“Não vou deixar isso em branco”, garante pastor Silas Malafaia sobre acusação de corrupção

1

As suspeitas contra o pastor Silas Malafaia o levaram a reagir, protestando contra as acusações e a ordem de condução coercitiva, mas agora o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo promete voltar à carga no assunto apenas em 2017, quando estará encerrado o recesso do Poder Judiciário.

Em um novo vídeo, Malafaia afirmou que irá esperar os trabalhos da investigação serem retomados para ter acesso a partes importantes do inquérito, que ele pretende expor para garantir que não tem envolvimento no esquema de desvios de royalties da exploração de minério em Minas Gerais e Pará.

“Eu não quero cometer injustiça como cometeram contra mim, de tentarem me envolver nessa lama dessa bandidagem de corruptos. Tem que esperar o recesso do [poder] Judiciário acabar para tomar pé de tudo. O recesso do Legislativo – porque vocês podem ter certeza, vou provar na Justiça a minha inocência, e desafio qualquer um a provar que estou envolvido nessa lama dessa cachorrada”, afirmou.

Malafaia demonstrou incômodo com o fato de a Operação Timóteo ter sido batizada em referência a ele: “Eu tava pensando em uma coisa: roubaram mais de R$ 70 milhões, eu recebo um cheque de R$ 100 mil e virei a ‘estrela’ da brincadeira. Até o nome da operação é para me atingir”, disse. “Mas, calma. Eu vou esperar. A minha indignação é pra falar, mas meu advogado disse ‘pastor, temos que ter o domínio de tudo, para você não cometer injustiça'”, acrescentou.


“Eu só queria lembrar uma coisa a vocês: é a segunda vez que eu mostro sigilo fiscal. A primeira, em 2011, quando um vagabundo, inescrupuloso, jornalista da Forbes, disse que eu tinha um patrimônio superior a US$ 150 milhões. Eu peguei meu Imposto de Renda todo e botei na tela do meu programa. Eu estou processando esse safado por causa disso. E a segunda vez é essa, de mostrar meu extrato [bancário], de onde eu recebi e para onde foi [o dinheiro recebido em cheque]. E tem mais: já recebi ofertas maiores do que essa, várias. Meu Imposto de Renda de vários anos mostra várias ofertas”, garantiu o pastor.

Ao final, Silas Malafaia prometeu ir até o fim para mostrar sua inocência e expor os interesses por trás da acusação contra ele: “Não vou deixar isso em branco. Não vou deixar. Ninguém vai jogar minha honra na lama, não. Pilantra, bandido e safado tem em tudo que é lugar. Tem pastor, tem padre, médico, juiz, deputado, tudo. Eu não vou ser jogado nessa lama, não. Vocês podem aguardar”.

Assista:

Assine o Canal

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA