Simulando efeito do uso de drogas, pregador ensina que fiéis devem ficar “chapados por Jesus”

3

Brandon Barthrop é um ex-viciado em drogas que têm chamado a atenção por ajudar a popularizar um inusitado culto religioso, que tem entre seus principais ensinamentos instruções para seus fiéis simularem efeitos de drogas e embriaguez como forma de adorar a Deus.

Barthrop se apresenta como um seguidor do pregador evangélico John Crowder, que tem com um de seus principais ensinamentos a afirmação de que Espírito Santo pode deixar as pessoas alteradas, fazendo os fiéis rirem, gritarem e até mesmo se contorcerem no chão, em um aparente estado de embriaguez.

Líder do “movimento da glória embriagada”, Barthrop começou seu estranho ministério religioso após sair da reabilitação pelo uso de drogas e se mudar para uma casa abandonada junto com sua esposa e seus primeiros seguidores. Ele explica que se mudou para essa casa após ter uma epifania na reabilitação.

Como forma de disseminar sua crença, Brandon Barthrop publica vídeos semanais no Youtube, nos quais encoraja os fiéis a se entregarem à “bebida” e às “drogas” imaginárias, e aparece usando incensos e o que ele classifica como “misturas caseiras e totalmente legais” que, segundo ele, o ajudam a levá-lo mais perto de Deus. Tais vídeos, segundo o “Daily Mail”, estão ajudando a espalhar a seita pela América do Norte, e também no Reino Unido. A casa, antes abandonada, é agora a sede de seu ministério, o Red Letter.


– A maior parte das pessoas que vive na nossa casa é formada por ex-drogados, ex-alcoólatras e ex-prostitutas – explicou o pregador, em um documentário exibido pela revista Vice.

Repetindo alguns dos ensinamentos mais famosos de Crowder, Barthrop ensina aos seus seguidores que “não há nada que se assemelhe a ficar cheio do Altíssimo”.

– Fomos ensinados pela igreja tradicional que aquilo que nos faz sentir mal é bom, e o que nos faz sentir bem é ruim, mas isso não é verdade. Os seres humanos são feitos para ter prazer – afirma.

Porém, procurado pela revista Vice para comentar sobre o assunto, Crowder se mostrou critico aos ensinamentos proferidos Brandon Barthrop, que afirma ser seu seguidor.

– Eles ensinam coisas estranhas, como algo em que simulam fazer sexo com Deus… Já vi um monte de gente se envolver com um monte dessas coisas estranhas, e com isso perderam sua liberdade – afirma John Crowder.

No Brasil, a simulação do uso de drogas por evangélicos causou uma grande polêmica em meados de 2012, quando o pastor Lucinho Barreto, da Igreja Batista da Lagoinha, apareceu no convite para o culto “Quarta Louca por Jesus” cheirando a Bíblia, em uma situação análoga ao consumo de cocaína.

Assista ao documentário da revista Vice sobre a seita (em inglês):

Assine o Canal

Por Dan, Martins, para o Gospel+

3 COMENTÁRIOS

  1. é chegou o fim, antigamente um sujeito ficava liberto das drogas e dos vícios nunca mais tocava, pois o filho de Deus o havia realmente libertado, hoje não existe um arrependimento sincero dai usar de subterfugios…é apenas mais um se enganando e enganando outros

    • Não diga isso sobre este servo de Deus que neste mês completa 10 anos de ministério. Eu estava viciado em masturbação, brigado com a minha família dentro de casa, entre outras coisas. E no dia 25 de agosto de 2014 Deus ouviu as orações de minha avó e me deu uma experiência que quebrou meu medo do Espírito Santo que tinha desde meu nascimento. Hoje chega a faltar dinheiro para ele continuar com seu ministério, sou um grande amigo dele, e meu melhor amigo é o Espírito Santo. E tudo porque eu acreditei no que a maioria não acredita. Hoje não há um entre os 360 milhões de americanos que não há ouvido falar o nome Brandon Barthrop.

  2. SEM entrar no mérito da questão, sugiro que observemos os ensinamentos SÓBRIOS do Apostolo (esse foi apostolo de verdade) Paulo que diz: "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência". / E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito" Efésios 5:6,18.

  3. Não digam nenhum insulto sobre este servo de Deus que neste mês completa 10 anos de ministério. Eu estava viciado em masturbação, brigado com a minha família dentro de casa, entre outras coisas. E no dia 25 de agosto de 2014 Deus ouviu as orações de minha avó e me deu uma experiência que quebrou meu medo do Espírito Santo que tinha desde meu nascimento. Hoje chega a faltar dinheiro para ele continuar com seu ministério, sou um grande amigo dele, e meu melhor amigo é o Espírito Santo. E tudo porque eu acreditei no que a maioria não acredita. Hoje não há um entre os 360 milhões de americanos que não há ouvido falar o nome Brandon Barthrop.

DEIXE UMA RESPOSTA