Superinteressante aborda Os Dez Mandamentos em matéria e sugere que Moisés foi um mito

5

A reboque do sucesso de audiência que a “novela bíblica” Os Dez Mandamentos tem alcançado, a revista Superinteressante vai abordar a jornada de Moisés em sua próxima edição.

No anúncio que promove o próximo exemplar, a página da revista no Facebook anunciou que a matéria de capa desvendaria uma espécie de mito do profeta hebreu: “Os Dez Mandamentos. Como um rei megalomaníaco, muita geopolítica e uma farsa de proporções bíblicas criaram a saga de Moisés – o herói que foi sem nunca ter sido”.

O jornalista Reinaldo José Lopes, um dos autores da matéria, se dedica a um blog ateu, chamado “Darwin e Deus”, onde costuma atribuir a ciência questões que pessoas de fé atribuem a Deus.

As recentes empreitadas da revista contra a fé – meses atrás a publicação editou uma matéria generalista sobre os evangélicos – demonstram o alinhamento dos editores com o pensamento da moda, tentando apresentar conceitos de seculares como os únicos corretos.


Antes conhecida por suas matérias que explicavam questões científicas com linguagem simples e acessíveis, a revista mudou seu foco e, a título de explicar a história, passou a atacar as bases do cristianismo.

Em 2012 a revista publicou matéria afirmando que Jesus era apenas um profeta “baixinho” que não teria sido traído por Judas, e que os Evangelhos não teriam sido escritos pelos apóstolos.

No mesmo ano, uma matéria que explorava trechos bíblicos pouco comuns em sermões, sugeria que o rei Davi e seu amigo Jonatas teriam mantido relações homossexuais.

No caso da edição de setembro de 2015, a revista usou a imagem de uma Bíblia coberta de sangue para ilustrar “como os fundamentalistas ameaçam as liberdades individuais”. No texto, os autores diziam que quem defende com paixão os preceitos bíblicos têm sede de sangue.


5 COMENTÁRIOS

  1. todo cristianismo eh um mito.
    alguns creem nos mitos ateh que eles perdem o poder de convencimento.
    aconteceu com todas as religioes.
    o cristianismo tb tem um prazo de validade.

  2. nenhuma novidade ateu nunca vai dizer que a bíblia é real, agora fatos cientificos existem ai e muitos, a poucos dias pesquisador descobriu o lugar por onde atravessaram o mar vermelho, e restos que provam a passagem e afogamento de faraó.
    então é só mais um ateu tolo, não duvido que seja gay, combinação perfeita para ser inimigo de DEUS.

  3. No futuro, um mito, será apenas essa reportagem, mas toda a demostração do poder de Deus, permanecerá para sempre, seja através de Moisés, de Davi, de Cristo ou de qualquer outro dos profetas, dos reis ou dos apóstolos!
    Como pode uma revista atual colocar em sua capa o título; “a verdadeira história de Moisés”; se a verdadeira história foi escrita pelo próprio Moisés.
    Será que eu vou deixar de acreditar no que foi escrito pelo próprio autor de Êxodo para acreditar em algo escrito por um homem que nasceu nem se quer a cem anos atrás.
    Você deixaria de acreditar no que você pode dizer ou pensar de você mesmo, para acreditar naquilo que falam ou pensam de você?
    Imagine que o autor dessa reportagem um dia faça uma biografia de si mesmo e da qui a mais de três mil anos alguém venha e diga que a biografia é falsa, é mentirosa, etc.
    No mínimo é uma incoerência, e essa reportagem nunca passará de uma mentira inventada para usurpar a Glória de Deus, mas….Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei,…..Isaías 42:8

  4. Ranzes viveu mais de 90 anos, o reino dele continuou prospero, teve mais de 100 filhos, sua mumia esta seca em um museu no egito, nem sinal de agua do mar.



    Assine o Canal

DEIXE UMA RESPOSTA