Série que conta escândalos sexuais e financeiros de uma igreja estreia na Netflix

1

A série de TV Greenleaf estreou na Netflix na última sexta-feira, 03 de março, contando os bastidores de uma igreja evangélica fictícia, em que ocorrem escândalos diversos e expõe a ganância e promiscuidade da família do pastor.

Greenleaf estreou na TV norte-ameticana no dia 21 de junho de 2016, no canal OWN, de propriedade da apresentadora Oprah Winfrey. A igreja que serve de pano de fundo para os casos de adultério e outros “podres” é formada predominantemente por negros, na cidade de Memphis.

À época do lançamento, a sinopse dizia que a pregação fervorosa do pastor James Greenleaf esconde diversas falhas e problemas familiares. A história é contada a partir do ponto de vista da pastora Grace, filha do meio de James, que começa a notar coisas fora do lugar depois de um reencontro com parentes que ela não via há 20 anos, no funeral de sua irmã, Faith, que morreu de forma misteriosa.

+Netflix passará a disponibilizar pregações evangélicas a seus usuários

De acordo com informações do portal Uol, a base doutrinária da igreja é a Teologia da Prosperidade, que incentiva os fiéis a buscarem a riqueza na Terra.


Essa abordagem leva o pastor James a deslizes e o coloca em situação delicada quando surge uma ameaça de investigação do uso dos dízimos e ofertas. Isso resulta em uma intrincada trama entre políticos e pastores, transformando a série numa espécie de narrativa de casos reais que surgem no noticiário.

Confira o trailer da série:

Assine o Canal

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA