Pastor Pat Robertson afirma que ativistas gays estão infectando pessoas com o vírus da AIDS através de “anéis”

6

Pat Robertson, o televangelista da teologia da prosperidade mais polêmico dos Estados Unidos, acaba de se envolver numa nova discussão.

Depois de se tornar alvo de um documentário que o acusa de ter desviado ajuda humanitária para explorar minérios no Congo, Robertson conseguiu atrair novos holofotes com declarações sobre ativistas gays.

Durante o programa “The 700 Club”, na emissora de TV Christian Broadcasting Networking (CBN), Robertson disse que alguns ativistas gays portadores do vírus HIV estariam infectando pessoas através de um anel que transmitiria a doença a partir do aperto de mãos, cumprimento universal.

A declaração veio após uma pergunta enviada por um internauta, que questionava se a história com ingredientes de lenda urbana seria verdadeira.


“Algumas pessoas na comunidade gay de San Francisco querem prejudicar as pessoas. Então, eles tem o material, um anel, e se você apertar as mãos o anel tem uma pequena coisa onde você corta seu dedo e é infectado. Realmente, esse tipo de coisa é planejado, o que seria o equivalente a assassinato”, disse o pastor.

A mídia nos Estados Unidos repercutiu as declarações de Robertson, e o fato se tornou motivo de chacota e debate em diversos programas.

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

6 COMENTÁRIOS

  1. cara no Brasil não digo que isto já esteja acontecendo, mas na europa e américa do norte, tudo é possível, realmente não tem muito amor a vida, é bem possível que não seja loucura, ows ativistas gays vem com tudo

  2. Sera qui esse home num ta a fala de um outro tipo de anel não so, causa qui tem uns outro tipo num e memo das veis ele misturo o trem e num sobe isprica dereito sem não sacume ne

  3. Prezados irmãos. Já aconteceu coisa parecida comigo, só que o sujeito não era ativista de nada. Era um soropositivo que buscava a cura divina nas igrejas evangélicas. Presumo que, como não foi curado, pelo uma vez, resolveu se vingar. Encontrei-o num culto e ele sorridentemente veio cumprimentar-me. Na hora do aperto de mãos senti uma picada bem dolorida no dedo que entrou em contato com o anel que ele usava. Alguém pode dizer que é paranóia, mas eu pergunto: Para que anel com uma ponta na parte de baixo? Só pela graça de Deus é que não fui infectado. Abçs.

DEIXE UMA RESPOSTA