Nívea Soares e Missão Portas Abertas lançam campanha de ajuda aos cristãos perseguidos no Egito

5

A Missão Portas Abertas e a cantora Nívea Soares lançaram uma campanha de mobilização dos cristãos brasileiros para ajudarem os fiéis do Egito, que tem sofrido perseguições de extremistas muçulmanos desde a queda do presidente Mohammed Morsi.

“Ser membro do Corpo de Cristo é participar da alegria e do sofrimento de nossa família na fé. Por isso, ao tomarmos conhecimento da difícil realidade vivida por nossos irmãos no Egito, mesmo vivendo distante de nós, conseguimos sentir a sua dor e aprender com sua perseverança”, introduz o texto da campanha.

Segundo a Portas Abertas, a situação no país só tem piorado: “O que já era difícil, piorou consideravelmente. Uma série de ataques extremistas destruiu igrejas, propriedades e casas de cristãos. A perseguição religiosa que os cristãos egípcios enfrentam há anos e, hoje, com mais intensidade, unicamente por seguirem a Jesus Cristo, nos faz querer apoiá-los para que suportem tudo em amor”.

A Portas Abertas pede que, os interessados em contribuir façam doações em valores que variam entre R$ 15,00 e R$ 50,00, a fim de financiar o socorro aos cristãos perseguidos no país, e ajudá-los a retomar suas vidas. “Sua doação irá beneficiar cristãos egípcios que precisam reabrir seus negócios, auxiliará aqueles em situação de emergência financeira, além de apoiar espiritualmente a Igreja como um todo. Ore, doe e engaje-se nessa causa”, convoca a Missão.


Assista o vídeo da campanha com Nívea Soares:

Assine o Canal

Síria

Recentemente, a cantora já havia alertado sobre a necessidade de levar o Evangelho aos países de maioria muçulmana. Em sua página no Facebook, Nívea lamentou a situação da Síria, que vive em guerra civil e também protagoniza cenas de perseguição a cristãos.

“Um homem sírio no meio dos escombros da guerra disse no noticiário: ‘O mundo ocidental não vem nos ajudar porque somos muçulmanos’. Chorei!”, escreveu a cantora, antes de tecer uma dura crítica à postura adotada pelos cristãos em geral: “A igreja brasileira nutriu tanto o medo da perseguição, que para muitos de nós tornou-se mais cômodo nos isolarmos dentro do nosso ‘mundinho gospel’ e esquecermos das nações que tem passado por muito mais tribulações que nós. Que nosso coração se quebre novamente pelas nações dentro e fora do Brasil. Eles precisam conhecer Jesus! Só existe paz real em Jesus!”, afirmou Nívea Soares.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


5 COMENTÁRIOS

  1. SÓMENTE CORAÇÕES DE VIDAS TRANSFORMADAS É QUE SABEM DE QUANTO SE PRECISA DE DÍZIMOS E OFERTAS DE PESSOAS FIÉIS, SEM ELAS MILHARES MORRERIAM SEM AJUDA ALGUIMA, DEUS ABENÇÕE OS FIÉIS

  2. Já está na hora de sairmos do comodismo para ajudar aos irmãos necessitados. Que tipo de cristãos estamos sendo? Deus vai cobrar de cada um de nós!
    Há uma conta em algum banco para que possamos depositar as ofertas? Se sim, anunciem.
    Graça e paz!

  3. Isso e verdade
    hj muitos so vao mais pra receber as bencaos esquecem do proximo esquece de fazer a vontade de deus
    os dizimos que pastores disprovido da palavra de deus e neste caso pra se usado para ajudar estas pessoas com comida e remedio nao so as daqui do brasil mas pelo mundo a fora
    sabe porque tem muita fome e guerra neste mundo pq muitos distorcem a palavra do senhor
    o dizimo mesmo nao e dinheiro o dizimo sempre foi coisas abencoada pelo senhor como arroz.feijao.etc devemos pegar o dinheiro e transformar em ajuda aos necessitados e nao para nossos deleites. este e o verdadeiro dizimo dividir com quem nao tem o que comer e vestir isso ea obra do senhor caridade .juizo verdadeiro
    nao estou dizendo que nao devemos contribuir na igreja sim devemos oferta com alegria para manter a casa do senhor para ajuda do aluguel luz e agua

DEIXE UMA RESPOSTA