Ativista LGBT se queixa de oposição à ideologia de gênero: “Conservadores saíram do armário”

0

A agenda da militância LGBT vem sofrendo forte oposição Brasil afora, com grande envolvimento de cristãos católicos e evangélicos, e essa postura contrária dos conservadores irritou o presidente da Aliança Nacional LGBTI, Toni Reis.

Conhecido por sua militância em busca de privilégios para homossexuais – como à época da discussão sobre o sepultado PL 122 – Reis protestou contra a oposição que sua tentativa de impor uma visão de mundo parcial vem recebendo.

“Há um setor da sociedade que saiu do armário: os conservadores […] com o aval de muitos legisladores que querem proibir a discussão de gênero nas escolas com argumentos que beiram a ignorância. Dizem que vamos ensinar as pessoas a serem gays. Não queremos ensinar ninguém a ser gay, queremos cidadãos que respeitem a diversidade”, disse Reis em entrevista ao jornal O Globo.

+ RELEMBRE: pastor Silas Malafaia prometeu “funicar” o ativista gay Toni Reis

Tony Reis considera o cenário atual como “preocupante” e diz que o movimento em defesa da ideologia de gênero está perdendo força: “Uma pesquisa mostrou que 70% dos professores não sabem como lidar com essa questão, então eles silenciam os alunos sobre ela. Falta também material didático-pedagógico”, queixou-se.


No entanto, o ativista LGBT promete reagir às manifestações conservadoras dos cristãos: “Temos que lutar com todas as forças e processar o Estado. Há um setor da sociedade que não quer igualdade entre as pessoas […] Precisamos dialogar. Precisamos de posições mais flexíveis para chegar a um denominador comum”, afirmou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA