Pastor Marco Feliciano relata momentos de tensão durante protesto contra ele em avião: “Fiquei com medo do que poderia acontecer”; Assista

9

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) deu um depoimento sobre as hostilidades dos ativistas durante o protesto contra ele no voo entre Brasília e Guarulhos, e reafirmou que resolveu denunciá-los após chegar à conclusão de que eles acreditavam na impunidade.

No vídeo, publicado pela WAPTV no YouTube, o pastor narra o episódio e afirma que haviam pessoas idosas no avião, e que outros passageiros “tomaram as dores” na situação.

Feliciano diz ainda que não reagiu às provocações por ser pastor e ensinar que se deve “dar o rosto quando alguém te bater”.

O deputado federal e presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) afirmou que o vídeo foi editado pelos próprios ativistas, e que as cenas colocadas por eles no YouTube omitem outras agressões: “Constrangimento, palavrões, xingamentos… Aquele ‘Fora Feliciano’ foram eles… O grupo que estava lá dentro”, disse o pastor.


“Eu fiquei com medo do que poderia acontecer, a aeronave era pequena […] As pessoas ficaram constrangidas… Há um ponto em que o piloto avisa: ‘Olha, se os senhores não sentarem, nós vamos voltar para Brasília’. Quando eu cheguei em São Paulo, na porta do avião já estava a Polícia Federal esperando. Aí a Polícia Federal perguntou se eu queria que encaminhassem as pessoas que haviam feito aquilo pra um inquérito e coisas mais. Eu tinha um compromisso muito sério […] Não ia dar tempo ficar ali, porque isso demora horas. Deixei queto. Só que no dia seguinte, percebi que eles botaram o vídeo, debochando da falta de ação da Polícia Federal, da minha pessoa. Então, por isso eu mandei uma carta para a Polícia Federal e para a procuradoria da Câmara, para que sejam apurados os fatos, porque aquelas pessoas invadiram espaços privados”, relatou o pastor.

Assista:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

9 COMENTÁRIOS

  1. Uma coisa é se fazer de vítima…outra coisa é ser vítima…as imagens…vejam só…postadas por aqueles ATIVISTAS GAYS que ofenderam e ficaram tentando tirar o FELICIANO do sério, inclusive agredindo-o, mostram que ele foi vítima…o problema que os que não gostam de crente, acham que foi algo normal…hehe…queria ver se fosse algum crente fazendo isso com GAYS…hehe

  2. Não sou evangèlico, mas defendo o deputado. Ele agiu corretíssimo. Creio que se eu tivesse no mesmo voô,Agrediria como passageiro estes vagabundos. Os gays estão passando dos limites. E não me venham dizer que estes safados são héteros. Deveriam levar um bom tapa nas orelhas.

DEIXE UMA RESPOSTA