Religião ou Política? Viagem do pastor Marco Feliciano a Boston levanta questionamentos

25

O deputado federal e pastor Marco Feliciano viajou recentemente à cidade norte-americana de Boston afirmando ter ido lutar “pelos direitos das centenas de brasileiros que estão presos aqui nos EUA por estarem ilegais”. Porém, a viagem tem levantado uma série de questionamentos.

A diretora executiva do Centro do Imigrante Brasileiro, Natalícia Tracy, afirma que, apesar de os imigrantes terem sido o assunto oficial da viagem do parlamentar, houve apenas uma reunião com ele sobre o tema, e que foi muito criticada por ter se reunido com Feliciano.

– Recebi muitas críticas por ter estado com ele. Foi para falar dos presos. A única coisa que ele disse foi para as pessoas lhe mandarem seus projetos – informou Tracy, que está nos EUA há 18 anos e mantém uma organização que luta contra a discriminação, oferece orientação jurídica e aulas de inglês aos imigrantes brasileiros.

Professora da Universidade de Massachussets, Natalícia, que é casada com um americano, afirma que o consulado não tem a capacidade de oferecer todo o apoio de que os brasileiros necessitam, mas ressalta houve uma melhora. Porém, ela afirma que as melhoras não estão relacionadas a Feliciano, e afirma que a visita feita por ele foi apenas “coisas da política”.


De acordo com Feliciano, sua viagem, que aconteceu no dia da polêmica votação da cassação do deputado Natan Donadon, foi realizada a convite de “líderes religiosos” e não com dinheiro público. Porém, ele que levaria um relatório sobre os imigrantes e que iria apresentá-lo à Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

Durante sua estadia nos Estados Unidos, Marco Feliciano realizou ainda uma preleção na Revival Church for The Nations e se apresentou na “Escola Bíblica de Obreiros”, fundada pelo pastor Ouriel de Jesus.

Por Dan Martins, para o Gospel+


25 COMENTÁRIOS

  1. Em 2005, feliciano, então um jovem pregador aparecendo na Assembléia, disse num evento chamado gideões que ” jamais se rebaixaria a ser um politico”…

    pois bem, hoje vemos que ele mentiu pois está envolvido na politica até o pescoço. Até já deu a entender que se algum partido além do dele oferecer a oportunidade de ele disputar a presidencia em 2014 ele aceitaria.

    O problema é que a palavra de Deus não chama uma pessoa para o ministério pastoral e ao mesmo tempo, chama para “ministérios dos reinos desse mundo” ( a politica dos homens ).

    O pastor deve conduzir e cuidar da igreja de Cristo, porém não é permitido pastores deixarem de lado seu chamamento de ministro de Deus para se envolver na política desse mundo… ou ele se dedica ao ministério pastoral ou se dedica a ser vereador, prefeito, deputado, governador etc…

    Na bíblia, nenhuma pessoa que exercia o ministério pastoral, seja pastor, apóstolo etc, tinha cargo político. O apóstolo Paulo é explícito sobre a seriedade com que o ministério pastoral deve ser exercido, com dedicação e exclusividade:

    “… faze o trabalho de um evangelista, cumpre CABALMENTE o teu ministério” (2Timóteo 4:5b)

    ” Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou.” (2Timóteo 2:4 )

    Curioso que esses “pastores” dizem que são seguidores de Cristo, mas o que o Senhor recusou quando o diabo lhe ofereceu ( reinos e riquezas desse mundo ) eles estão aceitando e ainda dizendo:

    “eu recebo em nome de Jesus”

    Claro né? O Senhor não quis, então eles recebem no lugar do Senhor…

    Agora, voltando no caso de feliciano… ele tá misturando o cargo politico com o cargo eclesiástico… se bem que ele atualmente é mais político do que pastor… Uma pessoa da denominação dele me relatou que feliciano não pastoreia mais a igreja como antes…

    feliciano era pastor, virou politico e tem diversas empresas em seu nome… Se gaba de ter lido a bíblia mais de 30 vezes, mas pelo jeito, essa passagem ele deve ter pulado:

    ” Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Mateus 6:24)

    por conhecer a palavra de Deus, nunca voto em “pastor” que diz ter sido chamado por Deus para a politica desse mundo, pois a própria bíblia desmente isso e eu não vou votar numa pessoa que quer usar o cargo na igreja para se dar bem nessa vida…

    por isso feliciano não me representa!

  2. Ele foi passear para o exterior né. O que ele quer mais sujeito reclamão. Muita gente nem tem grana pra fazer viagem necessaria enquanto esse folgado fica indo pro states.

    • Deveria estar qui no Brasil votando a questão do irmão dele o Donadon que roubou a comida, atendimento médico, escola , do povo…… Bancada que ele tanto defende ainda vota para que aquele safado ladrão fique despachando e recebendo salário mesmo preso…. “QUE DEUS NOS DÉFENDA’……

  3. ELE SIMPLESMENTE FUGIU NA HORA DE MOSTRAR SUA VERDADEIRA FACE;PREFERIU SE OMITIR NA VOTAÇÃO DO COMPANHEIRO PA$TOR DONADON. SÓ OS INCAUTOS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR ISTO. ÊTA POVINHO MASSA DE MANOBRA.

  4. O povo brasileiro realmente gosta de sofrer, quando se levanta um homem com seriedade e vontade de ajudar a melhorar o Brasil, uma parcela da população se levanta contra, sendo que esta parcela são ativistas dispostos a destruir a vida do Feliciano, Enfim um político e Pastor, compromissado, louvo a Deus pela vida dele.

DEIXE UMA RESPOSTA