Pastor Marco Feliciano dispara críticas contra Maria do Rosário e Jean Wyllys por “circo” feito na morte de jovem gay e omissão na crise do Maranhão

6

O pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) fez críticas severas à ministra Maria do Rosário, titular da Secretaria de Direitos Humanos da presidência da República, que recentemente protagonizou um dos episódios de maior precipitação e atribuição de responsabilidades de forma indevida por parte de um integrante do governo.

Citando o caso das mortes da menina Ana Clara, vítima de um ataque a ônibus no Maranhão ordenado por detentos em rebelião naquele estado, e do jovem Kaique, homossexual que cometeu suicídio por frustração amorosa, Feliciano afirmou que a ministra fez acusações sérias e sem provas.

“Maria do Rosário […] vem a público vociferar os maiores absurdos, acusando grupos evangélicos e até esse que vos escreve como responsáveis pelas mortes e agressões de qualquer pessoa desse grupo [LGBT], sem antes se inteirar dos fatos com a responsabilidade que o seu cargo exige, na maioria das vezes se enganando e pondo em risco a estabilidade social, objetivo sempre buscado por qualquer autoridade séria”, pontuou o pastor.

Segundo Feliciano, a mesma ministra que se precipitou em catalogar culpados no caso do adolescente suicida se omitiu no caso da criança assassinada no Maranhão.


“Recentemente essa senhora ministra, cometeu mais um erro crasso, culpando inocentes pela morte do menino Kaique, inclusive cobrando providências do governo do estado de São Paulo acusando nossa Polícia de omissão, erro esse confirmado pela mãe do rapaz, notícia veiculada em todos os jornais. Diferentemente as autoridades federais não deram a mínima para a morte da menina Ana Clara, nenhum órgão de imprensa noticiou uma linha sequer sobre atitude manifestada pela ministra Maria do Rosário, demonstrando com essa dicotomia, como o governo consegue a mágica de duas atitudes para o mesmo tipo de ocorrência. Essas odiosas discriminações não deveriam partir de um governo que se diz popular, mas sabemos onde ele é popular, em Cuba, de onde se trás essas ideias anticristãs de desconstrução da família e da Igreja”, criticou.

As eleições este ano foram alvo de um comentário do pastor, que já se disse opositor à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à reeleição, e deu a entender que fará campanha contra os políticos que a apóiam.

“Estou atento, prefiro alertar nosso povo, pois esse ano virão visitar nossas Igrejas, a quem membros deste mesmo governo chamam de caça-níqueis e recanto de pedófilos. Sim, estes cristãos bissextos, jurando amor eterno até as eleições, depois somem não sendo vistos em nenhum momento importante para nós cristãos, quando projetos de lei estão em discussão colocando em risco à liberdade religiosa em nossa Pátria”, esbravejou Feliciano.

Com uma sensível dose de ironia, Feliciano acrescentou seu adversário político Jean Wyllys (PSOL-RJ) à lista de alvos e disparou contra a postura adotada por este no caso do suicídio de Kaique, dizendo que “para o deputado ex-BBB […] não importa o valor da vida, e sim o valor de sua causa”.

De acordo com o pastor, “dona Maria do Rosário, a mando do governo, julgou a Polícia de São Paulo incompetente, enviando um representante da Secretaria de Direitos Humanos pessoalmente para acompanhar a apuração do ‘crime’”, que supostamente teria sido cometido contra Kaique. “Motivo? Transformar em ‘circo’ político o assunto, para quem sabe assim desviar a atenção das prisões de seus companheiros mensaleiros. Pergunto: por que estes dois políticos citados não emitiram sequer uma nota sobre a menina queimada viva? Ah, já sei a resposta, ela era só mais um numero, só mais uma estatística, ela será catalogada futuramente entre os 50 mil assassinatos ‘comuns’ do Brasil. Mas e se ela fosse homossexual? Mas não era! Era só uma menina, uma menina comum”, acrescentou o pastor.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


6 COMENTÁRIOS

  1. TUDO que o deputado esta dizendo ai e verdade, este governo petista e uma enganação so existe falcidade e com certeza nas eleições eles aparecem com cara deslavada atras dos votos dos crentes, mas desta vez eles vão dar com os burros nagua porque o povo crente estão alerta e seram muito alertados para não cair nas armadilhas do pt , pt nunca mais

  2. Na verdade esta tentando criar no Brasil uma classe de cidadão acima de todos os demais, uma ditadura homossexual, entendo que a luta da bancada evangélica não é contra os gays e sim contra querer que todos os demais se sujeitem a seus caprichos e vontades, não existem democracia, igualdade e justiça quando um determinado grupo tem mais direitos que outros, quantas pessoas são assassinadas no nosso país todos os anos infelizmente, não vemos comoção de nenhum “desgovernante” deste país, mas quando trata-se de homossexual tenta-se de imediato de apontar como causa do crime o fato de sua orientação sexual, é a bandeira, se são agredidos consideram que a única causa é por serem gays, desconsiderando qualquer outra motivação. A luta é pela permanência da igualdade, conforme está em nossa constituição e declaração universal dos direitos do homem. Veja o caso das duas garotas que se beijaram durante um culto evangélico, feriu um direito constitucional dos cristão previsto no Art. 5º a conduta das mesma também é tipificada no código penal brasileiro como crime, não vimos nenhum autoridade, defensor de direitos humanos ou mesmo o Ministério Público adotando as providências legais ou exigindo sua tomada, mas se fosse o contrário o pastor, a igreja ou os membros estariam fulminados, mas tudo bem são ativistas, são manifestantes então podem tudo, desrespeitar os demais, violar leis, depredar patrimônio, agredir policiais, podem tudo por que sempre haverá um grupo de plantão para defendê-los e inverter a ordem, serão sempre vítimas mesmo que seus agressores sejam as vítimas das agressões. Pastor se aceitam um conselho o discurso deve ser a luta pela igualdade, não deixe que a imprensa coloque palavras ou interpretações errôneas a seus discursos, veja este exemplo: lei aprovada e você chega em casa com sua esposa e filhos e depara na porta de sua casa com um casal mantendo relações sexuais na sua porta, providência chamar a polícia, afinal trata-se de um atentado violento ao pudor ai vem a problema se for um casal hetero com certeza voce e nem a polícia terá problema algum, serão detidos e encaminhados a delegacia de polícia, mas se for um casal homo tenha certeza meu amigo, os fatos serão distorcidos, tratados como preconceito, assim ocorre nos homicídios e todos os fatos que os envolvem, sempre levam para o lado do preconceito sexual e todas demais circunstâncias deixam de ser importantes e consideradas e você a polícia passarão a ser os culpados no caso, por isto é importante a igualdade.

  3. esse governo dá tratamento privilegiado a homossexuais. Que vergonha! É verdade, se fosse uma menina homossexual seria uma histeria das loucas, mas como se tratou de uma pobre menina, o Governo manda se lixar.

  4. Esse governo dá tratamento privilegiado a homossexuais. Que vergonha! É verdade, se fosse uma menina homossexual seria uma histeria das loucas, mas como se tratou de uma pobre menina, o Governo manda se lixar.
    Fora PT, PSOL e todos esses partidos comunistas e socialistas que querem desconstruir nossa sociedade judaico-cristã, e querem importar o lixo bolivariano de Cuba, Venezuela, Equador etc…

  5. Fábio Zaidan,derrotado é quem sofre de homofobia e é devotado destes falsos profetas da
    política e da corrupção.A seita que você frequenta não tem unção,está morta espiritualmente.
    Pode clamar e orar de agosto a agosto com muito desgosto que DEUS não vai lhe atender.Os
    falsos mestres que você tanto defende,um deles quer ser presidente.Sonhar acordado pode.Ele
    já teve os15 minutos dele de fama e nunca mais.Prefiro maria do seus líderes podres e corruptos que você defende.Entre no transparência Brasil que você sabe dos roubos,falcatruas
    e todo tipo de corrupção. Os seus ungidos estão todos lá.Tem um com tanto processo que as
    folhas dariam uns 10 quilômetros.Faça bom proveito com esta praga de satanás.

  6. Claudio,vocês que querem implantar o regime teocrático aqui no Brasil,o mesmo do
    Afeganistão com seu grupo fundamentalista taliban.O que eles pregavam lá,vocês,crentes
    fariseus,pregam aqui.O destino de vocês dentre em breve é a desgraça por estarem
    contribuindo para que o santo evangelho de CRISTO JESUS seja corrompido cada vez
    mais.A mão de DEUS VIVO deve pesar.

DEIXE UMA RESPOSTA