SoulPulse: Pastor lança aplicativo que promete “medir e estimular o crescimento espiritual” dos usuários

0

Qualquer pessoa que tenha às mãos um celular smartphone ou um tablete utiliza diariamente um grande número de aplicativos para as mais variadas funções. Ultrapassando a barreira de apenas acessar a conta bancária através do aplicativo do banco, ou estar em contato com amigos pelo Facebook ou WhatsApp, aplicativos com teor religioso têm se tornado cada vez mais comuns.

Além dos já tradicionais aplicativos da Bíblia Sagrada, já existem aqueles que oferecem mensagens de fé, reflexões baseadas em mensagens bíblicas, hinários, ilustrações de passagens bíblicas, jogos de perguntas e respostas e até mesmo um que promete “calar o diabo”. Agora, o mais recente lançamento desse segmento é o “SoulPulse”, que trás como proposta o “crescimento espiritual” de seus usuários.

Tendo como um de seus idealizadores o pastor presbiteriano John Ortberg, “SoulPulse” (Pulso da Alma), foi desenvolvido por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Connecticut. O projeto inicial era transformar a ideia em um site, mas presença maciça dos celulares acabou mudando o rumo do projeto.

A ideia do aplicativo é “medir” e estimular nos usuários um maior conhecimento de sua vida espiritual. A proposta é análoga à dos já conhecidos aplicativos de fitness, que ajudam atletas e pessoas comuns a medirem e controlarem sua atividade física, ciclos de sono e alimentação.


Para que a medição seja feita, o aplicativo proporá diariamente, durante duas semanas, duas pequenas pesquisas sobre temas como o relacionamento com o próximo, segurança emocional, estado de saúde, a percepção de estar em paz com Deus e o sentimento de realização espiritual.

As respostas dessas pesquisas criam um perfil que serviria para “medir” a espiritualidade do usuário do aplicativo, ajudando-o a “medir o pulso” de sua alma. Com base nessas pesquisas, um relatório final poderá ser gerado, com dicas para melhoria da vida espiritual.

Segundo o Washington Post, a equipe de desenvolvimento do aplicativo conta com psicólogos e sociólogos que baseiam suas pesquisas em torno das práticas espirituais no conceito cunhado pelo psicólogo húngaro Mihaly Csikszentmihalyi sobre os fluxos da vida.

– Essa ideia surgiu pois estou interessado em psicologia, espiritualidade e a natureza da condição humana – explicou Ortberg, afirmando ainda que apesar de concordar que “as coisas espirituais nem sempre são quantificáveis”, o aplicativo pode ajudar na formação de uma disciplina na busca pela presença de Deus, em meio ao ritmo de vida agitado da atualidade.

– Por que as pessoas mudam ou não mudam? Por que é tão difícil mudar? O que você precisa saber sobre si mesmo para se tornar alguém melhor? Estas parecem ser lacunas abertas em nosso conhecimento… Sua alma é mais importante do que seu corpo. Se podemos monitorar o corpo, de maneiras muito íntimas e precisas, identificar o bem-estar emocional e espiritual é algo muito valioso – completa o pastor, que é doutorado em psicologia.

SEM COMENTÁRIOS

  1. Dan, medir a santidade de uma pessoa, seguindo determinadas normas até que é interessante, mas quem vai querer fazer essa medição? Que aplicativo é esse? Como posso saber mais sobre o assunto? Vai ser igual ao aparelho digital de medir pressão e pulsação? Se fosse seria melhor ainda, mas pelo que entendi depende de determinados conceitos, uma espécie de análise que fazemos de nós mesmos, bem se for isso, não precisa de nenhum aplicativo, com a Bíblia e com a oração nós fazemos essa análise. É assim: vc olha para cima, para Deus, se a tua consciência não te acusa de nada é sinal que vc está bem com Deus. Vcs acham que precisa mesmo deste aplicativo citado acima? É preciso explicar melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA