Projeto de lei que desobriga igrejas a celebrarem casamento gay e protege o culto é aprovado na Comissão de Direitos Humanos

27

Uma nova polêmica entre ativistas gays, líderes religiosos e parlamentares das bancadas evangélica e católica foi iniciada com a aprovação na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) do projeto 1411/11, que desobriga templos religiosos a celebrarem casamentos de pessoas do mesmo sexo.

O projeto, de autoria do deputado Washington Reis (PMDB-RJ), prevê ainda que as denominações religiosas poderão pedir a retirada de pessoas de dentro de seu templo, caso estas se comportem de forma inadequada às crenças adotadas no local, como no caso em que duas jovens ativistas gays se beijaram durante o Glorifica Litoral, onde o pastor Marco Feliciano pregava.

“É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida a proteção aos locais de culto e suas liturgias […] Deve-se a devida atenção ao fato da prática homossexual ser descrita em muitas doutrinas religiosas como uma conduta em desacordo com suas crenças. Em razão disso, pelos fundamentos anteriormente expostos, deve-se assistir a tais organizações religiosas o direito de liberdade de manifestação”, justificou o deputado Reis, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

O relator do projeto, deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), emitiu parecer favorável à ideia, por entender que os direitos de liberdade de expressão não podem suplantar a liberdade de crença: “Do contrário pode-se entender como verdadeira imposição de valores que não são próprios das igrejas, sendo que, aqueles que não concordarem com seus preceitos, basta eximir-se voluntariamente da participação em seus cultos”, pontuou.


Boa parte da mídia nacional noticiou a aprovação do projeto na CDHM como uma iniciativa do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) que visava a proibição de homossexuais nas igrejas evangélicas. Em seu Twitter, o presidente da CDHM posicionou-se a respeito do assunto e negou que a iniciativa tivesse o teor das manchetes.

“Mais uma vez uma parte da mídia mente deslavadamente! Dizendo que foi aprovado um projeto que proíbe a entrada de pessoas em cultos. Quando aprenderem a ler os projetos e interpretá-los sem preconceito talvez haja paz. Como podemos impedir alguém de ir à igreja? Todos tem o direito de ir e vir. Independente de sexo, cor ou fé. Todavia o respeito aos cultos, templos e homilias tem que ser observados. Sejam todos bem-vindos aos cultos evangélicos e católicos! Cultuem conosco! Adorem a Deus conosco! Um abraço a todos!”, publicou o pastor.

O projeto 1411/11 agora seguirá para apreciação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, e se aprovado, será encaminhado para votação no plenário da Casa.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

27 COMENTÁRIOS

  1. Igreja nenhuma nunca esteve obrigada a tomar procedimentos contrários a sua Doutrina ou Dogma. Para ver como esses ditos “evangelicos” estão errados. Vamos voltar a proibir então a entrada de bebados, viciados e prostitutas. O que se deve coibir são os comportamentos inadequados, mas isso não é só em Igrejas. Porque tanta confusão. Por favor sejam verdadeiramente Cristãos!!

      • Kelly creio que não fui bem claro em meu comentário. Quem está se deixando levar pela mídia são os “evangélicos”, creio que você seja. Eu quis dizer que não precisa de nenhuma Lei dos Homens, para normatizar as normas das Igrejas. A Lei de Deus a que pela minha fé acredito, é a Lei de Jesus Cristo, “Amar a Deus e ao próximo como a ti mesmo”.

  2. Que bom que não seremos obrigados a aceitar casamentos de gays nas nossas igrejas!
    Se eles quiserem casar lá fora, é problemas deles.

    E quanto a retirada a Proibição de gays LEIAM DIREITO para depois julgar!
    Não estão proibindo, eles só tem o direito de no caso de baderna ou beijos de gays dentro da igreja e pedi para retira-los

    GENTE LEIAM ANTES DE JULGAR, não vá pela mídia SAFADA!

  3. Tem todo meu apoio, casamento civil e religioso são coisas diferentes, assim como os cridtãos não devem se intrometer no direito da união civil gay, os gays tbm não devem se intrometer na união religiosa!

  4. Concordo, desde que limitado estritamente ao local PRIVADO de culto, ou seja, dentro das dependências de propriedade das igrejas. Os cultos celebrados em local PÚBLICO são de acesso a todos os cidadãos que poderão permanecer no local independente das normas comportamentais da igreja, bastando estar em acordo com as normas de comportamento da lei secular.

  5. O que vejo nestes comentarios de pessoas que são contra esta nova lei que podera ser uma realidade,é a mais pura ignorãncia dos tais…
    alguns dizem ai que não precisa de lei dos homens para se obedecer etc..R.na epoca de moises Deus teve que decreta leis escritas para que o povo podese obedecer,e mesmo assim muitos perecerão tendo as leis escritas…
    Outros comenta dizendo um monte de asneiras…
    NA verdade tudo se comclui em apenas uma coisa,a crianção deste novo projeto de lei e a mais pura prova de como o ser humano esta tão decaido e afastado de Deus a ponto de ter que se criar leis para manter a ordem e o respeito e temor a Deus…

  6. Ótimo ! Um grande passo ! Agora vai a plenário onde somos mais de 70% unidos, portanto vamos mobilizar nossos eleitos a aprovarem o projeto que defende nossas igrejas e religiosos das maledicências vindas do poder judiciário, e que todos nós sabemos a mando de quem.

    Paz e Bem

  7. Poque O Senhor Jesus disse:

    por causa do aumento da maldade o amor de muitos vão se esfriar…

    entao a tendencia é piorar entao e tempo de orar e Pedir para DEUS nos livrar desses moldes mundano

  8. Ate que enfim alguma coisa esta sendo feita para barrar os insubordinados, que não são todos e claro pois e evidente que em todas as classes existe seres humanos de bom coração e que respeitam os limites impostos pelos direitos, mas como tem os insubordinados tem que ter uma barreira para barra-los, eu e minha 36 cano duplo estávamos ansiosos esperando que uma ora dessa teríamos que colocar insubordinados para correr, assim me poupara esferas de pe de vela de bicicleta pois e com elas que carrego meus potentes cartuchos, então o que posso dizer que foi bao por demais e espero que seja aprovado em estado de urgência urgentíssima, para que se evite o inevitável confronto que com certeza iria acontecer em varias parte deste pais, e com resultados nada agradáveis, nem para um lado nem para o outro, porque somos crentes mas não somos pamonhas engano dos não crentes que somos bananas, e que a abobora ira lastrar sem fazermos nada, como diz se não vai por bem vai na marra, e tenho dito

    • Vale aquele ditado:”os incomodados são convidados a se retirarem. ”
      Se você não concorda o conjunto de crenças das igrejas, suas regras e quer desrespeitar, procure a sua turma e faça o que quiser em sua casa.

  9. Bom dia

    pelo que eu entendi o projeto é bom, não tem
    Proibição de seu ninguém de entrar nas igrejas

    O que se está discutindo é o respeito dentro dos templo se continuar do jeito que está o pastor está explanando o sermão e criaturas descaradamente
    se beijando,se acariciando,e ninguém pode falar
    nada porque e omofobico faça me um favor

  10. Existem Igrejas feitas propriamente para os homossexuais.Eles podem muito bem casar nestas.Agora o que é inconstitucional,seria que as Igrejas (que são entes de Direito Privado) fossem obrigadas a casar homossexuais ferindo seus princípios.

  11. Nós temos direito de exigir que se respeite o culto e o nosso entendimento da bíblia, quem não quer ir a igreja, simplismente não vá, mas se for, por favor, respeite. O que muita gente quer é anarquia e legitimação de suas vontades. Se vc ateu ou praticante de qualquer religião quiser visitar uma igreja será muito bem vindo, pedimos somente que entenda que temos nossa fé, assim como vc tem a sua.

  12. Essa lei reafirma o direito de discordarmos de condutas e amarmos as pessoas.

    Aos que nos acusam de nazistas, pergunto o seguinte, por acaso eu condenei alguém a algum campo de concentração por acaso?

    Pessoal fique alerta, querem aplicar a desumanização com os cristãos. Querem chegar ao ponto de não sermos merecedores das leis que nos preservam. Interessante ver que na matéria “Livros escolares do Paquistão ensinam crianças muçulmanas que matar cristãos é uma forma de alcançar a vida eterna” postada aqui no site, não vi defesa alguma desses supostos humanistas ateus defendendo o ser humano da legalidade do homicídio. Por que?

  13. Por que as pessoas gostam de impor sua opinião aos evangélicos????? Eles fazem o que querem e quando agente luta por nosso direito que é protegido pela constituição somos atacados., vamos lá então peguem a constituição e refaçam e criem uma nova, se duvidar eles já estão fazendo. Vocês não acreditam na Bíblia vocês tem todo o direito, mas deixem quem acredita e aceita em paz, ah lembrei isso não é possível. Jesus disse, no mundo tereis aflições. Por isso meus irmãos em Cristo vamos passar ainda por grandes coisas, mas não se entristeçam Jesus está voltando.
    Fica na Paz do Senhor.

DEIXE UMA RESPOSTA