre.

  2. Gostaria que alguém de direito me esclarecesse: por que líderes religiosos, cristãos ou não, evangélicos e não-evangélicos teriam o contumaz direito de possuir Passaporte Diplomático?! Até hoje eu não entendo e não consigo obter explicação plausível para isso. Que benesses ou interesses outros, passaportes diplomáticos dão garantia para os que detém tal poder?! Qual expert entendido poderia passar excelente explicação?!?! Somos ou não um país laico, que concede pluralidade e diversidade de crenças quer religiosas e/ou filosóficas? Tão somente o Estado do Vaticano e seus funcionários é que detém esse direito, pois o Vaticano é uma pequena “Cidade Estado” dentro da capital Roma, Itália!!!!
    Por favor: quem souber responder, poderia ter o obséquio em esclarecer estas dúvidas?! Muito Obrigado!!!

  3. Levar a Palavra de Deus para o mundo não pode? Mas levar nosso dinheiro roubado do Brasil,para o mundo isto pode?

    Quem está certo Jesus Cristo ou AGU.

    Ordem de Jesus: Finalmente, apareceu Jesus aos onze, quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, porque não deram crédito aos que o tinham visto já ressucsitado. E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.(Marcos 16.14-16)

    A Advocacia Geral da União (AGU) analisou a situação dos passaportes diplomáticos concedidos a líderes religiosos e decidiu que o Ministério das Relações Exteriores não deverá mais conceder esses benefícios a sacerdotes.

  4. Levar a Palavra de Deus para o mundo não pode? Mas levar nosso dinheiro roubado do Brasil,para o mundo isto pode?

    Quem está certo Jesus Cristo ou AGU.

    Ordem de Jesus: Finalmente, apareceu Jesus aos onze, quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, porque não deram crédito aos que o tinham visto já ressucsitado. E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.(Marcos 16.14-16)

    A Advocacia Geral da União (AGU) analisou a situação dos passaportes diplomáticos concedidos a líderes religiosos e decidiu que o Ministério das Relações Exteriores não deverá mais conceder esses benefícios a sacerdotes.

  5. João Rodrigues Baia Jesus submeteu-se às leis do estado romano sem hesitação, assim Ele pagou os impostos por Si e por Pedro e disse que os impostos deveriam ser pagos a César, imperador de Roma. Eles podem sim continuar viajando como pessoas comuns que são, os privilégios diplomáticos são para as autoridades e esses pastores são autoridades só nas suas igrejas-empresas ok? Não vão pregar, vão buscar dólares lá fora. Que sejam tratados com qualquer outra pessoa , porque estrelas eles são apenas nas suas igreja, para os tolos que fazem deles seus deuses. Veja que nessa lista não consta líderes sérios como Augsto Nicodemos, Hernandes Dias Lopes e outros que pregam a verdade.

  6. João Rodrigues Baia Qual o motivo de dar esses passaportes para lideres religiosos ??
    Voce quer fazer drama, ninguem esta impedindo eles de sairem do país, mas eles vão usar passaportes comuns , como todo mundo . . .

    Não se esqueça, o estado é láico .

DEIXE UMA RESPOSTA