Acusado de estelionato, pastor Marco Feliciano deverá ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal ainda este ano

17

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) deverá ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por estelionato ainda no primeiro semestre de 2014. O processo, movido por uma produtora de eventos do Rio Grande do Sul, corre na Justiça desde 2008.

O relator do processo, ministro Ricardo Lewandowski, ouviu os relatos do pastor num depoimento dado por ele em abril de 2013, e desde então, pede que o caso seja julgado pelo colegiado do STF, segundo informações do iG.

Em maio do ano passado, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu a absolvição do réu, afirmando que as investigações mostraram que o pastor era inocente das acusações: “Para a caracterização do crime de estelionato é necessário que o agente obtenha vantagem ilícita, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante meio fraudulento. […] Não se provou que o acusado pretendeu obter para si vantagem ilícita”, disse Gurgel à época.

Entenda o caso


Em 2008, o pastor havia recebido aproximadamente R$ 13 mil de adiantamento de uma produtora de eventos que o havia contratado para uma ministração em um culto, porém Feliciano não pôde comparecer por conflito de agenda.

Sentindo-se lesada, a produtora entrou com ação na Justiça pedindo ressarcimento dos valores e indenização por prejuízos em outras despesas referentes ao evento.

Em sua defesa, Feliciano alegou que o depósito dos valores fora realizado às vésperas da data agendada, o que causou desencontros, pois um evento substituto já havia sido agendado para a mesma data: “Dois dias antes de acontecer o evento em São Gabriel [RS], nos ligaram e disseram que haviam feito o depósito, só que já havia acontecido um descumprimento de agenda, um descumprimento comercial”, afirmou o pastor em depoimento ao STF em abril de 2013.

O pastor atribuiu os desencontros a um erro cometido por seus assessores à época: “Os eventos são agendados, eu tenho uma assessoria, naquela época era o senhor André Luiz de Oliveira [que também é réu no processo], que hoje também é pastor. Ele fazia a assessoria e os contatos. E, quando eu estava na cidade de Nova Friburgo [no dia 14 de março], foi que ele me disse que esse evento havia sido agendado, mas, por um descumprimento comercial, eu acabei não atendendo o evento. O evento, por causa dos muitos compromissos que eu tenho com televisão, com obra missionária, todos os eventos eram bem regradinhos, e as pessoas tinham dez dias anteriores ao evento para poder efetuar um depósito”, disse Feliciano, que alegou ter conversado a responsável pela produtora, Liane Pires Marques, para marcar uma nova data e ir ao evento, mas não houve acordo em relação às datas.

Em seu depoimento, o pastor ainda ressaltou que se dispôs a ressarcir os valores depositados em sua conta: “Quando eu fiquei sabendo do fato, que havia tido uma oportunidade de suprir, de acabar com o problema e os meus advogados não fizeram nada, imediatamente eu troquei os advogados, peguei um avião, fui até a cidade de São Gabriel, procurei os advogados da pessoa. Para minha felicidade descobri que eram evangélicos também, eram irmãos, e falei: ‘Eu quero aqui pagar o que eu devo, quero devolver, e quero devolver com juros e correção para que não fique nenhum tipo de celeuma’”, defendeu-se o pastor.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


17 COMENTÁRIOS

    • Quando eu disse aqui a mais de 1 anos que esses pastores cobram para pregar a maioria me criticou e disseram que eu estava mentindo.

      mas é isso ai. esses caras que sempre aparecem como preletores de congressos, estão sempre cobrando um alto presso por suas pregações.
      assim e na IBN, Assim também é na AD, assim na I Quadrangular etc.

  1. Bom eu sou um Assembleiano de missoes, e tambem sou mil por cento contra estes disparates, conhço muitos e muitos pregadores verdadeiros canelas de fogo, que vão de igrejas em igrejas nestes rincões bravios do brasil, o que eles ganhão e das ofertas que os menbros de cada congregações as quais eles ali estão, e as veses com a venda de cds de hinos e de orações este e o seus ganha pão, e são sim verdadeiros atalaias da Santa Palavra de Deus, muito diferente destes famigerados e esganados por dinheiro nada mais que dinheiro, ha e tenho dito

  2. Esses caras se intitulam ” homens de Deus”, mas cobram pra pregar… ao contrário faziam os verdadeiros homens de Deus na bíblia:

    “Despojei outras igrejas, recebendo salário, para vos poder servir,” (2 Coríntios 11:8)

    Mas é assim mesmo… o simples fato da pessoa deixar o ministério pastoral e partir pra politica já demonstra que pregar o evangelho e ganhar almas para Cristo não é o objetivo dos tais…

    • O pastor, ou pregador do evangelho receber, por fazer a obra não tem nada de errado nisso.
      O problema e o abuso por isso paulo instruiu Timóteo.
      O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos.
      . Considera o que digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.
      e ainda diz:
      “Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino”.

      MAS O DEMONIO STARDUST QUER QUE OS PASTORES VIAM NA MISERIA COMO ELA.

        • Enquanto isso, o stardust pede cesta básica.

          e qual o problema do pastor que trabalhou mais, se deu mais, jejuou mais pelas pessoas, abençoou as pessoas e tem sacrificado por elas.
          QUAL O PROBLEMA DA IGREJA DAR PASSAGEM PARA ELE IR A ISRAEL?

          QUER DIZER QUE QUE TRABALHA EXAUSTIVAMENTE PARA O DIABO,
          PODE ganhar passagem para o inferno, e os pastores que trabalham exaustivamente pelo povo não PODEM GANHAR UMA PASSAGEM PARA ISRAEL?

          O SEU CHEFE SATANÁS TE PRESENTEIA PELO SEU TRABALHO.
          E DEUS não pode presentear um servo dele?

          TAL É O PAI PAL É O FILHO. Vc é injusto igual satanas seu pai.

          • QUER DIZER QUE , VOCÊ QUE TRABALHA EXAUSTIVAMENTE PARA O DIABO, PODE ganhar passagem para o inferno, e os pastores que trabalham exaustivamente pelo povo não PODEM GANHAR UMA PASSAGEM PARA ISRAEL?

          • eles ganham passaem para israel, mas não ganham para o céu.

            torno a lembrar… só ganha a passagem os 7 PASTORES QUE MAIS ARRECADAM DINHEIRO… nada a ver com os 7 que mais ganham almas…

            isso é evangelho?

          • Mas ele não é medido por quantas pessoas abençoou, quantas almas ganhou, etc… ele é medido pelo tanto de dinheiro que arrecadou… um claro indicio que o dinheiro é mais importante.

            E os 7 que mais arrecadam dinheiro ganham viagem para israel… não são os 7 que mais abençoaram, que mais almas ganharam…

            isso é evangelho?

DEIXE UMA RESPOSTA