Prefeita lésbica volta atrás e cancela censura a sermões sobre homossexualidade e identidade de gênero nas igrejas

8

A prefeita da cidade de Houston (Texas), Annise Parker, anunciou na última quarta feira (29/10) que irá retirar as intimações que havia feito para que cinco pastores da cidade submetessem seus sermões a uma análise prévia da prefeitura, caso os mesmos tratassem assuntos como a homossexualidade e a identidade de gênero, ou até mesmo se apenas citassem a prefeita ou sua gestão.

A determinação contra a liberdade de expressão dos líderes religiosos havia sido feita após eles se posicionaram publicamente contra que lei sobre “Igualdade de Direitos” que permite, entre outras coisas, que homens e mulheres usem banheiros destinados a pessoas do sexo oposto.

Após as intimações contra os pastores virem a público, diversos outros ministros e instituições religiosas se manifestaram em apoio a eles, que estão sendo chamados de “Houston Five” (“Os Cinco de Houston”). Após a grande repercussão do caso, Parker voltou atrás em sua decisão e anunciou a retirada das intimações contra os pastores.

– Depois de muita contemplação e discussão, eu estou dirigindo o departamento jurídico da cidade para retirar as intimações emitidas contra os cinco pastores de Houston que entregaram as petições para a cidade de Houston e que indicaram que foram responsáveis pelo total esforço desta petição – anunciou a prefeita.


– É extremamente importante para mim, para proteger a nossa portaria de direitos iguais da revogação, e é extremamente importante para mim, ter certeza de que todos os cidadãos de Houston sabem que suas vidas são valiosas, protegidas e reconhecidas – completou Parker.

Segundo informações do The Christian Post, a decisão da prefeita em retiras as intimações contra os cinco pastores veio poucos dias antes do “I Stand Sunday”, evento em que várias celebridades, entre eles o ex-governador do Estado de Arkansas, Mike Huckabee, e membros do elenco da série “Dynasty Duck”, se uniriam em favor dos pastores.

Conhecida pela sigla “HERO”, a lei aprovada pela prefeita alterou o Código de Ordenanças de Houston, que proíbe a discriminação em locais públicos e do emprego privado, com base em “características protegidas”. A lei motivou uma grande polêmica na cidade, sobretudo porque, segundo seus opositores, ela terá várias consequências não intencionais, como permitir que os homens transexuais usem banheiros femininos.


8 COMENTÁRIOS

  1. O certo era pedir para que as pregações não incentivassem a homofobia. Que ressaltasse que a normatização contida na bíblia diz respeito apenas aos cristãos. Os demais grupos de uma sociedade plural, não tem nada a ver com isso e nem podem ser forçados a viver conforme essa normatização religiosa. Ou seja, pregar que a homossexualidade é pecado, mas de forma respeitosa. Para que esses cristãos, não se virem satanases* de outras pessoas no meio social.

    E pra quem acha isso impossível. Tem igrejas que já fazem isso. Outras religiões, se quer tocam na questão da sexualidade e fazem dela uma particularidade de cada pessoa.

    Como diria o respeitável cristão, Fábio de Melo(Padre): “As questões sexuais tomaram um peso muito grande na religião cristã. Pq disso, eu não sei”

    E uso essa frase pra dizer que esse peso, acabou sendo pesado demais. Sejamos francos, coisas muito ruins foram feitas por conta disso. Vidas destruídas pq legiões de cristãos não foram ensinados a respeitar as diferenças em uma vida social, plural e em modernização constante. Salvo alguns casos, é claro.

    E quando falamos do catolicismo se modernizando. Creio que os católicos, pelo menos os mais atuais, estão percebendo isso que eu acabei de dizer. Eles não vão dar seu aval para o pecado. Mas podem estar querendo encerrar a discriminação causada por esse peso absurdo, que a questão tem dentro do cristianismo.

    • SLASH

      O que você pede é praticamente impossível. Pois só o fato de alguém citar algum versículo bíblico que classifique o homossexualismo como pecado perante Deus, já é considerado “homofobia” pela grande maioria dos ativistas gays, mesmo que esse pregador fale que é imprescindível amar o próximo.

      E para quem tem a bíblia como um livro sagrado, é impossível falar algumas coisas e omitir outras. Por isso outra religiões não se incomodam com a questão da homossexualidade. E quem tenta “aliviar” um pouco a coisa, na verdade está com medo da opinião pública, ou de ser taxado de preconceituoso e etc.

      Então creio a coisa ficará assim: Vocês continuaram a nos taxar de “fanáticos”, “preconceituosos”, “evanjegues” e etc.

      E nós continuaremos a dizer que o homossexualismo é pecado perante Deus, pois, “Mais importa agradar a Deus que aos homens”

      A única coisa que se deve evitar é o incentivo à violência, pois Cristo sempre repudiou toda e qualquer tipo de violência.

      • isso mesmo Elder, vamos continuar pregando a palavra de DEUS doa a quem doer, quem fizer amizade com o mundos será inimigo de DEUS.
        ser gay e lesbica é pecado, DEUS disse e pronto, quem não quer aceitar a palavra de DEUS não podemos fazer nada, vamos continuar fazendo o que JESUS mandou, pregando a verdade.

  2. Só uma reflexão.

    Uma pessoa “ex-gay” deixa de se “molhar” ou ficar “excitada” pelo mesmo sexo, apenas por estar perto de alguém? Cessa todas as atrações possíveis?

    Tudo isso não é intrinsecamente ruim sob o olhar dos fundamentalistas? Então pela lógica, a pessoa precisa de “cura”, como se fosse doença física – ou apenas psicológico na visão de alguns – sendo que muitas vezes não se há observação de diferentes casos…

    Quem procura por curiosidade e quem é “assim” desde que nasceu, são dois casos. Num, não determina sexualidade, noutro, já é externalizado. Alguns conotam que a personalidade da pessoa é fator de julgá-la como gay ou não, sem ao menos ela ter contato sexual na vida.

    Uma pessoa é convertida então quando deixa as “personalidades” que não condiz com o seu “sexo”? Oras, diga isso a seu filho que é efeminado de nascença por exemplo. Já tive conhecidos que eram criticados apenas por terem vozes finas, e nem eram homossexuais. Querem criar doutrina até sobre o organismo da pessoa….

    Fico indagando sempre, qual a lógica de Deus criar um ser humano com tendências “mortais para a alma”? Para a pessoa provar a Deus que o ama e que seguira o caminho de sofrimento em prol Dele?

    Essa visão é de um católico medieval, caso haja evangélico/protestante ainda se equiparando a eles nesse pensamento, fico até em dúvida se nessa questão, os católicos conservadores estão certos – até porque demônios não iriam querer perder almas- valendo citar que na Igreja Católica foi dito uma vez que “até os demônios tem vergonha da homossexualidade devido À natureza antiga angelical”, sendo frases ditas pelo próprio Jesus em uma aparição a uma santa, a quem ele mesmo diz que sente vergonha de tais atos.Tendo fontes, mas apesar disso, fica a livre arbítrio crer ou não, em minha humilde opinião, não posso descartar psicose – quem muito deseja ver algo, vê de tanto desejar por causa do cérebro.

    É triste sempre refletir e as respostas parecerem as mesmas, no que se refere À pessoa nessa situação – ligado à homossexualidade -, caso se siga a lógica fundamentalista.

    Fica aquela questão… o simples fato da pessoa sentir, mesmo não desejando, tira ela da chance de ver a Deus após a morte? Ou ela precisa “se libertar”, para que Jesus a aceite?

    Creio que Deus dá exceção com base na força da pessoa. Deus é justo e misericordioso. Se a pessoa não quer compor uma família, Deus iria obrigá-la? É autoritário dizer que só quem foi hétero criando familia que irá herdar o céu.

    Resta a nós dizer “coitadinhos dos homossexuais que, mesmo com virtude dentro do cristianismo, se iludem com a salvação”? “coitado deles, são deficientes mentais”?

    E aí? Qual a opinião de vocês?

  3. Deus não criou ninguém gay, o que ocorre é que o pecado degenerou o homem no seu espírito, alma e corpo. O pecado é mais letal do que todo veneno que existe, mais forte do que a bomba atômica, contagia tudo, contamina todo o curso da natureza, alterou toda a perfeição que o homem tinha no passado. Veja o que disse o sábio em Eclesiastes 7.29: Vede, isto tão somente achei: que Deus fez ao homem reto, mas ele buscou muitas invenções. A partir desse princípio podemos entender que todo comportamento estranho que o homem tem não vem de Deus. Veja o que está escrito em I Cor. 6.10. Agora leia também o versiculo 11. Jesus transforma o homem dessas atitudes estranhas. Leia a Bíblia, meu amigo. Não fique focado nas filosofias de homens sem Deus não! A sabedoria humana para Deus é loucura. I Cor. 2.1-15. I Cor. 1.19-25.

DEIXE UMA RESPOSTA