Valdemiro Santiago sofre atentado em culto da Igreja Mundial e recebe 25 pontos no pescoço

Nas redes sociais, repercussão do caso expôs ódio de muitos internautas ao líder neopentecostal

0

O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, sofreu um atentado na manhã deste domingo, 08 de janeiro, durante o culto das 08h00 no templo sede da denominação, no bairro do Brás, em São Paulo (SP).

Um homem entrou no templo armado com um facão e durante um momento de testemunhos, ele se aproximou do autointitulado apóstolo e o esfaqueou no pescoço. Imediatamente, o homem foi contido pelos obreiros da Igreja Mundial e fiéis.

Segundo informações do jornal Extra, Valdemiro Santiago foi socorrido e levado a um hospital na vizinhança, onde recebeu 25 pontos. Com o estado de saúde estável, o líder neopentecostal não corre o risco de morrer em decorrência do atentado.

O homem que tentou matá-lo foi levado para o 8º Distrito Policial, também no Brás, e foi indiciado pela Polícia Civil. Informações preliminares indicam que ele é um desempregado que, há algumas semanas, bateu boca com Valdemiro Santiago após um culto.


No hospital, após receber atendimento, Valdemiro gravou um vídeo para acalmar os fiéis da Igreja Mundial e garantir que está bem: “Eu estava impondo as mãos, acabando de ouvir um milagre, um testemunho, e entrou alguém por trás. Não sei, não vi quem era, e deu uma facada no pescoço, ou com uma navalha, não sei. Mas eu não fui [para o céu]. A gente só vai quando Deus quer. Voltei pra vocês, em nome de Jesus”, disse ele, amparado pela esposa, bispa Francileia.

“Não sei quem é [a pessoa que fez o ataque], mas já está perdoado, em nome de Jesus. E que mandou também: está perdoado e abençoado”, acrescentou o apóstolo, supondo que o atentado teria sido orquestrado por alguém.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a Polícia Civil não concedeu maiores informações sobre o caso, e a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) anunciou que já está investigando o episódio para esclarecer a motivação da tentativa de homicídio.

Confira o vídeo do depoimento de Valdemiro Santiago:

Ódio

Nas redes sociais, uma espécie de teoria da conspiração levantou dúvidas sobre o atentado contra Valdemiro Santiago, uma vez que o homem que o atacou portava um facão de grande porte e o golpe atingiu um ponto do pescoço do líder neopentecostal que não trouxe maiores danos.

Outras pessoas manifestaram uma sinceridade extrema para comentar o episódio: “Ele teve o que mereceu, usar da fé para se enriquecer dá nisso!”, afirmou uma usuária, demonstrando ódio, em um comentário na página da psicóloga Marisa Lobo, que repercutiu o caso. “Graças a pessoas odiosas como você que os cristãos têm sido perseguidos. Ninguem merece ser atacado dessa forma, nem você”, rebateu Lobo.

“O ódio e o preconceito contra os crentes no Brasil já existem a muitos anos. Hoje com os escândalos que existem, aumenta ainda mais o ódio. Gostaria que estes pregadores e seus padrões no alto de sua fama resolvessem [se] limitar apenas a pregar a salvação da alma, e deixar o Espírito de Deus trabalhar assim, como Paulo deu exemplo. O mundo está se tornando um caos, e torço para que o pastor se recupere e repense seu ministério, Jesus está voltando muito em breve”, ponderou outro internauta, também deixando uma sutil crítica à forma como Valdemiro conduz a denominação que fundou.

Livramento

Essa não é a primeira vez que um líder evangélico é esfaqueado durante um culto. Em abril do ano passado, o pastor João de Deus dos Santos, 52 anos, da Assembleia de Deus em Porangatu (GO, sofreu uma facada na nuca durante um tumulto no templo da denominação.

O pastor Santos é policial militar da reserva, e ajudava a conter Daniel Ribeiro da Silva, de 23 anos, que chegou ao local armado com a faca e empurrou o porteiro Galeno Vinhal Ribeiro Neto, que feriu as mãos ao tentar se defender de uma facada.

Após acertar o porteiro, Silva foi na direção do púlpito e o pastor pulou em sua direção para tentar contê-lo, mas seu pé ficou preso no cabo de uma das caixas de som, e ele caiu. Nesse momento, o agressor acertou sua nuca. “Observei um homem vindo com uma faca grande na mão. Ali, naquele momento, quando eu pulei nele, o meu pé enganchou em um dos fios do retorno do som. Antes de ir ao chão, ele conseguiu me acertar na nuca”, contou o pastor, em entrevista a uma emissora afiliada da Rede Globo.

O rapaz estava “visivelmente drogado”, segundo o pastor, e pode ter agido dessa forma por ter sido impedido de entrar no templo sem camisa. “Ele iria entrar para fazer tumulto. A mãe dele, já falecida, frequentava a igreja. Ele é desviado. Pouco antes, tinha ido lá, mas o porteiro conversou com ele e evitou a sua entrada. Ele saiu, pegou uma faca no bosque e voltou”, comentou o pastor. “Agi mais por instinto de policial que de pastor. A intenção era conter o jovem”, acrescentou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA