Desenho infantil mostra casal gay e psicóloga condena: “Confunde a identidade das crianças”

22

Nesta semana, a emissora Nickelodeon veiculou, nos Estados Unidos, o primeiro episódio de um desenho infantil que apresentou um casal homossexual, e a repercussão internacional foi intensa. O mesmo capítulo já havia sido mostrado no Brasil no dia 30 de junho, sem despertar curiosidades.

A psicóloga Marisa Lobo comentou a iniciativa da emissora através do desenho The Loud House, que tem sua trama construída a partir da vida do personagem Lincoln Loud e suas dez irmãs.

Para Marisa Lobo, esse tipo de iniciativa beira a doutrinação: “Eu vejo uma precipitação dos movimentos LGBTs, dos defensores da homoafetividade, em precipitar algo que eles nem sabem se é definitivo em uma criança ou não. A orientação sexual como gênero pode ser simplesmente, na infância, uma confusão ou uma curiosidade. Eles querem mostrar para as crianças que a heterossexualidade e a homossexualidade estão em pé de igualdade extrema. O que não é verdade”, comentou, em entrevista ao portal Guia-me.

No episódio em questão, não há cenas com beijos ou demonstrações de afetividade. O casal gay leva o filho, Clyde, para a casa de Lincoln, onde ele passará uma noite fora de casa pela primeira vez. A aparição foi rápida e discreta.


“Não fomos procurados por ninguém para comentar o episódio”, disse a assessoria do canal no Brasil, afirmando que por aqui, a imprensa não repercutiu a inédita menção à homossexualidade em produções da Nickelodeon.

De acordo com informações do portal O Povo Online, em um episódio sem data de exibição definida, o mesmo casal voltará a aparecer no desenho, dessa vez com maior destaque, afinal a história será contada na casa do personagem Clyde. A previsão é que vá ao ar em setembro.

“Quando falamos em respeito às diferenças, nós temos que respeitar. As crianças devem viver como elas querem e como as suas famílias querem. Mas, o fato de uma criança ter curiosidade sexual com o sexo oposto ou do mesmo sexo, não significa que ela seja homossexual ou que ela tenha um gênero diferente do gênero em consonância do sexo dela”, contextualizou Marisa Lobo.

A psicóloga criticou os efeitos práticos desse tipo de iniciativa: “Só faz aumentar o desequilíbrio da natureza humana. Sem juízo de valor, mas a verdade é que esses desenhos mostrando pares homoafetivos, só confundem a identidade sexual e a identidade de gênero das crianças. É uma confusão”, afirmou.

Em determinada fase da infância, as crianças atravessam uma temporada de descobertas e curiosidades pelo sexo, seja ele oposto ou não, segundo Marisa: “As crianças estão no final da elaboração do ‘Complexo de Édipo’, por exemplo, onde a sexualidade infantil aflora no sentido de curiosidade. Não é uma curiosidade que envolve o sexo em si, mas descobertas do sexo oposto e eles descobrem muitas vezes o sexo oposto com curiosidades do mesmo sexo”, acrescentou. “Tudo isso é curiosidade da criança que ainda não tem juízo de valor e uma moralidade definida. Então ela não sabe ainda o que está acontecendo com ela. Ela segue a natureza humana dela e os hormônios e a curiosidade, mas não está definido o que é a homossexualidade”, concluiu.


22 COMENTÁRIOS

  1. Vamos lá… “Eu vejo uma precipitação dos movimentos LGBTs, dos defensores da homoafetividade, em precipitar algo que eles nem sabem se é definitivo em uma criança ou não.”
    .
    Seguindo essa linha de “raciocínio”, seria precipitado, também, mostrar casais héteros em desenhos infantis – melhor aparecerem só as crianças -, já que “eles nem sabem se é definitivo ou não” a sexualidade que têm… PQ*******
    .
    Sei que a “psicóloga” se refere apenas à homossexualidade, bissexualidade… Mas se mostrar casais homoafetivos causa “confusão” na criança(supomos aqui, a que se descobrirá hétero), da mesma forma, mostrar casais héteros causaria confusão numa criança que se descobrirá homossexual, não?
    .
    Cada uma… ^^
    .
    O que causa confusão na criança são esse monte de informação distorcida e preconceituosa que recebem desde sempre…
    .
    Quanto mais as crianças conviverem com a diversidade(todas, não apenas no que se refere à sexualidade), da forma mais normal possível, menos confusas – como esta criatura que se diz psicóloga -, elas serão quando adultas…
    .
    Crianças não têm a maldade dos adultos, os preconceitos, os limites… Mas tornam-se adultos maldosos, preconceituosos e limitados(“confusos”), de acordo com a educação igualmente maldosa, preconceituosa e limitada que recebem…
    .
    E sim, “psicóloga”, as sexualidades estão em pé de igualdade…
    .

  2. Conheço um garoto que hoje já é pai de família que cresceu com suas mães e no meio glBT. NEsse caso eu posso atestar que elê não sofreu influência, confusão mental. Precisamos discutir gênero em todos os ambientes, na escola, igrejas e etc. Precisamos proteger as mulheres de ataques machistas, os lgbts e todos que sofrem perseguição por parte de a sociedade hipócrita e ignorante. Foi psicóloga mesmo que falou isso? Tenho minhas dúvidas.

  3. É preciso muita atenção dos pais com relação aos desenhos que os filhos veem, afinal esse decadente grupo de pares homossexuais querem a todo custo e em todos os meios possiveis divulgar os seus pensamentos iníquos que contradiz os preceitos de DEUS.

  4. dra Mariswa a senhora está mais que certa, lembra da passagem de saianás tentando JESUS? ele faz isso, quer enfraquecer a mente humana para depois tirar proveito disso. como esses gays são orientados por satanás, eles ficam enfraquecendo as mentes das crianças para depois arrebata-los para eles essa é a estratégia. essa sarah freitas , quer comentar algo que ela desconhece, existe até um chavão. “DIGA COM QUEM TU ANDAS , QUE TE DIREI QUEM ÉS”.

  5. Deixem as crianças serem crianças! Mensagens subliminares de qualquer natureza/conteúdo (homossexual ou não) não devem fazer parte do repertório de uma criança em formação de caráter e personalidade. Quando chegar à adolescência/fase adulta, ela decidirá as suas opçoes/caminhos. O tempo amadurece todas as coisas.

  6. A “psicóloga” condena? Tá explicado porque o diploma dela não tem a menor validade. Não adianta ter um documento que confere uma profissão se você faz tudo ao contrário do que a profissão ensinou. Qual seria o grande problema de um casal Gay levar o filho na casa do amiguinho? Isso não existe aos milhões na vida real? Quantos milhões de casais Gays tem filhos e as crianças não viram Gays por causa disso? Doutrinar uma criança a ser gay é impossível, assim como você jamais conseguirá fazer uma criança Gay virar hétera. Se fosse um par de héteros que está levando o filho na casa do amigo, isso não seria uma doutrinação hétera precoce na cabeça das crianças? Não haveria o risco de influenciar as crianças que assistem a serem héteras? Muito estranho isso…Chega de mimimi e aceita logo as diferenças que doi menos. No mundo existem Gays e héteros, cis e Trans, velhos e jovens, altos e baixos, magros e altos, brancos, negros e uma infinidade de cores e culturas. Tentar criar seus filhos numa bolha fictícia onde só tem gente branca, rica e família de margarina não vai ajudá-los a serem pessoas melhores, muito pelo contrário. Vocês estão criando severas difcultades para seus filhos no futuro.

  7. A Marisa Lobo não tem propriedade para falar sobre esse assunto, pois uma psicóloga que considera LGBTs pessoas portadoras de transtornos mentais, pessoas doentes não merece ser chamada de uma profissão tão importante, tão especial como a de um profissional de psicologia.

    Eu conheço casos de casais homoafetivos que tem seus filhos, tiveram seus filhos adotados e hoje essas pessoas são casadas e tem seus relacionamentos heterossexuais.

    Se desenho influenciasse era para eu ser uma criminosa, eu cresci assistindo Pica Pau, Chaves, Tom e Jerry, no Pica Pau fala palavrões, mostra cenas com bombas, pancadas, no seriado ‘Chaves’ mostra cenas de pancadas, no Tom e Jerry a mesma coisa, isso é por que a homossexualidade esta sendo mostrada, e quem tem preconceito se incomoda quanto o tema é abordado.

  8. Se o comportamento homoxessual é para termos como um comportamento normal, porque se tem que respeitar a escolha sexual do ser humano como sendo normal, temos que respeitar também as opções do: pedófilo, Zoofilia, Necrofilia, Parafelia, são aberrações para uns e de grande prazeres para outros.

  9. DEIXA ACONTECER NATURALMENTE! Totalmente errado, querer induzir ou interferir naquilo que a pessoa tem por sua exclusiva escolha e da sua natureza.
    Todo tipo de interferência, de uma forma ou de outra, deve ser condenado como um crime. Mesmo que seja da própria família. Assim se da um fim nessa briga de se meter onde não é da sua conra. Afinal, a liberdade de escolha é de cada um e EXCLUSIVO.

  10. Vamos lá… "Eu vejo uma precipitação dos movimentos LGBTs, dos defensores da homoafetividade, em precipitar algo que eles nem sabem se é definitivo em uma criança ou não."
    .
    Seguindo essa linha de "raciocínio", seria precipitado, também, mostrar casais héteros em desenhos infantis – melhor aparecerem só as crianças -, já que "eles nem sabem se é definitivo ou não" a sexualidade que têm… PQ*******
    .
    Sei que a "psicóloga" se refere apenas à homossexualidade, bissexualidade… Mas se mostrar casais homoafetivos causa "confusão" na criança(supomos aqui, a que se descobrirá hétero), da mesma forma, mostrar casais héteros causaria confusão numa criança que se descobrirá homossexual, não?
    .
    Cada uma… ^^
    .
    O que causa confusão na criança são esse monte de informação distorcida e preconceituosa que recebem desde sempre…
    .
    Quanto mais as crianças conviverem com a diversidade(todas, não apenas no que se refere à sexualidade), da forma mais normal possível, menos confusas – como esta criatura que se diz psicóloga -, elas serão quando adultas…
    .
    Crianças não têm a maldade dos adultos, os preconceitos, os limites… Mas tornam-se adultos maldosos, preconceituosos e limitados("confusos"), de acordo com a educação igualmente maldosa, preconceituosa e limitada que recebem…
    .
    E sim, "psicóloga", as sexualidades estão em pé de igualdade…
    .

  11. Vamos lá… “Eu vejo uma precipitação dos movimentos LGBTs, dos defensores da homoafetividade, em precipitar algo que eles nem sabem se é definitivo em uma criança ou não.”
    .
    Seguindo essa linha de “raciocínio”, seria precipitado, também, mostrar casais héteros em desenhos infantis – melhor aparecerem só as crianças -, já que “eles nem sabem se é definitivo ou não” a sexualidade que têm… PQ*******
    .
    Sei que a “psicóloga” se refere apenas à homossexualidade, bissexualidade… Mas se mostrar casais homoafetivos causa “confusão” na criança(supomos aqui, a que se descobrirá hétero), da mesma forma, mostrar casais héteros causaria confusão numa criança que se descobrirá homossexual, não?
    .
    Cada uma… ^^
    .
    O que causa confusão na criança são esse monte de informação distorcida e preconceituosa que recebem desde sempre…
    .
    Quanto mais as crianças conviverem com a diversidade(todas, não apenas no que se refere à sexualidade), da forma mais normal possível, menos confusas – como esta criatura que se diz psicóloga -, elas serão quando adultas…
    .
    Crianças não têm a maldade dos adultos, os preconceitos, os limites… Mas tornam-se adultos maldosos, preconceituosos e limitados(“confusos”), de acordo com a educação igualmente maldosa, preconceituosa e limitada que recebem…
    .
    E sim, “psicóloga”, as sexualidades estão em pé de igualdade…
    .

  12. Conheço um garoto que hoje já é pai de família que cresceu com suas mães e no meio glBT. NEsse caso eu posso atestar que elê não sofreu influência, confusão mental. Precisamos discutir gênero em todos os ambientes, na escola, igrejas e etc. Precisamos proteger as mulheres de ataques machistas, os lgbts e todos que sofrem perseguição por parte de a sociedade hipócrita e ignorante. Foi psicóloga mesmo que falou isso? Tenho minhas dúvidas.

  13. É preciso muita atenção dos pais com relação aos desenhos que os filhos veem, afinal esse decadente grupo de pares homossexuais querem a todo custo e em todos os meios possiveis divulgar os seus pensamentos iníquos que contradiz os preceitos de DEUS.

  14. Influência quanto à sexualidade(para ser hetero, homo ou bi) não existe… Fosse assim, tanto eu quanto todos os homossexuais que foram criados em "ambiente" hétero(tenho 45 anos e nessa época, podemos dizer que foi a esmagadora maioria), seriam héteros… Nossa sociedade discrimina desde quase sempre a homossexualidade em algumas culturas e praticamente obriga que todos sigam a norma heteroafetiva… Muitos sofreram/sofrem por isso… Heteronormatividade sempre foi imposta… Não somos nós que queremos impor nada, mas apenas viver como não nãos deixavam…
    .
    Os heteros que crescem em "ambiente" hetero, não "viram" heterossexuais porque os pais são, da mesma forma que os homossexuais, filhos de casais homossexuais, não "viram" homossexuais por causa dos pais… Isso não existe… Nem assistindo filmes, novelas, desenhos… Fosse assim, II, não existiriam homossexuais, né?
    .
    Vocês que acreditam nesses falsos religiosos e falsos psicólogos, deveriam procurar sobre o assunto em "fontes" diferentes, diversas, pois eles não pensam em momento algum em proteger a "família tradicional" e blá blá blá, mas tão somente em manter o povo ignorante(no sentido de não saberem sobre o assunto e mantê-lo como tabu)…
    .
    Mas fica a pergunta a quem acredita em nessa influência ou em "escolha":
    Quando vocês escolheram ser heterossexuais? São heterossexuais porque os pais eram? Os imitaram, apenas?
    .

  15. DUVIDA É ATESTAR QUE UM EXCEÇÃO POSSA SER UMNA VERDADE CONTRA A PALAVRA DE UMA ABALIZADA PSICOLOGA, NUNCA DEVEMOS EXPOR QUEM QUER QUE SEJA INCAPAZ DE JULGAR COM INTELIGENCIA A QUALQUER ASSUNTO, TAL COMO AS CRIANÇAS, TUA OPINIÃO SÓ RESALTA O ATIVISMO.
    AGORA QUANTO AS MULHERES SIM DEVE-SE DISCUTIR EM TODOS OS MEIOS, MAS COM A AUSENCIA DAS CREIANÇAS, REFORÇAR QUALQUER ENSINAMENTO QUE NÃO SEHA NA HORA CERTA É NO MINIMO BURRICE

  16. dra Mariswa a senhora está mais que certa, lembra da passagem de saianás tentando JESUS? ele faz isso, quer enfraquecer a mente humana para depois tirar proveito disso. como esses gays são orientados por satanás, eles ficam enfraquecendo as mentes das crianças para depois arrebata-los para eles essa é a estratégia. essa sarah freitas , quer comentar algo que ela desconhece, existe até um chavão. "DIGA COM QUEM TU ANDAS , QUE TE DIREI QUEM ÉS".

  17. Deixem as crianças serem crianças! Mensagens subliminares de qualquer natureza/conteúdo (homossexual ou não) não devem fazer parte do repertório de uma criança em formação de caráter e personalidade. Quando chegar à adolescência/fase adulta, ela decidirá as suas opçoes/caminhos. O tempo amadurece todas as coisas.

  18. A "psicóloga" condena? Tá explicado porque o diploma dela não tem a menor validade. Não adianta ter um documento que confere uma profissão se você faz tudo ao contrário do que a profissão ensinou. Qual seria o grande problema de um casal Gay levar o filho na casa do amiguinho? Isso não existe aos milhões na vida real? Quantos milhões de casais Gays tem filhos e as crianças não viram Gays por causa disso? Doutrinar uma criança a ser gay é impossível, assim como você jamais conseguirá fazer uma criança Gay virar hétera. Se fosse um par de héteros que está levando o filho na casa do amigo, isso não seria uma doutrinação hétera precoce na cabeça das crianças? Não haveria o risco de influenciar as crianças que assistem a serem héteras? Muito estranho isso…Chega de mimimi e aceita logo as diferenças que doi menos. No mundo existem Gays e héteros, cis e Trans, velhos e jovens, altos e baixos, magros e altos, brancos, negros e uma infinidade de cores e culturas. Tentar criar seus filhos numa bolha fictícia onde só tem gente branca, rica e família de margarina não vai ajudá-los a serem pessoas melhores, muito pelo contrário. Vocês estão criando severas difcultades para seus filhos no futuro.

  19. A Marisa Lobo não tem propriedade para falar sobre esse assunto, pois uma psicóloga que considera LGBTs pessoas portadoras de transtornos mentais, pessoas doentes não merece ser chamada de uma profissão tão importante, tão especial como a de um profissional de psicologia.

    Eu conheço casos de casais homoafetivos que tem seus filhos, tiveram seus filhos adotados e hoje essas pessoas são casadas e tem seus relacionamentos heterossexuais.

    Se desenho influenciasse era para eu ser uma criminosa, eu cresci assistindo Pica Pau, Chaves, Tom e Jerry, no Pica Pau fala palavrões, mostra cenas com bombas, pancadas, no seriado 'Chaves' mostra cenas de pancadas, no Tom e Jerry a mesma coisa, isso é por que a homossexualidade esta sendo mostrada, e quem tem preconceito se incomoda quanto o tema é abordado.

  20. 21 porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e o coração insensato deles obscureceu-se.
    22 Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos
    23 e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis.
    24 Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos do seu coração, para a degradação do seu corpo entre si.
    25 Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém.
    26 Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza.
    27 Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão.
    28 Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam.
    29 Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros,
    30 caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais;
    31 são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis.

  21. Geraldo Magela Silva Nossa como você deve sofrer com medo de sair na rua e encontrar um grupo "Heterofobico" que te espanque até voce morrer só porque voce é hetero. Também deve ser dificil acessar a ibternet e ver o quanto de coisas horriveis os LGBT falam de você e te chamam de aberrações e abominações por você ser hetero. Deve ser desconfortavel tambem ser reprimido ppr ser quem você ée massacrado por pessoas Gays que querem que você hetero cobtinue vicendo na margem da sociedade, escondido feito bicho, realmente deve ser muito sofrido ser hetero nos dias de hoje, realmente vocês precisam de defesa e proteção porque essea LGBTs são tão impositores e facistas que chegam a achar que a sexualidade deles devem see a unica e absoluta.

DEIXE UMA RESPOSTA