Pastor feito refém pelo Boko Haram escapa após 10 meses preso em cativeiro

0

Um pastor que havia sido sequestrado pelo grupo de radicais islâmicos Boko Haram, na Nigéria, conseguiu escapar do cativeiro após 10 meses.

Rotimi Obajimi foi feito refém pelos radicais no dia 06 de janeiro deste ano, e na sequência, transportado para a região da floresta de Sambisa, onde foi mantido em cativeiro.

“Nós estávamos tão surpreso ao vê-lo, porque temos orado fervorosamente por um longo tempo e confiado em Jesus que Ele certamente iria voltar, e então, ele foi trazido para a nossa sede em Maiduguri pelos militares”, afirmou um pastor da Igreja Redenção, em Maiduguri.

De acordo com o Sahara Reporters, o pastor Obajimi contou que escapou após as fortes chuvas causarem enchentes e os radicais se manterem ocupados em proteger as instalações do cativeiro.


Já em fuga, Obajimi posteriormente foi encontrado por militares nigerianos e levado a um hospital para receber tratamento.

Califado

Segundo informações do Christian Headlines, no início desta semana os militantes do Boko Haram mataram sete moradores da região de Ngamdu, e o líder dos radicais, Abubakar Shekau, publicou um vídeo dizendo que em breve ele implementará a sharia – lei do islamismo – como código civil nas cidades nigerianas que ele dominou.

“Nada vai me matar até que meus dias terminem. Eu ainda estou vivo. Algumas pessoas se perguntaram se Shekau tem duas almas. Não, eu tenho uma alma, por Deus”, disse Shekau no vídeo, zombando da iniciativa do governo nigeriano em tentar conter o avanço dos radicais.

“Estamos executando nosso califado, nosso califado islâmico. Nós seguimos o Alcorão. Nós agora praticamos os preceitos do Alcorão na terra de Alá”, concluiu o terrorista.

Califado, segundo a Wikipedia, é a forma de governo islâmica “que representa a unidade e liderança política” entre os seguidores da religião. “A posição de seu chefe de Estado, o califa, baseia-se na noção de um sucessor à autoridade política do profeta islâmico Maomé”, acrescenta a nota da enciclopédia virtual.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA