Tribunal Superior Eleitoral revela que o número de pastores candidatos subiu 40% nestas eleições

22

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou o perfil dos candidatos nas eleições deste ano e revelou que o número de políticos ligados a igrejas evangélicas e que tentarão um cargo público subiu 40% em relação a 2010.

O número de pastores candidatos chega a 270 de acordo com o TSE. Na última eleição presidencial eram 193 pastores que concorriam a vagas que variavam entre deputados estaduais, federais e senadores.

A novidade deste ano é que um pastor se lançou na corrida ao Planalto. Everaldo Dias Pereira (PSC-ES), pastor assembleiano, conta com apoio de outros políticos evangélicos, como os pastores Marco Feliciano (PSC-SP), que concorre à reeleição como deputado federal; e Magno Malta, senador pelo PR e conterrâneo de Everaldo. Outro líder evangélico que apóia Everaldo é Silas Malafaia.

Apesar do aumento de pastores candidatos, o número de bispos e padres caiu, de acordo com o TSE. A redução de bispos foi de 25%, pois em 2014 apenas 32 vão se arriscar. Já os padres candidatos somam 16, uma redução de 30%.


Os partidos que abrigam esses líderes religiosos são diversos. O Partido Social Cristão (PSC) abriga 37 evangélicos que exercem alguma função sacerdotal. Já o Partido dos Trabalhadores (PT) abriga o maior número de padres: 5.

Uma curiosidade destacada pelo portal Uol é que nenhum candidato nas eleições 2014 adotou o título de rabino ou imã, sacerdotes do judaísmo e islamismo, respectivamente.

A tendência é que os candidatos com ligações estreitas com igrejas evangélicas continuem a crescer nas próximas eleições. O número de brasileiros que se identificam como evangélicos cresceu mais de 61% entre os anos de 2000 e 2010, e hoje somam 22% da população, um contingente de mais de 42 milhões de fiéis.

Na disputa pela presidência, a maioria dos líderes evangélicos indica um voto contra a reeleição de Dilma Rousseff (PT), enquanto a Igreja Universal do Reino de Deus deverá apoiar a presidente.


22 COMENTÁRIOS

  1. A coisa está tão degringolada que a morte de Jesus Cristo foi comparada a uma perda de eleição pois seus “discípulos tratados pelo nome de cabos eleitorais” não fizeram boca de urna contra a libertação de Barrabás por estes que misturam seus interesses pessoais, denominacionais e outros “aís”. Aberta a artilharia evangelicista de maledicência onde não existe mesmo franco atirador, porque a frente composta por magno malta, silas malafaia, marcos feliciano, disparam contra a filistéia petista. Everaldo nunca será um forte candidato a esta vaga como o maior mandatário do país, mas será uma boa moeda de troca, toma lá da cá, a qualquer um dos candidatos de primeiro ou segundo lugar, em primeiro ou segundo turno,e se tem uma coisa que este povo sabe fazer “é negócio”, e quem tem mais garrafa vazia leva! Este povo tem etiqueta, só faltam eles colocaram oportunamente seu preço. Destes eu estou fora, tanto nas urnas como no gazofilácio. Num país onde o Presidente da República a situação é “evangélica”, a oposição será sempre chamada de “endemoninhados”. KKKKKK



    Assine o Canal
  2. pastor que se candidata a politico já mostra que não tem feito a vontade de Deus. O Senhor jamais chama alguém ao ministério pastoral e depois chama pra politica dos homens.

  3. Que maravilha assim com certeza melhora nosso país. e os ateus que são contra pastores ficaram muito feliz, pois estes terão de cuidar de outras coisas.

  4. E isso ai!o povo de o Deus no comando de cabeça,chutando a capetada do nosso congresso nacional,vamos lá,exército de Deus chegou a hora de mostra que feliz e a nação cujo o Deus e o senhor.

    • Desgraçada é a nação cujo DEUS é o fundamentalismo religiosos. É só ver os Países dominados por estes fariseus podres e hipócritas.Guerras santas não é de DEUS,mas de
      crentes falsos sedentos por poder.Xô,fanática ,lunática….Vá se converter lavagem cerebral.
      Seu batismo foi um banho de água podre.Mas JESUS te ama.Idólatra de maria infeliciana e
      dos malacraias…

    • RAFAEL
      E quem vc. elegeu, por favor diga quem vc. colocou la que foi honeto e apresentou e aprovou belos projetos, por favor nos ilumine, não seria por acaso o jean willys seria?

  5. Antes eu era totalmente contrário pastores se envolverem na política, mas revendo alguns conceitos, o cara pode até ter uma carreira política e ser um cristão com cargo de liderança na igreja. Porém, se ele leva suas propostas políticas pra cima do púlpito, ele deve ser desprezado, o púlpito é sagrado, e destina-se apenas para a pregação da palavra de Deus. Se induz as pessoas a votarem nele apenas por ser evangélico, ele deve ser desprezado. Se suas propostas tem como meta principal benefícios apenas para a igreja, e não para a comunidade como um todo, ele deve ser descartado.

    Que ele defenda suas ideias, ideais e crenças, mas que o principal foco deva ser o bem estar da população, não importando o credo ou a sexualidade.

    Que seja aguerrido na defesa da família, moral e bons costumes. Não aceitando projetos idiotas como “kit gay”, licença maternidade para “casais” gays(essa foi a mais idiota de todas!!) isenção de impostos à templos evangélicos e outras idiotices

    Qualidades que eu diria serem obrigatórias pra quem almeja um cargo público dessa natureza.
    Quando eu encontrar alguém com essas características, esse terá não apenas o meu voto, mas o da minha família toda.

    Mas por enquanto… Sem chance!!!

    • elder lima

      o que vc disse até é coerente pela logica humana, mas biblicamente não encontra respaldo. Deus não chama alguém pro ministério pastoral e depois pra politica dos homens. pastor que se candidata, já mostra que não tem feito a vontade de Deus.

      • STARDUST

        Não vejo nada na palavra de Deus que impeça as pessoas de terem cargos públicos, e ao mesmo tempo funções na igreja. O que desagrada a Deus, é a falta de ética e honestidade das pessoas.
        Se uma pessoa se mantém dentro da palavra de Deus e defende projetos que estão em acordo coma bíblia sagrada sem barganhas políticas tão comum na nossa política, não vejo como tal pessoa possa estar em desacordo com Deus.

        O difícil é encontrar pessoas nessas condições!!

        • elder lima

          Se vc não viu isso na bíblia, então é sinal de que vc não tem meditado nela.

          Vc já viu algum ministro de Deus exercendo cargo politico na bíblia?

          • No antigo testamento Davi e Salomão foram líderes militar, político e religioso.
            No novo testamento, José de Arimatéia era uma espécie de senador, era membro do sinédrio e consequentemente envolvido em questões políticas. E um homem correto em ralação a Deus.

            Talvez ele não tenha sido um ministro de Deus, por assim dizer, mas o que os evangelhos contam é que era discípulo de Jesus em oculto.

            Não me lembro de mais ninguém no N.T com essas características, mas também não vejo nenhuma oposição de Deus ou Jesus Cristo contra pessoas que sejam tementes a ele mas que queiram se engajar na vida pública.

          • elder lima

            em que parte da sua bíblia diz que davi, salomão ou josé de arimatéia eram sacerdotes de Deus ou ministros do evangelho?

            Estaremos esperando… eu e a bíblia.

  6. STARDUST

    Davi foi rei ungido por Deus, ou na sua bíblia isso não está escrito? José de Arimatéia, segundo os evangelhos, era discípulo de Cristo em oculto, ou isso também não está na SUA bíblia?

    O importante é saber que ambos eram líderes políticos, ou se envolviam em questões políticas de sua época. E Deus não desaprovava tal conduta, pois eram honestos e obedientes a Deus

    Agora, já que você gosta tanto de perguntar, embora se esconda das perguntas que te são feitas, mais uma perguntinha pra você, mesmo sabendo que você vai me enrolar e não irá responder:

    Será que Deus condena a honestidade, o bom caráter e o coração puro não importando o âmbito da profissão?

    Se o seu deus condena essas qualidades, então o seu deus é diferente do meu Deus.

    • elder lima

      preste mais atenção nos meus comentários… a pergunta foi essa: “em que parte da sua bíblia diz que davi, salomão ou josé de arimatéia eram sacerdotes de Deus ou ministros do evangelho?”

      Davi foi escolhido como rei por Deus… portanto, ele era rei (politico), mas nunca foi sacerdote… são coisas diferentes.

      josé de arimatéia era um politico… mas nunca foi sacerdote!

      Essa é a moral da história… Deus nunca chama um sacerdote (velho testamento), ou ministro do evangelho (novo testamento) para a politica…

      Vc já viu algum dos apóstolos exercendo algum cargo politico, elder lima?

      inocente mesmo…

      • STARDUST

        Não é questão de inocência, e sim de arrogância, e da falta de humildade que você tem. Deus pode levantar pregadores em qualquer lugar não importando a profissão que tenham.

        “Depois disso José de Arimateia pediu a Pilatos o corpo de Jesus. JOSÉ ERA DISCÍPULO DE JESUS, mas o era secretamente, porque tinha medo dos judeus. Com a permissão de Pilatos, veio e levou embora o corpo.” João 19-38

        É uma questão de interpretação das escrituras, e ainda podemos citar o caso de José do Egito que exerceu um cargo poderoso no governo egípcio, mas aí você dizer que ele não era “sacerdote”

        Ou ainda podemos citar o profeta Daniel, que foi uma espécie de 1º ministros para os reis Nabucodonosor, Belsazar e Dario. Mas aí você vai dizer que “ele era profeta e não sacerdote”

        Deixe sua arrogância de lado rapaz, só Cristo possui o verdadeiro conhecimento. Quanto mais você tenta provar que é melhor que alguém, mais seus argumentos caem por terra.

        Quanto a minha pergunta, não precisa responder. aliás, eu nem sei por que perguntei algo da qual a resposta eu já sei!!!

        • Elder lima

          Já falei desse assunto muitas vezes aqui no G+. politica dos homens e obra de Deus são como água e óleo. Não há um caso bíblico neotestamentário de alguém separado para o ministério pastoral e que depois exerceu politica dos homens.

          Há 2 anos, num outro site, houve um debate se politica era compatível com o ministério pastoral, ou seja, um pastor/bispo etc pode exercer um cargo politico… pois bem, como aquele site tinha uma inclinação mais pra iurd (apesar de não ser um site oficial da organização) a maioria foi plenamente a favor, citando como “exemplos”, josé, davi, salomão… esses que a gente sempre ouve quando fala desse assunto.

          Pois bem, eu claro, me coloquei veementemente contra e muitos lá partiram pra cima de mim, alguns discordando educadamente, outros de forma mais agressiva… mas teve um que tomou aquilo como um desafio pessoal… passou a me confrontar de forma até de perseguição (parecido com o clamando) e a cada argumento meu, ele contra-argumentava… isso foi por quase 2 semanas, até que eu fiz a seguinte pergunta:

          ” aonde no novo testamento, Deus chamou alguém para o ministério pastoral e depois de certo tempo mandou essa mesma pessoa para a politica dos homens? ”

          Eu nunca mais tive noticias dele…

          Esperava que vc tivesse mais sucesso na resposta aonde ele falhou…

          Vamos meditar:

          “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou.” (II Timóteo 2:4)

          Para bom entendedor, esse versículo está mais que suficiente…

          • STARDUST

            Não sei com quem você andou discutindo, mas provavelmente esse percebeu que é inútil discutir com alguém que quer a todo custo transformar o mal em bem e vice-versa!

            O engraçado, é que você não mencionou II Timóteo 2-5,6,7 Por que?

            “Nenhum soldado se deixa envolver pelos negócios da vida civil, já que deseja agradar aquele que o alistou.
            Semelhantemente, nenhum atleta
            é coroado como vencedor, se não competir de acordo com as regras.
            O lavrador que trabalha arduamente deve ser o primeiro a participar dos frutos da colheita.
            Reflita no que estou dizendo, pois o Senhor lhe dará entendimento em tudo”

            Mais uma vez distorcendo as escrituras de acordo com suas conveniências, hem!!!

            Por que você não explica da maneira correta? Hora, Paulo está afirmando que para todo o objetivo que o homem traçar, ele deve primeiro estar focado em Cristo para que aquilo em ele se compromete a fazer tenha êxito.

            Não adianta stardust, quanto mais você tenta distorcer a palavra de Deus, mais ela te derruba por terra!

          • elder lima

            A palavra de Deus nunca me derruba por terra, pois foi ela que me levantou, me tirou do engano evangélico.

            o texto de 2 timóteo que vc mencionou só confirma o que eu disse, nada além disso. Não há distorção nenhuma.

            E a maior prova é que vc enrola, enrola e não responda a simples questão:

            ” aonde no novo testamento vemos alguém que foi chamado ao ministério pastoral por Deus e depois foi chamado para a politica dos homens por Deus ?”

            Será que mais uma vez vou ficar sem esta resposta?

DEIXE UMA RESPOSTA