Discussão leva homem a matar o próprio sobrinho durante culto da Igreja Quadrangular

11

Uma discussão em família que começou por uma disputa de espaço terminou, dentro de uma igreja, com a morte de um dos envolvidos.

O caso, registrado na cidade de Ferraz de Vasconcelos, na Região Metropolitana de São Paulo, interditou o templo da Igreja do Evangelho Quadrangular no Jardim Dayse.

De acordo com informações da rádio Band News FM, Leonildo Ferreira da Silva, 30 anos, foi assassinado pelo tio, Adilson Vieira dos Santos, 40 anos, durante um culto na última quinta-feira, 17 de dezembro.

A briga entre os dois começou por uma disputa de espaço no quintal do terreno onde ambos viviam. Durante o desentendimento, Adilson resolveu matar o sobrinho a golpes de faca.


Temendo pela vida, Leonildo fugiu, e foi parar dentro do templo da Quadrangular do bairro. Adilson, no entanto, não se intimidou com o culto que estava em andamento e, na presença dos fiéis, tirou a vida do próprio sobrinho.

Durante os instantes em que Adilson esfaqueava Leonildo, os fiéis se alvoroçaram, temerosos, e acionaram a Polícia, que atendeu a ocorrência rapidamente e prendeu o homem de 40 anos em flagrante delito.

Adilson foi levado à delegacia pelos policiais que atenderam a ocorrência, e lá, um levantamento feito de sua ficha criminal revelou que em 1992 ele já havia sido preso pelo assassinato de seu cunhado, pai de Leonildo.

Não foram reveladas maiores informações sobre quanto tempo o templo da Igreja Quadrangular precisou ficar interditado para a conclusão dos trabalhos dos peritos forenses, nem se os fiéis que testemunharam o assassinato foram listados para prestar depoimento sobre o crime.


11 COMENTÁRIOS

  1. A igreja em nada tem haver com o acontecido,poderia ser com qualquer que fugindo encontrou uma porta aberta,e entrou,foi se proteger,como tem acontecido assaltante em fuga,outros entram entra para roubar e mata fieis,este é um assunto tendencioso.

    • Pastor Antonio Henrique, isso aconteceu na seita do Evangelho Quadrangular, mas se tivesse acontecido em uma Igreja Católica você e muitos protestantes teriam destilado todo o veneno contra os católicos.

      • Emanuelle,a dissimulada,independente do local,do local ,da religião seita ou qualquer coisa que seja,não podemos associar uma coisa a outra,porque é injusto da parte de quem quer que seja,culpar o local.

          • Emanuelle,a dissimulada, você pode ser mais clara com relação a sua citação;

            Emanuelle disse: 23 de dezembro de 2015 ás 1:14 pm
            Pastor Antônio! Filho da serpente! Então por que você associa?

            A critica ao erro tem que ser independente de quem errou,um peso uma medida,não pode ser dois pesos e duas medidas,você não vê eu apoiar erro de pastor nenhum,com relação o fato,digo que poderia ter acontecido em qualquer lugar,leia o que escrevi direcionado a Janete,e mim corrija se eu estiver errado.Até lá então.

        • Antonio Henrique.

          A pertubada Emanulle esta no mesmo caminho de Jezabel, mulher de acabe, Jezabel era o próprio demônio, vivia na idolatria servindo a satanás , foi comida pelos cachorros .

          Essa Emanuelle ainda consegue ser pior do que Jezabel, Jezabel mesmo servindo aos demônios ainda se casou com um homem, casou-se com Acabe.

          Já essa Emanuelle, além de servir a satanás é lésbica…

          por ai vc pode ver, quem é filho da serpente como ela mesmo diz..

      • Acho que a única pessoa que esta fazendo isso no momento é você, Emanuelle.

        A igreja (que não é uma SEITA), estava de portas abertas e uma pessoa com medo, correu até lá para tentar fugir e ponto.

      • Janete,de uma coisa tenho certeza, pastor não procura outro pastor para matar.
        Porque dizer que é pastor qualquer pode dizer,todos os dias saem reportagens,falando de pessoas,que fazem o uso indevido, se intitulam pastores.Como você pode mim responder o fato do padre gastar R$ 3.500.000,00,com o namorado,isto inclui vários erros,sendo padre ele não poderia ser gay,como ele pratica o que DEUS abomina,qual o ensinamento dele! qual é o seu testemunho!,roubar o dinheiro da igreja para gasto com orgia!, agora eu posso dizer que todos os padres,fazem a mesma coisa! eu posso generalizar! se eu fizer estou sendo justo,ou caluniador!. Quando for fazer as suas criticas faça,mas no sentido de esclarecimento,de ensino,caso contrário continuara sendo vista como sempre,caluniadora e sem conteúdo,que em nada contribui para o conhecimento e aprendizado das pessoas.

        • Senhor Antonio Henrique

          Levíticos capítulo 25 versículo 44
          44 – E quanto a teu escravo ou a tua escrava que tiveres, serão das nações que estão ao redor de vós; deles COMPRAREIS escravos e escravas.
          45 – Também os comprareis dos filhos dos forasteiros que peregrinam entre vós, deles e de suas famílias que estiverem convosco, que tiverem gerado na vossa terra; e vos serão por possessão.

          senhor Antonio Henrique
          os cristãos branquinhos de olho azul, foram ROUBAR escravos na África, mas o seu Sábio deus mandou COMPRAR, esses cristãos deveriam morrer?? já que trapacearam seu deus??

          • Andreotty,

            Explique os versículos anteriores e posteriores que abaixo transcrevi.

            Ora, meu caro, Deus ensinando o povo a não trazer em jugo pesado os escravos, bem assim estabelecendo um prazo do fim da escravidão, aí vem você falando o inverso?

            Meu caro, Deus é didático. Ele sabia que estava enraizado no meio das nações a instituição da escravidão, sendo que essa se dava dos mais diversos modelos, seja por questão financeira, guerras,,,, mas pra evitar uma quebra imediata, eis que determinou algumas medidas, como o jubileu, que seria o tempo pra pôr fim a escravidão. Preocupado pra evitar a ruptura, eis que determinou ser afável com os escravos, que não escravizasse os parentes e nem os compatriotas.

            Você inverteu foi tudo, meu caro, isso significa aumentar um til à palavra de Deus, sendo importante pedir perdão a Deus pela sua falta de lisura com o que escrito está.

            5 O que nascer de si mesmo da tua sega, não colherás, e as uvas da tua separação não vindimarás; ano de descanso será para a terra.
            6 Mas os frutos do sábado da terra vos serão por alimento, a ti, e ao teu servo, e à tua serva, e ao teu diarista, e ao estrangeiro que peregrina contigo;
            7 E ao teu gado, e aos teus animais, que estão na tua terra, todo o seu produto será por mantimento.
            8 Também contarás sete semanas de anos, sete vezes sete anos; de maneira que os dias das sete semanas de anos te serão quarenta e nove anos.
            9 Então no mês sétimo, aos dez do mês, farás passar a trombeta do jubileu; no dia da expiação fareis passar a trombeta por toda a vossa terra,
            10 E santificareis o ano qüinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família.
            13 Neste ano do jubileu tornareis cada um à sua possessão.

            25 Quando teu irmão empobrecer e vender alguma parte da sua possessão, então virá o seu resgatador, seu parente, e resgatará o que vendeu seu irmão.
            26 E se alguém não tiver resgatador, porém conseguir o suficiente para o seu resgate,
            27 Então contará os anos desde a sua venda, e o que ficar restituirá ao homem a quem a vendeu, e tornará à sua possessão.
            28 Mas se não conseguir o suficiente para restituir-lha, então a que foi vendida ficará na mão do comprador até ao ano do jubileu; porém no ano do jubileu sairá, e ele tornará à sua possessão.

            35 E, quando teu irmão empobrecer, e as suas forças decaírem, então sustentá-lo-ás, como estrangeiro e peregrino viverá contigo.
            36 Não tomarás dele juros, nem ganho; mas do teu Deus terás temor, para que teu irmão viva contigo.
            37 Não lhe darás teu dinheiro com usura, nem darás do teu alimento por interesse.
            38 Eu sou o SENHOR vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para ser vosso Deus.
            39 Quando também teu irmão empobrecer, estando ele contigo, e vender-se a ti, não o farás servir como escravo.
            40 Como diarista, como peregrino estará contigo; até ao ano do jubileu te servirá;
            41 Então sairá do teu serviço, ele e seus filhos com ele, e tornará à sua família e à possessão de seus pais.
            42 Porque são meus servos, que tirei da terra do Egito; não serão vendidos como se vendem os escravos.
            43 Não te assenhorearás dele com rigor, mas do teu Deus terás temor.
            44 E quanto a teu escravo ou a tua escrava que tiveres, serão das nações que estão ao redor de vós; deles comprareis escravos e escravas.
            45 Também os comprareis dos filhos dos forasteiros que peregrinam entre vós, deles e das suas famílias que estiverem convosco, que tiverem gerado na vossa terra; e vos serão por possessão.
            46 E possuí-los-eis por herança para vossos filhos depois de vós, para herdarem a possessão; perpetuamente os fareis servir; mas sobre vossos irmãos, os filhos de Israel, não vos assenhoreareis com rigor, uns sobre os outros.
            47 E se o estrangeiro ou peregrino que está contigo alcançar riqueza, e teu irmão, que está com ele, empobrecer, e vender-se ao estrangeiro ou peregrino que está contigo, ou a alguém da família do estrangeiro,
            48 Depois que se houver vendido, haverá resgate para ele; um de seus irmãos o poderá resgatar;
            49 Ou seu tio, ou o filho de seu tio o poderá resgatar; ou um dos seus parentes, da sua família, o poderá resgatar; ou, se alcançar riqueza, se resgatará a si mesmo.
            50 E acertará com aquele que o comprou, desde o ano que se vendeu a ele até ao ano do jubileu, e o preço da sua venda será conforme o número dos anos; conforme os dias de um diarista estará com ele.
            51 Se ainda faltarem muitos anos, conforme a eles restituirá, para seu resgate, parte do dinheiro pelo qual foi vendido,
            52 E se ainda restarem poucos anos até ao ano do jubileu, então fará contas com ele; segundo os seus anos restituirá o seu resgate.
            53 Como diarista, de ano em ano, estará com ele; não se assenhoreará sobre ele com rigor diante dos teus olhos.
            54 E, se desta sorte não se resgatar, sairá no ano do jubileu, ele e seus filhos com ele.
            55 Porque os filhos de Israel me são servos; meus servos são eles, que tirei da terra do Egito. Eu sou o SENHOR vosso Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA