Missionários brasileiros José Dilson e Zeneide são condenados à prisão no Senegal

7

Na última semana os missionários brasileiros José Dílson Alves da Silva e Zeneide Novaes foram condenados a uma pena de dois anos de prisão mais multa no Senegal. O julgamento foi realizado no último dia 20, na cidade de Thiès, e teve a duração de aproximadamente 3 horas.

José Dilson e Zeneide Novaes estavam foram presos em novembro de 2012, quando foram acusados de tráfico de menores e formação de quadrilha. Em abril de 2013 eles foram libertados para aguardar o julgamento em liberdade. Porém apesar de terem sido libertados provisoriamente, eles tiveram que cumprir algumas obrigações referentes ao caráter provisório da decisão, como por exemplo, se apresentar todos os dias na prisão de Thiès.

Segundo o ministério Portas Abertas, a prisão dos missionários foi motivada pela denúncia do pai de um dos meninos atendidos pelo Projeto Obadias, abrigo que os missionários dirigiam antes de sua prisão. O pai do menino fez acusações contra José e Zeneide, alegando que seu filho havia se recusado a recitar uma oração muçulmana e estava exibindo comportamento cristão.

Além da denúncia feita pelo pai, de que os cristãos estavam desrespeitando o islã ao ensinar o cristianismo às crianças, eles foram acusados também de sequestro, tráfico de menores e formação de quadrilha.


Quatro advogados de defesa estiveram presentes no julgamento. Porém prevaleceu a proposta da Promotoria de dois anos de prisão mais multa. O juiz determinou que a sentença final será dada no dia 17 de junho de 2014.

José Dilson é membro da Igreja Presbiteriana do Brasil, é missionário há mais de 20 anos no continente africano, o trabalho missionário feito juntamente com a Zeneide é mantido no país por organizações missionárias brasileiras


7 COMENTÁRIOS

  1. É orar e acionar a embaixada brasileira! Isso é a clara perseguição do Islã ao Cristianismo. Eles só posam de bonzinhos em países onde não são maioria, e o Brasil que se cuide, porque o PT tem aberto as portas para refugiados muçulmanos no Brasil… Todos sabemos onde isso pode dar!

  2. Meus irmãos oro pedindo a Deus que venha protegê-los de todo mal. Não deixem que as circunstâncias da vida os impeça de anunciar as boas novas de Cristo! Que o Senhor os abençõe!

  3. Não sei pra que serve a ONU, daqui a pouco vão fazer o mesmo com os componentes da Cruz Vermelha, ou seja, os que vão ajudar, por causa da intolerância religiosa, serão perseguidos, serão caluniados.

    A porcaria deste pai critica o cristianismo se sequer conhecê-lo, dando a entender que seja coisa do diabo, e aí passam a dizer asneiras.

    O cristianismo é um conjunto de valores de respeito à vida, mas como existe nesses países a cultura da morte, como apedrejar mulheres supostamente adúlteras(nunca executam o homem adultero) e outras coisas mais, aí ficam a desmerecer os ensinamentos de Cristo.

    A ONU deve convidar esses países, e aos poucos tentar mudar essa intolerância religiosa, pois se não fizer isso, pra que serve essa instituição?

    Passaram trinta, vinte anos para convidar o estado do vaticano para se explicar, embora a boataria corresse solta quanto não apenas a pedofilia, mas como a igreja se fazia de acusada, de sofredora, ou seja, a criança abusada ficava em segundo plano, apenas a instituição religiosa que deve ser preservada. imaginar que os próprios discípulos de Cristo tentaram cometer abusos com as crianças, mas refugados por Ele, aí a igreja católica, que se diz seguiora Dele não ter também?

    Ora, ONU, levante-se, aja, discuta os assuntos, ou estão maravilhados com a cidade de Nova York e esquecem de levar avante as agendas sociais, humanas, religiosas que devem enfrentar? Ora, se não sabem discutir, imagine formar uma frente ampla de guerra.

    Falando nisso, cadê as ações contra o grupo nigeriano que está molestando crianças, matando cristãos e até muçulmanos, o novo bin ladim? Vão deixar acertar as novas torres gêmeas para começar a se mexerem?

    Por Deus, não precisa de tanta pressa, mas também não faz bem tanta paciência.

  4. Não sei pra que serve a ONU, daqui a pouco vão fazer o mesmo com os componentes da Cruz Vermelha, ou seja, os que vão ajudar, por causa da intolerância religiosa, serão perseguidos, serão caluniados.

    A porcaria deste pai critica o cristianismo sem sequer conhecê-lo, dando a entender que seja coisa do diabo, e aí passam a dizer asneiras e a cometer injustiças.

    O cristianismo é um conjunto de valores de respeito à vida, mas como existe nesses países a cultura da morte, como apedrejar mulheres supostamente adúlteras(nunca executam o homem adultero) e outras coisas mais, aí ficam a desmerecer os ensinamentos de Cristo.

    A ONU deve convidar esses países, e aos poucos tentar mudar essa intolerância religiosa, pois se não fizer isso, pra que serve essa instituição?

    Passaram trinta, vinte anos para convidar o estado do vaticano para se explicar. A boataria corria solta quanto não apenas a pedofilia, mas como a igreja se comportava, como seja, se fazia de acusada, de sofredora, A criança abusada ficava em segundo plano, apenas a instituição religiosa que deveria ser preservada. Ora, imaginar que os próprios discípulos de Cristo tentaram cometer abusos com as crianças, mas refugados por Ele, aí a igreja católica, que se diz seguidora Dele não ter também dentro dela abusadores, não produzir normas que dificultasse o acesso de padres às crianças católicas?

    Ora, ONU, levante-se, aja, discuta os assuntos, ou estão maravilhados com a cidade de Nova York e esquecem de levar avante as agendas sociais, humanas, religiosas que devem enfrentar?

    Ora, se não sabem discutir, imagine formar uma frente ampla de guerra.

    Falando nisso, cadê as ações contra o grupo nigeriano que está molestando crianças, matando cristãos e até muçulmanos, o novo bin ladim? Vão deixar acertar as novas torres gêmeas para começar a se mexerem?

    Por Deus, não precisa de tanta pressa, mas também não faz bem tanta paciência.

    • A questão pastor Gilmar Britto, é que quem está sendo condenado a prisão são pessoas cristãs cumpridoras da Palavra de Deus. Se fosse alguma estrela da mídia, tava todo mundo se mobilizando com campanhas e mais campanhas. E aí sim, o governo faria alguma coisa.

  5. Isso é o que dá querer enfoar guela a baixo uma religião diversa da cultura lá existente. Eles não são como nossos indígenas que vêm perdendo sua identidade cultural graças às ações desses “missionários”.

DEIXE UMA RESPOSTA