Religioso afirma que igrejas devem manter homens armados para se proteger de ataques

6

Uma série de tiroteios ocorridos em templos e igrejas nos Estados Unidos reacendeu no país uma discussão sobre o uso de armas de fogo, inclusive dentro de templos religiosos, como formas de proteção a tais ataques. O tema será discutido em um seminário direcionado a diversas organizações em Oak Creek, Wisconsin. O seminário será liderado por Carl Chinn, que foi vítima de pelo menos dois tiroteios dentro de organizações cristãs.

Chinn é consultor de segurança para igrejas, e afirma que membros das igrejas devem receber treinamento com armas de fogo, e designados para fazer a segurança dos templos.

Vítima de pelo menos dois incidentes envolvendo armas de fogo dentro de igrejas, Chinn foi mantido refém, em 1996, por um homem armado enquanto trabalhava na Focus on the Family. Nove anos mais tarde, ele estava na Igreja New Life em Colorado, durante um tiroteio que deixou duas irmãs mortas e seu pai ferido.

No ataque do Colorado, um guarda armado que estava na igreja disparou ferindo o atirador, o que, segundo Chinn, salvou várias outras pessoas que estavam no local.


– Eu acredito que, se um atirador ativo vem – e eu ganhei o direito de ter essa opinião – eu acredito que não há nada como uma arma de fogo para poder parar outra arma de fogo – afirmou Chinn, de acordo com o Huffington Post.

– Eu os aconselho que isso seja uma coisa a fazer com pessoas treinadas, não somente bons homens com armas, mas pessoas que tenham o mesmo nível de treinamento – completou.

Segundo o The Christian Post, o debate divide opiniões, enquanto alguns afirmam que fé e arma não combinam, outros acreditam que a fé somente não é suficiente, e ressaltam a violência crescente nas igrejas.

O debate é crescente também no âmbito político. Em fevereiro, o estado do Arkansas aprovou a lei que permite o transporte oculto de armas em igrejas e, em julho, os estados de Dakota do Norte e Illinois também aprovaram legislações semelhantes.

Por Dan Martins, para o Gospel+

6 COMENTÁRIOS

  1. esse problema de tiroteios em denominações dos eua é por causa da lei americana que permite que cidadãos tenham armas e as portem.

    Agora que é constrangedor ver seguranças (armados ou não) em portas de denominações isso é. Não combina isso.

  2. ao contrario do Brasil que votu em plesbícito , o direito a ter armas de fogo, e mesmo assim desarmou a população e armou os bandidos…ta certo eles defesa não é crime na lei civil nem na de DEUS

  3. Já imaginámos Jesus e os apóstolos andarem de arma na mão para se defenderem de outras pessoas? Os apóstolos apenas usavam espadas para se defenderem dos animais selvagens que poderiam encontrar me suas viagens de pregação. Onde estamos chegando meu Deus?

  4. A primeira coisa que penso é o seguinte: Que época que estamos vivendo ? A 100 anos atrás só na ficção de escritor muito imaginativo poderia se pensar em igrejas ameaçadas por atiradores,fanáticos,pessoas possuídas pelo ódio.. Hoje a igreja de Cristo enfrenta uma ameaça surreal.

    A segunda coisa que penso é o seguinte. Tem gente que pensa que a “Proteção Divina” que Deus dá aos seus fiéis só pode ser de uma forma sobre-natural. Tipo : O atirador repentinamente desmaiar, a arma dele emperrar inexplicavelmente,aparecer um anjo,o bandido ser atingido por um raio. Emfim ! Mais diversos meios sobre-naturais e incomuns.

    Mas ! Alguém já pensou qual a forma Deus usaria para defender os crentes da ameaça de agressores armados,sanguinários e sem escrúpulos ?

    Pamela Fonseca Diz A palavra de Deus diz que os anjos do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem e os livra! quando é de Deus, ali a proteção Divina!”

    Eu concordo completamente com ela. O senhor Carl Chinn mais ainda,pois ele já por uma,não. Mas! Duas vezes esteve com a vida em perigo de perde-la. Como se informa o senhor Carl Chinn é cristão. E ele pode se gabar de que realmente goza da proteção de Deus. Pois, por duas vezes esteve perto de morrer. O versículo bíblico acima é uma realidade prática para ele. Eu não posso ter a mesma certeza dele,pois por nenhuma vez minha vida esteve tão ameaçada. Embora creia. Me falta a experiência de situações terríveis.
    È justamente homens como o senhor Carl Chinn que aconselha ” que membros das igrejas devem receber treinamento com armas de fogo, e designados para fazer a segurança dos templos” Pode se acreditar no senhor Carl Chinn . Pois se Deus não permitiu que ele morresse já por 2 vezes. È porque Deus o protegeu e tem um plano para sua vida. Creio ! Que Deus está usando o senhor Chinn como um instrumento de Deus visando a proteção das igrejas cristãs. E a forma com que Deus age não para ser criticada por nós ,simples,imperfeitos e ignorantes seres humanos.

    Alguns! Podem argumentar que o senhor Chinn não morreu nas duas vezes nos tiroteios por PURA SORTE. E o interesse do senhor Chinn em defender as igrejas cristãs é puro acaso também ? Ou algo muito mais profundo! Os fatos vão dizer a verdade,não nossa opinião.

    • Concordo, Nílton! Inclusive, devo acrescentar que SE DEFENDER É BÍBLICO!

      “E escreveu-se em nome do rei Assuero e, selando-as com o anel do rei, enviaram as cartas pela mão de correios a cavalo, que cavalgavam sobre ginetes, que eram das cavalariças do rei.
      Nelas o rei concedia aos judeus, que havia em cada cidade, que se reunissem, e se dispusessem para defenderem as suas vidas, e para destruírem, matarem e aniquilarem todas as forças do povo e da província que viessem contra eles, crianças e mulheres, e que se saqueassem os seus bens,”

      (Ester 8:10-11)

  5. A luta não é contra a carne ,a arma do Cristão é oração,jejum e meditação na palavra,e o amor é o maior dom do espirito Santo então se for para escolher entre matar e morrer eu prefiro morrer e deixar vivo meu agressor para que ele tenha a oportunidade de conhecer o Deus que conheço,trabalho na segurança publica e tenho o direito de portar armas fora de seviço,porem
    não ando armado ,fico na dependencia do Senhor.

DEIXE UMA RESPOSTA