Malafaia diz que assinaria manifesto contra Cunha se documento incluísse impeachment de Dilma

10

O pastor Silas Malafaia criticou a iniciativa de um grupo de líderes evangélicos que publicou um manifesto pela saída de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara dos Deputados por causa das acusações de corrupção que pesam contra ele.

Em entrevista ao jornal O Globo, Malafaia considerou que o gesto é oriundo de um grupo de “esquerdopatas gospel”, que representariam o pensamento de menos de 1% da comunidade evangélica, pois seriam aliados do Partido dos Trabalhadores (PT).

“Se ele [Eduardo Cunha] está devendo, ele que pague. Agora, vou assinar manifesto porque meia dúzia de esquerdopatas gospel quer fazer graça? Eu não”, afirmou o pastor.

Contextualizando seu argumento, Malafaia disse que assinaria um manifesto pela saída de Cunha, desde que o documento também pedisse a saída do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), igualmente investigado na Lava-Jato, e da presidente Dilma Rousseff (PT), responsabilizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal.


“Se aqueles, em nome do Evangelho, querem a Justiça, por que não incluem Dilma e Renan que também foram citados na Lava-Jato?”, questionou Malafaia.

O manifesto, assinado por representantes de igrejas protestantes históricas (Anglicana, Luterana, Presbiteriana e Metodista, entre outras), vem ganhando adesão de algumas igrejas neopentecostais, como por exemplo a Igreja Universal do Reino de Deus, que tem bispos e pastores com mandatos na base de apoio da presidente Dilma Rousseff.

A reportagem do jornal entrevistou também um dos fiéis da Assembleia de Deus Madureira, da qual Cunha é membro. Sem querer se identificar, o frequentador adotou postura semelhante à de Malafaia: “Enquanto não tiver prova, não posso falar se fez ou não. Se ele roubou e for provado, vai pagar. Mas não cabe a mim dizer se ele é culpado ou não”.


10 COMENTÁRIOS

  1. EM SUMA, ELE ESTÁ CORRETO , SE EXISTE MEDIDA E PESO PARA UM, QUE SEJA IGUAL PARA O OUTRO, O PAU QUE BATE EM CHICO DEVE BATER EM FRANCISCO.
    SENDO OS DOIS CULPADOS PERDA DE SEUS MANDATOS E CADEIA NELES, SEJA QUEM FOR QUE ROUBAR E OPRIMIR O POVO DEVE ESTAR NA CADEIA

  2. O malafaia consegue ser manipulador mesmo estando com as verdades escritas e faladas em sua frente, como pode ser intolerante, agressivo e criador de espetaculo para certas situaçoes e quando lhe interessa é muito tolerante, embora ambos os casos tratam de desvios e roubos e outros; pergunto: nao é bastante estranho?
    nao ha como evitar estes tipos de comentarios, sao amostras e resposta de suas atitudes ao longo de seus momentos irados e rancorosos. e agora! pensemos a respeito.

  3. Parafraseando o próprio Malafaia “contra fatos, não há argumentos”. As contas de Cunha na Suíça e seus gastos falam por si só. Malafaia se tornou uma decepção gospel.

  4. Cunha já tem provas fartas e até assinaturas dele e da mulher que se trata de um “ladrão”, já Dilma?? Moro não achou um sequer crime, todos seus bens são declarados à RF, não tem contas na Suiça, ou seja não existe crime contar ela, chorem fundamentalistas hipócritas, contra o seu deus Cunha sim existe crime já comprovado.

  5. Cu nha já tem provas fartas e até assinaturas dele e da mulher que se trata de um “l a d r ã o”, já Dilma?? Moro não achou um sequer crime, todos seus bens são declarados à RF, não tem contas na Suiça, ou seja não existe crime contar ela, chorem fundamentalistas hipócritas, contra o seu deus Cunha sim existe crime já comprovado.

  6. O QUE ESTE EMBUSTEIRO PRECISA COMPREENDER É QUE CONTRA O PROTEGIDO DELE EXISTEM PROVAS DOCUMENTAIS. OS DEMAIS FORAM SÓ CITADOS. ÊTA SUJEITO BURRO E MAL INTENCIONADO.

  7. “A revolução silenciosa entre os evangélicos contra os Malafaias e os Felicianos.

    Por Carlos Fernandes

    Uma revolução silenciosa está acontecendo neste exato momento. Não importa a forma como se apresentam os opressores ou os adornos com que se tentem enfeitar as correntes da opressão. Mais cedo ou mais tarde a razão há de prevalecer e alguma justiça invariavelmente se fará presente.

    A utilização da fé de pessoas honestas e bem intencionadas por parte de inescrupulosos cujo único intuito é o de se locupletarem tanto no poder político, quanto na acumulação financeira, é algo tão detestável e desprezível quanto a própria escravidão.

    Não é preciso lembrar que o regime escravocrata brasileiro, que ilustres membros da grande mídia nacional tentam vergonhosamente levar a crer que nada tem relação com os elevados níveis de racismo observados no Brasil, era perfeitamente legal e normalmente aceito pela sociedade da época como um direito universal.

    Assim também o é com mercadores da fé que movimentam milhões de reais em todo o mundo sob o cínico argumento de que todo o montante arrecadado serve exclusivamente para o “fortalecimento da obra de Deus”. Nada vai mais contra os ensinamentos de Jesus.

    O fato é que o escárnio, o desprezo e a desfaçatez com que certos “líderes” religiosos estão tratando a sua própria religião, chegou a um nível tão absurdo que os próprios fiéis já não os enxergam mais como representantes daquilo que eles realmente acreditam e defendem.

    Simplesmente não existem mais qualquer motivos que se queiram honestos para que pessoas honradas e decentes sigam as vontades mesquinhas de gente como o Pastor Malafaia, Marcos Feliciano e Eduardo Cunha, que vêem na política e na riqueza, e não na fé, as suas verdadeiras salvações.

    Assim deve ser e assim está sendo. Representantes e integrantes de movimentos religiosos protocolaram junto à Mesa Diretora da Câmara dos D e p u t a d o s, um manifesto em que pedem a saída imediata do Presidente da Casa, Eduardo Cunha. Malafaia, que consegue ver em Cunha um exemplo de honestidade e correção, saiu em defesa de seu pupilo com a sua já peculiar falta de educação e de respeito.

    Declarou num post no Twitter, que as pessoas que assinaram o manifesto pertencem ao que ele chama de “Petralhada gospel” e que simplesmente não passam de uma “cambada de hipócritas a serviço do PT”. O que Malafaia não entende é que essas pessoas pertencem a um tipo de igreja que não admite por parte de seus integrantes a prática de crimes e o enriquecimento ilícito fazendo uso inclusive da própria igreja.

    Marcos Feliciano, que completa a tríade fundamentalista, está no momento muito ocupado tentando desqualificar o ENEM e uma das maiores pensadoras da era moderna, Simone de Beauvoir. Na sua página no Facebook, o “iluminado” provavelmente criou uma das teses mais estapafúrdias da história para tentar justificar o pensamento feminista e libertador que norteou toda a obra de Beauvoir. Segundo o parlamentar, Simone de Beauvoir só agia daquela forma porque queria ser homem e assim agradar o seu pai.

    Com esses três “religiosos”, só Deus na causa mesmo.”

    Fonte: site diariodocentrodomundo

  8. n sei pq tanto mimi …pq n se unem em favor do povo em um modo geral o cristão pode mostrar seu ponto de vista seus ideais mas sem atacar mas sim conversar …cansa da fadiga ver essa novela politica….pensa tanto em tirar em assinar em prejudicar o governo …gasta o tempo criando ideias melhorias use a sua influência para isso o governo vire e mexe procura os lideres de igreja fica dica ma prefiro mil vezes o pt do o psdb dizem q o pt mesmo sendo da igreja!!! 1000 x pt

DEIXE UMA RESPOSTA