Pastor é assassinado com um tiro dentro de ônibus enquanto evangelizava passageiros

32

A pregação evangelística no transporte coletivo é muito comum nas grandes metrópoles brasileiras, com a distribuição de folhetos, leitura da Bíblia Sagrada ou até louvores. No entanto, essa liberdade religiosa não é a mesma em outros países da América Latina.

Em El Salvador, um pastor que pregou em um ônibus foi assassinado por um passageiro na terça-feira, 05 de abril, à tarde.

O jornal local El Diario de Hoy informou que, de acordo com testemunhas, o pastor identificado como Carlos Carrio, 48 anos, estava evangelizando os demais passageiros do ônibus coletivo quando um dos passageiros gritou para ele calar a boca e atirou nele. O pastor caiu sem vida e o assassino fugiu do local.

A família e os amigos foram informados da execução resultante da intolerância religiosa e foram ao local onde estava o corpo do pastor. Há informações de que ele trabalhava como vendedor ambulante, oferecendo medicamentos aos passageiros.


As autoridades estão investigando o crime para descobrir a identidade do suspeito de assassinato, mas até o momento, não existem maiores informações.

“Preparem-se”

O evangelista Billy Graham, 97 anos, publicou um artigo em novembro do ano passado falando sobre a perseguição religiosa e sua certeza de que essa situação só aumentará de intensidade e frequência de agora em diante.

O texto do mais conhecido evangelista do século passado chama a atenção para a real possibilidade de que os cristãos norte-americanos passem a enfrentar uma perseguição como nunca viveram antes.

“Nós não sabemos o que é sacrifício. Nós não sabemos o que é sofrimento. A perseguição deve atingir a Igreja na América, como aconteceu em outros países”, alertou.

Em tom de lamento, Billy Graham acredita que nos próximos anos, os Estados Unidos podem viver uma apostasia sem precedentes: “Uma vez que temos experimentado pouca perseguição religiosa neste país, é provável que, sob pressão, muitos negariam Cristo. Aqueles que gritam mais alto sobre a sua fé podem render-se mais rápido”, pontuou.

Graham incentivou os cristãos a aprofundarem seu relacionamento com Deus, caminhar com Ele, ler regularmente as Escrituras Sagradas, orar sempre e meditar sobre Cristo: “Hoje nossa nação se classifica como o maior poder sobre a face da Terra. Mas, se colocarmos a nossa confiança no poder das armas em vez do Deus Todo-Poderoso, o conflito que está por vir pode se voltar contra nós”. Ele exortou os Estados Unidos a se voltarem a Deus: “A história e a Bíblia indicam que a tecnologia e bens materiais não são suficientes em tempos de grande crise”, concluiu.


32 COMENTÁRIOS

  1. como pode o site impede comentários sempre com palavras chaves, sobre política e alguns participantes, para que estes não sejam envergonhados pelo ativismo que fazem

  2. Roque Oliveira

    E A TENTATIVA DESSA MALDITA TEORIA TRANSGENERA SER ENSINADA À FORÇA ATRAVÉS DO MEC PRA CRIANÇAS NAS REDES PÚBLICAS?

    CÍNICO SEM ESPELHO, SE EU FOSSE TU NEM ESSA CARA DE BICHO PAPÃO BOTAVA NO FACE…Ô VIADO FEIO MEU DEUS!!

DEIXE UMA RESPOSTA