Capa

U2 é uma banda cristã?

Comments (61)
  1. Carlos Roberto disse:

    NOIVA ADULTERA
    Padrinhos Prostitutos

    O sistema religioso praticado no Brasil hoje se transformou numa ARMA LETAL para o cristianismo ensinado nas Escrituras. Diante do materialismo, das ofertas, das opções, das variações implantadas no sistema de culto a igreja tornou-se refém de uma religiosidade liberal atrelada a iniciativas que ao invés de INFLUENCIAR o mundo e TRANSFORMÁ-LO, tem sim, permitido que este invada os seus territórios implantando HERESIAS que destroem perversamente a beleza do Evangelho. A prostituição e o adultério religioso tomou forma estabelecendo uma afinidade entre trevas e luz, entre o sagrado e o profano, permitindo que quem elabora os projetos para os destinos da igreja hoje seja o inimigo e não o Noivo da igreja, Cristo Jesus.

    Esclarecendo, a prostituição pode ser definida como a troca CONSCIENTE de favores sexuais por interesses não sentimentais, afetivos ou prazer. Apesar de comumente a prostituição consistir numa relação de troca entre sexo e dinheiro, esta não é uma regra. Pode-se trocar relações sexuais por favorecimento profissional, por bens materiais, incluindo-se o dinheiro, por informação, etc.

    Assistimos nos últimos tempos um forte recrudescimento da mãe de toda apostasia, a falsa pregação ECUMENISTA que está invadindo os meios evangélicos com propostas que são atraentes no seu conteúdo, no entanto, nos resultados estas são perversas e corrompem as normas estabelecidas nos fundamentos da fé cristã. O argumento diabólico é que “SOMOS TODOS IGUAIS” ou “SERVIMOS AO MESMO DEUS”, assim o inimigo, usando de toda a sua astúcia está infiltrando no meio cristão evangélico os seus soldados que sutilmente convencem as pessoas de que tudo é válido no trato com a fé e com os conceitos de religiosidade.

    O ECUMENISMO, essa ação traiçoeira do inimigo sabemos nós, tem um pano de fundo que escapa ao conhecimento da grande maioria dos leigos. A intenção velada e cínica dos liberais cristãos eclesiásticos, infiltrados no seio da Igreja é sepultar a NOIVA DO CORDEIRO. Aproveitam-se da FRAGILIDADE ESPIRITUAL da maioria dos evangélicos no conhecimento aprofundado das Escrituras e das Doutrinas da Igreja, para hipocritamente, através de artifícios e ações de efeito explorar o sentimento secularista, aquele que vive da lógica do mundo e que sempre desconsidera a palavra de DEUS. O argumento é o sempre vazio: “…SOMOS TODOS IRMÃOS…”, claro que não, afinal só é filho de Deus aquele que faz a vontade do Pai segundo a Bíblia, assim, antes de tudo temos de obedecer e fazer a vontade de DEUS, claramente expressa nas Escrituras…

    Outra afirmativa dos que aceitam a prostituição da igreja é: “…todos os caminhos levam a DEUS…” algo impossível diante do que Jesus disse de que só ele é o caminho, a verdade e a vida. Outro argumento é de que: “…temos de aceitar as igrejas de nossos irmãos separados…”. Ora, quem mandou se separarem daquela que os Céus determinaram? DEUS é união! Quem é o pai da divisão, da disputa, da discussão? Satanás! Tudo hipocrisia e armação, na verdade eles estão a serviço da Nova Ordem Mundial que encontrou nas igrejas uma forma fácil de minar o cristianismo e como precisam ajudar na fusão de todas as crenças em uma só, a “IGREJA” única e falsa do governo mundial; o governo do anticristo, apoiado pelo próximo e falso papa que defenderá esse falso ecumenismo que aí está. Assim afirmam as Profecias há várias décadas e confirma a Bíblia:

    Falamos muito da noiva, mas nos esquecemos dos “PADRINHOS” – membros ou sócios das igrejas – que são os crentes individualmente que hoje vivem na promiscuidade religiosa, prostituindo dioturnamente com as obras e as ofertas do mundo. Os paderinhos que deveriam zelar pela noiva a abandonaram no altar por não resistirem aos encaantos colocados diante deles pelo inimigo. Vivem eu busca de prosperidade, de milagres, de facilidades na vida, mas não fazem qualquer esforço para buscarem a Deus em ESPÍRITO e em VERDADE. Os PADRINHOS estão preocupados com a festas, com o comer, o brber, o divertir, o atender os desejos da carne esquecendo que as bodas do casamento estão prestes a acontecer e se não estiverem preparados, não participarão da grande festa celestial.

    Você pode estar dizendo: “…mas, o mundo mudou…”. Sim, concordo em grau, gênero e numero, mas o EVANGELHO não, antes, mudaram ele adaptando-o ás necessidade do homem moderno para que este pudesse usar o rótulo de cristão sem maiores responsabilidades no seu comportamento e na sua vida religiosa.

    Definitivamente vivemos uma intensa crise na liderança da igreja brasileira em geral, este assunto se torna inevitável, pois estão nas manchetes dos jornais, comentários na boca do povo e inclusive gracejos causando mal-estar naqueles que têm o mínimo de decência religiosa. A religião e particularmente os evangélicos tornaram-se alvo dos humoristas e lamentavelmente há muitos “CRENTES” fazendo parte das páginas policiais de nosso Brasil. A liderança atual tem sofrido constantes ataques, e talvez com razão, pois não primam pela moral e ética que nossos pais nos ensinaram como fundamentos da fé cristã.

    A guerra pelo poder não acontece só no mundo material, embora essa seja para todos verem, a nossa guerra como cristãos é mascarada com roupagem de OVELHAS, desta forma enquanto lá por trás há uma imoral e imprudente desunião, nós quando nos reunimos queremos demonstrar uma santidade que não temos, pois vemos neste tempo o evangelho da COMPETITIVIDADE e dos NÚMEROS. Somos atraídos e traídos pelos balanços financeiros e pelos sucessos conseguidos com este cristianismo materialista que nos pregam hoje sem que percebamos o tamanho do perigo que corremos diante de todo este desmando espiritual. A Luta verdadeira não deveria, pelo menos, ser pelo poder, poder este que fascina os homens, mas deveria ser pelas almas perdidas, que inclusive nem sei se estão nos planos desses lideres que dizem fazer missão, enquanto digladiam para ser presidente desta ou daquela instituição. Brigam via igreja eletrônica por cifras e não por almas perdidas e sedentas do amor de Deus.

    Como disse, tanto NOIVA como PADRINHOS, todos estão abandonando o caminho que há de conduzir ás Bodas do Cordeiro, a grande festa celestial, todos estão na sua crendice populista buscando no mundo formas de fortalecer o liberalismo religioso em detrimento de uma fé que de fato confesse que Jesus é o Senhor, que é ele o NOIVO que virá para resgatar a sua igreja, a NOIVA, das mazelas e dos pecados deste mundo.

    “Deixando toda a malícia, e todo o engano e fingimento, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo” – I Pedro 2 : 1 e 2.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  2. Ane disse:

    Bom, eu acho que Bono é um homem simpatizante do evangelho, e procura abrir o coração para compreender mais…espero que Deus continue falando ao coração dele cada vez mais, e que em fim ele possa se render ao senhorio de Cristo.

  3. El_Cabong disse:

    Uma coisa que é tão perigosa quanto o Ecumenismo é o Fundamentalismo. A intolerância e a discriminação ao diferente.
    O fundamentalismo geralmente vem acompanhado por sentimentos como o ódio (que é o oposto ao amor). “Quem não ama não conheçe a Deus pois Deus é amor”.
    Vemos que muitas vezes alguns cristãos são discriminados por não terem uma aparência evangélica, por não ter cartão de membro de uma igreja, ou por não ter mostrado externamente uma mudança.
    Muitos afirmam que na conversão ocorre uma mudança interna que aos poucos vai aflorando externamente, mas isso não é regra geral pois a mudança que realmente interessa para Deus é a do coração.
    A mudança aparente pode nunca acontecer. Porém a única coisa que se deve notar externamente é o Fruto do Espírito.
    Será que Bono Vox está mais perto de Deus que alguns cristãos? Talvez em alguns casos sim, em alguns casos não. Enfim. Só Deus que vê o coração é capaz de responder esta pergunta.
    O fato é que eu vejo ele sempre envolvido em obras sociais e preocupado com o próximo.
    Não seria de admirar que no Grande Dia do Senhor víssemos Bono Vox e outros milhões de cristãos à direita de Deus, e muitos ateus e outros cristãos a esquerda.
    E Deus dizendo aos da direita: vinde Benditos do meu pai, pois tive fome e me deste de comer, tive sede e me deste de beber, tive frio e me destes de vestir,…
    Fica a pergunta. Estamos realmente amando o próximo como à nós mesmos?

  4. Phillipe disse:

    Apesar de alguns de seus integrantes serem Cristãos, a Banda U2 é uma banda secular. Só isso!

    Graça e paz!!

  5. Gustavo disse:

    Não é uma banda cristã, mas é mais “crente” que muita banda da gospel recods! Tenho certeza que toca no iPod de Jesus!

  6. JayCBe disse:

    Concerteza!!! São uma banda cristã, no sentido de estarem tomando a sua cruz e seguindo a Cristo, o que eles não são é uma banda gospel como essas bandas modinhas e cheias de heresias nas letras!

    O pior veneno na vida do seguidor de Jesus é quando ele abandona a simplicidade da graça e a realidade do propósito Cristão! Isso sim é prostituição!

  7. Missionária Delair disse:

    Não!!!! Essa banda será cristã somente quando todos os integrantes aceitarem o Senhor Jesus como único Deus e Salvador de suas vidas!!!

    Enquanto isso não acontecer eles podem pregar amor, paz, e todo tipo de conceitos mas se não tiverem um encontro com Deus verdadeiro, tudo isso vai ter um peso apenas terreno e nunca a importância espiritual que promove libertação, cura interior, avivamento espiritual, e tudo que as bênçãos de Deus nos oferece!!!

  8. Carlos Roberto disse:

    A Bíblia é clara; “QUEM ESTÁ EM CRISTO, NOVA CRIATURA É, AS COISAS VELHAS JÁ PASSARAM, EIS QUE TUDO SE FEZ NOVO”, portanto, afirmar que qualquer membro desta banda tenha qualquer relação com o evangelho, é no mínimo, falta de conhecimento das Escrituras. O evanglho no impulsiona, quando o aceitamo, a relegar a segundo plano as coisa que antes nos impediam de termos uma intimidade e uma vida de compromissi sincero com Deus. N averdade, são os oportunistas que vêem no mercado religioso uma forma a mais para faturarem com os Pseudo-crentes, que basta alguém afirmar que é evangélico que vai todo muno atrás de comprar u CD para guardadr de lembrança.

    Lamentavelmente, tem mais VELHOS HOMENS no meio religioso do que NOVASA CRIATURAS, e isto é uma vergonha! O cristianismo está sendo ridicularizado, sendo usado como mais uma forma de comércio do que de uma fonte de transformação de vidas.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  9. El_Cabong disse:

    Quanto ao U2 ser uma banda cristã, alguma músicas deles tem um tema cristão, outras não. Não sei também se eles gostariam de ser rotulados como uma banda gospel,
    porque este rotulamento pode trazer muitas desvantagens. porque pelo menos assim eles conseguem falar algo de Deus para todas as pessoas do mundo, sem que elas ouçam as músicas já com o preconceito que elas tem com relação a música religiosa.
    Lembrem-se que a música gospel também é feita por pecadores, pois se assim não fosse, só os anjos é que poderiam fazê-la.
    Agora discutir se eles são cristãos ou não, não nos cabe julgar, porque enganoso é o coração do homem. Só Deus é que pode ver o coração, só Deus é que pode tocar o coração, só Deus é que é unisciente a todos os intentos do coração do homem.
    Se fosse para julgar pelo que meus olhos vêem, eu diria que, por exemplo, Bono Vox estaria mais perto de Deus que o Ap. Estevan Hernandez e suas falcatruas. Só não digo isto porque também é julgar.
    Será que eles tiveram um encontro com Deus? Não sei. Talvez na infância. O fato é que eles cresceram em meio a uma guerra religiosa insana entre católicos e protestantes.
    É normal eles terem um repúdio pela instituição que promoveu esta guerra vergonhosa na Irlânda, e que não tinha nada a ver com os fundamentos do cristianismo.
    Creio que para chegar a este ponto de fundamentalismo e criar uma guerra contra outro segmento do cristianismo, estes líderes religiosos estavam era influenciados pelo capeta!!
    E assim eles não quiseram entrar para a instituição “Igreja”, e se alistarem nesta guerra maligna, e como para ser Gospel tem que ter cartão de membro de uma igreja. Creio que eles resolveram ficar de fora.

  10. Carlos Roberto disse:

    PARA OS DUVIDOSOS

    Jesus declara: “Se você não está a favor, está contra.” Por outro lado em Marcos 9 : 40 e Lucas 9 : 50 ele disse: “Se você não está contra, está a favor.” Esta aparente contradição é resolvida quando se observa as circunstâncias que geraram o provérbio “quem não é contra nós, é por nós”.

    Este texto tem sido usado para ensinar que não importa a doutrina que alguém prega, desde que fale de Jesus, uma espécie de relativismo espiritual, onde um espírito meio ecumênico e meio eclético é transportado ao texto bíblico. Dizem: “Não importa se ele está pregando certo ou errado, mas se está falando de Jesus, devemos considerá-lo como irmão”. Este modo de pensar é incentivado pelas Bíblias onde este texto recebe o título: “Jesus ensina tolerância e caridade”. O texto não ensina nada disto! Ensina que devemos saber reconhecer apoio a Cristo e fé nele, mesmo quando a pessoa não é claramente identificada com Jesus. É um texto que manda abrir os olhos para ver o apoio à causa de Cristo e não um texto que manda fechá-los ao desvio da verdade. Nada podia ser declarado sobre a salvação deste exorcista – Mateus 7.21 a 23, nem ainda sobre todos os seus motivos interiores – Filipenses 1 : 15 a 18. De qualquer forma, ele não era neutro em relação a Jesus, mas estava do lado dele, pois “quem não está contra, está a favor” e vai evidenciar este fato com atos de verdadeira fé – Marcos 9 : 41.

    É impossível ficar neutro com relação a Jesus. Se não cooperamos com a obra de Cristo, estamos a obstruí-la. Se cooperamos com a obra de Cristo, esta cooperação deve ser real e completa. O grande erro de Pôncio Pilatos foi o de não querer se envolver com Jesus. Ele tentou lavar as mãos e, neste ato onde buscava neutralidade, acabou por tornar-se culpado da maior injustiça da história humana – Mateus 27 : 24. Pilatos optou pelo cômodo recurso da neutralidade quando deveria ter absolvido Jesus, se o considerasse inocente, ou mandá-lo matar, se o encontrasse culpado. É impossível ficar neutro em relação a Jesus. No mesmo erro incorreu o grande rabino Gamaliel – Atos 5 : 33 a 42. Embora sua intervenção salvasse os apóstolos de morte certa, seu parecer não é verdadeiro. Seu conselho foi que deixassem o tempo passar, para saber se aquele movimento era de Deus ou não. Mas o fato é que Gamaliel e o Sinédrio não podiam deixar o tempo julgar assuntos sobre os quais eles precisavam tomar uma decisão pessoal e também uma decisão a nível jurídico para a nação. Deixar o tempo passar impede pessoas de se converterem a Jesus. Além disso, há muitos erros que duram muito tempo, fazendo-nos pensar, pelo parecer de Gamaliel, que são coisas certas. Não é possível ficar neutro: ou Jesus é o Senhor ou é um terrível embusteiro. Não há comodidade aqui; não há neutralidade.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@otmail.com

  11. El_Cabong disse:

    Olá. Carlos Roberto.
    Você falou que as pessoas que tem uma opinião diferente da tua. Estas pessoas no mínimo não tem conhecimento das escrituras.
    E que se alguém comprar um CD de uma banda não claramente gospel (oportunista como você diz) este comprador é um pseudo-crente.
    Isto é ofensivo, porque num fórum o que mais tem são divergências de opiniões, e muitos aqui também compram CDs de qualquer espécie (não só o que é gospel).
    Devemos respeitar as pessoas com opiniões diferente da nossa, e se formos argumentar, façamos respeitosamente.
    Vamos amar ao invés de ofender. Um abraço. God Bless U!

  12. Anni disse:

    Acho admirável as obras feitas por meio do U2/Bono.
    Eles de fato têm feito muito mais do que várias igrejas, líderes e artistas “cristãos” que POSSUEM condições para tal, mas não o fazem.
    Acho que isso se aplica ao verso da Bíblia que diz “se eu não clamar, AS PEDRAS clamarão”.
    Ou seja, se a própria Igreja não faz, Deus levantará outros para fazerem, crendo eles em Deus ou não (como vemos neste caso, ou ainda de outras celebridades como Brad Pitt e
    Angelina Jolie que doam milhões para auxiliar pessoas na África).
    Mas não acho que sejam cristãos. A Bíblia é bem clara quando diz que “aquele que confessar a Jesus Cristo como seu Senhor e CRER em sue coração, este será salvo”, ou seja, o “ser cristão” vem primeiro pela fé em Jesus, que é o ÚNICO intermediador entre Deus e os homens, para depois se concretizar nas obras (pois uma fé sem obras é morta).
    Com isso, conclui-se que se tivermos “apenas fé” ou ainda “apenas obras”, sempre haverá um vazio, pois uma é complemento da outra.

    Quer um exemplo bem fácil disso? Vide a própria música mencionada nesta mesma matéria “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” (eu ainda não encontrei o que eu procuro); quer dizer, Bono tem muitas obras humanitárias, mas ainda sim lhe falta algo
    (e todo aquele que já teve um encontro verdadeiro com Deus sabe BEM o que é). :)

  13. Carlos Roberto disse:

    DISFARCE MODERNO
    SATANÁS CAMUFLADO EM CD

    “Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento”
    I Coríntios 14:15

    Quando era mais novo e sem a consciência de preservação que tenho hoje, tinha como costume preparar armadilhas para a captura de alguns animais. Hoje já não faço e não aprovo isto! Sei que existem e conheço vários tipos destes artifícios usados pelos caçadores, muitas destas armadilhas são camufladas na intenção única de iludir o animal levando-o a ser apanhado. É crime previsto na legislação ambiental e hoje tenho consciência disto, portanto não as uso.

    No meio evangélico, com o advento das tecnologias inovadoras, muitas novidades surgiram no mercado facilitando a vida de muita gente e de todas as igrejas espalhadas pelo mundo. Não que eu seja contra este aparato tecnológico, mas tenho minhas ressalvas pelo que já pude perceber com o uso indiscriminado destas benesses criadas pelo homem. Atrás da tecnologia vieram “armadilhas” sofisticadas que estão aprisionando muita gente! No meio religioso então a coisa ficou complicada, há uma obsessão pelas novidades escravizando a militância e tornando o culto num festival de tecnologia e sofisticação sem precedentes. O barulho se instalou perigosamente em nossas igrejas.

    Quero me deter em uma destas “armadilhas” que está sendo usada como camuflagem por Satanás para invadir as igrejas e sorrateiramente impor de forma abusiva as suas táticas de convencimento e de aliciamento de adeptos para os seus projetos. É bom lembrar que ele é especialista na construção deste tipo de coisa e sabe sofisticar para camuflar as suas invenções. A musica é, sem duvida alguma, uma das partes mais importantes do culto, pois é através dela que as pessoas expressam o louvor a Deus e celebram os seus feitos. Ela é parte integrante da adoração e sem ela hoje o culto perderia o sentido e deixaria de existir. E foi exatamente na musica que o inimigo encontrou uma forma sutil de minar a resistência da igreja e por conseqüência de seus membros ao fazer do sonho de se gravar um CD um objetivo que todo mundo busca conquistar a qualquer preço. Foi um tiro certeiro, no alvo.

    É ai que entra a “camuflagem”, o Diabo se escondeu atrás da indústria fonográfica e sorrateiramente se apresentou com suas facilidades para que qualquer um, independente de estar ou não comprometido com os princípios verdadeiros da fé, pudesse se aventurar no mercado musical. Assim, em nome da cultura popular, ele abriu as portas para que os mais variados ritmos literalmente invadissem as programações e os cultos de nossas igrejas. Camuflado em CDs, o Diabo encontrou receptividade abrindo as portas para que, em nome do GOSPEL, todo o tipo de composição musical tivesse liberdade para ser executada usando o nome de “musica evangélica”. Os modelos foram literalmente copiados do mundo e introduzidos na igreja em nome da liberdade de expressão e de adoração, banalizando a adoração através da musica no culto.

    Quero registrar que não tenho nenhuma oposição ao uso de instrumentos na música religiosa em nossa adoração, desde que eles não sejam dominantes na prática do louvor. Aliás, um instrumento bem tocado também trás alento par o coração e para a alma.

    A indústria do CD, patrocinada pelo Diabo, se expandiu com uma velocidade impressionante e o que se vê são pessoas despreparadas em todos os aspectos usando a desculpa de estarem “cantando para Deus” para gravarem aberrações que afrontam a inspiração e os ensinos Sagrados. O que encontramos nas igrejas são pessoas se inspirando nos artistas do mundão, copiando na integra tudo que eles fazem em seus “shows”, tudo com a clara intenção de abocanhar uma fatia no mercado musical religioso. Satanás introduz na igreja apostasias e perversões doutrinárias que teria dificuldade introduzir diretamente não fosse o atalho da musica. Graças à tecnologia, o Diabo leva o mundão aos evangélicos e com sua influência maligna, o discernimento espiritual do cristão se perverteu, a impressão e poder da mensagem divina foram destruídos. O endeusamento de pessoas ficou evidente nos espetáculos montados para que os “artistas da fé” possam mostrar as suas habilidades teatrais.

    Segundo especialistas na área de psicologia, não há influência mais poderosa para envenenar a imaginação do ser humano, destruir as impressões religiosas e tirar o gosto pelos prazeres tranqüilos e as realidades sóbrias da vida, do que a musica. Os grandes compositores que o digam! Pois está ai o eficiente disfarce do ministério satânico operando através da ocultação e da invisibilidade, pintando e bordando com aquilo que tínhamos de melhor no louvor a Deus.

    Aos que defendem estes novos estilos “gospel”, letras evangélicas com melodias mundanas, fica aqui o alerta, as forças das instrumentalidades satânicas misturam-se com o alarido e barulho, para ter um carnaval, e a isto estão chamando de adoração. Satanás fez da música um estratagema para capturar as suas presas e os seus objetivos estão sendo plenamente alcançados. Para estes defensores do “espetáculo” tudo está certo! Errado é dizer que eles estão errados! O que Deus condena como pecado, eles dizem, “isto é preconceito”; “isto é verdade para aquele tempo”, o pecado para eles está só na cabeça da gente. O verso preferido deles é: “Não julgueis, para não serdes julgados”. Pois eles TUDO PODEM naquele espírito de falsa popularidade que lhes fortalece! Se o povo achou bom, se dançou; se povo chorou, se o povo gostou; se ouve aleluias ou se povo disse amém, então, é tudo Santo! Em nome de Deus, vale qualquer coisa. A bandeira que hasteiam é: “A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS!”

    Hoje, graças à tecnologia dos CDs a igreja nem canta, a maioria apenas dubla ou canta mecanicamente, e são poucos os irmãos que conhecem algum hino do saudoso e falecido “Cantor Cristão”… Será que alguém se lembra dele? De tanto se apoiar nas confortáveis muletas eletrônicas, a igreja está ficando paralítica! Está capengando e não se dá conta disto! Quanta saudade do “Castelo Forte”!

    A musica quando empregada para “fins bons” é uma bênção, mas é muitas vezes usada como um dos mais atrativos instrumentos de Satanás para enganar as pessoas. Quando mal empregada, leva os não consagrados ao orgulho, à vaidade, à tolice e ao estrelismo. Quando se lhe permite tomar o lugar da devoção e da adoração, é uma terrível maldição. A música sacra está se perdendo na sua beleza pela subserviência exacerbada do cristianismo aos caprichos de Satanás. Você pode estar argumentando que “todo mundo faz” para justificar a sua opção. Até onde sei e a Bíblia ensina, não seguimos o que o mundo faz, seguimos Aquele que fez o mundo, e tudo que nele há, portanto precisamos ter bons critérios na definição de nossos padrões na nossa relação com Deus.

    Cantamos que queremos “voltar ao primeiro amor”, mas na prática fazemos exatamente o contrário, corremos para o mundo num casamento perfeito com as suas práticas. Por tudo isto, pela volta às origens da “verdadeira musica” e do “verdadeiro louvor” é que deixo aqui o meu protesto e a minha indignação pela maneira como as nossas igrejas rotuladas de “cristãs” estão se aliando ao inimigo e permitindo que ele dite as regras quando o assunto é adoração e louvor no meio evangélico. Afinal, estamos temporariamente no mundo para “mudá-lo” e não para “sermos mudados” e “moldados” por ele. Neste caso, “retroceder” é preciso! Lembrando que para esta armadilha está em vigor, mesmo não sendo respeitada, a “lei da racionalidade” registrada nas Escrituras: “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente pra que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” – Romanos 12: 1 e 2.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  14. Dirceu Silvio disse:

    ****************************************************************************************************************************************

    (II Pedro 3:9) – O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.

    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  15. todos que tem folego louvem ao senhor.se vem do coraçao .deus aceita.quem somos nos para julgar alguem se ele esta so jugamento final saberemos. ore para eles.pas do senhor jesus cristo..

  16. jeferson disse:

    Acho que nossas igrejas tambem estão sofrendo com os fariseus modernos,adeptos da religiosidade,que não aceitam um tipo diferente de musica,que não seja o que eles mesmos gostem,o que não aceitem que um pregador suba ao altar com tranças no cabelo,ou que utilize o HIP-HOP para evangelizar nas periferias,o que está faltando é amor,compreensão,bom senso e ouvir a voz do Espírito,Deus não age como nós queremos,Ele age como quer,a palavra ja nos diz que Deus usa as coisas loucas para confundir os sábios. Então vamos parar de hiprocrisia e religiosidade,e vamos prestar atenção no que o Espírito de Deus diz a igreja. Quanto ao U2,não acho que seja uma banda Cristã,pois para ser Cristão tem que declarar em publico,mas acho que é uma banda formada por pessoas de carater e que querem fazer o bem.
    Fiquem na PAZ do SENHOR meus irmãos.

  17. Reinaldo Sousa disse:

    Enquanto você que tem as idéias e não toma iniciativa para fazer alguma coisa boa na terra, quem vai fazer? Não consigo mais entender, as opiniões, as falacias, os escritos que tem abarrotado a internet, jornais, literaturas, etc, sobre o assunto igreja e cristianismo. Está em evidencia a hipocrisia. Se você tem a verdade e não coloca em prática Deus não vai esperar você. Ele vai usar outros! A forma não compete a você criticar, tudo está debaixo da potente mão de Deus. Mude a forma de tratamento dos: nosismo, achismo, todos os ismos que não falam nada. Não diz quem e quem! Quem é a igreja? Ela é peregrina na terra e está viva! Está em movimento e não inerte. Dizer que isso ou aquilo nao faz parte da igreja é dizer que você não é nada. Deus é eterno e você é imortal. “Ao invés de amladiçoar a escuridão acenda uma luz”. Quero crer, que a verdadeira Igreja de Cristo está “trabalhando no anonimato”.

  18. Carlos Roberto disse:

    Meu caro Jeferson,

    É por isto que eu recomendo uma leitura com mais cuidado da Bíblia, para evitar coisas como as que você coloca como sendo práticas determinantes no exercício da fé cristã. Senão, veja o que Paulo diz sobre a nossa relação com as coisas que podem nos causar transtornos na nossa relação com Deus: “FUGÍ DE TODA A APARÊNCIA DO MAL” – I Tessalonicenses 5 22. Ele não está dando uma alternativa, ele é incisivo e direto, não é do mal que devemos fugir, mas da “APARÊNCIA” que é tudo aquilo que tenha algum resquício ou nos assemelhe com as práticas mundanas. Ele ainda recomenda que sejamos “SEUS IMITADORES” como ele era de Cristo e isto nos impede de adotarmos táticas mundanas na pregação do evangelho, até porque estas não são respaldadas pelas Escrituras. REM mais, ele diz: “Seja notória a vossa vida diante dos homens, pois perto está o Senhor” – Filipenses 4 : 5; E Le continua: “Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe EM TUDO” – Colossenses 1 : 10.

    Vou dar apenas um exemplo simplório, quando você recebe uma intimação judicial, abaixo na folha vem a seguinte recomendação: “Comparecer com trajes adequados”. Ora, se para a justiça humana há esta exigência, quanto mais para as coisas Sagradas, é uma questão de lógica e de discernimento. O profeta Miquéias pergunta: “Como me apresentarei ao Senhor e me inclinarei ao Deus altíssimo?” – Miquéias 6 : 6 e em Amós lemos: “Aborreço e desprezo as vossas festas, e as vossas assembléias solenes não me dão nenhum prazer” – Amós 5 : 21, ele dizia isto pela total falta de respeito e de compromisso do povo com o culto oferecido como culto solene.

    A verdade é que o culto transformou-se numa festa de exibicionismo e de bagunça religiosa, já não há mais respeito nem tão pouco decência ou ordem, e as pessoas praticam a adoração como se fosse uma festinha de amigos onde qualquer um vai vestido como quiser e lá faz o que bem lhe convier. Este é o cristianismo liberal que andam pregando e ensinando, um GENÉRICO DE ULTIMA CATEGORIA, desprovido de fundamentos Bíblicos, mas transbordando de ideologias humanas e diabólicas. Vou citar mais uma vez e recomendar como leitura diária o Salmos 1: “BEM-AVENTURADO o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, antes, tem o seu prazer na Lei do Senhor…” – Salmos 1 : 1 e 2. A questão é todos os textos citados não atraem os crentes, pois eles condenam com veemência práticas que caminhem na contramão daquilo que Jesus ensinou e deixou como modelo para o CRISTÃO. O poeta sacro diz: “Como o cervo brama pelas correntes da água, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus” – Salmos 42 : 1, mostrando que ele ansiava por Deus de uma forma especial. Hoje os crentes têm sede de estar e andar na moda, de seguir as suas próprias regras, de não ter limites e é assim que está sendo tocado o cristianismo hoje. Outro texto que quero deixar para avaliação diz: “Não sejam envergonhados por minha causa aqueles que esperam em ti, ó Senhor dos Exércitos, não sejam confundidos por minha causa os que te buscam, ó Deus” – Salmos 69 : 6.

    Maldito aquele que faz a obra do Senhor relaxadamente, diz o profeta, portanto, qualquer coisa que coloque sob suspeita a minha relação com Deus para as pessoas que me rodeiam, deve ser evitadas a qualquer custo. É o preço da submissão ao Senhorio de Cristo!

    Carlos Roberto Martins de Souza
    Crms2casa@hotmail.com

  19. Carlos Roberto disse:

    COCA COLA OU FANTA?

    QUAL A SUA IMAGEM?

    Imagine-se chegando a uma igreja e encontrando um sujeito de barba por fazer, cabelos compridos, brincos no nariz e nas orelhas, calça jeans rasgada, tênis sujo furado no dedão e fumando cachimbo. Mais, pregando do púlpito. Você pensaria: “Estou no lugar errado!”. Será aqui uma igreja de verdade? A aparência manda e muito. A conveniência faz a ocasião, assim eu não vou à praia de calça comprida nem de sapato social. Também não devo ir à missa com roupas de carnaval. Se quero jogar no Cruzeiro, obviamente não vou chegar lá vestindo uma camisa do Atlético. Para ser um soldado do Exército tenho que ir vestido adequadamente e não com um uniforme da Marinha. Não se pode vender Coca Cola numa garrafa com um rótulo de Fanta. A boa aparência e os bons costumes me levam a vestir adequadamente conforme a ocasião. Desta forma, ir a igreja exige respeito na apresentação, pois o objetivo é reverenciar a Deus e não fazer turismo religioso. A razão de minha estada ali é prestar culto e para isto devo me apresentar adequadamente e não relaxadamente como muitos hoje fazem.

    O problema é que para Deus qualquer desculpa serve, e nesta direção a aparência e a roupa pouco importa, vale a intenção, dizem muitos Pastores. O problema é que se este mesmo Pastor for a uma reunião com o Prefeito de sua cidade, obviamente que ele não irá de chinelos e bermuda. O contraste está ai, para Deus bermuda; para os meus interesses terno e gravata. Falta sinceridade, mas acima de tudo falta coragem para que nossos líderes combatam este tipo de comportamento que permeia os meios religiosos hoje fazendo de nossas igrejas verdadeiros clubes de lazer e entretenimento. A questão é que pequenos detalhes fazem enormes diferenças, assim com a liberação geral que tomou conta dos meios religiosos, como diz a música – “com que roupa eu vou?” – não faz a menor diferença. Se vê de tudo, de boné do clube do coração, passando por camiseta do filme “Tropa de Elite”, o que importa mesmo é deixar a turma curtir a vida no embalo dos modelos impostos pelo mundo. Chama-me a atenção a importação desenfreada de modelos criados no mundo para dentro de nossos arraiais, e aí vale tudo: Música, Teatro, Dança, etc. O tal gênero “Gospel” enraizou de tal forma que hoje qualquer um, em qualquer lugar e de qualquer denominação se identifica com a tal linha musical. Ninguém se preocupa em informar-se sobre as origens, o importante é o sucesso e a garantia do espetáculo. Só um exemplo, a “Street Dance” que muitas igrejas estão inclusive promovendo seminários e simpósios, tem a sua origem nos protestos nos Estados Unidos. Os primeiros dançarinos (Breakdancers e B. Boys) protestavam contra a guerra do Vietnã através da teatralidade de cada passo, que representava uma violência física ao soldado, um dano causado, ou demonstrava seus ferimentos. Ele foi entendido como falso patriotismo americano, pois os movimentos e estilos seriam derivados do Funk, desenvolvendo-se em outros estilos e modalidades, nas situações vividas por seus criadores. Define-se o “Street Dance” como uma terminologia geral dividida em vários estilos e modalidades. Comparando-se: o Balé (como terminologia geral) seria o que agrega os estilos/modalidades chamados de Neoclássico, Repertório, Moderno, etc. Os responsáveis pela “importação” do Street Dance para o Brasil trouxeram-no dos EUA, onde lá aprendiam a dançar em pistas de grandes casas noturnas, nos bairros de maior concentração de brasileiros. Entre os anos 70 e 80, a dança sai do meio mais abastado para o resto do País. O triunfo devolve o Break à rua, seu lugar de origem. Do interior da Bahia, onde se torna estrela, mais tarde chega a Brasília (hoje grande centro do Hip Hop nacional) e vai ainda para São Paulo e Rio de Janeiro onde alcança o auge do sucesso.

    A chamada cultura Hip Hop caracteriza-se como um veículo de informação de questões raciais, sociais e políticas, debates que estiveram sempre presentes na história do povo que a originou nos Estados Unidos da América. As primeiras manifestações surgiram na época da grande crise econômica dos EUA, em 1929, quando os músicos e dançarinos que trabalhavam nos cabarés ficaram desempregados e foram para as ruas fazer seus shows e protestos.

    Em 1967, o cantor James Brown lançou essa dança através do Funk. O Break, uma das vertentes do “Street Dance”, explodiu nos EUA em 1981 e se expandiu mundialmente, sendo que, no Brasil, devido à sua cultura, os dançarinos incorporaram novos elementos de dança levando o ritmo para dentro das igrejas.

    É, no mínimo, incoerente uma igreja evangélica incentivar ou aceitar tais práticas em seus templos dado apenas às suas origens. Em hipótese alguma se trata de algo oriundo de manifestações de fé ou de culto a Deus, pelo contrário, a história mostra que este estilo de dança era usado para manifestações políticas de revolta contra ações de repressão contra minorias. Precisamos ter muito cuidado com o que estamos importando para dentro de nossos templos, pois a pirataria religiosa não tem escrúpulos e com certeza ao menor sinal de vacilo, vai armar suas barracas dentre de nossas igrejas com culturas e formas de culto que fogem dos princípios estabelecidos nas Escrituras.

    Ceder o espaço de orações e culto para o “hip hop” faz parte do conjunto de ações que o inimigo intitulou de “Evangelismo Estratégico”, em que cabe até um grupo de “street dance” para animar a festa. Vale tudo na guerra por uma alma perdida. Muitos Pastores não têm dúvidas quanto a isso: “É um jeito de chamar os jovens para ouvir a Palavra de Deus. Se eu chegar assim, na rua, e ficar convidando as pessoas pra igreja, você acha que elas entram? Não entram. Mas tem gente que passa, ouve um som legal, vê um monte de gente bacana na porta, aí entra e acaba aceitando a Palavra, conclui o defensor de tais práticas.

    A tática não é nova. Assim como as boates comuns, onde a ortodoxia é a farra, os “inferninhos de deus” têm sua raiz nos Estados Unidos. No final da década de 60, o pastor Arthur Blessitt, da Flórida, era corroído por questões como “Is there room for Jesus Christ on the Sunset Boulevard? – ou seja, sua intenção era nada menos que plantar, no seio do pecado e da devassidão, o que o saudoso Tim Tones (personagem de Chico Anysio) chamaria de “Oásis no deserto do Amor”.

    Depois de ser expulso várias vezes e solenemente ignorado outras tantas, Blessitt conseguiu convencer o rei das noites do rock local, Bill Gazzarri, dono de um dos clubes mais bombantes do Sunset Boulevard, a deixá-lo falar para as platéias da boate. Com isso, surgiu a idéia luminosa de criar boates para os fiéis, onde eles louvariam Cristo até o sol raiar, com direito ao “Rock Gospel” que começava a surgir nas regiões dos Estados Unidos onde o fervor religioso era mais forte.

    Blessitt transformou um prédio de nove salas no endereço 8913 Sunset Boulevard, alugado a U$ 400 ao mês, na boate evangélica “His Place” (Seu Lugar). Lá, ex-degenerados de diferentes faixas etárias comungavam em torno de bebidas sem álcool distribuídas em copinhos de plástico. Em 1969, quando foi despejado do clube, Blessitt fez jejum durante 28 dias até que lhe cedessem um novo espaço no “Sunset Strip”. Seja feita a vossa vontade, disseram as autoridades contrariadas.

    Vou parar meus argumentos por aqui, espero apenas que os defensores deste cristianismo de fachada procurem na história o sentido de suas práticas que sutilmente estão sendo semeadas no seio da religião cristã. O alerta vermelho já foi acionado, o perigo ronda a estrutura do cristianismo ensinado nos Atos dos Apóstolos e só uma reação enérgica poderá retirar seio da religião os genéricos da fé que ameaçam destruir o que de melhor foi ensinado por Cristo nos seus ensinos.

    Fé genuína não se compra e não se vende; ela não se encontra nos armazéns da religião espalhados pelas esquinas da vida; ela é lapidada através de uma relação perfeita e harmoniosa com Deus e seus ensinos. Para isto fomos resgatados do pecado onde o preço pago “DEVERIA” superar as ofertas de negociatas e de liquidações religiosas feitas por Satanás. Deveria sim, pois há muitas igrejas aceitando as ofertas do inimigo e rejeitando a gratuidade do sangue derramado na cruz do calvário. Optam por atender aos anseios dos olhos e não aos apelos do coração fazendo se seus cultos verdadeiros espetáculos de religiosidade, vazios e sem qualquer conteúdo.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  20. Último Cristão disse:

    U2 banda cristã? É verdade que 95% das bandas e cantores pseudogospel são servos, ás escodida, do pseudodeus Mamom(Diabo).

    Com o U2 não é diferente, eles citam nas suas letras; mãe(de santo) natureza,mundo espiritualizado e outras heresias…Não são cristão coisa nenhuma.

    Claro que, como 99% dos ditos cristão , não sabem o que é ser cristão realmente, então qualquer pilantra que só cite alguma coisa de Cristo , já é considerado como o próprio Messias.

  21. El_Cabong disse:

    Último cristão.
    Este teu número percentual é muito exagerado!! Quem sabe talvez 90% ? Um grande problema é incluir neste precentual aqueles membros de igreja que seguem uma linha de interpretação diferente da igreja desta pessoa. Assim esta pessoa estará agindo como membro de seita. As quais afirmam que só a interpretação de sua denominação é a certa, e isso é um pulinho para o fundamentalismo.
    As vezes as pessoas usam parâmetros errôneos para conceituar uma pessoa como pseudo-cristão.
    Qual é a maneira certa? Jesus nos ensinou!! A árvore é conhecida por seus frutos. Árvores boas dão frutos bons.
    Procurem ver nas pessoas o Fruto do Espírito. Se eles estiverem presentes, são cristãos verdadeiros, mesmo que interpretem algumas coisas da palavra de uma maneira diferente da sua.
    “Mas o fruto do Espírito Santo é: Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra essas coisas não há lei”

  22. jeferson disse:

    Meu caro Carlos Roberto,
    Então voce prega rouba???costumes???? pra mi tudo isso é hipocrisia e religiosidade,quem é voce ou eu pra julgar o coração??? e se essas taticas de evangelismo dão certo???ganham almas pra Jesus,o que nós temos que mostrar para o mundo,é que não importa de voce usa terno de seda ou jeans,se voce usa boné ou não,e sim as suas atitudes vão dizer quem você é….nós vemos muitas pessoas bem vestidas,pregadores dos “costumes tradicionais” que tem amantes,usam drogas e coisas piores,e tambem vemos pessoas com estilo de roupa alternativo,mas que tem como estilo de vida a santidade. Agora cabe a cada um de nós decidir se pelos costumes ou se pela santindade,eu escolho a segunda opção,porem respeito quem escolher a primeira.

  23. Gabriela Inacio disse:

    Caro El-Cabong,Jeferson e outros aí que leram a “opinião” de Carlos Roberto.
    Queridos… RELIGIOSIDADE é um futil legado do inferno. Ele não intende que DEUS age “N” formas!!! E jamsi vai compriender até ter entendimento do que é RELIGIOSIDADE. Eu falo pra vocês de fonte segura, é impossível discutir com religiosos…rs… E DEUS naõ se agrada disso tbm… Minha única opinião sobre pessoas Cristãs no meio artístico é que ao invés de perder tempo julgando… OREMOS para que naõ se desviem e possam alcançar outros artistas que naõ conhecem a JESUS. É muita hipocersia e pra mim a mais pôdre é julgar ARTISTAS… até porque o maior artista é aquele a quem os RELIGIOSOS tanto “defendem”…:O Que coisa não? Porque ao invés de julgarem esses povo, não perguntam pra DEUS o que o SENHOR sente? DEUS simplesmente AMA e quer ve-los salvos pela sua graça E se for preciso colocar o povo dele no meio dos artistas pra fazer a diferença, ELE FARÁ. E digo pra vcs, já tem feito!!!
    Carlos Roberto, pelo seu bem amado, não julgue mais… porque DEUS irá cobrar… e quem é vc pra julgar se eles estão certos ou não? Você nunca parou pra pensar que Bono, já pode ter sido usado por DEUS pra chegar a tempo até um artista FAMOSO e impedi-lo de se matar e ir para o inferno??????????
    Querido… pense… ame… e óre…

    Ha…
    Eu sou atriz.
    DEUS abençoe vcs!;)

  24. Rafael Rosa disse:

    Não há como ficar neutro, ou você é de Deus, ou você não é?
    Julgar as pessoas cabe somente a Deus. Agora, discenir o que vem Dele ou não é função do ser humano, principalmente de quem é NOVA CRIATURA.
    Somente uma pergunta, quantas pessoas foram transfomadas realmente, segundo a Palavra de Deus, para viverem para Cristo, através das músicas do U2?
    Problemas existem em todos os lugares, nas escolas, na sociedade, nas igrejas. Não é porque escândalos ocorrem em algumas igrejas, que todos os membros de tais ou que todas as igrejas estão perdidas. Deus é amor, perdão e compaixão. Ele não despreza o arrependido.
    Independentemente se algum pastor está certo ou errado, ser cristão é viver para Deus segundo a Sua Palavra e segundo ela discernir o que é certo e errado!

  25. Carlos Roberto disse:

    Gabriela,
    Só uma coisinha básica, nova criatura é nova criatura em tudo!!! Há uma frase interessante que se aplica com exatidão no meio religioso hoje: “O camarada saiu da roça, mas a roça não saiu dele”, na religião a coisa é a mesma: O camarada diz que saiu do mundo, por ser uma nova criatura, mas o mundo não saiu dele”. O cordão umbilical continua atrelado nas placentas do mundo e aí é obvio que não há possibilidade alguma de comunhão com Deus.
    Infelizmente o maldito Movimento Gospel tem corrompido as pessoas, induzindo-as a aceitarem esta promiscuosidade religiosa entre o sagrado e o profano. Preferem a prostituição religiosa, aceitando as imposições do inimigo, a terem que se sujeitarem aso principios básicos estabelecidos nas Escrituras.
    São as táticas do Diabo para confundir a cabeça das pessoas, que por falta de orientação espiritual segura, vivem de aceitar as migalhas servidas nos banquetes do inferno. O povo anda como cabra cega, andam de um lado para o outro sendo conduzidos por ventos de doutrinas e não pelas doutrinas contidas nas Escrituras Sagradas. E é exatamente assim que as lideranças querem ver as suas ovelhas, ou bodes, perdidas em meio a filosofias modernas, mas sem nenhum conhecimento da Palavra de Deus e sem qualquer experiência marcante com ele. É a igreja do século XXI passando por cima dos exemplos deixados pela igreja primitiva e fazendo do cristianismo uma bandeira ideológica voltada para atender apenas aos prazeres efêmeros da carne.
    A religião foi transformada em badalação, e os espetáculos tomaram conta do que deveria ser um culto de adoração verdadeira e sincera a Deus. O que me preocupa é que a nossa juventude está sendo alimentada com este tipo de fé, movida a barulho e a espetáculos, mas que deixa a desejar naquilo que de fato ajudam nas estruturaçaõ da vida espiritual do cidadão.
    Volto a recomendar a leitura atenciosa do Salmos 1, ela ajuda a entender o que defendo nas minhas colocaççoes.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  26. JOELINE disse:

    ISTO REALMENTE É ÓTIMO. ASSIM PODEREMOS TRAZER O MUNDO PARA DENTRO DA IGREJA SEM SAIR LÁ FORA E SEM NEURAS DE UM FAJUTO REMORSO. MARANATA VEM SENHOR JESUS

  27. Carlos Roberto disse:

    Eu não queria mencionar o que vai registrado abaixo, mas está atravessado na minha garganta e só eu sei o quanto é duro passar pelo vexame que passei, por pura curiosidade e falta de VERGONHA. Isto mesmo, se eu cuidasse um pouco mais não teria me metido no vexame que me metí, mas… valeu como experiência, afinal todos nós temos o nosso momento de bobeira na vida, eu só não imaginei que seria dentro de uma unidade da IURD. Fazer o que? Vamos aos fatos…

    Passei pela porta de uma unidade da IURD de minha cidade e por pura curiosidade, que fique bem claro, CURIOSIDADE, resolvi entrar e ver o que se passava dado ao barulho e a gritaria que vinha do interior daquele terreiro. Conhecia a IURD por morar próximo, por informações na rede de computadores e por pesquisas que faço, mas jamais poderia imaginar que iria ver com meus próprios olhos algo tão baixo em termos de religião. Ultrapassa os limites do ridículo, chega a ser cômico!

    O sujeito, vestido de branco da cabeça aos pés, gritava alucinadamente com uma moça, que ele afirmava estar possessa de demônios, hic! Dentro da igreja. Quem é você, berrava ele? Qual o seu nome? Porque você esta aqui? E!!! Pensei comigo, se o demônio responder, vai deixar o soldado, desculpe, Bispo, em maus lençóis, e não deu outra! Aqui é o meu lugar, eu gosto de brigar com vocês!Respondeu o capetão todo satisfeito. Aqui eu tenho espaço para falar e vocês me dão atenção e eu posso aparecer na televisão! A coisa ficou feia, o soldado do General Edir Macedo, fardado de branco perdeu a compostura e deu um enorme arranco na garota, jogando-a ao solo. Extasiada, exausta e cansada, o que era notório depois de mais de uma hora de “Sessão de Descarrego”, ela desmaiou e foi conduzida para um local isolado para receber atendimento. Ai veio mais uma picaretagem, a passagem pelo portal da fé, onde os presentes deveriam passar e tocar para alcançarem as graças desejadas. Com toda a minha paciência, e olha que tenho muita, não deu para agüentar as justificativas dos Peões de Rodeio incitando o povo a desafiar Deus, passando por aquele portal. Tive que sair, me deu vontade vomitar em ver o descaso e a forma imoral como o povo é tratado dentro destes terreiros religiosos.

    Fiquei me perguntando de onde tiraram esta idéia maluca de o Diabo ter liberdade e ser tratado como gente dentro de um templo. Com certeza não foi na Bíblia, até porque não há nenhum relato de que satanás tenha sido manifesto em nenhuma igreja do passado. Nem Jesus, nem os seus discípulos narraram nos seus escritos algo semelhante que nos servissem de referência para agirmos da mesma forma.

    No fim, convidou os fiéis a depositarem suas ofertas num envelope, escreverem seus nomes em um copo d’água e depositarem em um poço montado no altar. Isso sem contar a rosa “ungida” que levariam para casa como amuleto milagroso e os constantes pedidos de ofertas exorbitantes.

    Prometi para mim mesmo que jamais me daria ao desprazer de passar por uma aventura tão ridícula como aquela, em hipótese alguma vou permitir me trair nos meus conceitos cristãos para assistir as demonstrações do diabo dentro de uma entidade que se define como evangélica, mas que na verdade envergonha o nome de Deus na terra. Mas, valeu, valeu para eu ter absoluta certeza daquilo que defendo e da fé que professo em Jesus Cristo.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  28. Carlos Roberto disse:

    TENTANDO MUDAR O PORCO

    Uma amigo meu, destes meio esquisitos nas suas práticas, resolveu por razões que só ele explica, criar um “porco de estimação”. Pegou o animal ainda novo, deu um bom banho, comprou as melhores rações, comprou uma bela coleira, separou um quarto com cama, comprou um belo cobertor, levou o animal ao veterinário e lá foi ele com assuas esquisitices criar o seu PORCO.
    No início, por ser ainda pequeno, o animal assimilava tudo que lhe era ensinado, à ordem do dono ele sentava, deitava e até subia na cama para dormir. Chamava a atenção a extravagância dele e de seu PORCO de estimação.

    Mas, como na vida acontecem as surpresas, ele teve a sua e não demorou muito. Ao sair com o seu PORCO para um passeio pelas ruas da cidade, mesmo estando preso a uma COLEIRA, ao passar por um local onde um morador havia depositado uma quantidade boa de lixo e restos de alimento, o PORCO num movimento surpresa, arrancou a corda da mão de seu dono, e onde ele foi parar? No lixo!!! Lá fuçou tudo, mexeu e remexeu com os pés e comeu o que achou pela frente. O dono, desesperado com o que via, ficou meio chocado, afinal ele havia ensinado regras e costumes ao seu PORCO e jamais imaginava ser surpreendido por ele.

    Mas, o PORCO, mesmo passando por todo o processo de aprendizagem, não havia perdido as características de sua natureza, assim, para aquele porco o LIXO era uma coisa NORMAL, fazia parte da sua BIOLOGIA se satisfazer com a sujeira e com as coisas podres e estragadas. Como PORCO ensinado ele não abandonou as suas características, até porque PORCO é PORCO! O meu amigo, frustrado com a experiência, resolveu doar o animal para uma entidade filantrópica que o levou a leilão, do leilão ele foi imediatamente para o balcão, fizeram o grande churrasco. Mas, o mais triste de tudo foram as chacotas e as gozações que ele ainda tem que encarar por causa da idéia maluca que teve de tentar fazer do PORCO um membro da família.

    Porque contei este fato inusitado? Há muitas pessoas acreditando que políticos, astros da musica pop, artistas e atores que se declaram evangélicos são de fato evangélicos, mas a história do porco nos mostra que temos que ter muito cuidado, afinal, as coleiras religiosas nem sempre conseguem conter o ímpeto de alguns pelas coisas do mundo e na primeira oportunidade o sujeito se desgarra e vai de encontro às podridões do mundo. Ele nasceu lá, como afirma o salmista: “Nasci em pecado e em pecado me gerou minha mãe”, foi criado lá, as suas origens o remetem a práticas contrárias à que eles aprendem nas igrejas, desta forma só mesmo com um tratamento radical, com vigilância constante e segura será possível manter estas pessoas, mas mesmo assim ainda há o perigo de recaídas o que é algo ameaçador.

    O porco da história foi uma realidade dolorosa para o seu dono, tudo que ele havia investido no adestramento do animal foi perdido, e ele ainda teve que suportar as chacotas e o assédio dos amigos para dar explicações de seu abandono do projeto que antes, aos seus olhos eram algo fantástico, inédito na região e no Estado. Na religião as coisas andam da mesma forma, as pessoas são levadas para o templo, recebem informações e orientações, são treinadas, passam pela limpeza espiritual, mas as tatuagens, os pricings, a roupa extravagante, as cabeleiras e outras coisas são mantidas para não prejudicar a pessoas nos seus costumes originais, e na primeira chance que aparece, no primeiro monte de porcarias que encontram pela frente, abandonam tudo que haviam recebido nos templos e correm desesperadamente para o lixos do mundo. Como a Bíblia mesmo afirma: “O cão voltou ao seu próprio vômito, e o porco lavado ao espojadouro de lama” – II Pedro 2 : 22

    A Palavra de Deus é como a água que nos limpa e purifica. Quando somos limpos pela palavra, ou seja, quando praticamos a verdade da Palavra de Deus somos limpos e purificados por ela. Mas, quando voltamos a fazer aquilo que a palavra desaprova é como soltar um PORCO recém banhado e limpinho que corre e se lambuza na lama de novo! Às vezes nossos pais, professores, líderes nos falam alguma coisa, nos repreendem conforme os ensinos da Bíblia e passado um tempinho, voltamos fazer as mesmas coisas, nos parecendo com um PORCO que volta pra lama. A lama é uma figura clara do pecado. Mas, como PORCO é PORCO…

  29. Carlos Roberto disse:

    TENTANDO MUDAR O PORCO

    Uma amigo meu, destes meio esquisitos nas suas práticas, resolveu por razões que só ele explica, criar um “porco de estimação”. Pegou o animal ainda novo, deu um bom banho, comprou as melhores rações, comprou uma bela coleira, separou um quarto com cama, comprou um belo cobertor, levou o animal ao veterinário e lá foi ele com assuas esquisitices criar o seu PORCO.
    No início, por ser ainda pequeno, o animal assimilava tudo que lhe era ensinado, à ordem do dono ele sentava, deitava e até subia na cama para dormir. Chamava a atenção a extravagância dele e de seu PORCO de estimação.

    Mas, como na vida acontecem as surpresas, ele teve a sua e não demorou muito. Ao sair com o seu PORCO para um passeio pelas ruas da cidade, mesmo estando preso a uma COLEIRA, ao passar por um local onde um morador havia depositado uma quantidade boa de lixo e restos de alimento, o PORCO num movimento surpresa, arrancou a corda da mão de seu dono, e onde ele foi parar? No lixo!!! Lá fuçou tudo, mexeu e remexeu com os pés e comeu o que achou pela frente. O dono, desesperado com o que via, ficou meio chocado, afinal ele havia ensinado regras e costumes ao seu PORCO e jamais imaginava ser surpreendido por ele.

    Mas, o PORCO, mesmo passando por todo o processo de aprendizagem, não havia perdido as características de sua natureza, assim, para aquele porco o LIXO era uma coisa NORMAL, fazia parte da sua BIOLOGIA se satisfazer com a sujeira e com as coisas podres e estragadas. Como PORCO ensinado ele não abandonou as suas características, até porque PORCO é PORCO! O meu amigo, frustrado com a experiência, resolveu doar o animal para uma entidade filantrópica que o levou a leilão, do leilão ele foi imediatamente para o balcão, fizeram o grande churrasco. Mas, o mais triste de tudo foram as chacotas e as gozações que ele ainda tem que encarar por causa da idéia maluca que teve de tentar fazer do PORCO um membro da família.

    Porque contei este fato inusitado? Há muitas pessoas acreditando que políticos, astros da musica pop, artistas e atores que se declaram evangélicos são de fato evangélicos, mas a história do porco nos mostra que temos que ter muito cuidado, afinal, as coleiras religiosas nem sempre conseguem conter o ímpeto de alguns pelas coisas do mundo e na primeira oportunidade o sujeito se desgarra e vai de encontro às podridões do mundo. Ele nasceu lá, como afirma o salmista: “Nasci em pecado e em pecado me gerou minha mãe”, foi criado lá, as suas origens o remetem a práticas contrárias à que eles aprendem nas igrejas, desta forma só mesmo com um tratamento radical, com vigilância constante e segura será possível manter estas pessoas, mas mesmo assim ainda há o perigo de recaídas o que é algo ameaçador.

    O porco da história foi uma realidade dolorosa para o seu dono, tudo que ele havia investido no adestramento do animal foi perdido, e ele ainda teve que suportar as chacotas e o assédio dos amigos para dar explicações de seu abandono do projeto que antes, aos seus olhos eram algo fantástico, inédito na região e no Estado. Na religião as coisas andam da mesma forma, as pessoas são levadas para o templo, recebem informações e orientações, são treinadas, passam pela limpeza espiritual, mas as tatuagens, os pricings, a roupa extravagante, as cabeleiras e outras coisas são mantidas para não prejudicar a pessoas nos seus costumes originais, e na primeira chance que aparece, no primeiro monte de porcarias que encontram pela frente, abandonam tudo que haviam recebido nos templos e correm desesperadamente para o lixos do mundo. Como a Bíblia mesmo afirma: “O cão voltou ao seu próprio vômito, e o porco lavado ao espojadouro de lama” – II Pedro 2 : 22

    A Palavra de Deus é como a água que nos limpa e purifica. Quando somos limpos pela palavra, ou seja, quando praticamos a verdade da Palavra de Deus somos limpos e purificados por ela. Mas, quando voltamos a fazer aquilo que a palavra desaprova é como soltar um PORCO recém banhado e limpinho que corre e se lambuza na lama de novo! Às vezes nossos pais, professores, líderes nos falam alguma coisa, nos repreendem conforme os ensinos da Bíblia e passado um tempinho, voltamos fazer as mesmas coisas, nos parecendo com um PORCO que volta pra lama. A lama é uma figura clara do pecado. Mas, como PORCO é PORCO…

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  30. El_Cabong disse:

    Carlos Roberto.
    Eu vi nos seus comentários que você criticou a música gospel atual.
    E falou bem do saudoso Cantor cristão.
    Eu de certa forma concordo com algumas coisas com relação ao gospel.
    Hoje se vê no meio gospel grandes produções, ótimo arranjos, mas com uma letra pobre, que as vezes até desafia a inteligência das pessoas: só fala chavões, frases feitas,…
    Palavras mais usadas:
    CHUVA, FOGO, DANÇA, APAIXONADO, UNÇÃO, GERAÇÃO, PROFÉTICO,…
    O dicionário está muito pequeno !!!!!
    Mas infelizmente o que vende no mercado é o oba oba, e não aquilo que exige raciocínio. E quando um artista gospel se destaca, não chega a um ou dois anos e já se acha no mercado uns 10 clones dele. numa imitação descarada, e sem apresentar nada de novo.
    Porém existem exceções. Alguns ainda fazem letras de qualidade.
    Eu só queria deixar esta frase abaixo:
    Não há como garantir que algum autor de alguma música do Cantor Cristão seja mais ungido e santificado que algum autor de música moderna cristã. Todos são humanos e todos carecem que Jesus limpe diariamente as suas vidas dos pecados. Jesus é tudo e nós não somos nada, e não temos nada de bom em nós mesmos.
    Toda a música cristã é feita por pecadores, se assim não fosse só os anjos poderiam fazê-la

  31. Dirceu Silvio disse:

    AGRADECIMENTO, PESSOAL …
    GLORIA A DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    ESSE DEUS É BOMMMMMMMMMMMMMMMMMM
    ALELUIA, ADORADO SEJA O MEU SENHOR!!!!!!!!!!!
    OBRIGADO DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    OBRIGADO JESUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    (Salmos 22:25) – O meu LOUVOR será de ti na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem.
    (Salmos 26:7) – Para publicar com voz de LOUVOR, e contar todas as tuas maravilhas.
    (Salmos 33:1) – REGOZIJAI-VOS no SENHOR, vós justos, pois aos retos convém o LOUVOR.
    (Salmos 34:1) – LOUVAREI ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca.
    (Salmos 35:28) – E assim a minha língua falará da tua justiça e do teu LOUVOR todo o dia.
    (Salmos 42:4) – Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e LOUVOR, com a multidão que festejava.
    (Salmos 48:1) – GRANDE é o SENHOR e mui digno de louvor, na cidade do nosso Deus, no seu monte santo.
    (Salmos 48:10) – Segundo é o teu nome, ó Deus, assim é o teu LOUVOR, até aos fins da terra; a tua mão direita está cheia de justiça.
    (Salmos 50:14) – Oferece a Deus sacrifício de LOUVOR, e paga ao Altíssimo os teus votos.
    (Salmos 50:23) – Aquele que oferece o sacrifício de louvor me glorificará; e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus.
    (Salmos 51:15) – Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca entoará o teu LOUVOR.
    (Salmos 65:1) – A TI, ó Deus, espera o louvor em Sião, e a ti se pagará o voto.
    (Salmos 66:2) – Cantai a glória do seu nome; dai glória ao seu LOUVOR.
    (Salmos 66:8) – Bendizei, povos, ao nosso Deus, e fazei ouvir a voz do seu LOUVOR,
    (Salmos 71:6) – Por ti tenho sido sustentado desde o ventre; tu és aquele que me tiraste das entranhas de minha mãe; o meu LOUVOR será para ti constantemente.
    (Salmos 71:8) – Encha-se a minha boca do teu LOUVOR e da tua glória todo o dia.
    (Salmos 75:1) – A TI, ó Deus, glorificamos, a ti damos LOUVOR, pois o teu nome está perto, as tuas maravilhas o declaram.
    (Salmos 76:10) – Certamente a cólera do homem redundará em teu LOUVOR; o restante da cólera tu o restringirás.
    (Salmos 96:4) – Porque grande é o SENHOR, e digno de LOUVOR, mais temível do que todos os deuses.
    (Salmos 100:4) – Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com LOUVOR r; louvai-o, e bendizei o seu nome.
    (Salmos 102:21) – Para anunciarem o nome do SENHOR em Sião, e o seu LOUVOR em Jerusalém,
    (Salmos 106:47) – Salva-nos, SENHOR nosso Deus, e congrega-nos dentre os gentios, para que louvemos o teu nome santo, e nos gloriemos no teu louvor.
    (Salmos 107:22) – E ofereçam os sacrifícios de louvor, e relatem as suas obras com regozijo.
    (Salmos 109:1) – Ó DEUS do meu LOUVOR, não te cales,
    (Salmos 111:10) – O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que cumprem os seus mandamentos; o seu LOUVOR permanece para sempre.
    (Salmos 116:17) – Oferecer-te-ei sacrifícios de LOUVOR, e invocarei o nome do SENHOR.
    (Salmos 119:171) – Os meus lábios proferiram o LOUVOR , quando me ensinaste os teus estatutos.
    (Salmos 145:3) – Grande é o SENHOR, e muito digno de LOUVOR, e a sua grandeza inescrutável.
    (Salmos 145:21) – A minha boca falará o louvor do SENHOR, e toda a carne LOUVARÁ o seu santo nome pelos séculos dos séculos e para sempre.
    (Salmos 147:1) – LOUVAI ao SENHOR, porque é bom cantar LOUVOR ao nosso Deus, porque é agradável; decoroso é o louvor.
    (Salmos 148:14) – Ele também exalta o poder do seu povo, o LOUVOR de todos os seus santos, dos filhos de Israel, um povo que lhe é chegado. Louvai ao SENHOR.
    (Salmos 149:1) – LOUVAI ao SENHOR. Cantai ao SENHOR um cântico novo, e o seu LOUVOR na congregação dos santos.
    (Salmos 149:3) – Louvem o seu nome com danças; cantem-lhe o seu LOUVOR com tamborim e harpa.

    Em Mateus 4:10, durante sua tentação, Jesus diz ao diabo – “ao Senhor Teu Deus adorarás e só a Ele darás culto” usando as palavras da Lei em Êxodo 20:4 e 5, quando Deus ordena ao povo de Israel: Só a Ele adoração e o culto.

    Isaías 35:8 e 9, falando sobre o caminho do Senhor, ele diz: “E ali haverá bom caminho, caminho que se chamará o Caminho Santo; o imundo não passará por ele, pois será somente para o seu povo, quem quer que por ele caminhe não errará, nem mesmo o louco, ali não haverá leão, animal feroz não passará por ele, nem se achará nele, mas os remidos andarão por ele.”
    **********************************************************************
    Mc. 12.30 “Ame o Senhor seu Deus com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças.
    **********************************************************************
    SÓ O SENHOR É BBBBBOOOOOOOOOMMMMMMMMMMMMMM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!EU AMO ESSE DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  32. Carlos Roberto disse:

    EL CABONG

    Não disse que compositores atuais não possam lançar as suas conções, o quero deixar claro é que esta industria damusica da forma como ela é não tem absolutamente qualquer relação com o verdadeiro louvor e a perfeita adoração. A questão é que se instalou uma competição imoral, e a coisa descanbou para o lado da “Eguinha Pocotó, Pocotó, Pocotó com repetições que beiram ao ridículo e demonstra a total falta de preparo e de conhecimento da gande maioria dos que militam nesta área. O problema crucial é que o Diabo está de olho e faz as suas investidas de forma sutil, minando sorrateiramente a resistência da igreja nas questões que envolvem o louvor e adoração.

    Prefiro não ser gospel, pois há uma relação direta deste modeleo com o modelo usado no mundo para conduzir alguém ao sucesso, aliás, a palavra SUCESSO não é encontrada nas Escrituras… Em algumas áreas, a preservação das tradições apostólicas são benéficas e saudéveis e a musica religiosa se enquadra nesta condição. Como disse, shows e espetáculos foram criados pelo DIABO para conquistar as platéias e aí incluem-se os cristãos, que pela fragilidade espiritual reinante, são facilmente convencidos de que é tudo a mesma coisa, o sagrado e o profano, para a grande maioria não faz qualquer diferença.

    É assim que estams vivendo, uma religião relaxada, frouxa e desinteressada em conhecer de perto as suas origens e as suas raizes e como o evangelho chegou até nós hoje. Poucos se lembram do sacrifício da cruz, a não ser na semana santa que de santa não tem absolutamente nada! Preferem o Barulho, as agitações as melodias que incentivam o autoritarismo do homem diante de Deus, do que algo que possa conduzir este mesmo homem a um exame conciente de sua relação e de sua intimidade com Deus. Assim, prefiro não ser gospel, em hipótese alguma!

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  33. Ane disse:

    Carlos Eduardo, eu gostaría que vc me citasse alguns cantores que vc considera santo, ou músicas que vc considera original e cheia do poder, por favor. Acho que vc ouve música fúnebre em seu lar.

  34. Carlos Roberto disse:

    Ane,

    Agora você me pegou! Não dá para indicar ninguém no mercado musical que preencha os requisitos mínimos de “verdadeiros adoradores”, a qualidade anda em baixa, e põe baixa nisto. Tem muito “Artista Gospel” comprando espaços em rádios para vender o seu produto, e tem muita “Radio Pirata” fazendo propaganda destas porcarias musicais deste vergonhoso mercado gospel.
    Os compositores do passado eram pessoas consagradas, que tinham o mínimo de respeito pelas coisas Sagradas, coisa que não se vê hoje. O certo é que o vale tudo tomou conta de nossa musica e mesmo que tenham letras bonitas, falta a “inspiração” do autor, e ai fala mais alto o lado comercial e a possibilidade de faturamento com as bobagens que são produzidas por aí.
    A minha experiência me dá suporte para afirmar que ou fazemos algo ou seremos engolidos por esta onda musical estabelecida sobre a base do sucesso e da fama, onde que aparece são artitas e atores, Deus…

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms1casa@hotmail.com

  35. Carlos Roberto disse:

    CANTANDO BOBAGENS
    NA ONDA GOSPEL…

    Entre os absurdos, está esta canção-oração: “Restitui, eu quero de volta o que é meu…” Mas, o que exatamente o novo homem deixou de bom lá atrás para aporrinhar Deus pedindo de volta? O que perdi e quero de volta? Um ministério falido? Um casamento destruído? Um negócio escuso e cambaleante? A namorada que se mandou? Tem mais… E não há na Terra a quem eu queira mais que a Ti… Eu estou disposto a morrer por Ti… E o sacrifício sou eu… Abro mão dos meus sonhos, abro mão dos meus planos, abro mão da minha vida por Ti… Abro mão dos prazeres e das minhas vontades, abro mão das riquezas por Ti… Ufa! Bobagens e mais bobagens… E a igreja vai assim, de bobagem em bobagem, contaminada pela “BATALHA ESPIRITUAL”, que, aliás, é outro equívoco. A classe de catecúmenos, hic!, está às moscas, mas experimente anunciar um curso de “BATALHA ESPIRITUAL” ou de “PROSPERIDADE FINANCEIRA” para ver: Vai bombar! Vai faltar lugar para colocar tantos interessados!

    Nos últimos tempos com o advento do satânico, maldito e perverso do movimento GOSPEL muita bobagem está sendo cantada dentro das igrejas com a maior naturalidade, tudo como se fosse adoração genuína fundamentada na inspiração do Espírito Santo. Cânticos dos mais variados gêneros são entoados e o povão materializa o êxtase num movimento corporal extravasando tudo como se fosse um verdadeiro CARNAVAL RELIGIOSO sem limites. O SINCRETISMO MUSICAL evangélico deste tempo mostra com exatidão que o objetivo principal da música não é mais louvar a Deus e sim expor artistas e vender produtos relacionados com o tema. Hoje, parece não passar pela mente da maioria absoluta dos evangélicos se é correto ou não, à luz da Bíblia, adotar-se este tipo de música para louvar a Deus. O assunto sequer é ventilado pelas lideranças. Antes, existiam apenas dois tipos de música para os cristãos: a SACRA que compreendia e expressava o louvor, e a música SECULAR ou PROFANA. Atualmente, por uma ação espetacular do Diabo, além destes dois tipos criou-se também a música GOSPEL: uma “música para ENTRETENIMENTO de cristãos”. Uma jogada de mestre de Satanás que criou raízes no meio evangélico e que hoje domina literalmente os espetáculos e os shows promovidos pelos produtores que buscam nestas programações uma maneira fácil de faturarem um bom dinheiro. Estes eventos transformaram-se numa mina de ouro trazendo prejuízos incalculáveis para o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo.

    A Igreja tem a obrigação de fazer a diferença no mundo ou pelo menos tinha, e não de se tornar parecida com ele, no entanto isto não acontece por causa do comodismo de nossas lideranças que estão todas subservientes com as mazelas oferecidas pelos banquetes do mundo. A Igreja está se tornando parecida com o mundo, e isto não é, em hipótese alguma, transformá-lo ou ser o sal da terra. É se tornar tão semelhante a ele, já que não faz mais tanta diferença assim alguém se dizer evangélico, católico ou espírita, por exemplo. É tudo farinha do mesmo saco, só mudam os rótulos das embalagens!

    Na ânsia desesperada de “GANHAR ALMAS(?)”, leia-se aumentar o numero de membros, muitos Pastores passaram a tentar anular previamente a maior quantidade possível de fatores que poderiam fazer os seus novos membros deixarem as suas igrejas. Como a música é parte muito importante da vida da imensa maioria das pessoas, sendo consumida diariamente por várias razões, viu-se aí a importância(?) de se produzir e executar nos cultos uma música que não seja tão diferente assim da que esses “NOVOS CONVERTIDOS(?)” já ouviam quando estavam no mundo. Ou seja, o intuito da música GOSPEL não é louvar a Deus, e sim “SEGURAR” o fiel na igreja para que ele não estranhe muito o ambiente; é entretê-lo. Também é esta a razão de existirem danceterias gospel, shows e espetáculos gospel, fã-clubes de cantores gospel, grupos de danças, e de certos eventos famosos, ditos missionários que em dados momentos se converterem em legítimos shows de forró onde o Diabo deita e rola com as esquisitices dos pseudo-evangélicos. E tome labaredas, do inferno…

    Bem vamos á Bíblia, afinal é ela a nossa regra de fé e pratica, ou pelo menos deveria ser. É interessante a situação do apóstolo Paulo! Veja o que ele fala sobre a sua passagem por este mundo: “Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” – Filipenses 4:11. Paulo é incisivo: “APRENDI a viver contente”. Não que ele gostasse das catástrofes que marcaram seus dias de crente aqui; apenas entendia o curso deste tenebroso mundo avesso a Jesus, e prosseguia. “Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que preciso, aprendi o segredo de me sentir contente… quer esteja alimentado ou com fome” – Filipenses 4:12. Outro texto interessante de Paulo é: “Tendo, porém, sustento, e com o que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes” – I Timóteo 6:8. Você sabia disto?

    Mesmo tendo passado por naufrágios, prisões e sofrido açoites jamais encontraremos Paulo entoando musiquetas anestésicas do tipo: “Vai dar tudo certo!”, isso porque as pessoas sérias – e o Evangelho está cheio de gente séria – sabem que isso não é verdade; nem sempre vai dar tudo certo. Todos nós passaremos por aflições – João 16:33. Curioso é que a mesma música que falsamente afirma que tudo vai dar certo, também lamenta: “Sei que a vida não é só de momentos bons: há tempos difíceis. A vida é mesmo assim…” Uai! Mas, não ia dar tudo certo?

    O apóstolo dos gentios aprendeu a viver contente, pois VIVEU PARA O SENHOR, e não bajulava o próprio ventre. Ele trabalhou mais, plantou igrejas mais que todos, e foi capaz, em Deus, de proferir: “Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação” – Filipenses 4:13.

    A marca principal de qualquer tipo de sincretismo é MISTURAR para DESFAZER as diferenças e produzir algo novo, diferente tanto do que era uma coisa quanto outra antes da fusão. Fundindo-se a música SACRA com a música MUNDANA, ao final não haverá mais a música sacra, e nem a música profana será tal qual era anteriormente. A música mundana, mesmo sendo “EVANGELIZADA”, ou seja, tornada “EVANGÉLICA”, permanecerá sendo música mundana, que não serve para louvar a Deus, mas, no máximo, para entretenimento com é a música gospel. Já a MÚSICA SACRA, com o sincretismo deixa de sê-lo, não podendo mais ser usada para o louvor e a adoração. Pergunto: qual das duas sofre maior prejuízo? Obviamente que não é a mundana! No entanto os evangélicos míopes não conseguem enxergar este desastre que domina os nossos arraiais e acham tudo muito natural.

    Precisamos meditar melhor nas letras que cantamos, pois corremos o risco de, ao invés de agradar e Deus adorá-lo, acabar afrontando o Todo Poderoso com a nossa maldita MÚSICA GOSPEL. Só lembrando: “A musica deve obrigatoriamente falar a alma e ao coração e não aos ouvidos”.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  36. El_Cabong disse:

    Carlos Roberto.
    Concordo com você em muitos aspectos, com relação as letras das músicas cristãs atuais. A maioria delas são pobres, não tem conteúdo genuinamente cristão, há muitas repetições que as vezes aquilo soa mais como um mantra do que como um louvor. Acho que os compositores deveriam ler mais a Bíblia e pedir mais a orientação do Espírito Santo.
    Com relação á estilos, instrumentais, ritmos, palmas, danças. Sempre haverão pessoas se escandalizando com isso nas igrejas. Acreditem se quiser mas as pessoas se escandalizaram quando na antiguidade colocaram o órgão de tubos nas igrejas “órgão na igreja!! Que absurdo!! O mundo está entrando na igreja!!”. e também no início do século passado quando comecaram a usar o violão nas igrejas.
    Temos que ter o cuidado para não cometermos o erro de Mical, que desprezou Davi quando dançava no meio do povo em louvor á Deus com grande alegria. Deus a castigou por isso.
    Obs.: Eu confesso que eu odeio pagode. Eu não posso nem escutar esta “coisa”, mas eu não posso criticar e desprezar um irmãozinho que puxar um pandeiro e começar a louvar de coração e com alegria à Deus como fez Davi.

  37. Ane disse:

    Eu creio que Deus é o criador de todas as coisas, inclusive de todos os ritmos. Tá cetto que existem muitas músicas por aí que não tem um pingo de conteúdo ou unção, mas não há que se desprezar os ritmos e declarar que são do cão.
    O Diabo é o pai da mentira que não tem nem a chave da própria casa, e ainda quer dizer que é dono do Rock, do pagode, etc…Não concordo com isso. Acredito que o céu seja um lugar de alegria.
    Quando a bíblia diz que participaremos da festa, das bodas do cordeiro, haverá grande júbilo, música, palmas , danças…dá para imaginar tudo isso ao som de músia fúnebre?

  38. Luan disse:

    Acordem pelo amor de Deus!!!!!!!!!

    U2 é uma banda mundana! Não existe salvação fora de Jesus Cristo! Não existem salvos que sirvam ao diabo ou a ídolos! Acordemm!!!

    Essa coisa de música secular tem sido o maior dos embaraços na “Igreja de Jesus Cristo”. É como um vírus que tem levado muitos a ruína! Se o MUNDO jaz no malígno, suas obras (músicas) também estão!

    Acordem! Leiam a bíblia! E vivam para Cristo, não para o mundo!

  39. El_Cabong disse:

    Sinceramente.
    Entre escutar a música: U2 – Forty (que nada mais é que o Salmo 40), e uma destas músicas (mantras) gospel cheia de repetições.
    Eu prefiro a primeira alternativa.
    Obs.: Nada contra quem prefere o contrário.

  40. nicolas29 disse:

    a banda u2 mostra ter um grande valor quando ensina valores éticos e cristão para uma juventude que se afundou numa falsa liberdade que tem LEVADO muitos jovens as drogas, alcool, e promisquidade….. u2 faz bem para integrar a igreja à sociedade….. Isso é muito bem feito no brasil pela banda catedral e pelo grande poeta kim… só que a igreja brasileira é hipócrita e “farisaista” e arcaica….. nos prendemos a dógmas, doutrinas humanas e nos esquecemos da palavra de DEUS…..

  41. nicolas29 disse:

    gostaria de deixar claro que a musica gospel não é esse lixo que ouvimos na radio, existem muitos compositores e musicos que fazem trabalhos de qualidade e são cheios da unção, porem as gravadoras insistem no pre fabricado, seguindo os rumos do mundo…. como os tais programecos “idolos da vida” a biblia diz “cantai um cantico novo” e muitas das vezes estamos repetindo instantemente o refrão de louvores antigos…. tipo: faz chover, chove chove chuva, abundante chuva, chuva de graça, chuva de unção, chuva de poder…………..
    pobre chuva…………………..
    e se DEUS usou uma mula….. deixemos ele usar o u2…….

  42. edson disse:

    eu acho q i U2 e cristão. não há como negar, suas letras falam de Deus, e de muitas outras coisas, as pessoas podem me criticar por falar isso mas fomos nos q rotulamos de como deve ser uma musica gospel, na verdade para mim não existe musica gospel ou secular, para mim tudo é musica e ponto final, logicamente q em um culto eu prefiro ouvir alguma coisa que exalte a Deus. o u2 sempre viveu em um lugar onde havia muita intolerancia religiosa entre catolicos e protestantes, então eles meio q se afastaram disso, dessa guerra q nada tinha de santa, mas continuaram a ter um relacionamento com Deus, Bono afirma em muitas de suas musicas o amor por Deus, como na musica “Magnificent” q ele diz,”eu nasci para estar contigo, eu nasci para cantar para Ti, eu não tive escolha” q eu saiba foi Deus q nos escolheu e não nós. vcs jã ouviram “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” fala de vc ainda não encotrar aquilo q procura,e diz ainda “Eu acredito na vinda do Reino
    Então todas as cores
    Irão filtrar-se em apenas uma
    Mas sim, eu ainda estou correndo

    Você quebrou os laços, soltou as correntes
    Você carregou a cruz
    E a minha vergonha
    Você sabe que eu acredito nisso”

    bem julguem como quiserem isso, alguns irão dizer” ah é apenas uma música” mas a boca fala do que o coração está cheio, se o seu coração estiver cheio de paz vc agradecerá a Deus por eles, se não está os acusará de serem oportunistas, qual será a sua atitude

  43. GISELLA disse:

    Sim, eles são. Alguns podem torcer o nariz para essa afirmação. Conheço todos os argumentos contrários de cor, e, sobre isso, penso sobre como o nosso olhar se tornou superficial nos últimos anos, ou, então, como a nossa teologia se tornou rasa. Excluímos do nosso círculo quem não segue os mesmos padrões de comportamento…
    sugiro uma leitura atenta das músicas. O U2 fala, principalmente, da loucura da vida moderna, das nossas cidades, da ausência de sentido das guerras, das conquistas, dos fracassos. Num mundo vertiginoso, eles procuram algo que os faça “sentir” –é o que diz “I still haven’t found what I’m looking for”, na qual Bono canta a sua busca por entender o sentido da condição humana…
    Há canções específicas em que o Evangelho é declarado de forma explícita, porém os que não são cristãos não a compreendem dessa forma. Dos primeiros CDs da banda até o consagrado “War”, as referências à fé predominam. Em “Boy”, o trabalho de estréia do U2, Bono canta em “I Will Folow” (“Eu Seguirei”): “I was on the outside when you said/ You needed me/ I was looking at myself/ I was blind, I could not see. (Eu estava por fora quando você disse. Preciso de você. Eu estava observando a mim mesmo/ Eu estava cego, não podia ver)”. Entre “Boy” e “War”, está “October”, considerado um dos trabalhos mais cristãos da banda…
    acho muito engraçadinho aqui neste site esse povo com certeza nunca ouviu uma música da banda e fica aí julgando, se colocam um artigo da IURD ou da RENASCER todo mundo se cala, ali sim que não tem pastor Cristão, agora os caras que fazem a parte deles todo mundo quer larga o pau…

  44. Carlos Roberto disse:

    Fora de moda
    Dentro da sociedade
    e da igreja também !

    Se não estivesse tão fora de moda… Eu ia falar de AMOR. Daquele amor sincero, olhos nos olhos, frio no coração, aquela dorzinha gostosa de ter muito medo de perder tudo… Daqueles momentos que só quem já amou um dia conhece bem… Daquela vontade de repartir, de conquistar todas as coisas, mas não para retê-las no egoísmo material da posse, mas para doá-la no sentimento nobre de amar. Do amor sem preconceito…

    Se não estivesse tão fora de moda eu iria falar também de JUSTIÇA, não da minha maneira, mas como ensina o livro sagrado. Da justiça que dá ao outro os mesmos direitos meus.

    Se não estivesse fora de moda e do costume eu falaria ainda sobre a HONESTIDADE… Esta dá saudade das grandes… Com ela seria tudo muito mais fácil…

    Se não estivesse tão fora de moda… Eu ia falar de SINCERIDADE. Não daquela coberta por uma máscara, mas de cara limpa sem qualquer falsidade…

    Sabe, aquele negócio antigo de FIDELIDADE… Respeito mútuo… e aquelas outras coisas que deixaram de ter valor? Aquela sensação que embriaga mais que a bebida; que é ter, numa pessoa só, a soma de tudo que às vezes procuramos em muitas… A admiração pelas virtudes e a aceitação dos defeitos, mas, sobretudo, o respeito pela individualidade, que até julgamos nos pertencer, mas que cada um tem o direito de possuir…

    Se não estivesse tão fora de moda… Eu ia falar em AMIZADE. Na amizade que deve existir entre duas pessoas que se querem bem… O apoio, o interesse, a solidariedade de um pelas coisas do outro e vice-versa. A união além dos sentimentos, a dedicação de compreender para depois gostar…

    Se não estivesse tão fora de moda… Eu ia falar em FAMÍLIA. Sim… família!!! Essa instituição que ultimamente vive a beira da falência, sofrendo contínuas e violentas agressões. Pai, Mãe, Irmãos, Irmãs, Filhos, Lar… Aquele bem maior de ter uma comunidade unida pelos laços sangüíneos e protegida pelas bênçãos divinas. Um canto de paz no mundo, o aconchego da morada, a fonte de descanso e a renovação das energias… A realização da mais sublime missão humana de sequenciar a obra do Criador…

    E depois, eu ia até, quem sabe, falar sobre algo como… a FELICIDADE. Mas é uma pena que a felicidade, como tudo mais, há muito tempo já esteja tão fora de moda e tenha dado seu lugar aos modismos da civilização…

    Ainda assim, gostaria que a sua vida fosse repleta dessas questões tão fora de moda e que, sem dúvida, fazem a diferença! Afinal, que mal faz ser um pouquinho “careta”?

    Se não estivesse….

  45. joao disse:

    A grande verdade é que por muitos anos as pessoas foram levadas a crer e ensinadas que as roupas e musicas tem o poder de mudar de ate salvar alguem,é lamentavel que ainda tem gente que pensa de maneira arcaica e religiosa.tem gente que pensa que altoridade e poder é gritar, pular,rodar e falar em linguas;bom se voce acha que é tudo
    bem porem biblicamente nao tem respaldo mas vai nessa.do mesmo modo sao os estilos de vida das pessoas cada um tem o seu ,eu ja vi muita coisa nos meus 37 anos.e posso lhes dizer algo precisamos rever muita coisa que nos foi ensinada.Os caras tem muito peito disposiçao e disprendimento dos bens materias ,coisa que a (igreja)nao demonstra ter pois é cada pensando no seu umbigo,ai quando vem alguem e faz alguma coisa pelos outros os fariseus se levantam.
    quer saber vao orar pelos perdidos e necessitados que é melhor
    ja que mandar ler biblia de nada adianta se a sua retrogada continua atuando na sua vida.vamos deixar o u2 continuar fazendo o que a gente como igreja nao faz.
    um abraço,gisela gostei da sua opiniao fica na paz.

  46. joao disse:

    perdao eu quiz dizer mente retrogada tem hora que certos assuntos me deixam irritados mas nao culpar as pessoas pois eu tive o privilegio
    de conhecer pessoas que me ensinaram e ensinam ate hoje.e um conselho para todos pessam direçao ao espirito santo antes de ficarem acusndo os outros.

  47. GISELLA disse:

    Brigada João, são pessoas como vc que tem me ensinado a ser tolerante neste site… fica na paz!!!!

  48. petrafan disse:

    U2 é apenas uma banda secular composta por alguns religiosos.

  49. Carlos Roberto disse:

    Cristo Redentor?
    A MARAVILHA QUE “ENGANA” O MUNDO

    “Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades. O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”
    Isaias 53:5

    “Aquele que diz uma mentira não sabe a tarefa que assumiu, porque está obrigado a inventar vinte vezes mais para sustentar a certeza da primeira”

    O “Cristo Redentor”, hic!, é um monumento de um “Jesus Cristo”, hic! Ele está localizado na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, está instalado no topo do Morro do Corcovado, e foi inaugurado em outubro de 1931, depois de cerca de cinco anos de obras. Um símbolo do “cristianismo”, hic!, o monumento tornou-se – para mim tornaram-no – em um dos ícones mais reconhecidos internacionalmente, uma das “sete maravilhas do mundo”, promovendo turisticamente o Rio e do Brasil.

    Mas, vamos desmascarar a maior farsa do mundo moderno, com simplicidade, mas com fundamentos sustentáveis, sem desculpas esfarrapadas e sem rodeios. “CRISTO” só há um, Redentor também, e Ele não tinha beleza segundo a Bíblia afirma: “…E olhando nós para Ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos” – Isaias 53:2. Quanto as réplicas, elas são falsificações grosseiras e tendenciosas, mentirosas, com formas vazias, que visam atender exclusivamente da exploração comercial, à religiões e aos seus adeptos, mas que em nada se assemelham a Senhor Jesus, até porque neste caso, não há como fundametar qualquer argumento como verdadeiro. É a mentira religiosa a serviço do inferno, sendo pregada como se fosse uma grande verdade, mentira esta sustentada pela CATOLICISMO e suas heresias.
    Por ser um cristão convicto, conhecedor de toda a história de Jesus e de sua trajetória neste mundo, resolví redigir algumas linhas para mostrar até onde vai a MENTIRA RELIGIOSA e o engodo no Brasil. Eu só lamento que pouqíssimos evangélicos tenham tido a coragem de manifetarem-se diante de tamanho descalabro e uma mentira tão grosseira, aquele “cristo redentor” é uma F A R S A ! E põe farsa nisto! E eu desafio qualquer autoridade religiosa, e aí icluo até o PAPA, a me provar o contário. Iventaram e engedraram uma história, montaram um enredo sobre ela, criaram personagens e usaram a religião como pano de fundo para levarem a M E N T I R A aos quatro cantos do mundo, tranformando-a numa das “sete maravilhas”. Que é uma obra arquitetônica interessante, não há duvidas, daí a transformá-la num simbolo religioso, é um despropósito sem precedentes.

    Com a confusão estabelecida no meio do cristianismo, onde a religião se misturou ao misticismo e a outros tantos “ismos”, todos que advogam a pratica de algum sistema de culto – e deixo claro que apenas uso esta palavra como referência, pois a sua origem e a sua aplicação remota ao Gêneses e não tem absolutamente nada a ver com esta celeuma estabelecida sobre ela hoje – afirmam serem religiosos. Desta forma, qualquer um hoje se diz cristão e vamos que vamos… Como a religião anda tão em baixa, não há como contestar esta enrolação e este nó cego que deram nos evangélicos do Brasil. É impossível calcular o dano moral, se é que posso chamá-lo assim, que a mentira espiritual tem causado na sociedade. A decadência da fé, associada à religião comercial que se instalou no Brasil, abriu avenidas para que a exploração do cristianismo se alojasse e fizesse os seus estragos.

    Como se chegou aquela forma estrutural daquela estátua? Que parâmetros foram observados? Que relação tinham as pessoas que a idealizaram com os ensinos Sagrados? De onde veio a inspiração para afirmar que Jesus tinha aquela fisonomia e aquela aparência física? Qual foi a base histórica bara fundamentar que ele era como pintam ou esculpem? Que autoridade religiosa pode certificar a autenticidade daquela figura chamada de “cristo”? Onde se tem um original, pelo menos de alguma pincelada, que retrate pelo menos os contornos de seu rosto? Que poderes tem aquela montanha de concreto, além do comercial? Como ela pode proteger alguém se ela mesma requer proteção constante? Vou para aqui, acho que basta!

    Dizem que uma garrafa de vinho meio vazia também está meio cheia, mas uma meia mentira não será nunca uma meia verdade. O mentiroso faz dois esforços, mentir e segurar a mentira, e é exatamente isto que os religiosos idólatras e os governantes fazem quanto ao “cristo redentor”. Gastaram fortunas para transformá-la em uma das sete maravilhas do mundo, e agora precisam sustentar as suas mentiras.

    Esta idéia maluca de “Cristo Redentor” no Rio de Janeiro, ela depõe contra si mesma, ela não se sustenta, ela mostra sim, o lado PODRE DA FÉ e da cultura religiosa importada sabe-se lá de onde, ou melhor, do inferno, no entanto as autoridades estão empurrando esta mentira goela abaixo do mundo inteiro, tentando explorar vergonhosamente, via religião, imagens distorcidas do FILHO DE DEUS, Cristo Jesus. Eu só lamento que o povo da “Cidade Maravilhosa” esteja se apoiando naquela estrutura chamada de “cristo”, advogando dela a proteção que precisa, sem se lembrar que só Jesus Cristo pode é a proteção segura par o homem neste mundo pecaminoso.

    Não, não creio neste “cristo” inerte, colocado sobre o Corcovado e sobre a cabeça do povo. Um monte de concreto e ferragens, de braços abertos sobre a cidade, mas o que se vê é a criminalidade se expandindo numa escala sem precedentes. Que proteção representa esta estátua? Que poderes tem este “cristo”? Que redenção ele proporciona à população do Rio de Janeiro? Desculpem, mas eu creio num Cristo que é vencedor, num Cristo que restaura o coração e a alma do homem, e não a economia de um Estado. Meu Cristo, Ele é Redentor de almas e não de fianaças ou da imagem de uma cidade, que alías, está completamente mergulhada no pecado.

    Que me perdoem os cariocas, da mundialmente conhecida “Cidade Maravilhosa”, mas a paródia abaixo deveria substituir a tradicional marchinha carnavalesca.

    Cidade Perigosa
    Marchinha de Funeral

    Cidade tão perigosa
    Cheia de morros mil!
    Cidade tão perigosa
    A vergonha do Brasil…

    A cidade dos caveirões e dos fuzis, da drogas e das milicias, da libertinagem sexual e da perversão moral, da corrupção e da pobreza não pode, em hipotese alguma, ser tratada como “MARAVILHOSA”, a menos que se mudem os conceitos de avaliação. Portanto, não permita que a mentira do “cristo redentor” seja tranformada, pelo conceito dos homens, em verdade, refute com veemância esta idéia, e mostre o Jesus Cristo que habita no seu coração.

    “Verdadeiramente Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si, e nós o reputamos como aflito, ferido de Deus, e oprimido”
    Isaías 53:4

    “Assim como uma gota de veneno compromete um balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a nossa vida”

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  50. David disse:

    U2 não é banda cristã,é secular….
    Ótima banda,gosto muito das músicas,belo texto…

  51. ader disse:

    U2 é do capeta, nunca vi alguêm ser idolatrado por multidões, e ainda ter a cara de pau de dizer que acredita em JESUS CRISTO, esses caras tão com a alma encomendada pelo diabo, será que existe algum artista famoso no céu ? no inferno a gente sabe que tá cheio, meu amigo o destino desse tipo de gente que é endeusado e recebe adoração é só um, o lago de fogo, um bando de otário dizendo aqui que adora U2,
    NO INFERNO VÇS VÃO TER MUITO TEMPO PRA ESCUTAR O BONO.

  52. Val disse:

    A igreja está cheia de gente que não move um dedo para ajudar o seu próximo. A banda U2 vive em prol disso. Ou seja, o fariseu não ajuda, mas critica o tempo todo. Só a graça!

  53. Paulo Barboza disse:

    Alguem lembra o que os integrantes da banda fizeram ao vir para o brasil?????

    Pois é… Foram pular carnaval no Rio. Bono fotografado bebado e Os outros rodeados de dançarinas seminuas!!!

    Amem!!!

    Falo assim mas sou fanzasso delesss!!! rsrsrs

  54. Erika Lopes disse:

    Banda Cristã?Fala serio…

  55. André disse:

    Meu amigo onde vc tirou isso? a mudança deve ser externa sim tanto quanto a interna,pois o seu testemunho fala muito mais do que palavras, isso é desculpa para pessoas que não querem um compromisso sério com Cristo. A propósito U2 diz ser algo, mais sem vida de santidade suas obras são mortas.

  56. monika disse:

    não julgueis para não seres julgado!
    ninguém pode garantir nada, inclusive se eles vão pro inferno.

  57. Cléber da Cruz disse:

    Tenho 32 anos e me considero um cristão católico não muito dedicado,mas curto muito U2 desde o final dos anos 80.Entre banda secular e cristã, pra mim os irlandeses têm um pouco das duas coisas porque os seus temas não se limitam só à religiosidade cristã, mas também abordam a política mundial,os problemas sociais,e o amor nas duas dimensões (sexual e fraternal).Como já disseram, eles cresceram num país onde reinava a intolerância entre membros católicos e protestantes, por isso preferiram não se declararem protestantes ou católicos.Eles, como todo mundo têm fraquezas, virtudes, defeitos e nem tudo que eles fazem ou fizeram no passado, pode servir de exemplo pra nós, mas além de terem músicas que passam uma reflexão,uma mensagem de louvor ou amor humano, o mais importante é que eles usam os recursos financeiros da sua música para ajudar os necessitados em qualquer lugar do mundo, pois isso é fazer o bem,é praticar o amor.

    “Procurai o bem e não o mal para que possais viver, e assim o Senhor, o Deus Todo-Poderoso estará convosco, como dizeis!”
    Am 5,14

    “Queridos amigos, amemos uns aos outros,porque o amor vem de Deus.Todo aquele que ama é filho de Deus e conhece a Deus.Aquele que não ama não conhece a Deus,pois Deus é amor.”
    1Jo 4,7-8

  58. Cléber da Cruz disse:

    A caridade que eles fazem até pode parecer marketagem, mas eu acredito na sinceridade de seus corações,pois só quem teme a Deus de verdade não usa seu nome para manipular as pessoas em benefício próprio.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *