Pastor se torna vítima de extorsão e tem foto íntima divulgada na internet

15

Um pastor virou o centro das atenções após a divulgação de uma foto sua, nu, por uma mulher que pretendia extorqui-lo em troca do segredo. Charles Jenkins, dirigente da Fellowship Missionary Baptist Church, em Chicago, teria que pagar US$ 20 mil para que sua nudez não fosse exposta.

O caso, embaraçoso, ganhou as páginas dos jornais norte-americanos depois que o pastor se negou a ceder à chantagem da mulher e sua imagem foi parar na internet. A revista EEW Magazine News noticiou que a mulher seria uma ex-funcionária de Jenkins, porém novas versões sugerem que o pastor e a mulher teriam uma relação além do âmbito profissional.

A assessoria de imprensa do pastor optou por não comentar o caso, e as especulações se tornaram inúmeras nas redes sociais. Muito fiéis manifestaram apoio ao pastor, mesmo com a situação precisando de esclarecimentos mais substanciais.

No Twitter, uma fiel da igreja dirigida pelo pastor afirmou que intercederia por ele: “Eu vou enviar orações para o pastor Charles Jenkins, que é um líder incrível e meu amigo. Deus é real e Ele irá prevalecer”.


No entanto, o apoio de uns era rivalizado pela crítica de outros: “Eu nunca confiei em Charles Jenkins, ainda mais quando o reverendo Clay Evans o anunciou como seu sucessor. Eu era totalmente contra e agora vejo o porquê”, queixou-se outra fiel.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


15 COMENTÁRIOS

  1. TODO MUNDO MERECE PERDAO, JESUS
    DISSE ATIRE A PRIMEIRA PRDRA TODO AQUELE QUE NAO TEM PECADO OU NUNCA PECOU, PENSEM MUITO ANTES DE AGIREM PORQUE PODERAM ESTAR DESAGRADANDO AO
    NOSSO DEUS…..!

  2. Ninguém viu a foto até onde entendi, e se o erro realmente aconteceu que ele se arrependa pois os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis. Adultério é pecado mas maldizer o próximo também é (” Não faleis mal uns dos outros”) Devemos remir o tempo e não gastá-lo produzindo contra o reino de Deus. Creio que deveríamos orar por todos os que estão em pecados e não condená-los como se fôssemos juízes, pois, com a mesma medida que medida que medirmos nos medirão também!

DEIXE UMA RESPOSTA