“Missionarinha” Alani Santos, descrita como “milagreira” se torna alvo da imprensa internacional

11

A menina Alani Santos, conhecida como “missionarinha”, tornou-se o alvo da imprensa internacional, pelos alegados milagres que ela operaria através de orações com imposição de mãos.

De acordo com o pai, pastor Adauto dos Santos, o assédio é intenso e corriqueiro: “Na próxima semana vem o ‘New York Times’, na outra, uma TV italiana e uma francesa”, explica o dirigente da Igreja Evangélica Missão Internacional dos Milagres, no Rio de Janeiro.

Só em 2014 outros 14 veículos de imprensa foram ao templo para registrar o fenômeno que atrai milhares de fiéis. Entre revistas, jornais e emissoras de TV, estão o L’Hebdo, da Suíça, Polityka, da Polônia, M6 e Canal Arte, da França, RTL, da Bélgica, ABC News e Vocativ, dos Estados Unidos, NOS, da Holanda, The Guardian, da Inglaterra, National Geographic e emissoras de TV da Rússia, Espanha, Itália e Colômbia, das quais o pastor diz não lembrar o nome.

A jornalista Barbara Marcolini, do jornal o Globo, foi à igreja e descreveu as características da “missionarinha” milagreira: “O olhar doce e a voz serena reforçam o aspecto angelical da menina de grandes olhos castanhos e cabelos levemente cacheados”.


As histórias de milagres, assegura o pai, começaram quando ela era um bebê: “O primeiro milagre aconteceu quando ela tinha 51 dias. Uma moça com a barriga grande como a de uma grávida veio à igreja pedir ajuda. Fechei meus olhos, e algo dizia que não deveria orar por ela. Vi então a mãozinha da minha filha sobre a sua barriga. Chamei minha mulher, que estava na igreja com ela, e coloquei a bebê para tocá-la. Quando ela colocou a mão, a barriga murchou”, afirma o pastor.

A bordo de uma Hilux, Adaulto desconversa sobre seu passado criminoso, quando esteve detido no Carandiru, em São Paulo: “Não é edificante, prefiro falar sobre o meu presente. Já fui preso também, mas não gosto de trazer lembranças. Passado é passado”.

Ele e sua família chegaram ao Evangelho por intermédio de seu irmão mais velho, Adão, também pastor, e agora vê sua filha se tornar alvo do interesse de fiéis que protagonizam verdadeiras romarias em busca de milagres.

O jornalista Ramon Iriarte, dos sites norte-americanos MSNBC e Vocativ, explica o interesse da mídia estrangeira na “missionarinha”, e sugere que ela seria apenas um personagem para ilustrar o fenômeno religioso de toda a sociedade brasileira: “O pentecostalismo no Brasil é um bom exemplo desse fenômeno crescente que está estourando por toda a América Latina. Alani foi o personagem perfeito para tornar a história atraente para a audiência internacional. A matéria obviamente transcende Alani e sua família, e acho importante analisar o papel dessas organizações no centro das sociedades contemporâneas e sua relação com a economia, a democracia representativa e o estado”.

11 COMENTÁRIOS

  1. “A bordo de uma Hilux, Adaulto desconversa sobre seu passado criminoso…”

    Espero que não estejam fazendo comércio por lá também aproveitando que Deus usa essa menina…

    • Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?

      Tiago 4:12

      Deus me manda te Dizer Stardust, concerta-te, Jesus estar voltando e não precisa de um Juiz, ele é O JUIZ!!

      • Kele

        Vamos rever o que eu disse: “Espero que não estejam fazendo comércio por lá também aproveitando que Deus usa essa menina…”

        portanto, não julguei essa menina nem a congregação dela, inclusive deixei claro que creio que Deus a usa nesse propósito, apenas demonstrei preocupação de que tomara que não esteja sendo feito comércio por causa desse fato. Eu não afirmei categoricamente que lá tem comércio. Portanto não julguei.

        ao contrário de vc, que julgou baseada em seu achismo pessoal que eu critiquei a congregação dela, coisa que não aconteceu. E pior, vc usou a velha tática de “Deus manda te dizer”, obviamente para tentar ser ouvida.

        Sua palavra de evangélica não basta não?

        Tenho certeza que não foi Deus quem mandou vc dizer essa bobagem para mim. E se eu tiver que dar algum recado para vc, não vou usar o nome de Deus, vou falar diretamente à vc. Como fiz agora.

        fique com Deus e apenas reflita.

        • você já foi malicioso quando disse: espero que não estejam fazendo comercio. antes de falar, vai la e comprove, não fique jogando dúvidas, exite lugares que ainda pregam o velho evangelho por pessoas que realmente foram tocadas por Deus. como em toda atividade humana tem a boa e a ruim, dê um crédito. o mundo já está cheio de tanta hipocrisia e aproveitamentos dos mais espertos que quando aparece algo fora do comum, já pensam que há aproveitamento da situação. meu filho, medite um pouco e o universo falará contigo.

          • Walker

            A malicia foi sua ao insinuar isso. Eu disse que tomara que não seja comércio lá. Eu não disse que era, pois não conheço o trabalho deles.

            E nada de universo falar comigo… universo lembra universal, e disso eu tô fora.

    • STARDUST

      Se vc tivesse escrito só a segunda frase eu concordaria com vc, pq infelizmente existem igrejas que usam o nome de Jesus em seu benefício próprio, basta ver as noticias sobre edir macedo e valdemiro santiago mas….

      … Colocando a primeira frase, mostra que vc está julgando a menina pelo passado do pai dela.

      Todos nós temos passados, imagine se Deus fosse te julgar pelo seu???

      • Maria

        A primeira parte não foi criação minha. faz parte da matéria. Mas causa estranheza pastor com veículos de valor alto, não? destoa totalmente do que vemos os homens de Deus na bíblia que pregavam o evangelho…

        Eu tenho um passado, mas não fui preso e hoje em dia não tenho uma hilux.

  2. Paterson Shubert o pecado que a Bíblia fala que todos pecaram é o pecado que nasce no ser humano e o acompanha por toda a vida, mas uma criança não é considerada pecadora por ser inocente e não saber que o que faz traz ou não traz determinado prejuízo para ( de acordo com a minha crença) a sua alma, e assim seu futuro pós morte ser bom ou ruim, não sei o que você crê também não me interessa, mas nas igrejas cristãs evangélicas em geral e não são todas, não é comum batizar crianças por serem inocentes e não terem do que se arrepender, pois o batismo é só para quem pode se arrepender, agora a questão de se fazer milagres independe se eu tenho ou não pecado, pois na minha crença quem faz o milagre é Deus e não por exemplo eu, eu seria no caso um canal desse milagre entre Deus e outra pessoa que não tem uma fé suficiente para alcançar tal, mas no caso dessa tal missionarinha eu particularmente como cristão que examina a Bíblia acho que é uma farsa porque com 51 dias a criança nem enxerga direito como teria coordenação motora possível para por a mão na barriga de alguém, ela é manipulada por gente esperta e enganadora que tem em qualquer religião, até mesmo no ateísmo. Não sei se expliquei direito que dá para você compreender, mas é isso espero ter lhe ajudado. Meu nome é Elias, mas eu estou anonimo qualquer pergunte eu tentarei lhe responder sem atacar sua religião ou crença e espero você também não atacar a minha porque minha intenção é ajudar.

  3. Que Deus perdoe esses pais pela falta de sabedoria, pois muitas das crianças cheias de fama que assim agiam, infelizmente estão cheias de complexos psicóticos, fruto da surdida ganancia de seus pais.

DEIXE UMA RESPOSTA