Evangélico, co-piloto do avião de Eduardo Campos deixou esposa grávida de 7 meses

4

O co-piloto do avião que caiu na última quarta-feira, 13 de agosto, e matou o presidenciável Eduardo Campos, era evangélico. Geraldo Magela Barbosa da Cunha, 44 anos, deixou a esposa grávida de sete meses e um filho.

Mineiro de Governador Valadares, Geraldo tinha larga experiência como piloto profissional, e tinha vivido nos Estados Unidos por muitos anos. Quando estava no país com a mulher, frequentava a Comunidade Cristã Presbiteriana (CPB) de Newark, no estado de Nova Jersey.

A mãe do piloto, Odete Ferreira da Cunha, 73 anos, disse ao jornal Estado de Minas que soube da morte do filho pela televisão, e que a fé a está ajudando a superar o momento: “Eu estava no médico quando vi a notícia. Não cai uma folha de uma árvore sem que seja vontade de Deus. O Senhor está me confortando. É nosso refúgio e nossa fortaleza”, afirmou.

A esposa de Geraldo está nos Estados Unidos, pois havia viajado para preparar o enxoval da menina que nascerá em breve e se chamará Ana. De acordo com o irmão de Geraldo, Rui, a viúva ficou em estado de choque quando recebeu a notícia e precisou ser internada. Josiane voltará para Belo Horizonte quando estiver recuperada.


O pastor Renato Bernarde, que lidera a CPB, usou o Facebook para dar a notícia aos fiéis da denominação, com quem o casal mantinha laços estreitos: “Aos irmãos, congregados e amigos da CPB Newark. Um dos tripulantes do avião que caiu em Santos, São Paulo, onde faleceu o candidato Eduardo Campos, era o nosso Geraldo [Magela Barbosa da] Cunha. Ele está com o Senhor. Josiane, sua esposa, grávida de 7 meses, está aqui em NJ, preparando o enxoval do bebê. Muitos irmãos e amigos estão juntos neste momento de dor com eles. A presença e conforto de Deus são claras. Cubra-os com suas orações e cuidado”.


4 COMENTÁRIOS

  1. Olá amigo.

    Parece que vc. leu o noticiário; e não entendeu a mensagem. O co-piloto, não era político e nem candidato a politico. Era um trabalhador como vc. o simples fato de estar trabalhando para um politico, não quer dizer que ele era um, este tipo de acidente poderia ter acontecido comigo ou com qualquer pessoa, inclusive com vc., se tivesse viajado naquele avião.
    Ele poderia estar pilotando para um maçom, ateu, espirita, católico, muçulmano, para qualquer pessoa, que não professasse nenhuma religião, e dai?
    O verdadeiro cristão, não ofende ninguém, e não da nome aos bois, entendeu?

    J. Campos

  2. Só pra constar, por que existem vários, vá ler a Bíblia. Ser Cristão não é ser alienado.
    Daniel foi nomeado governador sobre todas as províncias,
    José, governador do Egito, SALOMÃO era adolescente quando se tornou rei, Davi, Saul…
    São tantos homens de Deus biblicamente registrado como líderes políticos…
    A pessoa não conhece a bíblia e sai por aí falando qualquer besteira.

  3. Ah! Como é bom o gospel mais, ele simplesmente faz qualquer notícia ter algo gospel e manda aqui. Se não fosse este site…. ficaria desinformada.

    Mas que triste, chegou a hora para ele, se ele fosse um cristão de verdade, estará no céu agora, melhor que nós, já se não foi…

      • da mesma maneira que João viu santos louvando a Deus e pedindo justiça na terra ANTES DO JUIZO FINAL…

        e não se preocupe que o Juizo ainda não veio, quando vier vc saberá…

  4. A morte de um crente em Jesus significa a Passagem para uma Vida Eterna ao lado de Jesus.Ao ressoar da última trombeta os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.As aflições desta vida é passageira para os que Creem no Filho de Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA