Pastor conselheiro de Justin Bieber diz que o cantor não pode ser abandonado, mesmo após escândalos

3

O pastor Carl Lentz concedeu entrevista e comentou sua relação com Justin Bieber, que tem estado na mídia muito mais pelas polêmicas em que se envolve do que por sua arte, e afirmou que o cantor pop não deve ser abandonado.

Lentz é líder da igreja Hillsong NYC e há anos acompanha Bieber como um orientador. Mais recentemente, o cantor foi visto no templo da denominação em Nova York, acompanhando as pregações do pastor.

Frequentemente, Justin Bieber publica fotos nas redes sociais de seus encontros com Carl Lentz, e na última semana, o cantor foi flagrado lendo um livro de autoria do pastor, chamado “Ocuppy All Streets”.

Carl Lentz afirmou que Justin Bieber está numa jornada difícil e não deve ser esquecido, por mais que em diversos momentos ele dê sinais de fraqueza, como nas vezes que foi preso ou mais recentemente, quando foi repreendido por jogar futebol no Vaticano.


“Lembro-me de estar envolvido em uma oração nos bastidores, apenas olhando para ele e dizendo ‘isto vai ser um desafio'”, afirmou o pastor, comentando sobre o primeiro encontro que teve com Justin Bieber em 2008, em Nova Jersey. Na ocasião, Lentz havia sido convidado pelo pastor Judah Smith, líder da The City Church e amigo de Bieber.

Daquele dia em diante, Lentz disse que colocou no próprio coração o propósito de levar o Evangelho de Jesus a Bieber. “Este dia foi como se eu pensasse que ‘vou orar para este menino para fazê-lo seguir adiante’”, contou o pastor ao New York Post.

Apesar da proximidade e dos esforços para ajudar Justin Bieber, o pastor diz que não se sente responsável pelo cantor, mas se mantém firme no propósito de fazê-lo se relacionar com Deus. “Eu tenho um papel especial na vida de Justin espiritualmente, mas eu não me sinto como um cara inspirador para sua vida”, explicou.

Ao final da entrevista, Lentz disse que deseja que o cantor perceba a graça de Deus em sua vida: “Nós estamos falando sobre [Bieber] ter a certeza de que sua vida ainda é uma bênção, não um fardo”.


3 COMENTÁRIOS

  1. Existe sim ajuda para “os jovens comuns”, para aqueles que se dispõem a um discipulado verdadeiro, que buscam ajuda e deixam-se ser confrontados. Eu sou um “jovem comum” e recebo sim atenção e cuidados dos meus líderes espirituais à medida que me disponho a isso, pois as pessoas só podem entrar onde eu dou a permissão, onde a porta está aberta.

  2. Em evangelismo.blog.br, você poderá encontrar um estudo completo sobre o batismo nas águas. Por que os apóstolos batizaram as pessoas em nome do Senhor Jesus? Qual a idade para realizar o batismo? Qual o modo de batizar e em que momento? Acesse!

DEIXE UMA RESPOSTA