Jonathan Nemer, Lito Ataliaia e Juliano Son participam do Profissão Repórter sobre misturas musicais; Assista na íntegra

3

A edição de ontem, 30 de abril, do Profissão Repórter, apresentou uma matéria com artistas que realizam diversas misturas musicais, e entrevistou entre outros, o humorista Jonathan Nemer; o vocalista do Ministério Livres, Juliano Son; o rapper Lito Atalaia; e a banda de axé gospel Som e Glória.

O repórter Thiago Jock entrevistou o humorista Jonathan Nemer, conhecido no meio evangélico por suas paródias com músicas gospel. Jock ressalta que a mistura de Nemer não é exatamente musical, lembrando os vídeos humorísticos que superaram a marca de 3 milhões de visualizações.

“[Para fazer o humor, usamos] por exemplo, ‘diaconisa’, ‘profetisa’, ‘vigília’, coisa que só a gente sabe”, explicou Nemer, que também é advogado.

Sobre as críticas que recebe, Nemer demonstra não dar importância: “Não adianta nada ficar metendo o pau. O que é que estão fazendo para se aproximar dos jovens? Eu prefiro fazer um vídeo desse, que muita gente gosta, e pensa: ‘eu queria ser um crente assim’. A gente não é aqueles caras bitolados”.


Juliano Son, que lidera o Ministério Livres, foi entrevistado pela mistura de rock britânico e letras cristãs, de louvor e adoração. O músico afirmou que seu trabalho é feito para levar a mensagem bíblica para os jovens: “A gente quer conversar com o público, com essa geração […] Fui muito influenciado pela música pop, pela música de fora”, contextualizou.

“Eu fico muito impressionado quando, nas nossas tocadas, a gente percebe até crianças de oito, nove, dez anos, cantando as nossas canções, e pulando, e nos acompanhando”, disse o cantor sobre o resultado da sua mistura.

O axé do Ministério Som e Glória foi acompanhado pelo Profissão Repórter numa entrevista à uma emissora de rádio em Camaçari e a uma congregação da Igreja do Evangelho Quadrangular.

“O axé gospel é um ritmo alegre, quente, que atrai multidões, as pessoas dançam”, disse a cantora Leila Moura, uma das representantes do estilo.

Lito Atalia, rapper que mistura letras sobre a fé, com hip hop e até rock, afirmou que “o rap em si, no meio evangélico, já é uma mistura inusitada. Muita gente que, quando ouve a primeira vez, pergunta: ‘pode?’, ‘é normal?’ É uma linguagem que eu já usava antes de me converter […] Tudo que eu canto, costumo dizer que de uma forma ou de outra, a essência é sempre Deus”.

Confira a íntegra do programa acessando este link.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


3 COMENTÁRIOS

  1. Muitos que faz parte do corpo de cristo nao entenderam ainda que a adoraçao e algo espiritual muitos estao perdidos por nao terem uma base dentro da sua propia igreja porque muitos dos seus lideres tambe nao tem esse conhecimento louvor e uma adoraçao espiritual

  2. Porque na reportagem não contou o outro lado da moeda,
    e os milagres? Vidas transformadas, lares reconstruidos, drogados
    q se libertam das drogas, curas milagrosas, assistencia social, cura de pessoas
    de dpressão e tantos milagres e pegam coisas só pra difamar, a Globo
    quer desmoralizar os evangelicos, mas não vão conseguir, porque Deus
    é o dono da obra.

  3. Puxa ..quanto lamento e fico triste..em ver milhoes de pessoas usando o nome : evangelico de forma tao banalizada,sem um pingo de respeito e amor à Santissima Pessoa do Senhor Deus dos Ceus e da Terra..eu mesma que sou bastante tradicional e amo o culto racional e puro,lendo e sabendo dessa total bagunça desse bando de baderneiro,que faz vergonha para nos que somos cristãos protestantes..eu por exemplo…e uns poucos que ainda é remanescente fiel,que há os que nos chamam de fanaticos,mais só eu e outros que buscam e esperam a volta de Cristo e que sabemos do que se trata..na realidade!

  4. Puxa ..quanto lamento e fico triste..em ver milhoes de pessoas usando o nome : evangelico de forma tao banalizada,sem um pingo de respeito e amor à Santissima Pessoa do Senhor Deus dos Ceus e da Terra..eu mesma que sou bastante tradicional e amo o culto racional e puro,lendo e sabendo dessa total bagunça desse bando de baderneiro,que faz vergonha para nos que somos cristãos protestantes..eu por exemplo…e uns poucos que ainda é remanescente fiel,que há os que nos chamam de fanaticos,mais só eu e outros que buscam e esperam a volta de Cristo e que sabemos do que se trata..na realidade!

  5. A OAB é uma vergonha, com tantas injustiças
    no Brasil vão implicar com 2 frases ou palavras, é uma vergonha
    mostra a sua cara, vcs não vão se pronunciar sobre o q estão fazendo
    com a constituição.

  6. Parabens aos que estao na reportagem ( Lito , Juliano son e outros), que diferente das pessoas que
    criticam e ficam sentados nos bancos das igrejas sem fazer nada para o REINO de DEUS.
    Deus te abencoe

DEIXE UMA RESPOSTA