Destaque

YouTube, Facebook, Twitter e Microsoft passarão a bloquear mensagens contra homossexualidade

Comments (3)
  1. clamando disse:

    vamos entrar na justiça e também pedir qualquer postagem anti-bíblica crentefóbica pastorfóbica igrefóbica, se não de outra sorte abandonar estes sites

  2. Ygor Guerreiro disse:

    Só faltou ela falar das postagens contra os cristãos, contra os deitas, contra os pentecostais, e o contrario tbm, ai sim seria justiça.

  3. Diego Lopes Valério disse:

    Se ao anunciar a palavra de Deus na qual está contida o repúdio a homossexualidade houver censura por parte destas empresas, será uma oportunidade para outras pessoas fundarem empresas sem estas restrições e disputar mercado com elas.
    Não acredito que Mark Zuckerberg e Bill Gates fariam uma bobagem destas mas se fizerem,terá quem saiba aproveitar.

  4. Sandro disse:

    Excelente iniciativa. Chega de tanto preconceito, discriminação e ódio contra a nossa comunidade homoafetiva. Vamos falar de coisas boas, de amor de uns pelos outros; vamos viver o ideal de Jesus.

    1. Emilio disse:

      Sandro, que bom que vc e favor de luta pelo preconceito.. e preconceito tmb nao aceitar que os outros penam diferente e querer cala-los a qualquer custo, nao achas?

  5. Estão apenas fazendo o que deveriam fazer por lei, pela ética e pelo bom senso. Qualquer empresa grande e séria jamais iria querer ver seu nome manchado para sempre ao divulgar mensagens racistas, machistas e homofóbicas. Qual é o louco que quer atrair a derrota e falência para sua empresa se envolvendo com práticas criminosas? Pelo contrário, elas têm responsabilidade social e procuram ao máximo combater a homofobia, inclusiva contratando funcionários Gays e Trans e apoiando diretamente iniciativas que diminuam o preconceito e a discriminação entre as pessoas. E não só só essas quatro. Já são milhares de multinacionais que fazem a mesma coisa, inclusive brasileiras. Parabéns pela atitude de todas elas em defender a liberdade e o amor.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *