Vinte e seis líderes mundiais se unem contra terroristas do Estado Islâmico em reunião em Paris

4

Vinte e seis líderes políticos de todo o mundo se comprometeram a fazer tudo ao seu alcance para impedir atos de terrorismo do Estado islâmico. Os líderes mundiais se reuniram em Paris nesta segunda-feira (15) para formular um plano para acabar com o grupo extremista, também conhecido como ISIS.

Atualmente, os líderes discordam sobre a necessidade de tropas terreno para combater o Estado Islâmico. O presidente norte americano Barack Obama, o primeiro-ministro britânico David Cameron e outros acreditam que uma campanha de ataques aéreos irá parar os terroristas. Mas o coronel Richard Kemp, ex-comandante das forças britânicas no Afeganistão, disse que as tropas terrestres podem ser necessárias se os ataques aéreos não forem suficientes.

Enquanto acontecia o encontro, os EUA continuaram a sua campanha de ataque aéreo no Iraque. Os ataques aéreos foram os primeiros a serem lançados desde que Barack Obama falou aos norte americanos na última quarta-feira (10) sobre a ofensiva contra o Estado Islâmico. De acordo com o The Christian Post, os EUA realizaram 160 ataques aéreos no Iraque desde agosto.

Os representantes franceses, presidente François Hollande e ministro das Relações Exteriores, Laurent Fabius, afirmaram que os líderes devem agir rapidamente com os seus planos.


– O custo da inação seria dizer a esses açougueiros: “Vão em frente, vocês têm um passe livre”. Nós não vamos aceitar isso – afirmou Fabius.


4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA