Autor diz que “conservadorismo” não vai impedi-lo de mostrar sexo e drogas em nova novela da Globo

12

A nova novela da Globo, Verdades Secretas, será veiculada na faixa das 23h00 e abusará de cenas com drogas, prostituição, festas, noitadas, traição, sexo, glamour, poder e jogo de interesse. E o autor promete ignorar as reclamações do público considerado “conservador”.

A perspectiva de Walcyr Carrasco, que é o autor da novela Amor à Vida (primeira a mostrar um beijo gay na televisão brasileira), é a de alguém que, por já ter trabalhado no mundo da moda, conhece os bastidores e afirma que sua novela vai retratar exatamente o que acontece.

“Por estar ligado à imprensa, eu usei a minha curiosidade jornalística para pesquisar a realidade que existe por trás das passarelas. O consumismo chegou a um nível em que a pessoa é capaz de fazer qualquer coisa por uma bolsa”, disse o autor em entrevista à revista Veja.

O ator Reynaldo Gianecchini, escalado para viver um personagem considerado “amoral”, vai dar vida a um homem acostumado com o luxo bancado pela família, e que, à beira da falência, vai fazer de tudo para manter o seu padrão de vida, e assim, inicia um relacionamento com Fanny, mulher mais velha interpretada por Marieta Severo.


“Quando o Walcyr me chamou, ele só me deu um recado: ‘se prepara que o seu personagem é capaz de tudo para conseguir o que quer. Então, ele vai se vender muito ao longo da trama’. E eu tenho medo de como essa patrulha exacerbada do público vai reagir. Mas, apesar dessa censura conservadora que estamos vendo, acho que a gente deve contar sim algumas coisas, nem que seja para criar um ponto crítico. É muito chato quando as pessoas se acham no direito de podar um trabalho”, reclama o ator.

Para Carrasco, o país atravessa uma onda de conservadorismo, mas adianta que não vai se deixar influenciar por isso: “Quando escrevi a novela, eu queria contar essa trajetória que faz parte da nossa realidade, de pessoas que abrem mão da dignidade, dos valores humanos, por algo que é rápido e passageiro. Eu não me preocupo com a reação do espectador, isso não vai me impedir de falar a verdade, mesmo que incomode”, diz.

12 COMENTÁRIOS

  1. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti … porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.

    • Verdade Mauro.
      Esse versículo cabe muito bem aos “evangélicos” que adoram ligar nesse canal, ou em qualquer outro canal que não trás edificação. São pessoas de vida espiritual morna, que não definição se é quente e nem frio. Se é de Deus ou se é do mundo. Coxeando em dois pensamentos e atitudes.

  2. Babilônia. foi a pior audiência da Globo. Imagina se o nome fosse “Sodoma e Gomorra”.
    que caia essa audiência e os pontos dessa sujeirada

  3. Por mim podem passar ate ate o capeta xupando manga com x, tó nem ai, em minha simples residencia esta palavra novela esta fora do dicionario, não assisto de forma alguma nenhum tipo de novela, e ainda acho uns otarios aqueles que assistem, há e tenho dito

  4. “Posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo.” (frase de autoria incerta, erroneamente atribuída a Voltaire, e reivindicada por Evelyn Hall)

  5. O autor tem todo direito de escrever o que quiser na novela e os cristãos (engloba todos que seguem Jesus Cristo) tem todo direito de não assistir esse tipo de programação . Aliás, já faz muito tempo que a programação da globo não salva praticamente nada de saudável.

    Tá nora dos chamados “evangélicos” e católicos desligarem essa TV, porque o alimento dela é a audiência.

    Simples assim…..

    • Cada um exerça o controle sobre sua própria TV. Eu mesmo, para não ter de visualizar, ainda que por segundos apenas, patifes vendilhões do Evangelho em suas pantomimas, em seus estelionátos espirituais, fui obrigado a assinar um pacote de TV a cabo.

  6. Todo aparelho de TV tem o botão desligar e o de trocar de canal.As novelas retratam a sociedade e tem classificação indicativa de idade, assiste quem quer.

    • Esse povo é tão obtuso, Frank, que se pudessem censariam a própria arte. Não duvido que, em governo teocrático evangélico, eles não destruiriam obras de arte e peças de museus que exibem achados arqueológicos dos homens das cavernas.

  7. Só digo uma coisa: não precisa ser evangélico, frequentador de igreja ou não, pois já se foi o tempo em que a televisão tinha algo de bom. Um dos poucos canais que prestam é a TV Cultura e olhe lá.

DEIXE UMA RESPOSTA