Pregador sugere a cristãos que abandonem o luxo e cumpram o “Ide” mesmo com dificuldades

8

“Temos urgência de repensar a evangelização neste planeta”. Essa frase, do pregador e escritor Efrem Smith, serve de síntese de seu sermão pregado durante uma conferência na Igreja Batista Saddleback, na Califórnia (EUA).

“Vivemos em um mundo do Bizarro. Vivemos num mundo rasgado de fora a fora”, ponderou o pregador, que teceu duras críticas ao comportamento dos cristãos, que estariam “marginalizando os marginalizados” com o comportamento de se fechar em comunidades exclusivas para convertidos.

“Os cristãos não podem mais dar ao luxo de andar por aí como se isso não fosse o caso. Com questões como o tráfico de pessoas, a escravidão moderna, a doença, a arrogância, o racismo, o sexismo, casamentos desfeitos, e uma série de outros problemas, temos uma urgência de repensar a evangelização neste planeta”, disse Smith.

A mensagem dura e “desconfortável”, como definiu o Christian Post, propunha ainda uma reflexão sobre os exemplos deixados por Jesus em seu ministério. “Jesus demonstrou e declarou que este mundo seria como se fosse virado de cabeça para cima de novo. Jesus demonstrou isso com os marginalizados, os alquebrados, os párias, aqueles deixados pra morrer, [e] os oprimidos para nos mostrar o reino de Deus”, disse Smith, explicando que em três anos de pregações, o Filho de Deus não mostrou preferência pelos privilegiados.


Mencionando o capítulo 7 de Apocalipse, Smith afirmou que há um sem número de pessoas que sofrem as tribulações dos tempos modernos na forma de escravidão, perseguição e martírio.

Smith ressaltou que é dever dos plantadores de igrejas se esforçar para levar vidas a Cristo, e apontou que hoje muitos ministros cristãos querem alcançar esse objetivo sem passar por dificuldades: “Não é assim que Jesus veio. Jesus, Deus, veio à terra não como um ser humano privilegiado, e sim, fazendo parte de uma minoria judia oprimida e exilada… filho de um carpinteiro”, finalizou.

8 COMENTÁRIOS

  1. JESUS exorta seus discípulos a rogarem ao Senhor da seara que envie ceifeiros. Conheço um “paxtô” que manda barrar obreiros que estejam fazendo a Obra, somente por não conseguir subjugar suas almas ao seu bel prazer. O fim vem! O fim vem!!! Maranata!

  2. O problema é, pessoas pensarem já de cara “tenho que converter no momento em que o vir”, já querendo doutrinar as pessoas antes de ajuda-las em seu contexto social.

    A pessoa não é só alma, ela é corpo. Não adianta, por exemplo, chamar prostitutos e travestis e depois virar as costas, como se fosse fácil ele se guiar sozinho. E se a pessoa sem o trabalho dela fica desempregada? e se ela mora num prostíbulo? É necessário acolher em casa -não digo dentro da igreja feita de tijolo e cimento-, dar segurança, dar-lhe atenção, informação de como proceder para ganhar estabilidade emocional e financeira -via meios temporais, pois prosperidade é heresia-, cuidar-lhe caso esteja doente e deprimido(a), para então, paulatinamente, explanar a fé.

    Tem tantas instituições criadas pelas igrejas que fazem esse papel de acolher tanto ou até mais que um programa social do governo, tendo função de escolas, hospitais, faculdades, acolhimento aos idosos, dependentes químicos, alcoólicos, orfanatos… O que doações/dízimo não fazem, hein?

    Mas, mesmo que sejamos poucos para um projeto grande, nossas casas são o primeiro passo de acolhimento.

  3. A hipocrisia desses falsos profetas dá nojo. Eles querem fazer o POVO de idiota, querem não , já fazem. porém, nem todo. Estão sempre naquela de dito popular: “Faz o que mando, mas não faz o que eu faço”. Passam a vida inteira pedindo dinheiro aos incautos fieis e enriquecendo, levando vida luxuosa, esnobando… E depois vem com essa de “abandonem o luxo e cumpram o ‘ide’ mesmo com dificuldades”. Será que existe cinismo maior? Mateus 23:27,28,33

  4. tem lideres querendo aumentar patrimonio a custo das ovelhas. falar q isso nao existe é como falar que o filho do lula ainda continua pobre apos o pai entrar na presidencia

  5. Paulo disse:
    Eis aqui estou pronto para pela terceira vez ir ter convosco, e não vos serei pesado, pois que não busco o que é vosso, mas sim a vós: porque não devem os filhos entesourar para os pais, mas os pais para os filhos.
    Eu de muito boa vontade gastarei, e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.
    2 Coríntios 12:14-15

  6. hahahahahahaa
    mandem essa notícia pro Malacraia

    aquele só pensa em dinheiro
    quero ver ele abandonar todos os luxos que conseguiu explorando as ovelhas acéfalas . . . .

DEIXE UMA RESPOSTA