Pastor Silas Malafaia diz que pessoas se tornam homossexuais por “aprendizado ou imposição”; Entenda

45

A discussão sobre a homossexualidade ser ou não uma questão comportamental voltou à tona após dois capítulos recentes ligados ao assunto: um ex-travesti convertido ao Evangelho abandonou a prática e o vídeo se tornou viral nas redes sociais; e um estudo que classificou como “impossível” determinar a homossexualidade através da genética.

Dentro desse contexto, o pastor Silas Malafaia, psicólogo, voltou a escrever sobre o tema e reafirmou que a questão orbita na área do comportamento: “Se o homossexualismo não é genético, é comportamental. Ele é praticado por uma pessoa que, por determinação genética, nasceu homem ou mulher, mas tornou-se homossexual por preferência aprendida ou imposta”.

Em seu artigo, Malafaia expõe seu ponto de vista sobre o que o levou à conclusão de que a prática homossexual é fruto de influências psíquicas do ambiente social em que o indivíduo está inserido.

“Alguns dizem que a homossexualidade é uma questão biológica, genética; o indivíduo já nasce homossexual. Entretanto, nenhum cientista jamais provou essa tese. Não existe um gene que determine que uma pessoa será homossexual. Os cromossomas XX determinam que ela será do sexo feminino, e os cromossomas XY, que será do sexo masculino. Portanto, essa tese de que o homossexualismo é genético é uma falácia; uma mentira […] O ser humano é um ser social e vive sob a influência de modelos, padrões. Os psicólogos são unânimes em dizer que mais importante do que a determinação genética para uma criança decidir a sua preferência sexual é a maneira como ela é criada. Não há determinismo genético. E, se é uma questão de comportamento, um homossexual pode abandonar essa prática e tornar-se heterossexual; até porque, a maioria dos homossexuais tem algum grau de atração pelo sexo oposto”, escreveu.


Sobre o ponto de vista cristão, o pastor novamente pontuou que a prática é reprovada pela Bíblia Sagrada: “A despeito de ser um comportamento aprovado em muitas sociedades antigas e modernas, o homossexualismo é pecado. A rejeição à prática homossexualismo é clara na Palavra de Deus. Em Levítico 18.22 (ARA), constatamos uma exortação direta a não dar lugar a essa prática. Em Levítico 20.13, vemos que a pena na Lei mosaica para quem praticasse o homossexualismo era a morte. No Novo Testamento, apesar de não haver mais a pena de morte, observamos que a morte espiritual persiste para o homossexual, entregue por Deus ao que Paulo chamou, em Romanos 1.28, de sentimento perverso (ARC) ou disposição mental reprovável (ARA). Neste mesmo texto, o homossexualismo é denominado paixão infame; torpeza; erro. Leia 1 Timóteo 1.8-11 (NVI)”.

Em sua conclusão, Malafaia recusa a existência de uma “cura gay”, frisa que a reprovação do cristianismo a uma prática não representa ódio ao pecador, mas sim, defesa de valores de fé e que o perdão ao pecado é algo disponível a toda e qualquer pessoa que o busque.

“Embora remédios e técnicas terapêuticas não possam transformar um homossexual em heterossexual, se ele reconhecer seu erro, confessá-lo a Deus, pedir perdão e entregar sua vida a Cristo, será justificado pelo sangue de Jesus, liberto do pecado que o domina e transformado em uma nova criatura. Mas, para isso, é preciso, sobretudo, que o homossexual tenha consciência da sua condição pecaminosa e queira dar um novo rumo à sua vida. É uma decisão pessoal dele render-se à verdade, entregar-se a Cristo […] Nós, evangélicos, amamos os homossexuais, mas não concordamos nem aceitamos o homossexualismo. Não se trata de homofobia [aversão violenta a homossexuais] nem preconceito religioso, e sim de seguirmos princípios éticos, morais e espirituais que se baseiam no conhecimento que temos da Lei e da vontade de Deus para o ser humano ter uma vida plena, feliz e eterna”, finalizou Silas Malafaia.

45 COMENTÁRIOS

    • Não da pra vacilar com estes caras Marcos, eles querem mudar as leis para que nem nos cultos fale ou pregue contra eles, querem destruí a familia tradicional e espalhar sua imoralidade no mundo, isto não vamos admitir.

      • Ok, eu concordo. Assim como acho que se o Silas quer levantar esta bandeira que é legitima que abandone o Pastorado vire politico e faça seu papel como cidadão como faço o meu. Seria até melhor, pois, haveria um a menos pra pregar a teologia da prosperidade e enganar os fiéis.

        O que não dá pra aceitar é ver ele abandonando completamente o ministério e ficar metido somente com essas questões.

          • Então o que destrói a família são duas pessoas iguais se casando por amor? Pensei que fosse a violência que chega sem avisar. O que destrói a família é a adoção de crianças por um casal homoafetivo? Pensei que era o abandono, comumente realizado por héteros. O que destrói a família é a garantia por lei de ninguém atacar a integridade física e moral de um hétero e/ou de um homo? Pensei que eram as agressões motivadas por intolerância ao próximo.
            O que destrói a família é uma demonstração de afeto em público por homoafetivos? Pensei que fosse a simulação de um ato sexual em público, a violência sexual, abuso infantil, o assédio… atitudes essas que serão cometidas por ausência de caráter e não definidas por condição sexual.
            Antes um casal homoafetivo que saiba respeitar e amar o outro, do que um casal hétero qud vive de fachada, com infelicidade e infidelidade.

          • O nome disso é liberdade. Cade o livre arbítrio?
            Se você não gosta de gays, não beije um em público.

            E leis diferenciadas?? Então vamos fazer assim, tire sua religião imunda de nossa politica “a César o que é de César”, como diria seu jesus, aí você fala de leis diferenciadas.

            Vocês são tão hipócritas, que distorcem a propria fé pra justificar seu preconceito nojento.
            Ao invés de se preocupar com homossexuais, deveriam se preocupar com os altos indices de pedolifia entre padres e pastores, e a ligacão desses pastores filhos da puta usando dizimo pra lavar dinheiro e traficar drogas.

            Não, é mais facil perseguir e gritar feito retardado contra quem tem uma sexualidade diferente da sua. E ai quando são questionados, vocês apelam pra vitimização.

            Vocês evangélicos são a raça de víboras que esse Jesus falava. Nojentos.

          • Adotando filhos que heteros abandonam por aí como se fosse lixo , e sim é necessário algumas mudanças , mas não pretendemos tirar os direitos dos heteros ou dos evangélicos como vcs pretendem tirar os nossos . Ao invez de se preocuparem tanto com a vida alheia de quem vocês julgam ímpios , pq não vão se consagrar mais e tentar ter a felicidade e paz que vocês tanto acreditam e pregam , vão cuidar das próprias vidas …

      • quem vai calar a boca desses evangélicos pregadores de ódio,fofoqueiros de plantão ,é o próprio deus ,ou seu filho,jesus,ele deve estar muito triste com esses falsos profetas…que usam seus nome ,para discriminar,amedontrar ,menosprezar seus irmãos perante deus…

    • star
      explique por que a globo é usada por deus.
      Ou então explique porque o valdemiro ali baba o homem do trízimo faz festa no inferno e com seu apoio.

    • Não concordo com você Paulo.

      Sou cristã, porque encontrei esperança, verdade, tranquilidade, vida, felicidade em Cristo Jesus. É algo tão grandioso e maravilhoso, que se torna indescritível o que Deus fez e faz pelos seus. Se fosse por aprendizado seria incrédula.

      Deus dá o livre arbítrio, ou seja, você faz e fala o que quiser. Sirvo ao Deus vivo porque quero, amo fazer isso.

      • KARINA
        É a mais pura verdade , aceitamos pelo menos nós a CRISTO, quando nos deparamos com ele pregado na cruz e o ESPIRITO SANTO nos convence de nossos pecados, comigo foi um minuto só do seu olhar. foi um minuto só do seu olhar, Jesus mudou a minha vida, quando eu ia triste e sozinho, foi um minuto só foi um minuto só do seu olhar.

          • wandeco vc. nunca viu a Vristo então é piada, da mesma maneira vc dizer que vc é cristão praticando a homossexualidade , isto sim é piada, efeminados não entraram no reino de deus.

          • Zé/Clamando, vc é uma fraude como cristão, e vc sabe disso, naquelas horas que vc lembra que esta enganando o povo, extorquindo o dízimo já abolido,(Hb 7: 18-19-2Cor. 3:14) mas mesmo assim, não consegue deixar o engano, pois devido a sua incompetência para sobreviver a custa de um trabalho honesto, abandonou a sua antiga profissão de pedreiro, estava cansado de assentar tijolos e já avançado em idade, encontrou uma oportunidade nessa seita que vc congrega, e agora sem fazer força física, consegue sobreviver mal e porcamente do engano chamado dízimo.
            E quanto aos homossexuais, sempre citei aqui mesmo minha posição baseada na Bíblia, (1 Cor. 6:10 – Rm.1:27),
            Deixo uma sugestão a vc, que tal entregar a sua filhinha aos meus cuidados, rsrrs..sou inofensivo, já a sua velha horrorosa não quero nem ver,kkkkkkkkk…Clamando o pedreiro que se diz engenheiro, kkkkkkkkkkkkkkkkk…..

      • Se você tivesse nascido na India, seria hindu, acharia que vacas são sagradas, e acharia a coisa mais natural do mundo, nem ligando para o Cristianismo.
        Quando se nasce em um país cristão, cercado de pessoas cristãs, parece que você escolheu, que foi natural, mas não.
        Foi homeopaticamente imposto. E você nem percebeu.

        • Wagner, os primeiros cristãos viviam e criam em algo totalmente diferente do Cristianismo. Ouvi o evangelho e se converteram. Eles criam que tinham um deus pra tudo, criam em coisas totalmente absurdas para os cristãos. E os primeiros cristãos sofreram muitas perseguições por escolher crer em algo diferente que sua nação, entendeu?

    • Mas muitas pessoas que se tornaram o que não queria por estas questões (culturais, imposição, etc), Paulo, Deus as transformou, de forma sobrenatural e para sempre. Assim, é impossível para uma pessoa que aprendeu a usar drogas e se viciou aprender a se desviciar da mesma forma. Só com a mão de Deus.

  1. Os ativista gays que são diferentes dos homosexuais.Eu tenho amigos que são gays, vcs acreditem ou não, mas a maioria deles não concorda com esses ativistas.Eles não aceitam essa tese porque sabem que que é verdade, mas o orgulho não os deixa admitir.

  2. Aí está novamente um dos PREGADORES DO ÓDIO E DA DISSENÇÃO, entre os homens é por causa desse tipo de gente que as grandes guerras e conflitos acontecem.
    Uma ideia, um pensamento, uma palavra ecoa no tempo e espaço e com toda a certeza são essas idéias e pensamentos maliciosos e as vezes ditos e propagados até por pura ignorância histórica ou mesmo por uma extrema maldade e preconceito incubados e escondidos, que deturpam e deixam tão longe toda a humanidade do verdadeiro amor em Deus Altíssimo e da verdadeira palavra de Deus que, essa sim, pregada sem as deturpações só gera e traz AMOR ENTRE OS HOMENS.

  3. A orientação homossexual e as investigações acerca da existência de componentes biológicos e genéticos determinantes.

    Resumo

    A orientação homossexual masculina e a feminina tem substancial prevalência em humanos e pode ser explicada por componentes de vários níveis: biológico, genético, psicológico e sociocultural. No entanto, as evidências biológicas e genéticas têm sido as principais hipóteses testadas em pesquisas científicas no mundo. Este artigo teve como objetivo revisar os estudos de investigação acerca da existência de evidências biológicas e genéticas que determinam a orientação homossexual. Foi realizada uma revisão narrativa da literatura, utilizando as bases de dados MedLine/PubMed e Google acadêmico. Buscaram-se artigos científicos e livros nos idiomas português e inglês, utilizando-se os descritores: orientação sexual, comportamento sexual, homossexualidade, biologia do desenvolvimento, ordem de nascimento e genética. Foram selecionados trabalhos dos últimos 22 anos. Foram encontradas cinco principais teorias em torno dos componentes biológicos: (1) ordem de nascimento fraternal; (2) androgenização cerebral e a relação digital 2D:4D; (3) ativação cerebral por feromônios; e (4) hereditariedade epigenética; e quatro teorias acerca dos componentes genéticos: (1) polimorfismo genético; (2) padrão de herança ligada ao cromossomo X; (3) gêmeos univitelinos; e (4) seleção sexual antagônica. Conclui-se que foram muitas as evidências científicas encontradas ao longo do tempo para explicar alguns dos componentes biológicos e genéticos da homossexualidade, principalmente em indivíduos do sexo masculino. No entanto, ainda hoje, não há uma explicação definitiva sobre quais seriam os componentes determinantes da orientação homossexual.

  4. Estudo relaciona homossexualidade com alteração na divisão celular

    Área da biologia chamada epigenética pode ter papel nesse processo.
    Cientistas americanos criaram modelo matemático e biológico para análise.

    Possíveis fatores que determinam que uma pessoa seja homossexual têm sido alvo de inúmeros estudos científicos, e uma nova pesquisa americana aponta que uma área da biologia chamada epigenética pode estar envolvida nesse processo.

    A epigenética é diferente da genética, que abrange os genes e a hereditariedade. No primeiro caso, o ambiente favorece mudanças nas divisões celulares, mas que não interferem na sequência de DNA – ou seja, as alterações geralmente ficam apenas com o próprio indivíduo e são produzidas de novo a cada geração.

    Segundo o trabalho do Instituto Nacional de Matemática e Síntese Biológica (NIMBioS) dos EUA, publicado online no periódico “The Quarterly Review of Biology”, interruptores sexuais temporários, que normalmente não são transmitidos e simplesmente se “apagam” entre as gerações, podem levar à homossexualidade quando escapam de serem deletados e acabam passados do pai para a filha ou da mãe para o filho.

    Do ponto de vista evolutivo, a homossexualidade é uma característica que não seria esperada para se desenvolver e persistir diante da teoria de seleção natural de Darwin. Estudos anteriores mostram que a atração pelo mesmo sexo pode se repetir em uma mesma família, levando pesquisadores a presumir que haja um embasamento genético para a preferência sexual. Apesar dos numerosos trabalhos que buscam uma ligação genética, porém, nenhum gene importante ligado à homossexualidade já foi encontrado.

    Na atual pesquisa, a equipe do Grupo de Trabalho sobre Conflitos Intragenômicos do NIMBioS criou um modelo matemático e biológico para delimitar o papel da epigenética na homossexualidade. Os cientistas juntaram a teoria da evolução darwiniana com recentes avanços no entendimento da regulação molecular por meio da expressão de genes e do desenvolvimento sexual ligado a andrógenos – substâncias que estimulam e controlam as características masculinas em uma pessoa.

    Alguns “marcadores epigenéticos” produzidos no início do desenvolvimento fetal protegem cada sexo de uma variação substancial de testosterona que ocorre mais tarde. Em meninas, esses marcadores impedem que elas se masculinizem demais – e, nos meninos, de menos. Alguns interferem nos órgãos genitais, outros na identidade sexual, e outros na preferência por um parceiro.

    Quando esses marcadores são transmitidos de uma geração para outra, de acordo com o estudo, eles podem causar efeitos inversos, como a feminização de alguns traços em meninos – por exemplo, a orientação sexual – e a masculinização parcial das meninas.

    “A transmissão de marcadores epigenéticos sexualmente antagônicos entre as gerações é o mecanismo evolutivo mais plausível para o fenômeno da homossexualidade humana”, disse o coautor do estudo Sergey Gavrilets, diretor associado do NIMBioS e professor da Universidade do Tennessee, em Knoxville.

    http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/12/homossexualidade-estaria-ligada-alteracao-na-divisao-celular-diz-estudo.html

  5. Cada vez mais pesquisas indicam que orientação sexual pode não ser uma escolha: a genética pode ter um papel nisso, fazendo com que as algumas pessoas nasçam gays.

    Uma das primeiras pesquisas na área observou a atração sexual, a infância e a identidade de gênero de 4.425 gêmeas, e constatou que um conjunto comum de genes, somados a fatores ambientais, poderiam ser responsáveis pela orientação sexual feminina. Sendo assim, a influência dos genes afetaria hormônios sexuais e moldaria alguns mecanismos do corpo responsáveis pelas diferenças na sexualidade das mulheres.

    Mais tarde, pesquisadores da Universidade de Pádua, na Itália, descobriram que existe um “gene gay masculino”. As mães portadoras desse gene têm mais chances de ter filhos homossexuais.

    Já as meninas com esse gene podem ter uma elevada fecundidade, ser menos expostas a problemas de saúde ginecológicos e ser mais extrovertidas, felizes e relaxadas.

    Agora, os mesmos pesquisadores se pronunciaram novamente e disseram que o “gene gay masculino” é passado aos homens justamente pelas mães. O pesquisador Andrea Camperio Ciani não sabe qual gene ou genes causam esse comportamento, mas sugere que ele reside no cromossomo X, o qual os homens herdam um (da mãe).

    Originalmente, ele considerou a hipótese de que o gene agia em homens e mulheres de formas diferentes: o homem se tornaria homossexual, e a mulher mais promíscua.

    Depois de estudar 161 mulheres relacionadas com homens homossexuais e heterossexuais, ele concluiu que, em vez de aumentar a promiscuidade da mulher, o gene a torna mais atraente para os homens (e não ela fica mais atraída por homens).

    • De fato existe a questão genética, mas não é beeem assim.

      A pesquisadora Louan Brizendine descobriu que existe uma predisposição, que pode ser LIGADA ou DESLIGADA pelo ambiente.

      Não podemos descartar o fato de que o homossexualismo é um distúrbio hormonal, o que acarreta em mudanças de comportamento.

      Mas claro, como falado no texto, não existe um determinismo.

      Agora, esse estudo que você falou é muito interessante, Provavelmente, esse gene citado está associado a dopamina, que deixa as pessoas mais extrovertidas. O livro “Por que ele, porque ela?” da Hellen Fisher, explica bem essa questão dos hormônios e como eles influenciam nosso comportamento, personalidade e até o tipo de pessoa pelo qual nos apaixonamos.

  6. Ninguem aprende a ser gay, não existe escola pra isso. Em vez desse pastor tentar contar as origens do homossexualismo, ele deveria era pregar a conversão, abandono do pécado e a salvação, nunca li na Bíblia tecendo as origens de qualquer pecado. Tudo faz parte do pecado original, faz parte do homem e se manifesta de diversas formas. Pena que tem gente deliberadamente iletrada, para dar vazão ao seu preconceito e necessidade de julgamento, concorda com as palavras deste pastor que a muito saiu da linha, pregando heresias, se declarando profeta e incitando o ódio entre próprios irmãos.

  7. Eu nunca vou entender essa histeria em torno da questão da homossexualidade. Parece que crentes homofóbicos têm sua sexualidade muito mal resolvida.

    • Eu sinceramente, não entendo essa histeria toda também. Vivemos numa sociedade em que os homossexuais são aceitos, não têm problemas para arrumar emprego, têm suas próprias boates, opções de lazer, enfim, não são ameaçados de morte ou enforcados como em certos países. Agora, em primeiro lugar, eu sou crente, e sempre tive uma visão neutra em torno disso, assim como todos os crentes que conheço. Esse tema nos pegou de sobreassalto quando começaram a falar de prender pastores que preguem contra. Deve ter crente com problema de sexualidade, sem dúvidas, mas você não pode sair falando que crente é homofóbico, e que por causa de nossos “traumas de sexualidade” começamos isso, porque não começamos. Quem inventou essa palhaçada toda foi esse governo bandido, que tem como objetivo “dividir para unir” (premissa de qualquer comunista). Vocês não vêem que isso tudo é artimanha para que aja divisão no país?

    • Tá! Os católicos ERAM evangelifóbicos. Os policiais são criminofóbicos. Alguns “evangélicos” são catolifóbicos. Será que por sermos contra algo, vamos ter fobia daquilo?

      O católico tem direito de achar que os protestantes estão errados (e vice-versa), os cristãos tem direito de acharem que os gays estão errados.

      O problema é discriminar. Os protestantes NÃO PODEM DESCRIMINAR o católico do mesmo jeito que o católico não pode descriminar o protestante. Mas ambos podem ser contra o outro. há uma GRANDE diferença nisso. Ser contra e descriminar.
      Entendeu? Agora por eu ser contra, tenho fobia? É melhor você rever seus conceitos.

      E será que por eu ser contra um tipo de crença, eu tenho problema com fé, que minha fé é mal resolvida? Ou por eu não gostar DO ESTILO de pessoas que usam pulserinha com caveira, eu tenho problema com os meus gostos?

      Outro exemplo, você dá a entender que é contra os crentes “homofóbicos” então você tem uma certa fobia. Por isso, o sentimento que temos pelos gays, (pelo menos eu) não é fobia ou discriminação. As pessoas que optaram pelo homossexualismo são normais, só que discordam da gente, e eu acredito que elas não terão um bom fim. Mas elas merecem amor e respeito da mesma forma que qualquer um.

      • E que elas podem mudar, se quiserem. E do mesmo jeito que você sabe que não tem fobia de quem discorda dos homossexuais, os que discordam dos homossexuais não têm fobia!

  8. O caso dos homo sexuais, já expliquei esse assunto que é de uma simplicidade tão grande que a pessoa acostumada a tergiversar fica confusa, senão vejamos: O homem que quer ser mulher e a mulher que que ser homem é por quê? É a última vez que vou explicar, aluno que tem dificuldade de aprendizado e na outra sala, primeiro deve colocar o pensamento em alinhamento com a Palavra de Deus. Trata-se de um espírito, e este já foi descoberto é o espírito de prostituição, para expulsar esse espírito é preciso de muita oração e jejum, agora devemos examinar se existem causas físicas. Porque atitudes físicas atraem atitudes mentais e atitudes mentais atraem atitudes físicas, é por isso que um cientista da área da medicina faz um remédio apenas para o corpo físico e funciona a nível mental. Mas, será que vocês estão querendo saber da verdade mesmo?

    • Pastor o me desculpe mas o Sr. e “Dr. Pastor” Silas Malafaia deveriam se ocupar com coisas mais voltadas ao próximo e a Deus do que se preocupar com um assunto tão complexo e que nunca nas suas vidas humanas e passíveis de erro, saberão compreender ou sequer dar uma explicação conclusiva.
      Façam um força e tentem seguir o exemplo deste homem que aí sim estarão capacitados à reunir à sua volta, seguidores fiéis e verdadeiros à palavra de Deus.
      http://awebic.com/pessoas/ele-salvou-669-criancas-durante-2a-guerra-e-nao-sabia-que-elas-estavam-sentadas-ao-lado-dele/

    • De onde esse pastor tirou que homo sexuais querem ser de outro sexo, eu entendo e acho que o resto do mundo também, que homossexual é a pessoa que mantém relações sexuais com pessoas do mesmo sexo, existem milhões de homossexuais no mundo, homens e mulheres, e uma parcela bem mínima deles, quase insignificante, que se vestem e agem como pessoas do sexo oposto, e isso para mim tem mais a ver com problemas de identidade do que com o desejo sexual pelo mesmo gênero. Tem pessoas que querem ser tão entendidas de determinado assunto, mas só falam o que acham, não o que é.

DEIXE UMA RESPOSTA