Pastor Marco Feliciano adia novamente a votação do projeto da “cura gay” na Comissão de Direitos Humanos

9

A votação do projeto conhecido como “cura gay” foi novamente adiada na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, presidida pelo deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP). De acordo com o site da Câmara dos Deputados, a votação do Projeto de Decreto Legislativo 234/2011, de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO) fazia parte da pauta da reunião ordinária da Comissão dessa quarta feira (15), mas foi cancelada.

De acordo com o A Tarde online, o cancelamento se deu, provavelmente, em função da possibilidade de novos tumultos, por se tratar de um tema que vem motivando grandes manifestações, tanto contrárias, quanto a favor.

Na última passada, Feliciano havia cancelado uma reunião sobre o tema a pedido do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), devido à presença de muitos ministros e trabalhadores rurais, para evitar confusões no local.

Polêmico, o projeto visa a suspensão da validade de dois artigos da Resolução nº 1/99 do Conselho Federal de Psicologia, em vigor desde 1999. Um dos trechos da resolução que o projeto tem como alvo é o Artigo 3º, que estabelece que os psicólogos não devem exercer qualquer ação que favoreça que comportamentos ou práticas homoeróticas sejam vistas como patologias (doenças). De acordo com o autor do projeto, as restrições do conselho são inconstitucionais e ferem a autonomia do paciente. Porém, representantes do conselho criticam a proposta, argumentando que não se pode tratar a homossexualidade como doença.


Desde que Feliciano assumiu a presidência da Comissão, as reuniões tem priorizado a discussão de temáticas indígenas e outros temas menos polêmicos.

Por Dan Martins, para o Gospel+

9 COMENTÁRIOS

  1. É brincadeira… O pau já tá comendo no lombo desse infeliz; ele ainda tem q levantar esse assunto de Cura Gay no conselho? Tá procurando sarna p/ se coçar!

  2. Me impressiona como são alienados, acatam tudo o que sai na mídia, não são capazes nem de saber o que diz a lei e interpretar seu texto, NÃO EXISTE NENHUMA cura gay, o que eles querem com esse projeto de eli é manter o art. 3º e suprimir os paragrafo único desse artigo, bem como o artigo 4 que ambos dizem que o profissional de psicologia não poderá atender no sentido de ajuda ao homossexual que quer mudar sua orientação, isso é obrigar a todos os psicólogos a não ter uma postura profissional, nenhum psicólogo vai prometer cura, que gente que engole tudo que sai na mídia e não pesquisa, os ateus e secularistas é normal ser alienados pq nem que esteja na frente deles eles não enxergam por causa do seu preconceito contra a religião cristã, agora os próprios cristãos caindo nessa é o fim da picada mesmo!!

  3. Por que proibir um psicologo, de atender um hosmossexual ou lesbica , que queiram ajuda psicologica, para abandonarem essa pratica?Seria constitucional impedir o direito de alguem buscar esse tipo de ajuda?

  4. ELIAS E LILIANE REALMENTE OUVE ESTAR REPORTAGEM MAIS VOCÊ VIU POR ACASO ESTAVA LAR QUEM SE SUJEITARIA A ESTA PESQUISA SENDO HOMOFOBICO HOMOFOBICO E UM DOENTE TEM ODIO DE GAY VONTADE DE MATAR E UM LOUCO MAIS PESSOAS QUE LUTAM CONTRA A CAUSA GAY SÃO PESSOAS QUE OS AMAM MUITO E COMO PAIS QUE NÃO QUEREM VER O MAU DO FILHO DE MODO ALGUM ACEITA ROUBO DROGAS VIOLENCIA POR PARTE DO FILHO AMASSE O FILHO NÃO O QUE ELE FAZ . OUTRA COISA ESSA PESQUISA MESMO QUE FOSSE VERDADE NÃO PROVA NADA MESMO PORQUE O SERUMANO FICA ECITADO QUANDO VER QUALQUE TIPO DE SEXO MULHER COM MULHER OS HOMENS JÁ GOSTAM E ANIMAIS TRASANDO OU HOMEM COM HOMEM ISTO NÃO DEMOSTRA HOMOXESUALISMO APENAS MEXE COM A IMAGINAÇÃO DAS PESSOAS PODE ATER SE VER TENDO SEXO ANAL COM MULHER ELES NÃO VER O SEXO DA PESSOA MAIS SIM O SEXO POIS A MIDIA REVISTA TUDO LIGADO AO SEXO ECITA A MENTE SAI DA QUELE LUGAR E VOA.

DEIXE UMA RESPOSTA