Protesto de pastores pentecostais leva CPAD a cancelar evento com Augustus Nicodemus Lopes

40

O teólogo e reverendo presbiteriano Augustus Nicodemus Lopes lançou recentemente o livro “Apóstolos”, e iria realizar uma palestra sobre o tema abordado na obra na livraria CPAD Megastore, no Rio de Janeiro, mas o evento foi cancelado devido a pressões de pastores assembleianos.

O imbróglio começou quando o pastor Altair Germano, vice-presidente do Conselho de Educação e Cultura da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e um dos principais teólogos pentecostais do país, reclamou que a direção da CPAD estaria promovendo o conceito teológico calvinista.

“Se não tomarem uma providência junto a CPAD, teremos em breve calvinistas comentando lição bíblica sobre a doutrina da salvação. Aguardo ainda o posicionamento da Mesa Diretora da CGADB, e dos conselhos de doutrina e apologética sobre este caso público. Mantenho minha indignação, e lamento pelo silêncio conveniente de muitos”, reclamou Germano em sua página no Facebook.

Uma das principais divergências entre os seguidores da abordagem pentecostal da teologia e os calvinistas está no conceito da predestinação. E uma frase de Nicodemus Lopes sobre esse embate e o atual momento evangélico no Brasil causou furor a Germano: “Quem sabe os pentecostais não estejam predestinados a avançar bastante a teologia da Reforma no Brasil?”, teria dito o reverendo presbiteriano.


O caso terminou com o cancelamento da palestra de Nicodemus Lopes sobre a “renovação apostólica” e com uma enxurrada de críticas às atitudes tomadas pelo pastor Altair Germano e a direção da CPAD.

“Na visão dessa turba de inquisidores a mobilização visa preservar a Assembleia de Deus do calvinismo. Eu fico espantado com essa postura mesquinha, intolerante e sectarista, já que o referido teólogo não falará sobre soteriologia ou pneumatologia. Eu discordo do Nicodemus em muitos pontos, inclusive em aspectos soteriológicos e pneumatológicos, mas jamais deixaria de convidá-lo a um evento que tratasse de tema alheio à confessionalidade da denominação, logo porque ele é um estudioso ortodoxo das Escrituras. Eu sempre defendi e defenderei o intercâmbio saudável entre as diversas confissões do protestantismo”, comentou o teólogo Gutierres Fernandes Siqueira, de linha pentecostal.

O editor do Genizah, Danilo Fernandes, comentou o contexto histórico brasileiro entre as duas linhas de interpretação, e também a situação de rivalidade pública entre os pastores.

“Volta e meia vemos romper uma fibra de tensão entre lideranças da teológica pentecostal e reformada. É como uma corda de violino que se parte durante um concerto musical habitualmente harmônico entre as duas visões dominantes da Igreja Evangélica brasileira. Fugindo totalmente das partituras, aqui e ali, melodias revelam a crescente influência e interesse da teologia calvinista entre os pentecostais. E como as cifras são diferentes, não é raro que se perceba um desafino, uma nota estranha nas declarações públicas de teólogos calvinistas e pentecostais”, conceituou.

Ao final, Fernandes ressaltou que os caminhos de ambos os pastores envoltos na discórdia se cruzam mais do que se tem noção num primeiro momento.

“É bom que se frise que o pastor Altair Germano não é qualquer internauta dando pitaco sobre assuntos variados […] Como presbiteriano e admirador do pastor Nicodemus Lopes e do pastor Altair Germano, diria que não há nada demais no evento. Trata-se apenas um lançamento de uma obra (de outra editora) na livraria da editora da denominação (CPAD) […] Não qualificaria o eventual lançamento como incidente institucional grave […] Contudo, entendo o ponto-de-vista do companheiro blogueiro Altair Germano, pois sei que por trás deste angu tem muito mais caroço! […] O próprio Altair Germano é Especialista em Educação Cristã pelo Seminário Presbiteriano do Norte. Então, tente dormir com esta zoada de muriçocas!”, disse.


40 COMENTÁRIOS

  1. Shalom amados! Por favor não me entendam mau, com tantas coisas excelentes para serem desenvolvidas e aperfeiçoadas como por exemplo o amor entre os irmãos, vemos o islã devastando vidas com a intolerância e ignorância em uma fé errônea, mas o que dizer quando vemos crescendo instituições e pessoas que são formadoras de opinião e zeladoras dos rebanhos e não conseguem ensinar as pessoas a pensarem por si mesmas acreditando terem o poder de manipular através de suas visões e imaginando que são a o que não são: Os Senhores de suas convicções e vidas. Chegarão os dias em que os fermentos diminuirão e as verdadeiras essências se estabelecerão dentre nós os que serão reconhecidos como discípulos de Cristo que encarnaram o Amor descrito na epistola do apostolo Paulo aos coríntios no capitulo 13. É só ler e meditar. Sejam reformados ou não, pentecostais ou não isso pouco importa o que importa mesmo é o amor que tudo suporta e tudo vence. Falei….

  2. No tocante a doutrina da predestinação e livre arbítrio eu vejo alguns dilemas, se Deus é de todo soberano e tudo esta de acordo com sua vontade, de que forma eu sou livre? de que forma eu serei responsabilizado pelos meus atos, se não era livre para comete-los? por outro lado se sou livre e posso escolher o que bem entender, pois tenho controle sobre as minhas escolhas, de que forma Deus é soberano? como ele controla todos os eventos se sou livre pera escolher resistir-lhe ?.

DEIXE UMA RESPOSTA