Papa Francisco afirma que “cristãos devem pedir perdão” a homossexuais e crianças exploradas

1

O papa Francisco comentou o atentado terrorista de Orlando, quando um muçulmano tirou a vida de dezenas de pessoas em uma boate voltada ao público gay, e afirmou que os homossexuais “não devem ser discriminados”.

O líder católico frisou que o catecismo de sua religião prevê que um homossexual deva ser “respeitado e acompanhado no plano pastoral”, reiterando, de forma sutil, a visão cristã de desaprovação à prática.

“Uma pessoa que vive nessa condição, que tem boa vontade, que busca a Deus, quem somos nós para julgá-la?”, perguntou o papa, repetindo o pensamento que compartilhou com os jornalistas que o acompanhavam em 2013 no voo de volta a Roma, após sua participação na Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro.

A conversa com os jornalistas dessa vez aconteceu no voo de volta da Armênia, onde o pontífice esteve na última semana. Nessa entrevista, Francisco afirmou que os cristãos devem pedir perdão aos homossexuais pelos casos de ofensa que muitas vezes aconteceram, mas não só a eles, como também “aos pobres, às mulheres exploradas e às crianças obrigadas ao trabalho forçado”.


“Os cristãos devem pedir perdão o tempo todo”, afirmou, dando ênfase ao ensinamento bíblico que atribui ao perdão grande poder reconciliador.

Sobre a visita à Armênia, o papa explicou porque usou o termo “genocídio” para descrever as mortes de cristãos armênios causadas pelo Império Otomano: “Depois de ter sentido o tom do discurso do presidente [Serge Sarkisian]), e depois de ter pronunciado essa palavra no ano passado [na praça] São Pedro, achei que ficaria estranho se não usasse a mesma palavra”, explicou. “Não utilizei essa palavra com um ânimo ofensivo, mas de forma objetiva”, ressaltou, de acordo com informações da agência France Presse.


1 COMENTÁRIO

  1. Quando alguém cita o que a bíblia reputa por pecado não está julgando e sim mostrando as condições exigidas para entrar no reino de Deus. Alguém pode estar errado ao dizer para outra pessoa que o caminho que ela trilhando vai dar em morte? Esse papa não é o todos pensam. Sem dúvida nenhuma, ele é o falso profeta, ou a segunda besta. Quem viver verá!

  2. Pedir perdão é pouco, a igreja deveria pagar indenização por todo o sofrimento e dor que ainda causa até os dias de hoje. Seriam trilhões de dólares só para amenizar um pouco o ódio que espalha pelo mundo. Teria que parar imediatamente de discriminar LGBTs e cultivar a paz, a harmonia e o amor entre as pessoas. O papa pedir perdão aos Gays é um pequeno primeiro passo na direção certa, ainda que com séculos de atraso. Enquanto isso milhares de outras igrejas já ordenam bispose pastores Gays, além de realizar o Casamento Gay sem problema nenhum. É simbólico o papa pedir perdão aos Gays no dia de hoje, que é o Dia Mundial do Orgulho Gay. Parabéns para a boa vontade que ele começa a demonstrar.

  3. Marcelo, primeiramente me desculpe, mas não posso deixar seu comentário em passar em branco. Temos um pequeno problema aí, vivemos em uma liberdade de expressão plena mas isso não quer dizer que temos ou podemos fazer que todos pensem do mesmo jeito, primeiramente devemos separar as coisas, uma é descriminação, isso é, não tratar de forma igual, descriminada, isso é direito universal, aliás esse é o grande X do problema, outra é expressar opnião, estamos aqui falando de religião e fé, nem todos comungão da mesma mas a fé cristã é infática na condenação pela prática homosexual, é o manual de fé cristão, como a Tora (judeus) condena da mesma forma, o Alcorão (Islã), o espiritismo que orienta a abstinencia no caso de homosexuais (livro dos espíritos) Isso é o manual de fé de cada uma dessas religiões, veja, não estou falando de pastor, padre, rabino, cheic. Quanto as religiões que ordenam, casam, e outras coisas posso lhe afirmar uma coisa, estas pessoas que praticam tais coisas não estão seguindo nenhum desses manuais de fé, Mas oque acho no mínimo estranho é que o simples fato de descordarmos de vocês é o suficiente para sermos chamados de Homofóbicos, radicais, ortodoxios, fundamentalistas, vocês querem respeito mas não respeitam a opnião aleia? O fato de não achar a prática homoafetiva saudável, não quer dizer que não suporto ou odeio os homosexuais, se uma pessoa que realmente lhe ama e crê (pelo manual de fé dela) que se você não mudar o seu comportamento homoafetivo vai lhe levar para a morte eterna (para o inferno) e que ela não quer isso para você porque ela se preocupa com a sua pós vida, você pode até não acreditar nela, nem no manual de fé, mas deve respeitar e no mínimo agradecer a sua preocupação, isso não a torna sua inimiga ou vice versa. Um grande abraço.

  4. Leonardo Souza Ninguém está pedindo para os crentes serem Gays ou se casarem com pessoas do mesmo sexo. Pelo contrário. Os Gays sempre defendem a liberdade de cada pessoa viver a vida como quiser e buscar sua felicidade. Os cristão podem não aprovar a Homossexualidade para si, não tem problema nenhum nisso, mas jamais podem querer impedir um Gay de ser Gay, de fazer sexo Gay, de beijar outro Gay, de se casar com outro Gay e de construir sua linda família. É apenas isso que eles querem. Respeito e paz, sem encheção de saco de ninguém tentando converter. Seria possível algum cristão tentar entender isso ou tá difícil? Um abraço.

    • Que linda família a criança deve crescer constrangido pensando que é filha do chocadeira! Casal do mesmo sexo não gera crianção! Para nascer uma crianção sempre vai precisar de um homem e uma mulher de forma direta ou indireta! A perdição que está acontecendo no mundo é por causa dos gays sabem que estão errados perante os olhos de Deus! Amar o pegador e abominar o pecado! Sai dessa vida desgraçada!!!!

  5. É Papa infelizmente o Senhor é apenas um homem religioso e não verdadeiramente convertido a Cristo, isso se ver em suas declarações como essa. Já eu que sou Cristão Evangélico digo aos gays que como qualquer pecador se quiserem serem salvos ou reviver apos a morte, tem que aceitar a Cristo e viver seu Evangelho que não dar de forma alguma brecha para viver em qualquer pecado muito menos o pecado do homossexualismo que por essas praticas foram destruídas cinco Cidade nos tempos de Abraão que foram Sodoma, Gomorra, Zeboin, Adma e Zoar, eles praticavam o homossexualismo e tinham suas mulheres e filhos, também praticam sexo com animais e por isso foram destruídos hoje em dia os pecadores ainda não foram destruídos por causa da IGREJA DE CRISTO que é o sal da terra ou já teriam perecido, pois os pecados de hoje são mais grave que os de antigamente.

  6. se esse papa conhecesse um pouquinho só da biblia, não falava uma heresia desta., pois DEUS afirma em i cor. 6: 10,que os homossexuais não entrarão no reino dos céus, como nós cristãos, vamos pedir perdão a eles?. esse papa quer tapar o sol com a peneira, fazendo média com DEUS e o diabo. JESUS diz, não tenhais parte na mesa de DEUS e do diabo , a palavra do cristão tem que ser . " SIM SIM , OU NÃO NÃO". não fique em cima do muro como esse papa. assim como DEUS fez homem , e mulher , macho e fêmea, e não há outro sexo fora esses; assim tambem ,tem que ser a palavra do cristão . como JESUS disse : "HIPÓCRITAS :, VCS NEM ENTRAM NO CEU , E NÃO QUER DEIXAR OS OUTROS ENTRAREM.

  7. Marcelo, vc deve saber que o homossexualismo é uma minoria , "DOENTES MENTAI , COM DESVIOS PISICOLÓGICOS" e que uma grande maioria hoje é gay por:"COMPORTAMENTO, OPÇÃO, OU INDUÇÃO". e ainda assim DEUS os trata essa prática como abominação, e pecado.se o papa quer pedir perdão a eles que peça , o que ele não pode é induzir os cristãos a pedir perdão a gays, isto é , os da igreja dele ele pode , mas nós que adoramos O JESUS VIVO, não nos curvaremos a essas aberração do papaoutra coisa que vcs gays não sabem, "AMOR" não é aceitar a libertinagem não. pois vcs desconhecem o verdadeiro amor. vcs podem até não acreditar , mas nós amamos vcs como seres humanos , só não aceitamos essa prática nojenta, aberrante e pecaminosa que vcs praticam.pois "FAMILIA" se resume entre homem e mulher e sua prole, um homem com outro homem e uma mulher com outra mulher é uma tremenda nojeira, provando o desvio mental de vcs.pois doença mental não se sente como dor física não , a doença mental se vê pela ações praipcadas.pois quem o está praticando acha tudo normal, quando não é..

  8. Nenhum representante GLBT veio a público para pedir perdão pelos vilipendios cometidos contra as imagem e objetos de adoração dos católicos em plena avenida paulista, e em outras capitais do Brasil e do mundo.Enquanto isto as liderançãs da igreja católica enfiaram a cara em algum lugar e se calaram, enquanto que os seus santos eram vituperados escanecidos.De que lado você está seu Francisco, só falta declarar que mudou de lado os sinais estão visiveis que de cristão você não tem nada, a mascara está caindo.

  9. Papa em cima do muro!! Ele se faz de bobo. Não são os cristãos que condenam o homossexualismo, é o Próprio DEUS em sua Palavra. Daqui a pouco ele deve dizer que JESUS deve pedir perdão também. Quando os gays saíram fantasiados de "santos" da igreja católica e aquele rídiculo saiu crucificado, o pontífice e todos os acorvadados líderes não se manifestaram em nada. Não seriam eles que teriam de pedir perdão aos cristãos católicos? Pelo contrário, repetiram a mesma infâmia e mais uma vez ninguém se manifestou. Esse papa quer agradar a "gregos e troianos" e não assume uma postura de confrontar o pecado. Ele poderia pelo menos ler o perfil do profeta João Batista e aprender um pouco mais.

DEIXE UMA RESPOSTA