Brasil

Pastor Rubens Teixeira critica editorial do Estadão que compara políticos evangélicos a extremistas islâmicos

Comentários (10)
  1. daniel alves disse:

    Já comentei aqui por diversas vezes que os profissionais religiosos (pastores, bispos, ‘apóstolos’, padres e outras denominações de hierarquia) gostariam de destituir a Presidência da República, fechar o Congresso Nacional ou substituir os congressistas por pastores e transformar o Estado Brasileiro em uma imensa IGREJA. Todos teriam que trabalhar e contribuir com 10% do que ganhavam para mantê-los. São uma corja de malandros charlatões, demagogos e hipócritas, segundo a palavra de Jesus em Mateus 23:27,28 e do seu irmão, Tiago 04:4. Leiam!

  2. comparar aos terroristas, acho exagero, ainda não usam bombas, rsrr…. mas que querem fazer do brasil uma teocrácia, tipo as republiquetas arabes, querem….impor seus dogmas ao restante da população, que apesar de ser de tradição catolica em sua maioria, não pratica, gostam de festas, carnaval, juninas, micaretas, etc… sexo, praticam adultério, abortos, etc….mesmo os evangélcios, maioria genéricos tipo Neimar, grethem, claudia leite, joelma, xande, etc
    paz

  3. Salomão Carvalho disse:

    O jornal Estado de São Paulo está equivocado em seu pensamento, porque os nobres Ministros do STF não são votados pelo povo, portanto não são democráticos em suas teses, mas balizados em suas consciências – e foro íntimo não o Estado do Brasil.

    O que nos leva a crer que o melhor é serem monitorados pelos efetivos representantes do povo, os Deputados federais e Senadores, que são eleitos direta e democraticamente, laicos ou não, mas são legítimos, e não andam pela suas consciências (pelo menos na teoria não deveriam), mas para cumprir o mandato do povo que os elegeu, quando não pela agremiação partidária.

    Portanto, o jornal está incorrendo em erro defendendo a posição do STF como legítima, quando deveria levar em consideração que os nobres Ministros sequer passaram por pleito, ou pelo menos deveriam votar levando em consideração a cultura ou tradição do povo. Jamais querendo implantar uma outra cultura estranha aos costumes deste país, como se estivessem no monte Olimpo. Para dirimir casos assim, que mexem com a religiosidade e afins, devem dividir o ônus com o Congresso Nacional. Isto começa a ser legítimo, a meu ver.

  4. querem fazer do Brasil, uma republiqueta de homossexuais e simpatizantes(incubados), em detrimento da maioria da população, que com certeza é mais de 90%. O congresso Nacional tem que se impor como poder legislativo que é, e dá um basta nisso aonde o judiciário está fazendo o papel que não lhe compete(fazer leis).

  5. juscelino disse:

    é bom ver que tem alguém tentando barrar o facismo do poder judiciario. algumas jurisprudencias ou leis criadas por essas 11 pessoas ,pisando na que diz a constituiçao, são leis que com certeza não passariam no congresso, e o partido que hora toma conta sumariamente do poder está usando esses senhores e senhoras para impor facistamente???? o suas tendencia pessoais.. pois algumas leis “legisladas” pelo judiciario nada mais é do que imposiçao da mentalidade dos componentes do atual governo.. usando o estado para impor seu estilo e suas politicas pessoais ou de apaniguados…

  6. PESSOAS QUE NÃO ESTÃO MOTIVADAS POR FANATISMO, TENDEM A TER UMA VISÃO GLOBAL, UM MELHOR DISSERNIMENTO PARA TOMAR DECISÕES POLÊMICAS, IDEALISTAS COSTUMAM IGNORAR A RAZÃO. NO CASO DOS ENACEFÁLICOS SOMENTE O STF, QUE NÃO PRECISA DE VOTO PARA SE ELEGER EM OUTUBRO, PODERIA TOMAR TÃO SÁBIA DECISÃO.

  7. César disse:

    Lindo discurso. Na verdade, uma apologia à ditadura da maioria. Quer dizer que se a sociedade é majoritariamente conservadora e não concorda, por exemplo, com o casamento civil igualitário, a minoria homossexual que se dane e aceite ser tratada como pária? Se a maioria “cristã” , por causa dos seus princípios religiosos, não concorda com o aborto de anencéfalos, a despeito do parecer científico, a descriminalização desse aborto não passa e qualquer uma que abortar, mesmo sendo ateia, agnóstica ou meramente uma pessoa que se baseia na ciência em relação ao tema, que vá pra cadeia? Não, senhor Rubens, as minorias têm que ser respeitadas, mesmo quando postulem direitos que são considerados “aberrações” pela maioria. Afinal, “abominação aos olhos de Deus” e “pecado” são conceitos religiosos que não podem determinar a ação estatal, nem ser impostos ao conjunto da sociedade.

  8. ANDRE disse:

    Por favor,
    Devemos dar agraças a DEUS, que o STF, tem criado LEIS, a atual Camâra de Deputados só Legisla em causa próprio, fortmado por um punhado de políticos sem moral nenhuma.
    Tenho Visto a atuação do JUDICIARIO, muito contente, leis em favor dos direitos humanos, muito contente, estes que reclamam da atuação do Judiciário são justamente aqueles que querem que seus ” deputados” legislem em causa própria.

    Parem de olhar seu próprio UMBIGO, se vc tem o direito de crêr de certa forma, não podem impor a um país inteiro que haja de maneira.
    Lembram do livre arbítreo, e a TOLERÂNCIA, isto é coisa qu a muito tempo DESAPARECEU DO MUNDO EVANGÉLICO.
    Querem impor aos outros sua vontade, submissão não existe mais.
    E pior ainda querem mandar na vida sexual do próximo, sendo ele católico ou busdista, um absurdo.
    Busquem com seus representantes, a diminuição da probreza em nosso país.
    E não percam tanto tempo com a vida sexual do próximo.

  9. ANDRE disse:

    O jornal está coberto de razão um país regido por Religiosos, cai no mesmo erro da EUROPA em seus 500 anos de TREVAS, onde seguia as Leis de Roma.
    E o que hoje vemos nos países Islamicos, onde GAYS são inforcados., mesmo sendo crianças, se discoberto seu desejo.
    Acho que é isso que muitos crentes querem aqui pro fututo de nosso país, já vi diversos comentários relatando tal desejo.
    A guerra travada hoje por cada um ter seu direito, e a mesma que se trava na Oriente, quem morre são a minoria homossexual.
    Será que a cegueira farisaíca desde povo não percebe tal coisa.

    Alguem lembra que LUTERO, separou a Igreja do Estado, vejam bem vocês querem retroceder.
    O Poder Corrompe.
    Graça e PAz

  10. Eu disse:

    Ótima idéia a sua, 10% é bem menos do que os 40% que pagamos de impostos não é mesmo!

  11. João Hernane disse:

    Maior preocupação que tem gente da bancada evangelica querendo fazer do brasil um novo irã; uma especie de criar uma constituição evangelica no pais, Deus nos livre disso, Amem ..ate biblia diz ser contra religao, eu prefiro ver nação aceitar jesus como unico salvado da sua vida do que povo preso escravidao da religiao que a biblia diz ser totalmente contra isso

    1. João Hernane disse:

      mas concordo que temos preserva valores familiares e cristoes ….mas nao religiao e muito menos religiosidade

  12. EDUARDO disse:

    PARABÉNS VOCE É COERENTE.

  13. Vamos fazer comentarios transparentes , estão tentando impor uma ditatura novamente no Brasil , apesar que hoje vejo a diferença entre ditatura e demogracia , o que mudou desde então, onde está as diferenças , a Ditatura Militar sempre teve respeito pelos Cristãos , olha que eu fui na época contra o Militarismo, fiz e promovi passeatas com os estudantes , lembro-me em certa ocasião iria haver um comício com os Generais da época e qd. passou um ônibus com uma comitiva dos estrêlados , um dos estudantes jogou no ônibus , um punhado de balas ( chupar ), e aí começou aquele corre , corre , cavalaria em cima , soldados com cacetete, e corremos para a igreja Matriz da Católica , e foi totalmente cercada pelo exército , só que não entrou um soldado seguer dentro da Igreja para nos pegar, aí o Padre da época ou bispo sei lá quem era , saíu nas escadas da Igreja e não autorizou os soldados entrarem para nos pegar , e o que aconteceu , os soldados foram embora em marcha e nós aliviados de não apanhar , ENFIM , tinha- se respeito pela Igreja , seja Catolico , Crente, ou que fosse era respeitado. ENTÃO, digo , têm que preservar e praticar a constituição , se não houver isso , ENTÃO , onde está hoje À DEMOCRACIA.
    O congresso Nacional , não pode entrometer no que tange ao STF , e o STF não pode legislar ou intrometer no que tange ao Congresso Nacional.
    O Cristão defende o que acredita na PALAVRA DE DEUS e ninguém vai calar-nos por suas imposições , e nos NÃO SOMOS TERRORISTAS E EXTREMISTAS ISLAMICOS , não somos contra o pecador e SIM contra o pecado.
    Jamais vamos CALAR por imposição de quem é servo de satanas , não temos mêdo da morte ou sermos presos por defender no que ACREDITAMOS .
    DEIXO a todos , que À PAZ DO SENHOR JESUS CRISTO seja à todos , e quem concordar diga AMÉM.

    IRMÃO GARCIA.

  14. José Adilson disse:

    ESTES JORNAIS QUE VIVEM ATACANDO A IMAGEM DE PASTORES SÃO COMANDADOS POR CATÓLICOS E MARÇONS E NÃO SE DEVE ATENTAR E NEM CONSIDERAR AS COISAS QUE ELES PUBLICAM.

  15. Roni Pauli disse:

    Como já é de conhecimento de todos, "CADA MACACO NO SEU GALHO", ou cada Poder na Sua area.

  16. arnaldo disse:

    Pelo que estou acompanhando, vou deixar de ser comerciante de carnes e verduras para ser comerciante da palavra de DEUS.
    O negócio parece ser mais rendoso.
    O cabra expõe algumas passagens da Bíblia a 10% e o almoço está garantido.
    Não carrega caixas, fardos, não se expõe a assaltos, não paga empregados, não paga imposto, não vendo fiado, etc…
    ô negocinho bom prá mais de metro.

  17. Roger Batista disse:

    Homem-bomba! rsrs

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

As principais notícias gospel do Brasil e do mundo no portal pioneiro; Saiba tudo aqui sobre música gospel, evangélicos na política, ações missionárias e evangelísticas, projetos sociais, programas de TV, divulgação de eventos e muito mais.

No ar desde 2006, o canal de notícias gospel do portal Gospel+ é pioneiro no Brasil, sempre prezando pela qualidade da informação, com responsabilidade e respeito pelo leitor.

ANÚNCIO
ANÚNCIO
ANÚNCIO