Pezão demite apóstolo de secretaria após manobra pró-Dilma dar certo; Malafaia criticou ambos

30

A passagem do apóstolo Ezequiel Teixeira (PMB-RJ) pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro foi curtíssima. Pouco mais de dois meses depois de ter sido nomeado pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), ele foi demitido.

A nomeação de Teixeira para o cargo fez parte de uma manobra política de Pezão para reconduzir o deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ) à liderança do partido na Câmara dos Deputados, e assim, fortalecer a defesa de Dilma Rousseff (PT) no processo de impeachment.

Agora que Picciani foi reeleito, com voto do suplente de Teixeira, Átila Alexandre (PMDB-RJ), Pezão demitiu o apóstolo do cargo de secretário, permitindo sua volta à Câmara. Nesse caso, Átila volta a ocupar seu posto de vereador no Rio.

O pastor Silas Malafaia, ferrenho opositor do governo Dilma Rousseff, comentou o caso e classificou a postura do apóstolo como equivocada, embora reconheça que as negociações políticas sejam um direito do parlamentar.

“Eu falei que ele estava indo por um acordo político para favorecer o governo contra o impeachment da Dilma, numa guerra política no PMDB pela liderança. Ele foi puxado para ser secretário porque o suplente dele, o Átila – que é vereador no Rio – ia assumir o cargo dele, pelo PMDB. Então ele fez o acordo, para ser secretário, para favorecer [o governo Dilma]”, pontuou Malafaia.

Segundo ele, a indignação que ele tem contra o governo petista o impulsionou para denunciar a manobra protagonizada por Pezão e Teixeira em favor de Dilma: “Eu poderia ter ficado calado nisso, é bem verdade. Eu sou amigo de Ezequiel há mais de 30 anos, mas eu estava tão indignado pela perseguição que esse governo vem fazendo comigo, que ao ver Ezequiel favorecer esses caras, contra o impeachment de Dilma, eu fiquei doido e acabei falando”.

Para Malafaia, a postura do líder evangélico não foi correta: “[Foi] um erro. Não estou negando aqui que, Ezequiel, como deputado, possa negociar politicamente. Eu não tenho nada com isso. A minha questão aqui não é essa não, é um direito dele. Só não venham negar a verdade.

Por fim, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo se queixou do motivo usado por Pezão para demitir Teixeira: “Exonerar o Ezequiel da maneira que foi exonerado [foi um erro do governador]. Aí não. Pega leve, vamos devagar que aqui não tem idiota. Quer dizer então que ninguém pode fazer nenhuma crítica, ou levantar nenhuma tese sobre a prática homossexual? É um comportamento. Me diz aí qual é a área da ciência que prova que o cara nasce gay, ou que existe uma natureza homossexual? Que papo é esse? Constituição, artigo 5º: ‘ninguém pode ser cerceado por convicções políticas, religiosas e filosóficas’. Que conversa é essa? E quem plantou na imprensa a conversa de cura gay foram os ativistas gays por ocasião daquela demanda do Conselho de Psicologia”, pontuou Malafaia.

Assista:

Assine o Canal

Indenização

A negociata política para favorecer o governo Dilma poderá sair cara para o apóstolo, que poderá ter que pagar uma indenização de R$ 1 milhão, se a Justiça o entender culpado no processo movido pela Defensoria Pública do Rio de Janeiro, que o acusa de danos morais coletivos gerado por “humilhação pública” da comunidade LGBT na ocasião de uma entrevista ao jornal O Globo, onde afirmou crer no que se convencionou chamar de “cura gay”.

“A perseguição contra a Igreja e os evangélicos não chega ao fim no Rio de Janeiro. Agora, a Defensoria Pública no estado me processa e pede indenização de R$ 1 milhão. A rápida atuação do órgão estadual é consequência da perseguição religiosa. Quem nunca precisou do rápido empenho da Defensoria e ficou meses aguardando? Quantas pessoas morrem nas filas dos hospitais e a Defensoria nada faz? Confio no Poder Judiciário e, principalmente na justiça divina. Deus abençoe a nossa Nação!”, comentou Teixeira em sua página no Facebook.

30 COMENTÁRIOS

  1. se vendeu para o lado negro, ou quem sabe sempre esteve no lado negro, recebeu a paga que recebe todo aquele que trabalha pra o capeta, nada além de vergonha, que fiquem avisados todos os ateus gays aqui do site, vcs. também receberam a mesma coisa … vergonha e dor, começando pelo poeirinha até chegar ao seu ultimo nick fake

  2. A escolha de um fundamentalista com uma visão totalmente contrária a luta dos homoafetivos por direitos civis e constitucionais igualitários, escolha essa para cuidar de assuntos que interessam à comunidade gay já foi em si mesma um ato de insanidade, tanto de quem indicou, quanto do pastor que aceitou. Seria a mesma coisa que nomear um gay para cuidar de interesses de fundamentalistas homofóbicos. Essa escolha insensata foi criticada desde o início, pois para a secretaria em questão deveria ter sido indicada uma pessoa de visão humanista e de respeito aos direitos das minorias.

  3. quis imitar o infelicianu$$

    “Em dois meses à frente da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos , Ezequiel Teixeira , esvaziou o programa Rio sem Homofobia e fechou quatro centros de assistência à população LGBT.”

  4. Não se pode abrir a boca pra falar nada sobre os pobrezinhos gays, pois eles são melhores, cidadãos de primeira classe, intocáveis, feitos com barro misturado com ouro e diamantes, cê pode criticar Deus e o mundo, menos eles.

    • É brincadeira, né?

      Paulo se chamou apóstolo porque viu o Senhor de perto, como os outros apóstolos.

      Mas e este cidadão aí, que é que ele viu além de sua própria cara no espelho?

  5. O Pastor Silas Malafaia sempre diz que tem nojo de politicagem, mas não perde uma só oportunidade de se atolar nela. Agora,mais uma vez, está cometendo inaceitáveis erros: O pastor sabe muito bem que o tempo dos Apóstolos passou, logo, reconhecer o título de Apóstolo para esse enganador Ezequiel é uma contradição. Diz, tambem, que não queria falar, mas “ficou doido e acabou falando.” O que é isso pastor Malafaia? Dentre os frutos do Espírito Santo, que o senhor tanto apregoa, está o domínio próprio. O senhor esqueceu?! O senhor esqueceu que deve ser modelo para o rebanho? Ou o senhor pensa que basta falar, gritar, esbravejar? O Cristianismo, o senhor bem sabe, exige prática. Seja um praticante. Quanto a política, fique sabendo que é impossível entrar no chiqueiro sem se misturar com os porcos.

  6. “Mas os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos loucos e nocivos, que afundam os homens na ruína e na desgraça.” (I Timóteo 6:9)

    Vemos este alerta de Timóteo se cumprindo na vida de homens e mulheres cujos nomes e prisões a imprensa tem dado muito destaque no Brasil em relação à operação Lava Jato.

    Mas esse versículo não serve como alerta apenas aos políticos, mas, sobretudo, aos vendilhões do Evangelho, pois não tarda a hora em que a mão do Senhor Deus pesará sobre eles e serão tão certamente conduzidos à prisão como hoje são os corruptos na política.

    Cuidado, vendilhões do Evangelho, e políticos corruptos falsamente chamados de crentes, pois vem a hora em que vocês sentirão a justiça de um Deus que não admite, como já o demonstrou através de Jesus ao expulsar os cambistas do Templo, que Sua casa seja chamada de lugar do mercadejar das coisas sagradas e antro de ladrões e salteadores da igreja e da nação.

  7. Maldito o homem que confia no homem!
    Isto é o que Silas Mala Falha e seus amiguinhos recebem como paga. Silas apoiou Pezao e agora tem cô responsabilidade pela desgraca que o Rio se encontra. Silas destilou todo seu ódio contra o bispo Macedo e Crivella, está começando a colher. Apenas começando!!!
    Não está escrito? Quando o justo governa o povo se alegra e quando o ímpio governa o povo geme? Acho que Silas deletou esta passagem da Bíblia dele! Agora geme!

DEIXE UMA RESPOSTA