Perseguição religiosa causa morte de 100 mil cristãos a cada ano, afirma Vaticano

16

O Vaticano apresentou um relatório à ONU no qual relata que a perseguição e o fanatismo religioso causam a morte de 100 mil cristãos todo ano. O relatório foi apesentado por Silvano Maria Tomasi, embaixador do Vaticano, e detalha que as regiões mais críticas são a África, Oriente Médio e Ásia.

– Os números parecem muito altos, mas são todos comprovados – explicou o monsenhor Tomasi, em entrevista ao Estadão. Ele disse ainda que a situação é “muito grave para muitos cristãos”.

– Temos de falar sobre esse assunto. Não se pode deixar que essa realidade seja esquecida – completou Tomasi.

Desde o início do pontificado do papa Francisco, o Vaticano vem trabalhando com objetivo de construir pontes entre religiões, mas também reforçar a precária situação vivida pelos cristãos em várias regiões.


Monsenhor Tomasi afirmou ainda que a perseguição a cristãos é “resultado do fanatismo, intolerância, terrorismo e de leis discriminatórias”. Segundo o relatório, as regiões de maioria islâmica seriam as mais preocupantes. Além das mortes, há ameaças constantes sobre diversas comunidades.

– Muitos são obrigados a deixar suas casas e regiões e estão vendo a destruição de seus locais de culto, violações, violência e o sequestro de seus líderes – detalhou o representante do Vaticano, lembrando dos ataques a religiosos na cidade síria de Alepo, e denunciando a violação de liberdade religiosa e ataques sistemáticos às comunidades, principalmente na África, Ásia e Oriente Médio.

– Não são os governos que estão cometendo (os crimes). São grupos privados e comunidades. Mas a realidade é que governos não atuam, pois precisam de votos. Além disso, a Justiça em vários desses países é frágil e não protege essa população – detalhou o embaixador do Vaticano.

O Vaticano já denunciou também, através do Papa Francisco, à situação de cristãos na China, alvo de perseguição. Segundo o líder máximo da Igreja Católica, tal situação é “crítica”.

Por Dan Martins, para o Gospel+


16 COMENTÁRIOS

  1. A PAZ!

    Essa situação tende a somente piorar, tempos passado os Muçulmanos reconquistaram JERUSALÉM e expulsou os Católicos que até então a controlavam, e quase dominaram a Europa hoje(nome), e muitos Países foram influenciados por sua Cultura, Espanha foi um deles, até hoje existe problemas lá, Norte/Sul, hoje a situação e mais VIOLENTA no que diz sobre a sua “guerra santa” contra qualquer um que seja contrário a sua religião, quando se diz que os homossexuais e Crentes, Católicos e aí e tradição serem inimigos, ou todo aquele que tem influencia Cristã, incluo nisso os Israelitas, que esse são mortais aos Muçulmanos e nisso podemos incluir GLS cuja a intolerância e brutal, inadmissível sua existência pior que Cristão, e uma realidade, a gente fala mas, acham que falar e perseguição. afinal, francamente e melhor ter um Cristão xingando que eles matando sem julgamento, porque se colocarem na cadeia eles vão contaminar os outros homens presos, isso e REAL!

    Daí dirão mas o Brasil e laico e daí, eles estão pouco a pouco se construindo em todo mundo, haverá tempo que será fatal suas influências, pouco tenho haver com isso, somente não concordo que TENHA QUE EXISTIR GUERRA, MORTES, e isso e uma realidade, antes era contra o chamado “império americano”, Terrorismo!, daí Kadafi Príncipe do Terrorismo, Sequestro, etc…,tomou o Poder e seu Próprio Povo não o aguentou, Guerra Santa?, conversa!, e sobre controle Mundial mesmo. Caso da China e diferente o seu Regime acredita que as “Religiões” deixam as pessoas PREGUIÇOSAS!, tira o animo de trabalhar, assim como Sindicato, podem pesquisar,internet e para isso, enfim como ESTA NA BÍBLIA ESTAMOS JÁ EM APOCALIPSE, pode até ser começo mas ESTAMOS LÁ!, os Fatos que a Igreja Católica expõe, de ser apenas Grupos e não politicamente, não condiz com a realidade, apenas não querem provocar os GOVERNOS, porque daí seria provocação A GUERRA, tudo e jogo Politico nada mais, POREM ISSO TUDO TENDE A EXPLODIR PELO CAMINHAR, não e pessimismo mas o Mundo não esta m,ais se suportando, mais Mundo Comercial esta não longe de explodir, tenha visto que o Mercado Ásiatico esta cada vez mais agressivo como nunca, antes seus produtos eram descriminados hoje tem em todos os lugares até no sertão mais longínquo tem produto Ásiatico, isso tudo e para refletir que dias ainda virão, de que forma? somente DEUS SABE, quanto a nos não sabemos até o que vai acontecer daqui 15 minutos ou os minutos seguintes!, RESTA ORAR!

      • Mauro2011

        Verdade!, meu receio e que Políticos ou melhor representantes que até muitas vezes escolhemos, se vendem indiretamente por quantias que acham suficiente e na verdade e ESMOLA!, dai recuperar o TEMPO, não mais e possível, mas, se observarmos as nossas BÍBLIAS LÁ ESTA ESCRITO SOBRE O FINAL DOS TEMPOS, que as AGRESSÕES SE MULTIPLICARIA, OU VIOLENCIA COMO QUEIRA, agente torce que nada disso ocorra, mas se ACREDITAMOS NO EVANGÉLHO, EM QUE PODEMOS MUDAR, SOMENTE COM NOSSOS COMPÓRTAMENTO?, SOMENTE RESTA “REZAR E ORAR” PARA DIAS MELHORES, OU MAIS AMENIZADOS EM SUA IRA!, Valeuuu!

  2. Parabéns à Igreja Católica.

    Uns dias atrás cobrei nesse site da imperiosidade dela se pronunciar, afinal, de todas é a que mais tem condições técnicas, pois desde os anos vinte tem status de um Estado, o Vaticano.

    Ora, estando presente na ONU, acredito que seja membro, é quem primeiro deve junto aos seus pares chamar a atenção, bem assim sugerir criar comandos visando ações mais rígidas dos estados membros, ficando o órgão com a responsabilidade de cobrar e impor sanções.

    Essa política universal de tratamento eu sugeriria também se muçulmanos e comunistas estivessem sendo mortos, independente de quem cometesse o crime, católicos, evangélicos, em síntese, somos irmãos e temos que respeitar as diferenças de credo um do outro.

    A Coréia do Norte, China, países africanos, muçulmanos, de lá chegam relatos, assim como do México em que um grupo que dizem ser de católicos persegue evangélicos, todos devem ser alertados de que se não tomada posturas governamentais com campanhas na mídia exaltando a diferença que os seres humanos carregam, inclusive de ter credos diversos, bem assim punir colocando sob os auspícios da lei os criminosos, poderá o país vir a sofrer sanções na ONU, com barreiras comerciais, empréstimos…

    Parabéns Igreja Católica, mas se espera que não fique apenas nesse alerta, sim proceda influenciando nos mais diversos campos como o citado acima quanto a ONU, seja uma embaixadora no sentido de conciliar todos os credos, católicos, protestantes, sunitas, xiitas, inclusive pedindo perdão dos excessos cometidos no passado, mas sempre atuante nesse ideal, pois precisamos romper este século como o das luzes, haja vista a rede mundial em que todos da humanidade se tornaram cidadãos do mundo, com voz e voto.

    • Levi,

      precisamos deixar as nossas diferenças para debatermos em meios específicos, lá fora desejam as nossas cabeças. A união dos cristãos é de suma importância.

      • Muitos erros foram cometidos por causa de religiosos despreparados.

        Estamos vendo agora os de origem muçulmana matando a eles próprios(sunitas X xeetas), assim como matando os cristãos(católicos e protestantes), estados totalitários assim também agindo.

        Ora, como eu sendo cristão posso fazer uso de combustível vindo de um país que permite e insufla a marte do seu semelhante por divergir religiosamente?

        Barreiras estão sendo criadas contra países que permitem a matança de alguns tipos de animais, dos que permitem a derrubada de árvores, dos que matam animais de corte a modo x ou y, mas não se cria restrições a países que permite ou se cala com a morte por decorrência de credos, de ser mulher, de ser menor, justo o ser que foi criado à semelhança de Deus, o que Cristo veio aqui morrem por eles?

        Assim, meu caro, dentro da ONU, a Igreja Católica deveria começar com essa defesa, mesmo que demore vinte anos pra surtir resultado, mas tem que ser a bandeira dela, pois esta foi uma qualidade preconizada por Cristo em seu belo sermão, o da montanha, A BEM AVENTURANÇA AOS PACIFICADORES.

    • O Papa Francisco parece ser uma voz conciliatória neste sentido, visto pregar o respeito para com aqueles que pertencem à outras religiões.

      Entretanto, hoje vejo o papa mais como um figura simbólica do que uma autoridade, de fato… É só ver o episódio recente onde ele disse que qualquer pessoa boa, pertencente a qualquer religião poderia ser salva, e o Vaticano o retificou de pronto.

      Não acredito em guerra! Não estamos em guerra contra os muçulmanos do Oriente Médio ou contra os Ateus da Rússia ou China. Acredito em paz!

      Se todos os países exercecem a laicidade (Que hoje infelizmente parece ameaçada no Brasil também, face o levante de alguns líderes religiosos que se comportam como verdadeiros Ayatolás) teríamos o respeito a livre escolha de crenças.

      Nada imposto é legal! Não sou Cristão porque me impuseram esta condição. Sou Cristão porque acredito que não há legado mais bonito e correto que o que Cristo nos deixou!

      • Eduardo,

        duas considerações, Francisco é uma autoridade para os cristãos católicos de fato, para os demais é uma das referências na defesa do cristianismo. Outro detalhe, a maioria Russa cristã ortodoxa.

        • Exato, Mauro!

          Mas o que quis dizer é que o Papa pode até ter a melhor das intenções, mas se for minado pelo Vaticano pode mudar algumas de suas ideias e/ou até renunciar, como fez seu antecessor.

          Rsrs Rússia foi um exemplo infeliz meu… Ainda tô preso à Rússia de Lênin…

          Mas que fique bem claro, que não tenho nada contra ateus… Todos têm direito de acreditar no que quiser, ou não acreditar no que quiser também.

          O que classifica um homem, pra mim, não são suas crenças e sim suas atitudes.

          Concordo com vc que deveríamos deixar nossas “diferenças” e buscarmos a união. Afinal, como vamos mostrar o cristianismo para o mundo se dentro do próprio cristianismo há tanta bateção de cabeça?

  3. Protestos na França: apoio a governo socialista cai para 25%. Porque a mídia brasileira não mostra tudo?

    “Os socialistas alcançam a vitória… mas saem derrotados. O apoio ao governo socialista despenca de forma assustadora” (em abril, só 25% do eleitorado dão apoio a Hollande)

    Acontece na França um fenômeno de opinião pública novo, que marcará história. Desta vez, os números não dizem respeito à conjuntura econômica. Correspondem a um fenômeno de opinião inédito e extraordinário, que atinge profundamente os espíritos e se espalha por toda a França.

    É um estado de resistência ativa em face dos ataques revolucionários, e se destaca por quatro pontos, que até aqui não se conheciam:

    1. O movimento tem raízes ideológico-religiosas.

    2. É impulsionado por jovens, por casais e por celibatários, tanto homens quanto mulheres.

    3. A estratégia do movimento é inovadora e percuciente.

    4. Esse movimento tem um caráter irreversível.

    Enquanto os parlamentares de esquerda festejavam a aprovação do chamado “matrimônio” homossexual, gritando freneticamente: “igualdade, igualdade!”, com aplausos cadenciados, um grupo de jovens, postados nas galerias da Assembléia Nacional Francesa interrompeu o “carnaval” da esquerda, hasteando uma bandeira branca com a palavra “Referendo“.

    Nisso, o presidente da Assembléia, o socialista Claude Bartolone, fora de si, ordenou aos gritos: “TIREM DAQUI À FORÇA ESSES INIMIGOS DA DEMOCRACIA [SIC!]. ESSES NÃO TÊM DIREITO DE ESTAR AQUI!”

    Quer dizer que a “democracia” só vale… para os que estão de acordo com o socialismo! Dessa concepção nasceu o “Comitê de Salvação Pública”, Robespierre e o Terror na Revolução Francesa.

    Na grande frente anti-socialista, a presença católica é determinante.

    O site “Boulevard Volteire” (cujo nome não deixa margem a duvidas) descreve o perfil dos manifestantes: “Esses resistentes são…Católicos! …Eles estão começando a compreender que o liberalismo, que enlouqueceu, está fracassado. Trata-se de famílias e, sobretudo, de jovens, que “saíram às ruas para dizer ‘basta!’ aos destruidores da sociedade“.

    Outro site acrescenta: são pessoas “de alto nível espiritual e dogmático, seguros de sua fé e do sangue de 1500 anos que corre em suas veias, e como franceses, conscientes do que representa essa herança [católica]“.

    O conhecido analista Ivan Rioufol comenta o extraordinário fenômeno da opinião pública francesa que sai de sua apatia e conclama à luta:

    “A esquerda mal acredita no que vê. Acha-se atingida no seu ponto mais sensível! De fato, não conseguiu prever a nova indignação popular. Justamente a esquerda, que tanto procurou lisonjear a juventude, descobre agora, estupefata, a multidão dos indignados que lhe viram as costas:milhares de jovens desafiam o poder estabelecido, rechaçando o seu projeto de ‘matrimônio’ e de adoção para os homossexuais […]. Por outro lado, a esquerda não compreende nada a respeito do que se passa. Insiste em ver os manifestantes ‘extremistas’, ‘fanáticos’, ‘exaltados’, ‘homofóbicos’ […]“.

    Essa grosseira “satanização” ignora o essencial: isso que está aparecendo é o despertar de uma juventude… que caminha em direção oposta ao legado da velha sociedade que chega ao seu fim. Quer dizer, [já se foi a época] dos adeptos de maio de 1968 [revolução estudantil anárquica], e de sua ideologia relativista do “politicamente correto”.

    Desse legado revolucionário, tais jovens “recusam tudo, começando por recusar o desprezo à família, à nação, à cultura. Faz vários anos que as pesquisas de opinião pública apontaram esse novo perfil da juventude, que se inscreve numa reação a 40 anos de sucessivos desastres ideológicos. De agora em diante, essa juventude quer escrever uma nova História”[5].

    Antes de sair desse texto, veja esse artigo: midiasemmascara.org/artigos/internacional/europa/14175-como-se-constroi-uma-farsa.html (colocar “www” no início)

    [1] lifesitenews.com/news/france-passes-gay-marriage (colocar “www” no início)

    [2] bvoltaire.fr/francoisteutsch/le-peuple-catholique-sest-leve-et-il-a-de-beaux-restes,18934 (colocar “www” no início)

    [3] gloria.tv/?media=428401&postings (colocar “www” no início)

    [4] BRUNO FRAPPAT, Sommes-nous devenus fous? (“¿Nos hemos vuelto locos?”), “La Croix” 19-4-2013

    [5]video.lefigaro.fr/figaro/video/rioufol-la-jeunesse-veut-ecrire-une-nouvelle-histoire/2310117112001/ (colocar http no início)

    Fonte: tradicionyaccion.org.pe/tya/spip.php?article240 (colocar “www” no início)

    • Como vocês podem perceber, caros leitores, o clima de histeria do governo é tamanho, que estão sendo criadas desculpas para atacar impunemente os opositores da lei Taubira. E para justificar estes atos, há uma verdadeira tentativa de se criar situações falsas, que visão apenas transmitir a ideia de que os manifestantes são violentos, e não o governo. Contudo, a coisa está saindo do controle.

      Hoje (28) pela manhã, por exemplo, diversas mães que estavam diante de um colégio foram presas pela polícia. O crime? Elas estavam usando camisetas da Manif pour tous. Isso mesmo, leitores, a polícia prendeu diversas mães que estavam na frente do colégio Buffon, em Paris, para pegar seus filhos, que ficaram abandonados na saída, simplesmente porque elas são defensoras da família.

      No mesmo período, jovens que estavam no boulevard Pasteur, também em Paris, foram presos pelo mesmo motivo, por usarem camisetas com os símbolos da LMPT (aquela estampa com a família pai, mãe e filhos de mãos dadas). E mais, não é só isso não, outro jovem, que saia da estação do metrô Sevres, foi preso só porque, vejamos, estava no lugar errado e na hora errada; ou seja, se você estiver em Paris, e tiver o semblante de alguém que desaprova a lei Taubira, se prepare, você será preso!

      Além destes atos de terrorismo de Estado, o site do Forum Catholique, grande site de debates da Tradição católica na França, foi hackeado pelo defensores da ditadura gay. No mesmo dia, o Instituto Civitas foi alvo de uma ameaça de bomba[26].

      Logo, a França profunda se vê agora em um confronto direto com a França moribunda, chamada de França “moderna”, que, por mais que alguns teimam em não reconhecer, fracassou e caminha para sua destruição. E a guerra que está eclodindo, uma guerra de civilização, não será vencida sem suor e sangue.

      Assim, caros leitores, principalmente aos que ainda se iludem com a Rede Globo, com a revista Veja ou com a Folha de São Paulo, empresas dominadas pela pauta gay, afirmo que a farsa que está sendo montada na França só tem um objetivo: justificar as ações do governo socialista francês, que quer calar seu povo no soco.

      Que Deus tenha piedade de nossos irmãos, e viva a França católica! A França que despertou de seu sono.

DEIXE UMA RESPOSTA