Jovem é espancada pelo pai após deixar o islamismo e se converter ao Evangelho

10

A tradição muçulmana reza que, se alguém criado no islamismo se converter a outra religião, essa pessoa deve ser morta. E isso quase aconteceu com Namusisi Birye, uma jovem ugandense que decidiu entregar sua vida a Cristo.

Ela havia acabado de se converter ao Evangelho quando seu pai soube da notícia. Inconformado, ele a esperava para colocar em prática o ensinamento a que foi doutrinado ao longo de toda a vida.

Quando Namusisi chegou em casa, seu pai iniciou o espancamento, de acordo com informações do site Journal Chretien. Os vizinhos interviram na situação quando ouviram os gritos da jovem, mas seu pai insistia que ela deveria ser morta.

“Meu pai tinha uma vara de madeira, e começou a me bater quando entrei em casa. Como minha mãe estava prestes a me bater também, o presidente do Conselho Local, que estava a caminho de sua casa, em Buluba, interveio para me salvar. Em seguida, alguns vizinhos que são cristãos também vieram”, contou Namusisi.


“Nossa filha deve ser morta de acordo com o Islã, porque ela se tornou apóstata. Ela nunca mais poderá ser a nossa filha”, repetia o pai de Namusisi. Durante a longa negociação para que a vida da jovem fosse poupada, os membros da igreja precisaram demover os pais a desistirem da execução.

A alternativa, então, foi sugerir ao casal que eles deserdassem a jovem. O presidente do Conselho Local, Mutaana Paul, ofereceu abrigo à jovem, temporariamente, até que ela pudesse retomar sua rotina: “Agora ela está se recuperando, após ter sido rejeitada por seus pais. Contanto que seus pais não levantem quaisquer outras queixas, vou continuar a ajudar a menina com a esperança de que alguns bons samaritanos serão tocados para ajudá-la”, afirmou Paul.

A decisão de Namusisi por Jesus aconteceu em um evento evangelístico que também enfrentou tumulto. Radicais interromperam a celebração ao verem que um de seus líderes havia sido tocado pela mensagem e decidido aceitar a Jesus Cristo como Salvador. O novo-convertido tem paradeiro incerto, e o grupo de evangelismo teme que ele tenha sido executado pelos muçulmanos.

10 COMENTÁRIOS

  1. quantos pais cristaos tb nao fizeram algo parecido?
    alias, estah na biblia.
    correcao com vara para que fique nos caminhos do senhor.
    as religioes monoteistas implicam em forcar pais a crias filhos seguidores.
    dai tanto judeus, quanto cristaos e muculmanos, usam desse artificio: a vara.

    • Falar besteira sem conhecer tem muitos, corrigir com a vara, não matar na vara:
      Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não deixes que o teu ânimo se exalte até o matar.
      Provérbios 19:18

    • Castiga teu filho com a vara e salvarás sua alma do inferno… … mas não deixes que teu ânimo se exalte até o matar. As autoridades bíblicas teriam problemas com o atual Estatuto da Criança e do Adolescente

  2. ESSA É A MELHOR RESPOSTA AO TERRORISMO ISLÂMICO! SABER E INFORMAR!

    Saiba!

    OS DOIS GRANDES MEDOS DOS RELIGIOSOS MUÇULMANOS SÃO QUE OS MUÇULMANOS COMUNS LEIAM E CONHEÇAM O ALCORÃO E A BÍBLIA

    Amados entendam e tirem proveito disso!

    E estou procurando pessoas que queiram desmistificar o Islam para os muçulmanos, se quiser, será um prazer ter você;

    ENTENDAM

    – O SEGUNDO GRANDE MEDO DOS LÍDERS RELIGIOSOS MUÇULMANOS é que o muçulmano comum leia e entenda o que realmente está escrito no Alcorão, pois a maioria deixaria de ser muçulmano. (Leia mais abaixo):

    – O PRIMEIRO GRANDE MEDO DOS LÍDERES RELIGIOSOS MUÇULMANOS é que o muçulmano comum leia e entenda a Bíblia, pois a maioria dos muçulmanos aceitaria a Jesus como Salvador. (Leia mais abaixo):

    TIREM PROVEITO
    Visto que os dois maiores medos dos líderes religiosos é que o muçulmano comum leia e compreenda tanto o Alcorão como a Bíblia, você pode tirar proveito disso, por amor ao Deus e ao muçulmano:

    – Conheça o Alcorão para que possa falar ao muçulmano o que realmente o Alcorão diz.
    – Apresente o seu conhecimento da Bíblia e de Cristo… o muçulmano quando ouve adequadamente fica extasiado e acaba aceitando a Jesus.
    – Faça isso por Cristo, com Cristo e em Cristo, (Romanos 11:36, “ Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”)

    SAIBA
    O SEGUNDO GRANDE MEDO DOS LÍDERS RELIGIOSOS MUÇULMANOS é que o muçulmano comum leia e entenda o que realmente está escrito no Alcorão, pois a maioria deixaria de ser muçulmano.
    – Você saiba que 99% dos nunca leram o Alcorão em suas línguas maternas? Eles recitam o Alcorão, muitas vezes, em árabe antigo. É o mesmo que um brasileiro recitar a Bíblia em latim. Vai entender muito pouco. Os muçulmanos NÃO ESTUDAM o Alcorão, simplesmente o recitam. Em suma, o muçulmano não sabe de fato o que diz o Alcorão.

    O ALCORÃO diz que o Planeta Terra é Plano! Muitos deixariam de crer no Alcorão como um livro divino só em saber disso! Aliás, o Alcorão é recheado de afirmações anticientíficas.

    O ALCORÃO diz, na Surata 17:1, Al Isrá, A Viagem Noturna, diz que o Profeta Maomé foi transportado de Meca para Jerusalém, lá entrou no Templo de Salomão, fez as genuflexão (oração ritmada), e depois ascendeu aos céus onde recebeu a ordem de realizar as cinco orações diárias. SÓ QUE ISSO É UMA GRANDE MENTIRA, pois na época, ano 600 dC não havia nenhum Templo ou Mesquita no local e o Templo de Salomão já tinha sido destruído nos anos 70 aC pelo General Romano Tito. Esse verso do Alcorão, bem como esse Hadith é muito conhecido pelos muçulmanos. O que eles não sabem é que NÃO existia nem Templo e nem Mesquita naquele local! Muitos ao tomarem conhecimento disso logo percebem que estavam sendo enganados por espíritos de demônios, pois Allah jamais mentira dizendo que levou o Profeta Mohmand a um lugar que simplesmente não existia mais! E, como não foi Allah que levou (ou deu um sonho que levara) o Profeta, então o profeta foi enganado por espíritos de demônios mentirosos que se passaram por Allah e logo, todo muçulmano que faz as Cinco Orações Diárias estão se submetendo a espíritos de demônios e não a Allah. Ao saberem disso, muitos muçulmanos percebem logo que o Islam é Satânico e não tem nada a ver com Allah, que é verdadeiro. Muitos abandonam o Islam, outros chegam a rasgar o Alcorão.

    Leia agora essa GRANDE MENTIRA escrita no Alcorão:
    1. Glorificado seja Aquele que, durante a noite, transportou o Seu servo, tirando-o da Sagrada Mesquita (em Makka) e levando-o à Mesquita de Alacsa (em Jerusalém), cujo recinto
    bendizemos, para mostrar-lhe alguns dos Nossos sinais. Sabei que Ele é Oniouvinte, o
    Onividente.

    QUE SABER MAIS, E PRINCIPALMENTE PARTICIAR, ENTRE EM CONTATO!


    • PAULO TARSO

      Eu já li o Alcorão em português, apesar de que eles não gostam de traduções, dizem que não ficam igual ao original em árabe, mas isso é desculpa.
      É igual à velha prática católica de proibir traduções da Bíblia, cujo original era em latim.
      Tanto um como outro não queriam que se soubesse a verdade sobre seu livro “sagrado”.
      Só existia a Bíblia em latim, que só o clero compreendia, assim o Alcorão é em árabe.

      Tente em qualquer mesquita, em qualquer lugar do mundo, ler um trecho do Alcorão em português ou inglês, mas prepare-se para correr para salvar tua vida.
      Eu vejo Lutero, aquele que traduziu a Bíblia para o alemão, como uma realização do mito grego de Prometeu, aquele que tirou o fogo dos deuses e o deu aos homens.
      A turma do Vaticano não gostou nadinha do atrevimento daquele ex-padre, o povo todo ia conhecer a Escritura em sua própria língua e ia compreender o quanto o clero o estava enganando.

      Todos os que tentaram antes de Lutero traduzir a Bíblia foram ameaçados de prisão como hereges e eventualmente serem mandados para a fogueira, só que ele tinha a proteção de nobres alemães que também estavam interessados na queda do monopólio de Roma em relação à compreensão da Bíblia e em minar o poder civil/penal do Vaticano.

      Sabendo que os agentes do papa estavam à procura dele, e que se fosse capturado seu destino era mais que certo, um grupo de amigos interceptou sua carruagem e o “sequestrou”, levando-o para um castelo onde ele começou a tarefa de traduzir a Escritura para a língua que os alemães entendiam, e que causou indizível furor na cúpula do governo do “Santo” Padre.

      Realmente, o livro dos muçulmanos é mais recitado que lido, aliás o nome “Alcorão” vem do árabe AL QURAN significa “a leitura” ou “a recitação”, sendo que AL é o artigo definido OU + QURAN, “a recitação”.

      Desde o início do islã existe um fanatismo em relação à leitura do livro, dizem que nem uma só letra pode ser acrescentada ou removida, no próprio tempo do profeta ocorriam brigas sangrentas porque um muçulmano recitava um versículo de modo diferente do padrão.

      CONTINUA

DEIXE UMA RESPOSTA