Pastor que quebrou imagens de umbanda é denunciado por intolerância religiosa pelo MP

49

O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba denunciou um pastor evangélico pelo crime de intolerância religiosa. O acusado quebrou imagens de representações de entidades das religiões afro-brasileiras em 2012, e divulgou as imagens na falecida rede social Orkut.

A denúncia do MPF foi formalizada na última sexta-feira, 08 de maio. Segundo o procurador regional dos Direitos do Cidadão, José Godoy Bezerra de Souza, os objetos estavam em um terreiro de umbanda, e o pastor admitiu que quebrou uma escultura para “acomodá-la melhor” no compartimento de carga de um carro.

Segundo o G1, o pastor teria dito que as fotos feitas por ele tinham como objetivo apenas mostrar o destino das esculturas para os membros de sua igreja, mas que as imagens vazaram na rede social e o fato ganhou repercussão.

Para o MPF, a atitude do pastor foi uma profanação das imagens de religião diferente da professada pelo acusado: “Ele praticou atos discriminatórios, proferindo insultos às entidades sagradas da religião profanada”, argumentou o procurador Souza.


Na denúncia, Souza diz que o pastor praticou e incitou a discriminação religiosa aos adeptos das religiões afro-brasileiras, destacando que em uma das imagens, ele aparece com um machado, fazendo pose “com uma mão levantada, insinuando que quebraria aquela imagem”.

O Ministério Público Federal entendeu que há provas suficientes da quebra da garantia dada pela Constituição Federal de “liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”, conforme previsto no artigo 5º, inciso VI.

“O MPF pede que a Justiça condene o denunciado à pena de 1 a 3 anos de reclusão e multa, conforme o artigo 20 da Lei n.º 7.716/89. O artigo prevê punição para quem praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”, diz trecho do comunicado publicado pelo órgão em seu site.


49 COMENTÁRIOS

  1. Por isso que o ateu queimou uma Bíblia., o juiz deve condenar a no mínimo uma multa pesada., é cadeia para esse herege., aliais isso está acondecendo em todo o mundo exemplo é o estado islâmico que estão quebrando sítios arqueologicos milenares e imagens sacras em todo o oriente médio., e aqui no Brasil os hereges estão se adentrando em igrejas çristao e quebrando as imagens de Cristo e da sua santissima mãe a virgem maria e pisoteando nas hóstia consagradas., precisa urgente punir estes chacais., com a palavra o ministério publico., paz e bem

  2. Neste caso eu vou fazer algumas considerações.
    Se as imagens fossem dele e ele as quisesse quebrar, sem demonstrar publicamente o seu gesto, que mal haveria?
    O problema é a provocação, é mostrar que está fazendo aquilo, desrespeitando a crença do outro! Este é o problema!
    Que se juntem ele e o ateu, que queimou a bíblia, e vão chorar diante de um juiz, aff!

    • Pode ser.

      Mas o pastor tem que ser punido com mais rigor pq ele quebrou PROPRIEDADE ALHEIA. Isso é muito mais grave do que um ateu comprar uma bíblia pra queimar como protesto.

      Tipo:

      Multa para o ateu

      Cadeia para o pastor (por VANDALISMO)

      • No máximo, multa.

        Pq ele não está invadindo igrejas e roubando bíblias para queimar. Ele está comprando bíblias para fazer o protesto.

        E neste caso, como é ele comprando o livro que ele vai queimar, até acho válido. Vcs passaram dos limites do desrespeito e da estupidez e precisam aprender uma lição. Doa a quem doer.

        Chega!

        Somos uma sociedade plural e exigimos que os evangélicos nos respeitem.

        • Slash,então todo aquele entra em uma casa ou qualquer local fechado,rouba e danifica o objeto(os),roubados,TOCAM FOGO,COMO FIZERAM COM A DENTISTA,MATAM OS PROPRIETÁRIOS E ATÉ QUEM NÃO TEM NADA A VER;todos eles tem que ser…………………………………!
          Julgue como se você fosse o réu;Qual seria a forma justa você sendo o réu? O que você gostaria que lhe acontece-se, após você declarar para todos que, não se arrepende, e esta pronto para fazer novamente? Obs:No caso seguindo a sua opnião escrita por você;(Vcs passaram dos limites do desrespeito e da estupidez e precisam apreender uma lição.DOA A QUEM DOER.) Aguardo a sua resposta.

    • Realmente o que este “evangélico” fez não é correto pois foi intolerante, mas o engraçado é que ele foi denunciado pelo MP da Paraíba, e alguns dias atrás um estudante ateu da Universidade Federal do Acre queimou várias bíblias e nenhum MP(Ministério Público) ou ninguém o rotulou de intolerante, será que estamos sendo imparciais neste país?

  3. Dizem que os crentes se converteram dos ídolos a Deus…

    1Tessalonicensses.1:9- Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro,

    Ídolos na Bíblia: não são somente imagens de deuses, mas todas as coisas que venham ocupar o lugar de Deus. Figuras- símbolos, figas, patuás, figuras, imagens de ouro, prata, pau, pedra, gesso, barro de qualquer objeto, coisas semelhantes a estas que tenham algum vínculo de fé e confiança espiritual, e que tomem o lugar de Deus em nosso coração.

    Êxodo. 20:1-6ENTÃO falou Deus todas estas palavras, dizendo:

    Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.

    Não terás outros deuses diante de mim.

    Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.

    Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.

    E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.

    Deus proibiu fabricar as imagens, proibiu crer nelas e proibiu adorá-las.

    Deus manda quebrar e destruir tudo que for imagem, dizendo que são maldição.

    Desde Gênesis a Apocalipse a Bíblia condena toda a sorte de imagem e a idolatria.

    Deuteronômio. 7:25,26- As imagens de escultura de seus deuses queimarás a fogo; a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás, nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles; pois abominação é ao SENHOR teu Deus.

    Não porás, pois, abominação em tua casa, para que não sejas anátema, assim como ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, porque anátema é.(MALDIÇÃO)

    Deuteronômio. 27:15. Maldito o homem que fizer imagem de escultura, ou de fundição, abominação ao SENHOR, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém.

    O que é  o crer?. Crer: depositar fé, confiar, fazer votos, fazer oração, ajoelhar diante dela, prestar culto, homenagens, festas, cânticos, preces, fazer pedido na oração, interceder a imagem e objetos.(Gênesis. 15.6; Romanos.10.4–Salmo. 95.6– 97:7– 115- 4-8,).

    Isaias. 42:8- Eu sou o SENHOR; este é  o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura, ídolos.

    Isaias. 44:15- Então serve ao homem para queimar; e toma deles, e se aquenta, e os acende, e coze o pão; também faz um deus, e se prostra diante dele; também fabrica uma imagem de escultura, e ajoelha-se diante dela.

    Isaias. 44: 9-20; 45:16,20 – 46:5-10, – I Coríntios.10:14 à 23- II Coríntios. 6: 14 à 18.

    I João. 5: 21- Apocalipses. 2: 14,20- 9:20,21- 21:8- 22:15.

    Há muitos outros textos que falam sobre a mesma coisa.

    Temos autoridade em Nome de Jesus Cristo para realizarmos libertações, mas devemos estar atentos de como lidar com os demônios, se não eles vão lhe fazer cair em suas mentiras sutis e disfarçadas.

    OBS.: Idolatria não é  uma imagem  somente, mas tudo que de alguma maneira aplicamos qualquer “crença”, por exemplo: qualquer objeto fabricado pelo homem: objeto de madeira, figuras em papel serão símbolos de idolatria, figuras ou pinturas,  fitas, pulseira, correntes e anéis,  confeccionados  por mãos humanas, ao qual devotamos alguma crença, confiança e não exclusivamente na “PALAVRA DE DEUS”. Devemos estar atento vigiar o nosso adversário.

    Os demônios são mentirosos e nos tentará a crer nestes objetos, que não tem nenhum valor, são dramáticos, vão gritar diante destes objetos, para iludir os homens de Deus, para desviar a atenção a confiança que depositamos aos mandamentos da “Palavra”.

    Temos como exemplo: A serpente de bronze que foi feita no deserto mandada por Deus, precisou ser destruída pelo sacerdote, por causa do homem que fizeram  objeto de adoração.

    Admoestação é para serem estudadas e se for em concordância com a Palavra de Deus. Teremos que ser humildes para mudar os conceitos que aprendemos errados.

    Quando os setenta discípulos voltaram alegres porque os demônios lhes obedeciam, Jesus disse-lhes, não fiquem felizes pela a autoridade que tens sobre os demônios e sim porque seu nome está escrito no livro da vida. (Lucas. 10- Mateus. 10)

    Quando diz para não fazer objetos e figura alguma do céu, da terra e debaixo do mar, em madeira, ouro ou prata ou metal, em qualquer coisa que venham a depositar “fé” confiança e crença. Tudo é  idolatria. E para Deus, é abominação.

    É por causa disso, que os homens de Deus não devem consultar aos demônios, ou qualquer tipo de pergunta, (A Bíblia condena consultar os demônios, isso é espiritismo, obra de feitiçaria).

    Com autoridade vamos manietar (Amarrar) e mandar desocupar a casa e sair, fazendo assim para libertação das pessoas.

    As campanhas de libertação, deverão ser feitas com a Palavra de Deus, tudo em  Nome de Jesus, e não com objetos que causam em pessoas sem instruções, sem conhecimento a crença nestes objetos, isto será idolatria, maldição e, não benção.

    O ser humano por natureza tem o instinto de adoração, e o intuito do diabo, é desviar essa adoração para a criatura ao invés do Criador.

    Deus te abençoe!!!

    • Peraí herege se a Bíblia é nosso manual é referência ., ótimo porém os outros têm seus manuais é referência no entanto temos que respeitar a referência dos outros ., a Bíblia para nós e para quem assim açredita., ninguém é obrigado acreditar na Bíblia cada um com seus costumes e cultura., evanjegues contenham se é pare de fundamentalismo aja vista que o mundo tem 7,5 bilhões de pessoas sendo que 2,5 bilhões são católicos e restante em diversas crenças , cada um tem o direito de praticar suas religiões , que está pastoreco herege seja punido imediatamente, cadeia no safado

  4. “José Godoy Bezerra de Souza procurador regional dos direitos do cidadão, que assina a denúncia afirma que “ELE NÃO SÓ PRATICA COMO TAMBÉM INCITA A DISCRIMINAÇÃO RELIGIOSA AOS ADEPTOS DAS RELIGIÕES DE MATRIZES AFRICANAS”.

    O Ministério Público Federal cita a foto em que o pastor aparece segurando um machado(marreta) em uma imagem e faz pose para a foto, com uma mão levantada, insinuando que quebraria a imagem.

    COM RELAÇÃO AS FOTOS PUBLICADAS NA REDE SOCIAL, O PASTOR JUSTIFICOU QUE A INTENÇÃO ERA DIVULGAR, ENTRE OS MEMBROS DA IGREJA o qual pastoreia.”

    Se o pa$tor age com toda essa intolerância, imagina os fieis desta igreja…

    EXISTEM IGREJAS QUE ESTÃO CHEIA DE PA$TORE$ TENTANDO MOVIMENTAR O ÓDIO NO CORAÇÃO DE SEUS SEGUIDORES.

  5. Eu queria saber oque diria os profetas do passado sobre uma igreja que si diz que segue a Deus e tem varias imagens de esculturas em seus templos,será que elias,Isaías,jeremias e daniel concordariam com isto?

  6. 10 motivos bíblicos para não ser Católico Apostólico Romano

    O Catolicismo Romano afirma ser o único representante na terra da fé Cristã. Ensinam que fora da igreja Católica Romana não há salvação. Quando o papa Bento 16 veio ao Brasil em 2007, disse em seu discurso que os Católicos devem ser mais práticos em sua fé, com o objetivo de deter o avanço das seitas (ele considera como seita, todo seguimento cristão que não tem vínculo com a igreja Católica) na América do Sul.

    Será a seita Romana a verdadeira representante de Cristo na terra? Será que salvação em Cristo só no Catolicismo Romano? Estará certo o papa Bento 16, ao chamar de seita qualquer outro seguimento Cristão que não esteja ligado ao Catolicismo. Iremos responder a estas e outras indagações neste estudo.

    DEZ RAZÕES BÍBLICAS PORQUE NÃO SOU CATÓLICO APÓSTOLICO ROMANO.

    I – A igreja de Cristo não nasceu em Roma, mas em Jerusalém.

    a. O catolicismo romano nasceu somente em 325 d.C. com o concílio de Nicéia, promovido por Constantino, imperador de Roma. Ela recebeu esse nome em 381 com o imperador Teodósio.
    b. A bíblia revela que o início da igreja cristã foi trezentos anos antes em Jerusalém, e não em Roma. Lc. 24: 47-49; At.1:4, 8, 12-14; 2: 1-5, 37-47.

    II – A autoridade da bíblia está acima da autoridade de qualquer igreja.

    a. A igreja católica em 1546 colocou a tradição da igreja em pé de igualdade com as escrituras. Isto significa que só a igreja romana determina o que é verdade e o que não é na bíblia.

    Exemplo: No século IV a igreja romana estabeleceu as orações pelos mortos e sinal –da- cruz feito no ar. No ano de 1100 d.C. introduz na igreja o culto dos anjos.

    b. Mt.15:3; Mc.7:13; II Tm.3:16. A bíblia tem autoridade suprema e não a igreja. Devemos aceitar a verdade da palavra de Deus e não uma interpretação particular de uma entidade. I Co.4:6; Ap.22:18

    III – A história da igreja e acima de tudo a bíblia nos ensina que só devemos aceitar 66 livros da escritura como inspirado por Deus e não 73.

    a. Os 7 livros a mais na bíblia católica foram acrescentados em 8 de Abril de 1546 no Concilio de trento (1545-1563). São estes os livros: Tobias, Judite, Sabedoria de Salomão, Eclesiástico, Baruque, A epístola de Jeremias, 1 e 2 Macabeus e acréscimos feitos a Ester e a Daniel.

    b. Wayne Grudem alista 4 fatos que comprovam que você não deve recebê-los com Palavra de Deus.

    b.1. Eles não atribuem a si a inspiração divina; b.2. Não foram considerados como palavra de Deus pelo povo judeu; b.3. Não foram considerados como escritura por Jesus nem pelos escritores do novo testamento; b.4. Contêm ensinos incoerentes com o restante da bíblia.

    Exemplos: Baruc diz que Deus ouve as orações dos mortos (3.4); II Macabeus pede desculpas por seus erros, 15:36-39.

    IV – Seguir o Catolicismo é praticar espiritismo, que é condenado por Deus.

    a. A partir do momento que os sacerdotes católicos ensinam os seus seguidores a intercederem a Maria, João, José, Pedro ou a qualquer outro que está morto. Ensinam praticas espíritas que é consultar os mortos.

    b. Deus condena veementemente consultar os mortos, Dt.18:9-14; Is.8:19-22.

    V – A idolatria é um grande pecado diante de Deus.

    a. O 3° catecismo-p. 75 da igreja católica ensinam que se deve prestar honra e veneração às imagens de escultura.

    b. A imagem de escultura que é o mesmo que ídolo é condenado expressamente por Deus, Ex.20:4; Dt.7:25-26; Hc.2:18-19; Os.4:12; Mt. 4:10.

    VI – O batismo é uma confirmação de fé e não um meio de Salvação.

    a. A igreja católica ensina que o batismo infantil deve ser realizado como meio de salvação. Acredita-se que se a criança morrer sem se batizar, irá para o limbo e ficará numa sombra eterna sendo considerada pagã.

    b. Segundo a bíblia o batismo trata de um ato de obediência que expressa fé do batizando em Cristo. Uma criança não tem entendimento suficiente para obedecer e expressar sua fé em cristo. Aliás, o próprio salvador foi batizado aos 30 anos de idade, Lc.3:21-23; Mc.16:15,16.

    VII – A palavra de Deus me ensina que só Jesus não cometeu pecado algum.

    a.Hb.9:28.1. O ensino católico diz que Maria a mãe de Jesus foi uma mulher que não cometeu pecado algum.

    b. Em Lc. 6:46-47 A própria Maria declarou-se pecadora como qualquer outra pessoa. Em Lc.2:22-24, ela mesma se incluiu no sacrifício de um par de rolas pelo seu pecado.

    VIII – Jesus é o único intercessor entre Deus e os homens.

    a.I Tm.2:51. A igreja católica coloca Maria e muitos outros como intercessores entre Deus e os homens.2. O próprio Jesus nos ensinou que Devemos pedir ao Pai em Seu Nome, Jo. 15:16; 16:23, 34.

    IX – Cristo é o único e grande fundamento da igreja.

    a. A história revela que o papado foi instituído com fins políticos. O primeiro papa foi Leão I (440-461d.C.) e não Pedro. O título de papa não existe na bíblia, Ef. 4:11.2. Usa-se Mt. 16:16-19 para afirmar-se que Pedro foi o primeiro papa. O termo usado por Jesus para Pedro é pedra. Contudo a palavra no grego é “petrós”. Jesus empregou-a com o sentido de “pedrinha”. Já para a palavra pedra, da frase “sobre esta pedra edificarei a minha igreja”. Jesus usou o termo grego “petras” para designar rocha (grande pedra). A bíblia ensina que Pedro não passa de uma pequena parte da edificação. Ele mesmo escreveu que Jesus é a pedra de esquina, I Pe.2:4-10.

    X – Salvação Eterna só em Cristo Jesus.

    a. Para o catolicismo, as boas obras ajudam na salvação.

    b. Tal crença despreza o grande amor de Deus. Somos salvos pela graça e não por méritos pessoais. A bíblia nos dá grandes respostas sobre a doutrina da salvação:

    b.1. A salvação só vem de Deus, Is.12:2; 25:19; I Tm.4:10; b.2. Salvação só por meio de Cristo. Jo.10:9; At.4:12; Rm.5:1,9; I Ts.5:9; b.3. A salvação é um dom imerecido de Deus, Jo.3:16; Ef.2:8, 9.

    “Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade”. II Cor. 13:8

    • QUAL A ÚNICA E VERDADEIRA IGREJA E RELIGIÃO ?
      A RELIGIÃO serve para nos religar a Deus, POIS A PALAVRA Religião vem do Latim: RELIGARE = Religar.

      1)- Há um só Deus, e, portanto, só pode haver uma religião verdadeira, sendo todas as demais falsas.

      2)- Como Deus é infinitamente bom, Ele deve ter deixado sinais bem claros para conhecer qual é a única religião verdadeira, que deve ser una, santa, feita para todos os homens, isto é, que deve ser uma religião para ricos e pobres, cultos e ignorantes, de todas as raças, portanto universal, católica,porque católica quer dizer universal e apostólica, isto é, que vem desde os Apóstolos.

      3)- Essa única religião verdadeira tem que ter sido fundada pelo próprio Cristo Deus.Ora, no Evangelho se lê que Cristo fundou a sua Igreja sobre Pedro (Cfr, MT XVI, 16-19) e que prometeu a São Pedro que o demônio jamais venceria a Igreja.

      4)- Ora, as seitas protestantes foram fundadas a partir do século XVI (1517). Logo, elas não foram fundadas por Cristo. Pior, elas se rebelaram contra o Papa sucessor de São Pedro, declarando que cada um pode interpretar a Bíblia a seu modo.

      5)- Como resultado dessa livre interpretação da bíblia surgiram milhares de seitas protestantes que se dizem evangélicas, mas que torcem e retorcem o Evangelho a seu bel prazer, desde a igrejola luterana até a seita “Sabão, Sopa e Salvação”, Cuspe de Cristo, etc…

      6)- O que Nosso Senhor ensinou, nos Evangelhos vale para todo o sempre, porque Deus não muda. E os fatos relatados nos Evangelhos foram fatos realmente ocorridos, porque Deus não mente.

      7)- Deus está em toda a parte, mas Ele está realmente presente na Sagrada Hóstia, com seu Corpo, Sangue Alma e Divindade. Deus nos fez sociais, e devemos honrá-Lo não só em particular, como também publicamente, pois está escrito: Aquele que se envergonhar de mim perante os homens, eu também me envergonharei dele na presença de meu Pai ( Lucas 9,26).

      8)- A prática da religião exige que aceitemos as cruzes que Deus nos dá. Aqueles que buscam ser felizes aqui, neste mundo, já receberam a sua recompensa. Jesus nos chamou dizendo: “Quem quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome sua cruz e me siga”.

      9)- A verdadeira religião de Nosso Senhor Jesus Cristo deve ter 4 notas essenciais.

      9.1 – Deve ser UNA. Deus é um e sua Igreja deve ser una. Una na Fé, ter uma só doutrina. Ter um só Batismo. Um só chefe: o Papa.

      O protestantismo não é uno. Ele tem milhares de diferenças doutrinárias. Na realidade, cada protestante tem, cada um, a sua religião particular, na qual cada um é papa, bispo e padre, ao mesmo tempo. Isto é, cada protestante pretende ser e quer ser tudo, e não é nada.

      9.2 – Deve ser Santa A Igreja de Jesus Cristo deve ser santa e santificar seus membros através da graça e dos sacramentos.

      As seitas protestantes negam, em geral os sacramentos, recusam os santos e não produzem santos. Só a Igreja Católica pode gerar santos.

      9.3 – Deve ser Católica Católica quer dizer universal, porque Cristo mandou ensinar e batizar a todos: ricos e pobres, judeus e gentios, de todas as raças, e de todas as condições.

      9.4- A Igreja deve ser Apostólica As autoridades da Igreja devem derivar do próprio Jesus Cristo, como sucessoras de Pedro e dos Apóstolos. Jesus Cristo fundou sua única Igreja sobre Pedro a quem disse; “Tu és Pedro, e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja” (Mt XVI, 16-20).

      10)- E Jesus disse a seus Apóstolos: “Quem vos ouve, a Mim ouve”.

      11)- As igrejolas protestantes são seitas fundadas por homens e não por Jesus Cristo.

      Esperando ter ajudado.

      • emanuelle minha gorda com bigode frustrada. toto mundo sabe que o berço da pedofilia e das aberrações gays é a seita catolica. que tudo que é lixo moral começa pela seita catolica. vai estudar e deixar de ser mulher do padre sua frustrada mal comida.

      • Apoiado emanuelle., seja firme e coloque os hereges no seu devido lugar., não aceite provocações dos chacais ..Tu tens a força do Altíssimo dos anjos e Santos.. E tens um dom especial de combater heresias mundana ., paz e bem

    • A semelhança do islamismo com o protestantismo
      Muitos não sabem que o Islamismo está sempre exercendo uma influência sobre o protestantismo e os dois tem muitas semelhanças.
      No Islamismo é somente o Alcorão
      No Protestantismo é somente a Biblia
      Aos 40 anos de idade o anjo Gabriel aparece a Muhammad, ordenando que recitasse uma mensagem divina (o livro sagrado) e estas revelações continuaram por 23 anos até a morte de Muhammad no ano 632 d.C.
      No protestantismo as seitas surgem muitas vezes através de “revelações divinas” com doutrinas contraditórias como se Deus fosse contraditório.
      A intolerâcia religiosa é comum no protestantismo e no islamismo. No islamismo movidos por ódio, falso zelo, fanatismo religioso, praticam a iconoclastia, ou seja perseguição aos católicos com destruição de imagens sagradas de igrejas católicas ou não. No protestantantismo também movidos por ódio e falso zelo, muitos pastores incitam os seus fiéis a fazerem o mesmo contra a igreja Católica, como é comum se ver nas redes sociais e páginas policiais.
      Em relação às imagens, é muita hipocrisia essa perseguição contra os católicos e religiões de origem africanas, haja visto que muitas igrejas evangélicas usam imagens. Fica a pergunta: por que então não se vê um protestante quebrar imagens de outras igrejas protestantes? A resposta: intolerância contra a Igreja Católica Apostólica Romana.
      No islamismo, a religião é imposta aos que não são da mesma crença. Uma imposição com mortes e perseguição.
      No protestantismo não há diferença porque os protestantes surrupiaram sob sangue derramado, todos países ricos antes católicos. É sabido que os saqueadores sempre gananciam as coisas de maior valor de suas vítimas, nem que para isso as exterminem. Tal procedimento histórico praticado pelo protestantismo. ( saiba mais sobre cada país no site fim da farsa )
      Há muitos outros países ricos que continuam católicos, como o Canadá, Suíça, Austrália, Itália, França, Irlanda, Bélgica, etc., que muito enganador protestante omite porque não os conseguiu surrupiar.
      Todos os países ditos “protestantes e ricos”, já eram ricos e católicos antes do protestantismo ser fundado no século 16 e confiscá-los. O povo foi obrigado a “engolir” o protestantismo porque os reis e príncipes cobiçavam as terras e bens materiais doados pelos católicos à Igreja. Prova isto o fato de que as primeiras providências eram recolher ao fisco real, tudo o que da Igreja Católica poderia se converter em dinheiro. Daí veio a “riqueza” protestante.

      Os reais países colonizados pelos protestantes continuam pobres, miseráveis ou na semi-barbárie, são eles a África do Sul, Índia, Nigéria, Botswana, Jamaica, Bahamas, Guiana e São Vicente e Granadinas. Por que os protestantes não os enriqueceram?
      Os protestantes eram tão incapazes que sequer se esforçaram para evangelizar o povo destes países, parecem ter surgido apenas para implicar com a Igreja Católica. A grande Índia por exemplo, foi abandonada por eles, e seu pobre povo continua a ser entregue aos diversos deuses pagãos. Isso sempre é omitido pelos protestantes que preferem fazer cultos arruaceiros dentro de ônibus e metrôs dos países católicos.
      Vale a pena fazer um estudo sobre a inquisição protestante e esclarecer sobre a danosa e tenebrosa chegada do protestantismo ao Brasil marcado com carnificina, intolerância, vandalismo e destruição que promoveram para implantar o protestantismo. (vale a pena ver essa verdade documentada, relatos sobre morte de religiosos, de padres, de fíeis, igrejas incendiadas e etc. ver no site o fim da farsa)
      Nos costumes também há semelhanças: no Islã as mulheres se vestem com os seus véus e roupas compridas que cobrem praticamente todo o corpo, pois para o Islã não só no momento da oração, mas também em todos os momentos, a mulher deve cobrir “o corpo todo”, “com exceção do rosto, das mãos e dos pés” [quando estiver orando] e não deve “usar roupas transparentes ou apertadas que marquem o corpo.”Por exemplo, as mulheres que frequentam a igreja evangélica Assembleia de Deus dos últimos dias, também se vestem de forma semelhante pois vestem “os chamados ‘roupões’ (vestidos londos que não delineiam o corpo feminino) “revelados” pelo Espírito Santo de Deus e aprovado pelas santas do Senhor, da mesma forma que no Islã as mulheres escondem seus cabelos, nesta denominação os cabelos das mulheres também ficam escondidos pois “os cabelos devem ser presos em coque, para não serem usados como instrumentos de vaidade ou atrair os homens.”
      Por causa de sua fé os seguidores do Islã não podem ter em suas casas nenhum cachorro, pois “os anjos não entram na casa daqueles que têm cachorro e estátuas.”, segundo a suas crenças . Encontra-se uma forma radicalizada deste pensamento na doutrina da Assembleia de Deus dos últimos dias, não com o temor dos anjos não entrarem na casa, mas destes animais de estimação serem uma porta de entrada para espíritos malígnos, então não é permitido a criação de nenhum tipo de animal, qualquer espécie ou tipo de bichinhos de estimação (pelúcia). Isto se dá aos animais serem seres irracionais, incapazes de se defenderem de ataques de espíritos malígnos, trazendo males como enfermidades, dissensão, improsperidades e etc. nem mesmo é permitido o uso de plantas em vasos, porque as plantas também possuem vida e estariam presas em vasos. Pois também há possiblidade dos espíritos maus se esconderem nas tais, como nos animais. Conforme o pensamento dessa seita.
      Uma das obrigações de todo o muçulmano é jejuar durante o mês do Ramadan, este deve “abster-se, desde o raiar da aurora até o pôr-do-sol, da ingestão de qualquer espécie de alimentos e/ou bebidas, assim como fumar e fazer sexo, ou seja o jejum no Islã tem dia e hora marcada para ser realizado, querendo ou não o muçulmano terá que fazer pois se não fizer terá a seguinte punição: libertar “um escravo, ou que faça jejum durante 60 dias seguidos para cada dia não jejuado, ou que dê de comer a 60 pessoas pobres.”
      Ocasionalmente a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), convoca as suas igrejas filiadas para a “Semana Nacional de Oração e Jejum”, o qual todos os evangélicos desta seita devem orar e jejuar por um motivo preestabelecido e em muitas igrejas aqueles que se recusam a jejuar, enfrentam a reprovação de seu líder e de sua comunidade.
      A ala mística do Islamismo é representada pelos sufis que seguem todas as regras do Islã, mas que almejam um contato mais íntimo com Deus através de “devoções e práticas meditativas e espirituais”, os sufis ficam rodopiando até entrar em transe e assim ter este contato íntimo. Em muitas igrejas evangélicas é cena comum ver membros “cheios do Espírito Santo” rodopiando de forma semelhante.
      Todos sabem que no islamismo existe a extrema direita e extrema esquerda.
      Também não é novidade que no protestantismo, encontra-se extremas semelhanças entre a direita e a esquerda como no Islam. Enquanto um lado interpreta as Escrituras de uma forma, o outro a entende de modo contrário.
      Cada doutrina ensinada por uma igreja protestante é negada por outra como por exemplo :
      O inferno existe, o inferno não existe;
      divorciar, não divorciar
      Batizar crianças , não batizar as crianças;
      consagração de pastoras, não consagração de pastoras.
      Jesus Cristo é Deus, Jesus Cristo não é Deus
      Observar o sábado, observar o domingo. Em resumo, uma bagunça!
      A doutrina protestante é divergente,exceto no básico, que Deus existe.
      Então qual a raiz do problema? Jesus Cristo ensinou somente Uma Verdade? Ou não
      Palavras de Lutero:
      “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final,quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças”
      ( Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 6l ).
      Para o protestantismo, é a Torre de Babel novamente.
      O Protestantismo e o islamismo são medonhos, melancólicos, sombrios, alarmantes, apavorantes, arrepiadores e arrepiantes, assombradores e assombrosos, atemorizantes, intimidantes, temíveis e terríveis.
      O fim do protestantismo e do islamismo será vergonhoso e terrível, acabarão pior do que as milhares de seitas gnósticas que se diziam as guardiãs da verdade no tempo da igreja primitiva, levando seus seguidores pouco a pouco ao ateísmo e a loucura.

    • Porque existem atualmente milhares de denominações (seitas) protestantes no mundo?
      A resposta está na Sagrada Escritura:
      “Não fareis nesse lugar o que nós fazemos hoje aqui, onde cada um faz o que bem lhe parece” (Deuteronomio 12,8).
      Um versículo ignorado pelos protestantes, visto que fazem estas coisas.
      “Naquele tempo não havia rei em Israel, e cada um fazia o que lhe parecia melhor” (Juízes 17,6; 21,25).
      Este versículo é uma fotografia dos protestantes.
      “Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal. Porque jamais uma profecia foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus” (2Pedro 1,20-21).
      Ignorado pelos protestantes.
      “Enviaram seus discípulos com os herodianos, que lhe disseram: Mestre, sabemos que és verdadeiro e ensinas o caminho de Deus EM TODA A VERDADE, sem te preocupares com ninguém, porque não olhas para a aparência dos homens” (Mateus 22,16; Marcos 12,14).
      Ignorado pelos protestantes.
      “Chegando ao território de Cesárea de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, QUEM É O FILHO DO HOMEM? Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas. Disse-lhes Jesus: E VÓS QUEM DIZEIS QUE EU SOU? Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo! Jesus então lhe disse: FELIZ ÉS, SIMÃO, FILHO DE JONAS, PORQUE NÃO FOI A CARNE NEM O SANGUE QUE TE REVELOU ISTO, MAS MEU PAI QUE ESTÁS NOS CÉUS. E EU TE DECLARO: TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA; AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERÃO CONTRA ELA. EU TE DAREI AS CHAVES DO REINO DOS CÉUS: TUDO O QUE LIGARDES NA TERRA SERÁ LIGADO NOS CÉUS, E TUDO O QUE DESLIGARDES NA TERRA SERÁ DESLIGADO NOS CÉUS” (Mateus 16,13-19).
      Os versículos anteriores são um exemplo primordial das opiniões pessoais em contraste com a verdade doutrinal.
      Nos versículos acima, de 14 a 17, nenhum discípulo, exceto um, teve algo a dizer fora de suas opiniões pessoais (como vimos no vers. 14: “uns”, “outros” e no versículo 17 “carne e sangue”); TODOS ELES ESTAVAM EQUIVOCADOS exceto um: Simão Pedro.
      Simão Pedro foi o único que recebeu esta revelação de Deus e, ao fazê-lo, foi o único que expressou a verdade, outorgada pela autoridade de Deus. Posto que Deus nunca muda, quem teria a ousadia de ser tão audaz e negar que Deus faz o mesmo hoje como fez antes, legando a Seu representante autorizado na terra, a totalidade da verdade doutrinal?
      “Porque Deus há de ser reconhecido como veraz, e todo homem como mentiroso (…)” (Romanos 3,4).
      Agora que sabemos o que diz a Sagrada Escritura, o que fazem os protestantes a respeito?
      Dizem seguir a Escritura ao pé da letra e todo o Protestantismo está baseado somente em opiniões pessoais, não na verdade doutrinal. “Que se sinta bem é o que importa”, dizem eles. E aonde leva uma atitude como esta, senão a opiniões diferentes, disputas e, finalmente, a uma separação sem fim do Corpo de Cristo? Voltemos e revisemos os versículos anteriores.
      Deus não se interessa por opiniões pessoais de ninguém, senão daqueles que falam a verdade de Sua Doutrina.
      Os protestantes atacam a Igreja católica dizendo que NÃO SE NECESSITA DE UM PAPA. Pois bem, deveríamos primeiro observar seu próprio jardim, já que cada protestante atua como se fosse o próprio papa. Existem milhões de papas em todo o Protestantismo, e todos correm de um lugar para o outro, proclamando como verdadeira a sua opinião pessoal a respeito de sua interpretação da Sagrada Escritura. Realmente será correto que exista milhões de verdades? Tenho entendido que a Sagrada Escritura diz ter somente uma verdade.
      Martinho Lutero, o fundador do Protestantismo, depois de haver observado o dano causado pela interpretação individual da Escritura em seu movimento, se lamentou dizendo o seguinte:
      “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final, quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças” (Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 61).
      “Nenhum camponês é tão rude como quando sonha e fantasia que foi inspirado pelo Espírito Santo e deve ser profeta” (De Wette III, 61. dicho en O’Hare, Los hechos de Lutero, 208)
      “Homens, cidadãos, camponeses, todos as classes entendem o Evangelho melhor que eu ou São Paulo; agora são sábios e se pensam mais inspirados que todos os ministros” (Walch XIV, 1360. dicho en O’Hare, Ibid, 209).
      Então, o que fazer?
      As Escrituras anunciam com vento em popa e instrui explicitamente sobre o que fazer e o que não fazer:
      – DETENHA-SE “antes de tirar suas próprias conclusões”;
      – DETENHA-SE antes de aceitar a mentalidade de que “se me sinto bem, então há de ser a verdade.”
      – CUIDADO com a incessante e destrutiva interpretação individual da Sagrada Escritura, pois a mesma o proíbe.
      – OBEDEÇA ao que a Sagrada Escritura te admoesta fazer.
      Então como podem voltar a verdade doutrinal, como Deus ordena a todos?
      A verdade é uma e é uma pessoa; só existe uma verdade. Para ter uma verdade, é necessário somente uma autoridade. A mesma e ÚNICA autoridade dada somente a Simão Pedro.
      Por acaso, o Espírito Santo está sugerindo a milhões de protestantes, que interpretem a Escritura individualmente e com tantos pontos de vistas opostos?

    • AS HERESIAS PROTESTANTES FRUTOS DA LIVRE INTERPRETAÇÃO:
      1)- Os protestantes afirmam: basta ter fé. O apóstolo Tiago, afirma: a fé sem obras é morta. (Cf. Tg 2,19). – Negar o valor das obras como expressão de fé, é uma heresia protestante.
      2)- Não está escrito na Bíblia que, só alcançam a salvação, as pessoas que fazem parte de uma igreja protestante. – Isso, é uma heresia protestante.
      3)- Não está escrito na Bíblia, que a salvação acontece a partir do momento em que alguém se entrega a Jesus numa igreja protestante. –Isso, é uma heresia protestante.
      4)- Na Bíblia não está escrito que SÓ A BÍBLIA É FONTE DA PALAVRA DE DEUS. – A afirmação: “Só a Bíblia!” É uma heresia protestante. Na Bíblia Deus nos fala. Mas nos fala também até através de uma pequena flor que nasce à beira da estrada e por meio do espaço sideral, etc. Paulo, afirma: “As perfeições invisíveis de Deus – não somente seu poder eterno, mas também sua eterna divindade – são claramente conhecidas, através de suas obras, desde a criação do mundo”. (Rm 1,19-20).
      5)- Na Bíblia não está escrito que ela (Bíblia) pode ser objeto de uma interpretação pessoal = LIVRE ARBÍTRIO. – Isso é uma heresia protestante combatida pelo apóstolo Pedro. (cf. 2Pd 1,20). Porque as pessoas lêem a Bíblia e a interpretam de acordo com a própria cabeça, vemos surgir de uma hora para outra, mais uma igreja protestante.
      6)- Na Bíblia não existe a menor referência ao surgimento da Igreja Luterana e sua doutrina, fundada por Lutero em 1517. Observe a seguir o que está escrito sobre os credos e as confissões da Igreja Luterana: “Os credos ecumênicos e as confissões luteranas ( com especial referência à Confissão de Augsburgo, 1530, e o Catecismo Menor de Lutero, 1529) não estão em pé de igualdade com a palavra de Deus, mas são palavras humanas em resposta à Palavra de Deus, devendo sempre ser testadas à luz das Escrituras. No entanto, não devem ser desprezados como orientação para a fé. Embora em muito menor grau, essa distinção vale, obviamente, também para hinos e liturgias, testemunhos cantados e celebrados no culto – a matriz da vida cristã e comunitária”.
      7)- O surgimento de uma nova igreja, os credos, as confissões de Augsburgo e o catecismo menor, formam o início das heresias protestantes. Nada disso está na Bíblia.

      A DOUTRINA CATÓLICA NÃO MUDA , MAS A PROTESTANTE MODIFICAM A TODO INSTANTE E É MUITO DIVIDIDA:
      A doutrina da Igreja Católica é imutável, NÃO É À TOA QUE O MUNDO NOS ODEIA nos Chamando e ATRASADOS E RETRÓGRADOS, alguem diria isto se tivéssemos mudado alguma coias ?
      Provem-nos com fatos e dados o que mudamos e se o que pregamos que não esteja na bíblia ?

      Agora os desafio a provar se isto tá na bíblia:
      1)- Ódio e desrespeito a Maria ?

      2)- Teologia da Prosperidade ?

      3)- Fogueira santa De Israel para ganhar casa e carros ?

      4)- Pagamento em dinheiro de votos e capanhas ?

      5)- LIVRE INTERPRETAÇÃO ?

      6)- Salvação somente pela fé e ficando de braços cruzados ?

      7)- Cristo e apóstolos obrigando seus seguidores a pagar o dízimo e ameaçando-os com o inferno e expulsão da Igreja a quem não pagar ???.

      “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

      O Jesus dos Evangelhos, realmente não é o Jesus dos “evangélicos”

      CUMPRE-SE A PROFECIA : 1Jo 2,19 – “Eles Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas, [saíram] para que se mostrasse que nem todos são dos nossos, nem do número dos eleitos.
      “Recomendo-vos, irmãos, que tomeis cuidado com os que produzem divisões contra a doutrina que aprendestes. Afastai-vos deles” (Rm 16, 17)Lucas 21,8 “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virao em MEU NOME” (JESUS)
      Mateus 24,4-5 “Respondeu-lhes Jesus: Cuidai que ninguém vos seduza. Muitos virão em MEU NOME.”
      Mateus 24, 11-12 “Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos. E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará“
      Col 2,23 “Elas podem, sem dúvida, dar a impressão de sabedoria, enquanto exibem culto voluntário, de humildade e austeridade corporal. Mas não têm nenhum valor real, e só servem para satisfazer a carne.”
      II Tim 3,5 “Ostentarão a aparência de piedade, mas desdenharão a realidade. Dessa gente, afasta-te!“
      II Cor 11,13-15 “Esses tais são falsos apóstolos, operários desonestos, que se disfarçam em apóstolos de Cristo, o que não é de espantar. Pois, se o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz, parece bem normal que seus ministros se disfarcem em ministros de justiça, cujo fim, no entanto, será segundo as suas obras”.
      Mateus 7,15-16 “Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores, pelos seus frutos os conhecereis”
      “Caríssimos, não deis fé a qualquer espírito, mas examinai se os espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas se levantaram no mundo” (1 João 4,1).
      “Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos os seguirão nas suas desordens e serão deste modo a causa de o caminho da verdade ser caluniado. Movidos por cobiça, eles vos hão de explorar por palavras cheias de astúcia. Há muito tempo a condenação os ameaça, e a sua ruína não dorme”
      (2Pe 2,1-3).
      “Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Tendo nos ouvidos o desejo de ouvir novidades, escolherão para si, ao capricho de suas paixões, uma multidão de mestres. Afastarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.”
      (2 Tim 4,2-4).

    • O protestantismo é filho do Pai da mentira, e tem como sua maior arma não a verdade, mas a mentira.

      E sempre fez vasto uso dela,para denegrir a Igreja Católica vejam o que dizia Lutero o fundador do protestantismo:

      Em carta a Jerônimo Weller, Lutero escreveu:

      “Se o demônio te tentar com bebedeira, bebe, e bebe em nome de Cristo”.

      Lutero defendia a tese da santidade do pecado: quanto mais pecado se cometesse mais santo se seria. Ele insultava Cristo dizendo que Jesus era adúltero e bêbado.

      Que Lutero disse que Cristo era adúltero, está no livro de Lutero, Tischeredden: Conversas à Mesa, n* 1472, edição de Weimar, volume II, p. 107, apud Franz Funck Brentano, Martim Lutero, editora Vecchi, Rio de Janeiro, 1956, p.151.

      Quando discuto com algum protestante, recomendo que leiam os livros e discursos de Lutero, especialmente suas conversas à mesa que são escandalosíssimas.

      De fato, Roma, no tempo do Renascimento, era bem corrupta. Por isso Lutero gostou muito de lá.Lutero jamais quis reformar os vícios do clero corrupto, do qual ele era um exemplar bem típico.

      O que Lutero queria reformar era a lei de Deus, para permitir os pecados, como ele o permitiu com a sua doutrina da santidade do pecado, com o seu axioma:

      “Crê firmemente e peca muitas vezes,pois o perdão e eleição de Deus é irrevogável, portanto, crer firmemente no Senhor Jesus e podes pecar a vontade, pois uma vez salvo, salvo para sempre…”

      E PARA DEFENDER O USO DA MENTIRA DIZIA:

      “Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da Igreja (luterana) ?…” (Grisar, Hartmann, S.J., Martin Luther, His life & work, The Newman Press, 1960- pág 522).

      Sábio conselho é o de Jesus, aos difusores dessa mentira diabólica:

      “Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira”. (Jo 8,44).

      Lutero resumiu bem o pensamento protestante:

      “Quem não crê como eu está destinado ao inferno. O meu juízo e o juízo de DEUS são a mesma coisa.”

      Os protestantes, não raro, seguem o conselho de Voltaire: “Menti, menti, porque sempre fica alguma coisa!”

      “Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica… (Fulton J. Sheen)”

    • PORQUE NÃO SOU PROTESTANTE

      “ E te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a MINHA Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela…”
      A partir deste versículo retirado de Mateus, é com muita confiança que podemos ter a certeza, de que Jesus entregou a sua única Igreja para continuar sua missão no mundo. Portanto a Igreja Católica não esta evangelizando
      e salvando almas pro Senhor a 500, 200, ou alguns anos atrás, mas sim a mais de 2000 mil anos. Alguns dos “novos” (protestantes) querem tirar muita verdade de nossa história, porém aqui vai alguns dos motivos pelo qual não sou protestante:
      1. Não sou protestante, porque: o protestantismo não existe desde o princípio do Cristianismo. Surgiu 1500 anos depois da era Apostólica. Suas igrejas são locais, regionais ou nacionais, não existindo uma Igreja Universal.

      2. Não sou protestante, porque: atribuem a si próprios o direito de “interpretar a Bíblia”. Acreditam ter uma iluminação pessoal vinda do “Espírito Santo” sem intermediários, ou seja, sem a Igreja. O mais interessante, é a diferença que o “Espírito Santo” manifesta em cada uma das centenas (talvez milhares) de ramificações do protestantismo.

      3. Não sou protestante, porque: a doutrina não tem unidade, as igrejas não são infalíveis em questões de moral e fé. Suas hierarquias não são rígidas, os preceitos são secundários. A salvação está em somente “crer em Cristo”, mas sabemos que não basta somente crer, pois, é preciso viver a fé, e vivê-la em santidade. Daí os Mandamentos. Daí a moral que a Igreja ensina. Dizer que a salvação vem somente do “crer” em Cristo, é continuar vivendo vida injusta ou dissoluta, é mentir à própria consciência.

      4. Não sou protestante, porque: apesar deles lerem a Bíblia (embora sem alguns livros e com interpretações diversas) não possuem nenhuma autoridade superior Infalível, para declarar que uma palavra tem tal sentido, e exprime tal verdade.

      5. Não sou protestante, porque: eles negam a Tradição oral. Sendo que na própria Bíblia, Paulo recomenda os ensinamentos de viva voz (Tradição) que nos foram transmitidos por Jesus e passam de geração em geração no seio da Igreja, sem estarem escritos na Bíblia. Confira em (2 Tim 1,12-14).

      6. Não sou protestante porque, há passagens da Bíblia que eles não aceitaram como tais; a Eucaristia, por exemplo… Jesus disse claramente: “Isto é o meu corpo” (Mateus 26,26) e “Isto é o meu sangue” (Mateus 26,28).

      7. Não sou protestante, porque: os “supostos intérpretes da Bíblia” não aceitam a real presença de Cristo no pão e no vinho consagrado, sendo que em (João 6,51) Jesus afirma: “O pão que eu darei, é a minha carne para a vida do mundo”. Aos judeus que zombavam, o Senhor tornou a afirmar: “Em verdade, em verdade vos digo: se não
      comerdes a carne do filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. Pois a minha carne é uma verdadeira comida e o meu sangue é uma verdadeira bebida”.

      8. Não sou protestante porque, os mesmos, não reconhecem o primado de Pedro, sendo que o próprio Jesus disse: “Tu és Pedro (Kepha) e sobre esta pedra (Kepha) edificarei a minha Igreja” (Mateus 16,18).

      9. Não sou protestante, porque eles não aceitam o sacramento do perdão e da reconciliação. Sendo que Jesus entregou aos Apóstolos e seus sucessores, a faculdade de perdoar ou não os pecados, e agir em nome dele. “Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem não perdoardes, não serão perdoados” (Jo 20,23).

      10. Não sou protestante porque Jesus disse que edificaria sua Igreja sobre Pedro (Mateus 16,18), e as igrejas protestantes são constituídas sobre Lutero, Calvino, Knox, Wesley, etc…Entre Cristo e estas denominações há um hiato…Somente a Igreja Católica remonta até Cristo.

      11. Não sou protestante porque, Jesus prometeu à sua Igreja que estaria com ela até o fim dos tempos (Mateus 28,20), e os mesmos se afastam da única Igreja de Cristo, para fundar novas “igrejas”, que se vão dividindo, subdividindo e esfacelando cada vez mais, empobrecendo e pulverizando a mensagem do Evangelho.

      12. Não sou protestante porque, quem lê um folheto protestante dirigido a Igreja Católica, lamenta o baixo nível das argumentações, sendo imprecisas, vagas, ou mesmo tendenciosas; afirmam gratuitamente sem provar as suas acusações; baseiam-se em premissas falsas, datas fictícias, anacronismos etc.

      13. Não sou protestante, porque: eles protestam, criticam, censuram a fé Católica para substituí-la pela negação, pela revolta contra a autoridade do Papa etc. Esse é o laço que os une, pois a essência do protestantismo é a negação da Igreja Católica.

      14. Não sou protestante porque, cada qual dá à Escritura o sentido que julga dar, e assim se vai diluindo e pervertendo cada vez mais a mensagem revelada. Lêem apenas, mas tem grandes dificuldades de estudarem a Bíblia e as antigas tradições do Cristianismo.

      15. Não sou protestante porque, a grande razão pela qual o protestantismo se torna inaceitável ao Cristão que reflete é o subjetivismo que o impregna visceralmente. A falta de referenciais seguros, garantidos pelo próprio Espírito Santo (conforme João 14,26 e João 16,13I), é o principal ponto fraco ou calcanhar de Aquiles do protestantismo.

      16. Não sou protestante, porque: esta diluição do protestantismo e a perda dos valores típicos do Cristianismo, estão na lógica do principal fundador – Martinho Lutero – que apregoava o livre exame da Bíblia ou a leitura da Bíblia sob as luzes exclusivas da inspiração subjetiva de cada protestante; cada qual tira das Escrituras “o que bem lhe convém” .

      17. Concluindo! Não sou protestante, porque, Maria Santíssima disse: “Desde agora, todas as gerações me chamarão de Bem-Aventurada” (Lucas 1,48), e nos cultos protestantes, seu nome, sequer é mencionado. Caiu no esquecimento. Quem cumpre (Lucas 1,48) é somente a Igreja Católica Apostólica Romana.

      Por isso e outras razões somos felizes por pertencermos a Igreja de Jesus.
      SOU FELIZ POR SER CATÓLICO!!!

    • POR QUE JAMAIS SEREI PROTESTANTE ?

      E te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a MINHA Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela…”A partir deste versículo retirado de Mateus, é com muita confiança que podemos ter a certeza, de que Jesusentregou a sua única Igreja para continuar sua missão no mundo. Portanto a Igreja Católica não esta evangelizandoe salvando almas pro Senhor a 500, 200, ou alguns anos atrás, mas sim a mais de 2000 mil anos. Alguns dos “novos” (protestantes) querem tirar muita verdade de nossa história, porém aqui vai alguns dos motivos pelo qual não sou protestante:

      1. Não sou protestante, porque: o protestantismo não existe desde o princípio do Cristianismo. Surgiu 1500 anos depois da era Apostólica. Suas igrejas são locais, regionais ou nacionais, não existindo uma Igreja Universal.

      2. Não sou protestante, porque: atribuem a si próprios o direito de“interpretar a Bíblia”. Acreditam ter uma
      iluminação pessoal vinda do “Espírito Santo” sem intermediários, ou seja, sem a Igreja. O mais interessante, é a diferença que o “Espírito Santo” manifesta em cada uma das centenas (talvez milhares) de ramificações do protestantismo.

      3. Não sou protestante, porque: a doutrina não tem unidade, as igrejas não são infalíveis em questões de moral e fé. Suas hierarquias não são rígidas, os preceitos são secundários. A salvação está em somente “crer em Cristo”, mas sabemos que não basta somente crer, pois, é preciso viver a fé, e vivê-la em santidade. Daí os Mandamentos. Daí a moral que a Igreja ensina. Dizer que a salvação vem somente do “crer” em Cristo, é continuar vivendo vida injusta ou dissoluta, é mentir à própria consciência.

      4. Não sou protestante, porque: apesar deles lerem a Bíblia (embora sem alguns livros e com interpretações
      diversas) não possuem nenhuma autoridade superior Infalível, para declarar que uma palavra tem tal sentido, e exprime tal verdade.

      5. Não sou protestante, porque: eles negam a Tradição oral. Sendo que na própria Bíblia, Paulo recomenda os
      ensinamentos de viva voz (Tradição) que nos foram transmitidos por Jesus e passam de geração em geração no seio da Igreja, sem estarem escritos na Bíblia. Confira em (2 Tim 1,12-14).

      6. Não sou protestante porque Jesus disse que edificaria sua Igreja sobre Pedro (Mateus 16,18), e as igrejas protestantes são constituídas sobre Lutero, Calvino, Knox, Wesley, etc…Entre Cristo e estas denominações há um hiato…Somente a Igreja Católica remonta até Cristo.

      7. Não sou protestante porque, quem lê um folheto protestante dirigido a Igreja Católica, lamenta o baixo nível das argumentações, sendo imprecisas, vagas, ou mesmo tendenciosas; afirmam gratuitamente sem provar as suas acusações; baseiam-se em premissas falsas, datas fictícias, anacronismos etc.

      8. Não sou protestante, porque: eles protestam, criticam, censuram a fé Católica para substituí-la pela negação, pela revolta contra a autoridade do Papa etc. Esse é o laço que os une, pois a essência do protestantismo é a negação da Igreja Católica.

      Com relação aos covardes protestantes que abandonam a única e verdadeira igreja fundada por cristo e não pelo acoolatra lutero : I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.

      Por isto digo: sou feliz por ser católico !!!

  7. Não adianta quebrar imagens, pois eles vão em uma loja e compram outras. Nesta parada, só não conseguem derrotar nosso verdadeiro Deus, que é eterno.

  8. A explicação para tudo isso está no erro protestante da arrogância
    Arrogância:
    1. É ter um orgulho dominante, altivez, soberba, desprezo pelos outros.
    2. É ter uma atitude superior, fazendo as pessoas se sentirem inferiores.
    3. É mostrar uma atitude rebelde e desobediente diante da autoridade.
    Este comportamento é comumente exibido por muitas (mas não todas) seitas protestantes.
    O oposto da arrogância é a humildade. O oposto da desobediência é a obediência. Por favor, alguém poderia me mostrar o versículo em que Jesus nos ensina a ser arrogantes e não humildes? Por favor, mostre-me onde ensina a desobediência em lugar da obediência…
    Ele foi obediente e humilde através dos Evangelhos. Então não devemos imitá-lo?
    Ele foi obediente e mostrou humildade à sua Mãe Maria e a São José, depois de ter sido encontrado no Templo (Lucas 2,51); e à sua mãe em Caná (João 2,3-10). Somente imaginemos: aqui está o Criador do Universo, em humilde obediência a uma criatura que Ele mesmo havia criado. Obedeceu a Pilatos, a Herodes, ao regime romano (Marcos 12,17), inclusive a Sua morte na cruz.
    – “O maior dentre vós será vosso servo. Aquele que se exaltar será humilhado e aquele que se humilhar será exaltado” (Mateus 23,11-12).
    – “Semelhantemente, vós outros que sois mais jovens, sede submissos aos anciãos. Todos vós, em vosso mútuo tratamento, revesti-vos de humildade; porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes (Pr 3,34). Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele vos exalte no tempo oportuno” (1Pedro 5,5-6).
    Mais dois versículos ignorados pelos protestantes.
    Para aqueles protestantes que se auto-enaltecem devido a uma arrogância instigada, como podem justificar suas ações frente ao que Jesus Cristo estabeleceu como exemplo para seguirmos?
    Onde está a humildade no protestante ao invés da arrogância?
    Onde está a obediência ao invés da desobediência? Martinho Lutero foi obediente? Foi humilde?

    • primeiro; É ter um orgulho dominante, altivez, são provinientes daqueles que agora são filhos de Deus e deixaram de ser escravos do diabo,( antes de cabeça baixa, agora olhando para cima, ) nada haver com soberba, desprezo pelos outros.isto é apenas complexo daqueles que não desejam servir a Deus certamente sua culpa os fazem se sentir culpados.
      Segundo: atitude correta a ser descrita se chama confiança, agora temos luz para nosso caminho e caminhamos com segurança, ( quanto a se sentir inferior é uma coisa natural pois vcs. sabem que estão condenados pela palavra, logo sentem é apenas vergonha, e a vergonha produz realmente este sentimento de miséria de inferioridade, ) a culpa não é nossa mas sim de vcs. apenas aceite a Jesus e este sentimento também vai mudar.
      terceiro; É mostrar uma atitude rebelde e desobediente diante da autoridade. ( mais uma vez vc. mente para se proteger da tua miséria e falta de intendimento, é só ignorancia mesmo, apenas lutamos pela família, algo que como vc. e pagodinho nunca viram nunca provaram só ouviram falar, moral outra qualidade que passou longe dos depravados ateu e gays, logo incomoda e agride os promiscuos, e terceiro a igreja representada pela bíblia e prs. trazem sobre vcs. a condenação ou a danação dos infernos, ( logo não só a culpa mas também a certeza de condenação os fazem lutar por satanás, e como sabem que estão no lado perdedor…..) gritam e esperneiam.
      ele foi obediente e humilde sobre a regencia de Deus, lembre ele em cana disse para maria que tenho eu contigo, deixa claro que a obediencia não é dela e sim de Deus, depois ela mesmo diz fazei tudo que ele vos mandar, ela da o exemplo, de que ele é a fonte e inspiração de Deus,
      também no templo ele repete a mesma frase , o que tenho eu contigo, não ve que estou tratando das coisas de meu pai…lembre sua obediencia é só para Deus, QUANDO ENTROU NO TEMPLO E EXPULSOU OS VENDILHÕES, OU MESMO CONTRA ALEI PREGAVA, SEM FALAR QUE A LEI ERA A DO PENTATEUCO OU SEJA A LEI DE DEUS.
      Por fim lembre. ele é 1 No princípio era aquele que é a Palavra[1]. Ele estava com Deus, e era Deus.
      2 Ele estava com Deus no princípio.
      3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito.
      4 Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens.
      5 A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram.
      Aqui se acenta bem a palavra que vc. deveria seguir, “Semelhantemente, vós outros que sois mais jovens, sede submissos aos anciãos. Todos vós, em vosso mútuo tratamento, revesti-vos de humildade; porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes (Pr 3,34). Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele vos exalte no tempo oportuno” (1Pedro 5,5-6). ELE SE REFERE A SERVIR E OBEDECER A PALAVRA E OS ANCIÕES SERIAM OS PRESBÍTERO OU OS SÁBIOS QUANTO AS COISAS DE DEUS, FAÇA O MESMO E DEIXARÁ DE MILITAR POR SATANÁS, VAIS PODER
      1. É ter um orgulho dominante, altivez.
      2. É ter uma atitude superior.
      3. É mostrar uma atitude rebelde e desobediente diante da autoridade do senhor e sua palavra.
      NÃO TEM COMO ERRAR.

    • emanuelle minha gorda com bigode frustrada. toto mundo sabe que o berço da pedofilia e das aberrações gays é a seita catolica. que tudo que é lixo moral começa pela seita catolica. vai estudar e deixar de ser mulher do padre sua frustrada mal comida.

  9. alguns anos atras certamente teria de contratar um bocado de advogado, botei muito conga para baixo, claro sempre depois dos pseudos pais de santos se converterem e eles mesmos pedirem para se livrar desta maldição, só quem viveu a religião afro pode falar.

  10. POR QUE OS PROTESTANTES SÃO TÃO DIVIDIDOS E CONFUSOS ?

    1)- Não existe um só rebanho ,cada um segue o pastor quer e interpretam a bíblia conforme seus interesses – QUEM ESTÁ CERTO ?

    2)- Existem seitas protestantes que dizem que Jesus não é Deus,outras dizem que é … – QUEM ESTÁ CERTO ?

    3)- Para a maioria dos protestantes o casamento não é um sacramento e por isso mesmo não é indissolúvel – QUEM ESTÁ CERTO ?

    4)- Uns protestantes santificam o sábado, outros o domingo e outros ainda não santificam dia nenhum– QUEM ESTÁ CERTO ?

    5)- Alguns protestantes são a favor do aborto, outros contra– QUEM ESTÁ CERTO ?

    6)- Um grupo protestante afirma que as almas estão inconscientes, outros que estão conscientes– QUEM ESTÁ CERTO ?

    7)- Alguns dizem que o inferno foi extinto, outros dizem que ele é eterno– QUEM ESTÁ CERTO ?

    8)- Para alguns protestantes Maria é Mãe de Deus, outros negam. – QUEM ESTÁ CERTO ?

    9)- Alguns protestantes tratam a ceia ou eucaristia como um sacramento para outros é só um símbolo– QUEM ESTÁ CERTO ?

    10)- Os mórmons aprovam a poligamia, outros condenam– QUEM ESTÁ CERTO?
    11)- Uns batizam apenas em nome de Jesus outros em nome da Santíssima Trindade. No protestantismo existem pelo menos cinco entendimentos na questão do batismo. – QUEM ESTÁ CERTO ?

    12)- A grande maioria das igrejas protestantes proclama que a salvação é obtida somente pela fé sem obras, em oposição ao que diz Tiago 2,26. – QUEM ESTÁ CERTO ?

    13)- Alguns protestantes acreditam que estão salvos e não podem perder a salvação, contrariamente ao que nos diz a Bíblia: (1Cor9,27), (Gal 4,9), (I Tim 1,19-20; 4,12; 5,15) – QUEM ESTÁ CERTO ?

    14)- uns acreditam em Anjos da Guarda outros não– QUEM ESTÁ CERTO ?

    15)- Umas Igrejas as Pentecostais pregam O MILENARISMO, já as Protestantes mais antigas não – QUEM ESTÁ CERTO ?

    Destaquei apenas algumas contradições, pois a lista é grande!!!

    “Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica… (Fulton J. Sheen)”
    POR QUE O PROTESTANTISMO É TÃO CONFUSO?
    Temos a verdade nas palavras de Jesus Cristo e o poder de refletir com a lógica básica para discernir essas palavras apropriadamente.

    Simplesmente observemos a abundência de versiculos enfatizando a Unidade e a Verdade:

    1. Há um só Deus (Efésios 4,6).
    2. Há uma só verdade (João 14,6; 17,17).
    3. Há um só Espirito Santo (Efésios 4,4).
    4. Há um só rebanho (João 10,16).
    5. Há um só Pastor para este rebanho (João 10,16).
    6. Há uma só Igreja (Salmo 127,1; Mateus 16,18; 1Coríntios 3,11; Efésios 1,22; 4,5).
    7. Há uma só autoridade (Mateus 18,15-18; João 20:21-23).
    8. Há uma só Bíblia (Gálatas 1,8-9).
    9. Há uma só interpretação da Bíblia (Atos 8,30-34; 2Pedro 3,14-17).
    10. Há um só batismo (Efésios 4,5).
    11. Há um só sacerdócio (Hebreus 7,11-17).
    12. Todos nós devemos ser um (João 17,20-23).
    13. Estamos obrigados a buscar a verdade (2Tessalonicenses 2,13; Tiago 3,14; 2João 1,1-4).
    14. Graves conseqüências esperam aqueles que não revelam a verdade (Romanos 1,18).
    15. Graves conseqüências esperam aqueles que não aceitam a verdade (Romanos 2,8).
    16. Graves conseqüências esperam aqueles que não dizem a verdade (Apocalipse 21,8.27).
    17. Temos só uma vida e temos de vivê-la corretamente nesta única oportunidade (Hebreus 9,27).

    Qualquer coisa que contradiga, ainda que seja um só destes versiculos listados, não vem de Deus e sim do autor da divisão e da confusão.

    Com todos estes “UM” acima mencionado, o que motiva os protestantes a não mostrar seu poder de reflexão e análise, e ver que não cumprem com o que a Sagrada Escritura manda?

    Mais de 35.000 divisões protestantes violando cada um ou vários versículos mencionados na lista acima, como os de número 4, 5 e 6.

    Todas as seitas ensinando diferentes doutrinas, infringindo o versículo do número 2 acima.

    Nenhuma delas tem autoridade; veja o número 7.

    Certamente todas elas quebram o número 9, com seus costumes de “interpretar individualmente” a Sagrada Escritura.

    Por que é tão trabalhoso para eles refletirem que, para se ter Uma Só Verdade, deves haver Uma Só Autoridade?

    É assim tão simples, mas os protestantes não podem compreendê-lo; e suas milhares de dezenas de seitas comprovam isso.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.

    • emanuelle minha gorda com bigode frustrada. toto mundo sabe que o berço da pedofilia e das aberrações gays é a seita catolica. que tudo que é lixo moral começa pela seita catolica. vai estudar e deixar de ser mulher do padre sua frustrada mal comida.

  11. As principais heresias protestantes
    1)- Os protestantes afirmam: basta ter fé. O apóstolo Tiago, afirma: a fé sem obras é morta. (Cf. Tg 2,19). – Negar o valor das obras como expressão de fé, é uma heresia protestante. Não está escrito na Bíblia que, só alcançam a salvação, as pessoas que fazem parte de uma igreja protestante. – Isso, é uma heresia protestante. Não está escrito na Bíblia, que a salvação acontece a partir do momento em que alguém se entrega a Jesus numa igreja protestante. – Isso, é uma heresia protestante.

    2)- Na Bíblia não está escrito que SÓ A BÍBLIA É FONTE DA PALAVRA DE DEUS. – A afirmação: “Só a Bíblia!” É uma heresia protestante. Na Bíblia Deus nos fala. Mas nos fala também até através de uma pequena flor que nasce à beira da estrada e por meio do espaço sideral, etc. Paulo, afirma: “As perfeições invisíveis de Deus – não somente seu poder eterno, mas também sua eterna divindade – são claramente conhecidas, através de suas obras, desde a criação do mundo”. (Rm 1,19-20).

    3)- Na Bíblia não está escrito que ela (Bíblia) pode ser objeto de uma interpretação pessoal = LIVRE ARBÍTRIO.– Isso é uma heresia protestante combatida pelo apóstolo Pedro. (cf. 2Pd 1,20). Porque as pessoas lêem a Bíblia e a interpretam de acordo com a própria cabeça, vemos surgir de uma hora para outra, mais uma igreja protestante.

    4)- Na Bíblia não existe a menor referência ao surgimento da Igreja Luterana e sua doutrina, fundada por Lutero em 1517.Observe a seguir o que está escrito sobre os credos e as confissões da Igreja Luterana: “Os credos ecumênicos e as confissões luteranas ( com especial referência à Confissão de Augsburgo, 1530, e o Catecismo Menor de Lutero, 1529) não estão em pé de igualdade com a palavra de Deus, mas são palavras humanas em resposta à Palavra de Deus, devendo sempre ser testadas à luz das Escrituras. No entanto, não devem ser desprezados como orientação para a fé. Embora em muito menor grau, essa distinção vale, obviamente, também para hinos e liturgias, testemunhos cantados e celebrados no culto – a matriz da vida cristã e comunitária”. (cf.. pg. na internet) – O surgimento de uma nova igreja, os credos, as confissões de Augsburgo e o catecismo menor, formam o início das heresias protestantes. Nada disso está na Bíblia.

    Na Bíblia não existe qualquer referência à Igreja Calvinista, fundada por Calvino na Suíça, em 1541. O Calvinismo foi originalmente um movimento luterano. O próprio Calvino assinou a confissão luterana de Augsburg de 1540. Por outro lado, a influência de Calvino começou a fazer sentir-se na reforma Suíça, que não foi Luterana, tendo seguido a orientação conferida por Ulrico Zuínglio. Tornou-se evidente que a doutrina das igrejas reformadas tomava uma direção independente da de Lutero, graças à influência de numerosos escritores e reformadores, entre os quais João Calvino era o mais eminente, tendo por isso esta doutrina tomado o nome de Calvinismo.

    • emanuelle minha gorda com bigode frustrada. toto mundo sabe que o berço da pedofilia e das aberrações gays é a seita catolica. que tudo que é lixo moral começa pela seita catolica. vai estudar e deixar de ser mulher do padre sua frustrada mal comida.

  12. A Bíblia não faz qualquer referência à milhares de “igrejas” diferentes e separadas, mundo afora. Mas para fundarem suas denominações, os “evangélicos” não fazem questão da tal da base bíblica de que tanto falam. A Bíblia diz que devemos ser um só corpo. Eles fazem o contrário. Dividem-se, subdividem-se, de novo e de novo. Se uma igreja não etá agradando, procuram outra mais ao seu gosto, e os mais espertos fundam as suas próprias igrejas, do jeito que acham mais certo (ou do jeito que dá mais lucro, em muitos casos), segundo sua própria interpretação da Bíblia. E todos dizem que estão sendo guiados por Deus. Existe um Deus ou muitos deuses? Se é um só Deus, como tantas igrejas podem ensinar coisas diferentes, e todas estão certas, menos a católica?

    Eles fragmentam o Corpo e pulverizam a mensagem do Evangelho. Fazem o contrário do que o Senhor nos ordenou. Basta um crente discordar do outro, – e isso é a coisa mais fácil de acontecer, – que já surge uma nova denominação. Seus líderes podem ter “visões” para fundarem novas denominações. Somente as revelações católicas aprovadas pela Santa Igreja é que são refutadas.

    O “crente” acredita no que deseja. E rejeita tudo que é católico. Sempre dois pesos e duas medidas. O pastor falou que teve uma visão e todo mundo engole. Nessa hora o “biblicamente” ou “a Palavra de Deus” não tem qualquer importância.

    • emanuelle minha gorda com bigode frustrada. toto mundo sabe que o berço da pedofilia e das aberrações gays é a seita catolica. que tudo que é lixo moral começa pela seita catolica. vai estudar e deixar de ser mulher do padre sua frustrada mal comida.

  13. O protestantismo quando entra na vida de alguem, é retirado metade do cérebro e a outra metade fica atrofiada por que é proibido pensar dentro do protestantismo.
    A TORRE DE BABEL DO PROTESTANTISMO:
    Em seus “cultos” ( Que na verdade são reuniões anti-católicas) seus lideres descarregam todas as suas frustrações e seus Traumas, suas decepções e desapontamentos, seus desenganos e suas desilusões, porque na verdade ELES NÃO TEM AUTORIDADE ESPIRITUAL DADA POR JESUS, ELES MESMO SE ENVIAM.
    Insultam e ensinam a insultar a Igreja de Jesus Cristo, verdadeiros criminoso que praticam o crime 208 do código penal, que pune com cárcere ou multa os vilipendiadores da fé.
    Em suas reuniões anticatólicas, ensinam blasfêmias sem fundamento histórico, difundem aos desavisados, em “aulas dominicais”, longe dos olhos do MEC, com o mero propósito de fomentar o ódio contra a Igreja Católica, para mais tarde rapinar na ignorância. Pois eles sabem que “pintinhos órfãos seguem até os porcos”
    No Protestantismo prevalece o Caos, a anarquia a balbúrdia, a algazarra, a babel a confusão, o Deus nos acuda, a desordem,o tumulto, a agitação, a insatisfação, o constrangimento, o desagrado, o descontentamento, o desprazer o buchicho.
    .
    O Protestante quando está em sua igrejola (que para ele é invisível) se sente bem nas reuniões anti-católicas e infla seu ego com o conflito,com o motim, a desordem o terror as trevas, o abismo, a escuridão, o funesto.
    O Protestantismo é medonho, melancólico, sombrio, alarmante, apavorante, arrepiador e arrepiante, assombrador e assombroso,
    Tal qual o demônio o protestantismo é aterrorizante, ameaçador, assustador, atemorizante, intimidante, temível, terrível.
    Todos os outros “deformadores” ( Knox, Zwinglio, Calvino) não seguiram Lutero, fundaram suas próprias seitas rivais com conta bancária diferente. E assim começou a TORRE DE BABEL do protestantismo!
    QUE DEUS NOS GUARDE.

    • emanuelle minha gorda com bigode frustrada. toto mundo sabe que o berço da pedofilia e das aberrações gays é a seita catolica. que tudo que é lixo moral começa pela seita catolica. vai estudar e deixar de ser mulher do padre sua frustrada mal comida.

    • Emanuelle falou a pura e cristalina verdade ., haja vista que estes peste gospel , auto se intitulam apostolos e bispos ., aqui mesmo no bairro tem um canalha safado q auto se intitulou apóstolo., o cabra tem vários filhos fora do casamento e é um mulherengo safado., se acha o Deus da evanjecaiada do bairro., vive nos carrões e desfilando as vistas dos otarios .,

  14. PROTESTANTISMO, A BESTA DO APOCALIPSE
    Alguns estudiosos da bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda besta de apocalipse 13, a besta que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
    Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda besta é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
    Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
    O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
    MAR E TERRA EM APOCALIPSE
    Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

    Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
    Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 besta do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.
    Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
    Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
    Formação literária de João
    Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
    Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
    Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
    É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
    Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
    Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água besta respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a besta do Apocalipse 13.
    É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

    Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
    Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas bestas míticas:
    Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas bestas.

    Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

    Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma besta surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.
    Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.
    Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.
    Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a besta de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
    Conclusão
    a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

    As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda besta era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

    A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

    Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

    Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da besta tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

    Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
    No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
    Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
    1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
    2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
    3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
    4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
    Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
    Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

    Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

    PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
    Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
    Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
    Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
    Além disto, em Apocalipse 12 diz que a Besta e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
    Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
    Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
    Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

    A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

    A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
    Por fim o próprio Cristo nos disse:
    Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
    Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

    ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
    Apoc.13,1-7:
    “Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
    Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
    “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

  15. Alguns estudiosos da Bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda besta de apocalipse 13, a b e s t a que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
    Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda besta é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
    Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
    O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
    Mar e terra em Apocalipse
    Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

    Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
    Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 besta do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.
    Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
    Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
    Formação literária de João
    Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
    Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
    Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
    É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
    Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
    Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água besta respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a b e s t a do Apocalipse 13.
    É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

    Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
    Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas b e s t a s míticas:
    Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas bestas.

    Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

    Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma besta surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.
    Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.
    Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.
    Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a besta de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
    Conclusão
    a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

    As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda besta era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

    A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

    Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

    Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da besta tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

    Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
    No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
    Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
    1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
    2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
    3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
    4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
    Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
    Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

    Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

    PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
    Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
    Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
    Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
    Além disto, em Apocalipse 12 diz que a B e s t a e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
    Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
    Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
    Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

    A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

    A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
    Por fim o próprio Cristo nos disse:
    Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
    Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

    ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
    Apoc.13,1-7:
    “Vi emergir do mar uma b e s t a que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
    Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
    “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

  16. Para Alguns estudiosos da Bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda b e s t a de apocalipse 13, a b e s t a que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
    Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda besta é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
    Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
    O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
    Mar e terra em Apocalipse
    Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

    Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
    Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 besta do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.
    Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
    Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
    Formação literária de João
    Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
    Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
    Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
    É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
    Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
    Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água besta respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a b e s t a do Apocalipse 13.
    É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

    Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
    Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas b e s t a s míticas:
    Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas bestas.

    Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

    Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma besta surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.
    Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.
    Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.
    Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a besta de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
    Conclusão
    a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

    As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda besta era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

    A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

    Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

    Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da besta tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

    Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
    No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
    Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
    1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
    2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
    3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
    4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
    Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
    Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

    Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

    PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
    Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
    Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
    Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
    Além disto, em Apocalipse 12 diz que a B e s t a e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
    Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
    Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
    Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

    A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

    A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
    Por fim o próprio Cristo nos disse:
    Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
    Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

    ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
    Apoc.13,1-7:
    “Vi emergir do mar uma b e s t a que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
    Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
    “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

  17. O Protestantismo
    Alguns estudiosos da Bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda b e s t a de apocalipse 13, a b e s t a que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
    Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda besta é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
    Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
    O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
    Mar e terra em Apocalipse
    Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

    Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
    Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 b e s t a do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.
    Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
    Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
    Formação literária de João
    Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
    Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
    Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
    É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
    Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
    Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água b e s t a respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a b e s t a do Apocalipse 13.
    É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

    Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
    Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas b e s t a s míticas:
    Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas bestas.

    Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

    Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma besta surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.
    Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.
    Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.
    Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a b e s t a de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
    Conclusão
    a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

    As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda b e s t a era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

    A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

    Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

    Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da besta tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

    Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
    No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
    Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
    1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
    2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
    3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
    4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
    Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
    Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

    Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

    PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
    Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
    Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
    Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
    Além disto, em Apocalipse 12 diz que a B e s t a e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
    Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
    Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
    Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

    A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

    A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
    Por fim o próprio Cristo nos disse:
    Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
    Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

    ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
    Apoc.13,1-7:
    “Vi emergir do mar uma b e s t a que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A b e s t a que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
    Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
    “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

  18. O interessante é que Alguns estudiosos da Bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda b e s t a de apocalipse 13, a b e s t a que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
    Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda b e s t a é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
    Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
    O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
    Mar e terra em Apocalipse
    Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

    Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
    Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 b e s t a do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.
    Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
    Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
    Formação literária de João
    Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
    Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
    Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
    É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
    Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
    Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água b e s t a respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a b e s t a do Apocalipse 13.
    É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

    Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
    Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas b e s t a s míticas:
    Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas b e s t a s.

    Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

    Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma b e s t a surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.
    Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.
    Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.
    Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a b e s t a de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
    Conclusão
    a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

    As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda b e s t a era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

    A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

    Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

    Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da b e s t a tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

    Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
    No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
    Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
    1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
    2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
    3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
    4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
    Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
    Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

    Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

    PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
    Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
    Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
    Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
    Além disto, em Apocalipse 12 diz que a B e s t a e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
    Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
    Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
    Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

    A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

    A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
    Por fim o próprio Cristo nos disse:
    Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
    Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

    ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
    Apoc.13,1-7:
    “Vi emergir do mar uma b e s t a que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A b e s t a que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
    Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
    “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

  19. Emanuelle,Você pode mim dizer quantas divisões há na igreja católica no mundo,(quantos seguimentos da igreja católica que não são submissas a Roma) ! Você já leu as 95 teses de Lutero!.Você saberia mim dizer,quantos versículos foram alterados por Martin Lutero ou por Calvino ! Você já leu na sua Bíblia Católica o livro de Baruc todo, de preferencia o capitulo -6-! Você já procurou saber porque DEUS,NEM SEU FILHO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, não deu nenhuma autoridade,DIACONAL,PASTORAL(BISPOS) OU APOSTÓLICA! a nenhuma mulher, mesmo Maria sendo a mãe do nosso salvador!,O que o filho diz com relação a mãe e os irmãos! Você saberia mim dizer porque as profecias das Escrituras não é de particular interpretação! Só para lhe ajudar ore a DEUS,e peça a ele que o Espirito Santo,lhe ensine,e deixe de lado o padre,o pastor e todo aquele que puxar a brasa para sua sardinha,porque a leitura Bíblica sempre foi literal,com pouquíssimas ressalvas, o que são usados são meios humanos de querer mostrar algo inexistente,(em poucas palavras querer mostrar autoridade sobre você,para ti manipular..)Não protestante,nem luterano,nem calvinista,verifico as verdade ditas conforme a palavra de DEUS.

  20. Vocês que não ler bíblia, não devem falar o que vocês não sabem, pois se o pastor fez isso ele está ensiensinando o que é certo as suas ovelha,
    em êxodo 34.13, diz mas os seus altares transtornareis, e as suas estátuas quebrareis,
    e os seus bosques .
    Êxodo. 20,4,5,6 assim diz o Senhor, Não farás
    para ti imagem de escultur, nem alguma seme-
    lhança do que há em cima nos céu, nem embai-
    xo na terra, nem nas águas debaixo debaixo da
    terra, não te encurvarás a elas nem as servirás;
    porque eu, o Senhor, teu Deus, sou Deus zeloso,
    que visito a maldade dos pais nos filhos até a
    terceira e quarta geração, que Deus abençoe a todos.

    • Raison, esse pastor precisa ensinar melhor suas ovelhas, porque eles fizeram o serviço pela metade. Além de transtornar os altares, quebrar bosques e estátuas, tem mais algumas coisas a fazer:

      “Matai portanto todas as crianças do sexo masculino. Matai também todas as mulheres que conheceram varão, coabitando com ele. Não conserveis com vida senão as meninas que não coabitaram com homem e elas serão vossas.”

      “E tudo quanto havia na cidade destruíram totalmente ao fio da espada, desde o homem até à mulher, desde o menino até ao velho, e até ao boi e gado miúdo, e ao jumento”.

      “Porém a cidade e tudo quanto havia nela queimaram a fogo; tão-somente a prata, e o ouro, e os vasos de metal e de ferro, deram para o tesouro da casa do Senhor”.

    • Taison cala sua bocarra fundamentalista safado., vc merece uma bela surra., intolerante herege nojento., vc seu peste precisa entender cachorro gospel que assim como a Bíblia e a base dos cristãos os objetos de cultos afros tem o mesmo valor sentimental para os seus adeptos ., ninguém é obrigado a compartilhar somente a Bíblia ou alcorão etc , respeitar a diversidade safado faz parte da civilidade., animal babuino..

    • A Bíblia tb ordena ter escravos, fazer sacrifícios à Deus, não comer frutos do mar, não usar dois tipos de tecidos na roupa e não cortar cabelo ou fazer a barba. Levando em conta que vc não segue estas leis que a Bíblia ordena, mas aceita o que convém, um termo te define: hipócrita!

DEIXE UMA RESPOSTA