Pastor Marco Feliciano critica Tiririca, apoia Fidelix e declara voto em Aécio: “Precisamos tirar o PT”

26

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP), reeleito ao mandato de deputado federal com quase 400 mil votos, concedeu uma entrevista e comentou episódios da campanha eleitoral, além de falar de suas expectativas para o segundo turno e para a próxima legislatura.

Feliciano defendeu o candidato Levy Fidelix (PRTB), que durante um debate, afirmou que “dois iguais não fazem filho” e “aparelho excretor não reproduz”. Para o pastor, houve intolerância dos que não concordaram com a opinião do presidenciável.

“Sou contra qualquer tipo de pessoa que tenha preconceito com outro por causa da cor da sua pele, da sua religião, da sua orientação sexual. Mas veja o Levy Fidelix. Ele falou o que ele pensa, não cometeu crime nenhum, falou o que ele pensa, mas veio a OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] e o movimento LGBT [Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros] e disse que ele tinha que sair algemado só porque ele expressou uma opinião”, disse Feliciano ao G1.

O parlamentar comentou a reeleição com mais de 1 milhão de votos do palhaço Tiririca, que durante a campanha, zombou da classe política. Para Marco Feliciano, o colega é “bem limitado”, apesar de ser assíduo às sessões da Câmara dos Deputados.


“Tiririca é um grande amigo nosso lá em Brasília. Ele é o homem que onde chega traz alegria para nós […] É difícil dizer, eu não gosto de falar dos meus amigos, né? Mas é só olhar o trabalho. Tiririca é o deputado que mais frequenta Brasília, mas veja a atuação dele, os discursos e ele defendendo os projetos, ele é bem limitado, né? O [Celso] Russomano (PRB) é mais preparado”, comentou, comparando com candidato a deputado eleito campeão de votos no Brasil.

Para 2015, o pastor afirmou que continuará trabalhando contra os cerca de “900 projetos que ferem a liberdade de expressão e a família tradicional”, e destacou que uma característica comum a todos é que “[os projetos] tentam rotular o cristianismo como se fosse uma praga ou uma maldição”.

“Precisamos de uma estratégia para ver como vai ser [o debate]. Esse crime contra a homofobia é tão genérico que você não consegue entender o que é homofobia”, opinou o pastor.

Sobre o segundo turno, Feliciano afirmou que “precisamos tirar o PT do poder”, e por isso apoiará Aécio Neves. O pastor admitiu que fez uma campanha “humilde” pela reeleição, e que contou com o apoio do partido de Aécio: “Recebi R$ 80 mil do meu partido e a ajuda do PSDB para confeccionar os santinhos”, afirmou.


26 COMENTÁRIOS

  1. Persio Simões é verdade qualquer um pode colocar um video desses, mas vem cá??? aquilo era a militância gays debatendo entre eles, e inclusive, o "deputado" jean bbb estava no meio, mas imagina se um crente faz um discurso desse????? vcs cairiam matando, eu não tenho dúvidas disso.

    se aquilo não é realidade o que é????

    então quer dizer que pregar a palavra de Deus, e falar do que esta escrito na biblia, é discurso de ódio, e incita a violência mas dizer que " se necessário for eu pego em armas" não é realidade ,a fala do militante não é considerada incitação à violência ???? então isso eu não posso considerar incitação à violência????

    se vc me falasse, olha eu acha que a pregação pode incitar algum louco à fazer mal para um homossexual, eu até poderia concordar, eu não estou aqui para discordar de tudo que vcs falam, mas você é totalmente parcial, um pastor diz que a pratica homossexual para a biblia é pecado, pra vcs isso é incitação à violência, mas ai um militante diz que pegaria em armas, e ai é banal?????? só falta vc perguntar que mal tem o cara falar uma coisa dessa!!!!

  2. Os homossexuais tem os seus defensores a favor do extermínio da família… Nos evangélicos temos o marcos Feliciano para defende-la…

    Os caras que simplesmente resolveram fazer sexo com o seu órgão excretor querem ter privilégios…

  3. Anderson Da Silva Lopes independente de qm seja tds as pessoas q usam a rede p fazer qualquer comentario deveriam respeitar umas as outras incrivél q vendo os lados dos gayz e evangélicos só os gays q falam palavões e onde esta a administração deste site q n ve isso e bloqueia essas pessoas pq dar opinião faz parte da burocracia mas palavões isso é falta de respeito cm tds os internautas .uma pitada de educação n faz mal a ninguem.

  4. Pedro Borges A questão dos feriados é uma coisa cultural, não da pra do nada mudar tudo. Evangélico e Católico são denominações a religião é cristã, e o principal mandamento é amar uns aos outros, eu não conheço nenhum cristão que sai xingando e batendo em homossexuais. A igreja que eu frequento tem até um travesti que frequenta as reuniões e ninguem descrimina ele.
    Eu só acho que os militantes que são o problema, tem uns videos no youtube deles ridicularizando, afrontando, desmerecendo a fé das pessoas, tambem o "kit gay" (que é inapropriado pra crianças de 10 anos), o "casamento" que é uma palavra com conotação religiosa. Por essas e outras que os pastores começaram a entrar na politica nunca foi objetivo tornar o Brasil estado evangélico.
    Olhe esse video tem outros só com as falas dos ativistas, eles querem o respeito desrespeitando, daí quem fica no meio do fogo cruzado são os gays de bem.


    Assine o Canal
  5. Juscelino Sousa
    kkkkkk aqui é o JEAN. É cada uma que aparece….só Jesus na causa

    O LGBT pede lei para criminalizar a homofobia fazendo levantamentos anuais de mortes de homo por intolerância.

    Ai eu pergunto:

    Quantos héteros e crianças(abortos)por ano, são assassinados e tirado suas vidas por intolerância? Porque matar cônjuges ou namoradas(o)POR CIÚMES, e abortar crianças é nada mais nada menos que INTOLERÂNCIA.

    Isso acontece quase todos os dias. O que se pede em relação a isso? Pede lei de intolerância? R: NÃO. Pede-se apenas JUSTIÇA.

    Porque?R: Porque a lei já existe.

    HOMICÍDIO(assassinato) É CRIME E TEM LEI.

    A lei não trabalha em cima de (por qual motivo/intolerância) mas trabalha com execução(gravidade do crime), a gravidade é que vai definir a sentença e não o motivo.

    Se a namorada é assassinada por ciúmes(intolerância) o crime é HOMICÍDIO
    Se o homossexual é assassinado por preconceito(intolerância) o crime é HOMICÍDIO

    Ai eu pergunto: Se já existe a lei contra o homicídio, o que mais querem?

    E se querem a lei contra a HOMOFOBIA, não estão nem um pouco preocupados com a intolerância no contexto geral.

    Por que se fizer a lei contra a HOMOFOBIA, aonde fica a INTOLERÂNCIA contra homicídios de (cônjuges/crianças/namorada…etc…), VISTO QUE A HOMOFOBIA BENEFICIA QUASE NA SUA TOTALIDADE O LGBT?

    ENTÃO AO INVÉS DE PEDIREM LEI CONTRA HOMOFOBIA, É MELHOR PEDIR LEI CONTRA INTOLERÂNCIA, POIS ASSIM TODOSSSS SÃO BENEFICIADOS.

  6. Persio Simões os gays estão sendo morto assim como toda a população em geral esta sendo dizimada pela violência vivida no pais. milhares de pessoas são mortas no pais todos os dias, não é so os gays e toda a população. Pai mata filho, filho mata pai, irmão mata irmão, mãe mata filho, filho mata mãe, esposo mata esposa, esposa mata esposo, gay mata gay, hétero mata gay, gay mata hétero, hétero mata hétero. A violência que esta acontecendo não é falta de uma lei contra a homofobia e sim a falta de uma justiça que faça cumprir as leis do pais. Se um gay é agredido tem a lei de agressão para o agressor paga pela agressão feita, mas se a justiça não funciona nenhuma lei funcionara. hoje temos grandes exemplos no nosso pais de leis que foram criadas para defender uma classe e que não funciona como esperada. A lei maria da penha foi criada para defender a mulher, mas esta funcionando de forma errada por causa da justiça, pois ja vi vários casos de mulheres que fazem denuncias falsas de seus companheiros e os coitados ficam presos inocentes. Mas do outro lado vejo mulheres denunciando que estão sendo ameaçadas de morte por seus companheiros e a justiça não faz nada, e pouco tempo depois essas mulheres são mortas pelos seus companheiros e a justiça não faz nada. A pouco tempo foi aprovado uma nova lei que muito ruim para a família, que é a lei menino berna, que proibi o pai de educar o filho com uma palmada, prejudicando muitos pais de família que serão punidos por uma simples palmada que darão para repreender e educar seus filhos. o código penal brasileiro já é muito bom, o que precisa mudar é a justiça, para fazer cumprir as penas impostas pelo código penal.

  7. o evangelhio é muito e muito mais importante que a poltíca,Feliciano,Bolsonaro,Magno Malta e etc,eles tem que defender a liberdade de psicologo,pastores e outras pessoas como eu de não ser processado por falar sobre “homossexuais,lésbica,travestis e etc.Não importa os nomes que se da a essas pessoas que tem esses tipos comportamentos que não são agradaveis e são ridiculos,as leis políticas são fracas,injustas,um homem não pode casar com outro por que é pecado,não porque é uma lei terrena.

  8. O Felicianus disse “uma característica comum a todos é que “[os projetos] tentam rotular o cristianismo como se fosse uma praga ou uma maldição”.
    Na verdade não é o cristianismo, mas a deturpação comercial e política rotulada de cristianismo anti-fraterno semeador da discórdia e da intolerância as diferenças e livre arbítrio dos outros.
    Se a doutrina do cristianismo comercial anti-fraterno não insistisse em cercear as liberdades do do restante da sociedade.

  9. toda essa discussao é em vao. no final o povo fica com quem passou o melzinho na boca deles ai por emocao ficam defendendo partidos com unhas e dentes. nao se chega a lugar nenhum com discussao mais com raciocinio e acao. realidade que ninguem quer ver ou nao procura saber so vive de midia e opiniao de partidos.

DEIXE UMA RESPOSTA