Projeto de deputado evangélico para tratamento para homossexuais recebe apoio de ativistas gays

12

No Rio de janeiro, o deputado estadual evangélico Édino Fonseca (PEN-RJ) apresentou um projeto de lei prevê atendimento médico, psicológico e psiquiátrico para homossexuais. Publicado nessa quinta-feira, 18 de abril, no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, o projeto recebeu o apoio de ativistas da causa LGBT.

Pastor evangélico da Assembleia de Deus desde 1972, Fonseca, que é integrante da bancada evangélica estadual e conhecido como “Marco Feliciano carioca, afirma que seu projeto teve como base um estudo da Classificação Internacional de Doenças (CID 10), pesquisa que aborda o homossexualismo como doença.

O projeto de lei Nº 2139/2013 pede ao Estado a garantia de acesso aos serviços oferecidos pela saúde pública, tendo como público alvo portadores de patologias descritas pela CID como o transexualismo, transtorno de identidade sexual na infância, travestismo fetichista, transtornos múltiplos da preferência sexual, entre outros.

Em seu texto o projeto “garante o acesso aos serviços de saúde pública aos cidadãos portadores de patologias descritas pela Classificação Internacional de Doenças”.


– As patologias apresentadas no Projeto de Lei são de ordem Psicológica e Psiquiátrica, podendo levar o paciente a elevado quadro depressivo e, até mesmo, ao suicídio. O próprio Conselho Federal de Medicina emitiu uma Resolução de nº1955/2010 que trata do transexual, sendo este portador de desvio psicológico permanente de identidade sexual – diz o texto do projeto de lei, que recebeu o apoio de ativistas como Cláudio Nascimento (Programa Estadual Rio sem Homofobia), Charlene Rosa (Programa GLBT Duque de Caxias) e Neno Ferreira (Associação de Gays e Amigos de Nova Iguaçu e Mesquita).

– Ao analisar friamente o processo, vejo que ele, se pensou em gerar constrangimento, deu um tiro no pé, pois todos vão passar a ter atendimento à saúde – comentou Cláudio Nascimento ao jornal O Dia, sobre o projeto.

Por Dan Martins, para o Gospel+


12 COMENTÁRIOS

  1. O pessoal ta falando tanto da ditadura Gay que até o Pastor da querendo dar previlégios pros homossexuais… triste… porque ele não faz um projeto pra aplicar a grana que se gasta com Carnaval, futebol, parada Gay, parada gospel, visita do papa, etc. pra Saúde e educação… ai sim, iria sobrar médicos, psiquiatras, psicólogos, professores. etc.. todos ganhando bem e de sobra nas escolas e nos postos de saúde.

    • Reinaldo Juvencio, eu penso que certamente isso ñ será um privilégio, talvez assim os gays admitirão que os seus transtornos sexuais se trata de doença sengundo o artigo acima, e assim provavelmente verão que isso na vd ñ é uma opção como eles costumam dizer mais que na vd eles ñ tem forças pra aguentar ser uma pessoal normal,,,, muitos ñ concordam comigo eu sei; mais o homossexualismo ñ é normal, e se ñ é normal é uma anomalia….. e a questão do dinheiro que é investido no carnaval isso ñ depende somente da vontade de um idealista´isso é mais complexo do que possamos imaginar por que infelizmente já é uma cultura dos brasileiros, muito baixa mais é cultura.

  2. Hahahahaha!

    Tiago Henrique eu gostaria que você por favor me explicasse qual é essa cura tão “comprovada” que existe para os gays! Por que conheço muitos gays e inclusive sou um, sou cristão também e gostaria muito de saber de onde vem essa tão conhecida cura que nenhum gay conhece (e que ainda está comprovada!). Não me façam rir gente! É uma vergonha dizer que a sexualidade das pessoas é uma doença. Doença é escrever uma bobeira dessas, sem nem ter lido a reportagem. Valha me Deus!

  3. O tiro saiu pela culatra, o pastor em questão queria propor um projeto de cura da homossexualidade fazendo citação de uma CID que está extinta há décadas. Mas acabou ajudando travestis e transexuais que precisam recorrer à saúde pública para obter tratamentos psicológicos e psiquiátricos. Acabaram de ter de fato uma lei que gera privilégios vindos de um pastor fundamentalista. Só rindo, na tentativa de atacarem de todas as formas a diversificação da sexualidade acabam tomando atitudes burras. Evangélicos serão os próximos portugueses nas anedotadas populares. rsrsrsrs

    • Carlos Gasparotto : O pastor so conseguiu mais um previlégio para os homossexuais… sou contra… não porque são para os homossexuais, mas sou contra porque TODOS temos direito a saúde, educação e segurança, porque uma parcela da sociedade tem que ter mais previlégios que a outra?

    • Carlos Gasparotto será que tenho que repetir? Ele afirmou que a homossexualidade é uma doença, e ainda pôs a OMS no meio, como se essa entidade reconhecesse a homossexualidade como uma patologia. Nem a OMS, nem o Conselho federal de psiquiatria e muito menos o conselho de federal de psicologia reconhecem a homossexualidade como uma doença, que tipo de autoridade científica vocês possuem para fazer tal tipo de afirmação? Então, o tiro saiu pela culatra, já que nenhum profissional da área da saúde irá tratar homossexuais em uma possível reversão da sexualidade, é antiético, então o que resta é oferecer o tratamento para que eles possam amenizar seus sofrimentos da psique. rsrs

  4. É o desgastado discurso "cura gay" dos fundamentalistas:

    1) Gay que quer deixar de ser gay sofre de "egodistonia", ou seja, o desejo sexual-afetivo não bate com seu psiquismo e isso é provocado não por ele não aceitar sua sexualidade, mas devido ao preconceito, as piadas e os discursos de ódio dirigidos à sua pessoa por segmentos da sociedade, por igrejas e até pela própria família.

    2) Os casos de "cura gay" são de dois tipos: bissexuais que passam a reprimir seu lado homossexual e a viver apenas a heterossexualidade, e homossexuais que reprimem sua sexualidade, mantendo casamentos artificiais, com muito sofrimento psicológico e até casos homossexuais secretos. Se muitos homossexuais conseguem manter casamentos de fachada antes de "saírem do armário" porque o contrário não pode ocorrer?

    3) Esse ativismo "cura gay" é na verdade uma proposta de eugenia social dos homossexuais, pois tem o objetivo de provocar baixas na população homossexual e, com isso, quem sabe, diminuir a pressão por direitos homoafetivos, bem como a visibilidade social dos homossexuais. Entendo que é uma prática claramente nazi-fascista!

    • Claro que ele não está feliz. Se os gays sumirem, de que viverão os ativistas gays?

      Não se enganem amigos, os gays são para os ativistas apenas um meio de vida. Eles não estão nem se lixando para os gays que estão doentes nos hospitais e totalmente abandonados.

      O Pior é que além de não fazer nada (vejam meu post acima) ainda ficam criticando quem faz.

    • E vocês, Alisson e Carlos, estão? Sim porque quem vive incomodado com a sexualidade alheia, de duas, uma: ou são héteros sexualmente recalcados ou são gays enrustidos. No caso de vocês, acho que está mais para o segundo caso. Mas, mesmo assim, não fantasiem sobre minha sexualidade para não se animar kkkkkkk Por favor, tenham dó, parem de pensar de forma binária: gay (ou suposto gay) x evangélicos. Façam um esforço para romper com essa mentalidade de jegue!

      Carlos com sua cara de terrorista do Hizbollá vomitando babaquice! Vivemos numa democracia e se há democracia há ativismo. O ativismo político em defesa dos direitos dos gays é legítimo, pois afeta apenas os gays e não prejudicam os héteros. Agora, o ativismo pentecostal anti-gay esse sim é ilegítimo, posto que visa prejudicar os homossexuais!

      Releia, meu texto, Carlos. Eu tenho certeza que você é limítrofe, mas posso estar equivocado. Leia e reflita para você parar de reproduzir inverdades sobre a sexualidade humana e deixar de endossar discursos pseudocientíficos que são lançados apenas para justificar o curandeirismo pentecostal anti-gay!

    • Eu é que sou babaca né?
      Você vive vomitando suas baboseiras gays aqui o tempo todo e eu é que sou babaca?

      Quanto a sua tese de sermos gays enrustidos eu contraponho com outra.
      Como você está sempre aqui no site dos crentes de duas uma:

      1ª) Você tem vontade de ser crente, mas por algum bloqueio mental não pode assumir esta vontade e, portanto, descarrega toda sua frustração nos crentes aqui os chamando dos mais variados nomes. Ou seja, é um crente enrustido.

      ou

      2ª) Você é sim um ativista gay pago pra criar um perfil falso pra ficar aqui o dia inteiro postando suas baboseiras repetitivas.

      Quanto a minha cara, pouco me importa a sua opinião sobre ela, pois não dependo de você absolutamente pra nada!

    • Dilson Goulart Mendonca : O pastor so conseguiu mais um previlégio para os homossexuais… sou contra… não porque são para os homossexuais, mas sou contra porque TODOS temos direito a saúde, educação e segurança, porque uma parcela da sociedade tem que ter mais previlégios que a outra?

    • Po que os mais vulneráveis merecem mais atenção. Por isso existem o estatudo do idoso e o da criança e adolescente. Também existe a lei Maria da Penha que é feita pra mulheres agredidas, você acha que homem não apanha de esposa? Pense! Igualdade é equilibrar as coisas e nem sempre tratar todos de forma igual.

  5. O que tem que ver é que há pessoas que não se sentem confortáveis nessa situação, que quer uma resposta. Se fosse tudo “maravilhas”, não teria muitos deles se suicidando. Se eles querem respostas, analises, terapias, orações, sei lá o quê, devem ter direito sim. E essa população não é tão pequena assim. Muitos podem ir com com uma intenção, mas podem de repente se confrontar com outra. A nossa essencia original ainda é melhor. Dá paz !

  6. Se os ativistas não fazem ABSOLUTAMENTE NADA para ajudar a seus pares, os pastores e padres estão fazendo.

    Se eles tivessem usado pelo menos parte dos R$ 300.000.000,00 que ganharam do governo através do CDHM haveria muitas clinicas de assistência aos gays desamparados.

    O pior é que além de não fazer nada ficam criticando quem faz.

    Bando de hipócritas!!!
    .

  7. Infelizmente é lamentavél que muitos dos Militantes/Ativistas que eram da Sociedade civil Lutavam pela causa e agora que estão no Governo, se Venderam as Manobras do Governo e aos Acordos Poliiticos em Troca de Cargos mais Altos. Como diz o Ditado Popular " Que conhecer uma Pessoa der Poder A Eles"

  8. É interessante ver os ativistas GLBT falarem que o deputado deu um tiro no pé, e passem a apludir o projeto. QUAL É, ENGANEM OUTROS. A vontade deles sempre foi e será a de ter privilégios, sejam eles quais forem. Qualquer coisa que se faça, se for para olhar apenas para eles como o centro do universo, estará de bom tamanho, PRA ELES, é claro.

  9. “Alberto César Da Costa Maia”
    Poderia me add no MSN? Ou me mande um e-mail.
    Andei lendo alguns de seus comentários.
    Gostaria de conversar mais com você. Não garanto que vamos concordar em tudo, mas gosto de trocar ideias, ouvir opiniões e sempre que possível, falar também.
    Também entendo alguns de seus pontos de vista.
    Meu MSN: brdavi@hotmail.com
    Até mais.

DEIXE UMA RESPOSTA